CPI dos Contratos coloca Braide no centro das investigações

CPI dos Contratos coloca Braide no centro das investigações

Pelo menos 25 con­tratos emer­gen­ci­ais, fir­ma­dos pelo Municí­pio de São Luís com difer­entes empre­sas, estão sob inves­ti­gação de uma Comis­são Par­la­men­tar de Inquéri­to (CPI), insta­l­a­da pela Câmara Munic­i­pal de São Luís. Os acor­dos foram real­iza­dos des­de o primeiro ano da admin­is­tração de Eduar­do Braide (PSD), em 2021.

Entre os acor­dos sob sus­pei­ta está o con­tra­to com a Pier77, do empresário e ex-asses­sor de Braide na Assem­bleia Leg­isla­ti­va, Arthur Hen­rique Segal­la de Car­val­ho Pereira, con­heci­do como “Sor­riso”. A empre­sa dele foi con­trata­da por mais de R$ 18 mil­hões para fornecer refeições a unidades de saúde da cap­i­tal.

Além da dis­pen­sa de lic­i­tação e do val­or vul­tu­oso, a qual­i­dade das refeições tem sido ques­tion­a­da. O assun­to foi parar na Assem­bleia Leg­isla­ti­va, com os dep­uta­dos Yglé­sio Moy­ses e Welling­ton do Cur­so falan­do sobre relatos da pou­ca quan­ti­dade e qual­i­dade das refeições.

Em vez de ten­tar se explicar para a sociedade ludovi­cense, Braide silen­ciou e exoner­ou vários profis­sion­ais do setor respon­sáv­el por lic­i­tações na admin­is­tração munic­i­pal, em uma ten­ta­ti­va de se dis­tan­ciar do fato.

Não é a primeira vez que Braide ado­ta o mes­mo expe­di­ente. Em fevereiro deste ano, servi­dores da Sec­re­taria de Cul­tura (Secult) foram alvos de uma ação pare­ci­da: um con­tra­to sus­peito fir­ma­do com um insti­tu­to de edu­cação da per­ife­ria de São Luís que, após ser expos­to, resul­tou na exon­er­ação de profis­sion­ais e até do então chefe da pas­ta, Mar­co Duailibe.

0 0 votos
Classificação
Se inscrever
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x