Novo Caso de Improbidade Administrativa Envolvendo Secretário Coringa Diego Rodrigues

Novo Caso de Improbidade Administrativa Envolvendo Secretário Coringa Diego Rodrigues

 

O Secretário Coringa Diego Rodrigues, já con­heci­do por polêmi­cas envol­ven­do lib­er­ações ile­gais de veícu­los apreen­di­dos, ago­ra enfrenta acusações de impro­bidade admin­is­tra­ti­va ( crime grave admin­is­tra­ti­vo), em relação a um con­tra­to de emergên­cia. No caso em questão, seu ante­ces­sor Diego Baluz con­tra­tou a empre­sa Cer­ro Con­struções e Sinal­iza­ção Ltda. para realizar serviços de implan­tação, fornec­i­men­to e manutenção da sinal­iza­ção viária na cap­i­tal, sem pas­sar por lic­i­tação, no val­or de R$ 8.048.930,10.

O con­tra­to de emergên­cia, que tin­ha vigên­cia de 180 dias, expirou em 22 de abril de 2023. No entan­to, des­de então, a pop­u­lação tem relata­do a fal­ta de sinal­iza­ção em várias vias da cidade, geran­do pre­ocu­pações com a segu­rança no trân­si­to. Um exem­p­lo foi evi­den­ci­a­do em uma reportagem do pro­gra­ma “Bom Dia Mirante”, que desta­cou a fal­ta de sinal­iza­ção no cruza­men­to da Av. Alari­co Pacheco com a Aveni­da 4, após obras de reca­pea­men­to.

Após a veic­u­lação dessa matéria, a SMTT tomou medi­das para sinalizar a Aveni­da 4, incluin­do a pin­tu­ra de uma ciclo­faixa. Além dis­so, a sinal­iza­ção foi exe­cu­ta­da na área do Con­domínio Pedra Caí­da, obra inau­gu­ra­da pelo Prefeito Eduar­do Braide e ampla­mente divul­ga­da em suas redes soci­ais. Con­tu­do, isso lev­an­ta pre­ocu­pações, uma vez que o con­tra­to orig­i­nal já havia expi­ra­do.

Espe­cial­is­tas con­sul­ta­dos apon­tam para a irreg­u­lar­i­dade desse pro­ced­i­men­to, citan­do o arti­go 59 da Lei nº 8.666/1993, que declara a nul­i­dade de atos dessa natureza. A ausên­cia de cober­tu­ra con­trat­u­al pode resul­tar em uma obri­gação de ind­eniza­ção e apu­ração da respon­s­abil­i­dade.

Diante dess­es acon­tec­i­men­tos, fica o Secretário Diego Rodrigues “Coru­ji­to” obri­ga­do a prestar infor­mações trans­par­entes sobre como os serviços de sinal­iza­ção estão sendo exe­cu­ta­dos sem um con­tra­to váli­do, e esclare­cer qual empre­sa está encar­rega­da pelos serviços. Essa con­du­ta do Secretário lev­an­ta questões que mere­cem ser apu­radas pelo Min­istério Públi­co Estad­ual, Tri­bunal de Con­tas do Esta­do do Maran­hão ou pela Con­tro­lado­ria Ger­al do Municí­pio. A con­tinuidade irreg­u­lar dos serviços sem con­tra­to rep­re­sen­ta uma grave ile­gal­i­dade que exige inves­ti­gação rig­orosa.

Em tem­po : esse pode ser um dos maiores esque­mas de cor­rupção já feito na  SMTT pelo atu­al secretário e a empre­sa que está pin­tan­do e sinal­izan­do, sem ter con­tra­to nen­hum com a prefeitu­ra , em out­ra postagem dare­mos  mais detal­h­es …

0 0 votos
Classificação
Se inscrever
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x