Máfia do Bandeco: sai Sorriso, entra Pedro Yan

Máfia do Bandeco: sai Sorriso, entra Pedro Yan

 

O escân­da­lo dos “ban­de­cos” do prefeito Eduar­do Braide gan­ha um novo capí­tu­lo, à medi­da que o man­datário do exec­u­ti­vo munic­i­pal ten­ta se dis­tan­ciar silen­ciosa­mente, mas é alcança­do pelos fatos.

Após ter a prox­im­i­dade expos­ta com o empresário e seu ex-asses­sor dos tem­pos de Assem­bleia Leg­isla­ti­va, Arthur Hen­rique Segal­la de Car­val­ho Pereira, o “Sor­riso”, a bola da vez ago­ra atende pelo nome de Pedro Yan Sá Pin­to.

Tudo começou quan­do Braide fechou um con­tra­to emer­gen­cial de mais de R$ 18 mil­hões com a empre­sa Pier77, de Sor­riso, para o fornec­i­men­to de refeições às unidades de saúde da cap­i­tal. Os ques­tion­a­men­tos sobre o acor­do levaram a uma exon­er­ação em mas­sa no setor de con­tratos da prefeitu­ra e a uma CPI na Câmara Munic­i­pal.

Mes­mo com atu­al prefeito fora da Assem­bleia, Sor­riso con­tin­ua com seus ten­tácu­los fin­ca­dos por lá.

Pedro Yan Sá Pin­to recebe R$ 14.168,00 para ser asses­sor de Fer­nan­do Braide, irmão do prefeito de São Luís e dep­uta­do estad­ual licen­ci­a­do. A infor­mação pas­saria bati­da, se não fos­se por um detal­he: o e‑mail dele está cadastra­do no domínio da mes­ma Pier77, que está sob os holo­fotes des­de a rev­e­lação do con­tra­to emer­gen­cial com o qual foi brinda­da.

Se não bas­tasse esse fato, exis­tem várias fotos dele par­tic­i­pan­do de cam­pan­has políti­cas jun­to aos irmãos, mostran­do que a lig­ação da empre­sa com a família Braide vem de lon­ga data e con­tin­ua mais forte do que nun­ca.

0 0 votos
Classificação
Se inscrever
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x