Polícia Federal deflagra operação contra madeireiras ilegais localizadas nos municípios de Buriticupu e Bom Jesus das Selvas/MA.

Polícia Federal deflagra operação contra madeireiras ilegais localizadas nos municípios de Buriticupu e Bom Jesus das Selvas/MA.

 

Foram inuti­liza­dos 12 motores de ser­rarias e um cam­in­hão car­rega­do de madeira ser­ra­da na hora da abor­dagem.

 A Polí­cia Fed­er­al no Maran­hão, com apoio do ICM­Bio e da Polí­cia Penal Estad­ual, defla­grou, nos dias 09 e 10 de jul­ho, a Oper­ação Araribóia Livre VI, com ações em madeireiras ile­gais local­izadas nos municí­pios de Buritic­upu e Bom Jesus das Selvas/MA.
A ação faz parte de uma estraté­gia de pro­teção con­tra a extração ile­gal de madeira de ter­ras indí­ge­nas, espe­cial­mente da Ter­ra Indí­ge­na Araribóia, a maior da região.
Durante a oper­ação, foram inuti­liza­dos 12 motores de ser­rarias e um cam­in­hão vel­ho que esta­va car­rega­do de madeira ser­ra­da na hora da abor­dagem.
Entre as madeiras iden­ti­fi­cadas, estavam o Pau d’Arco (Ipê), Maçaran­du­ba, Já tobá e até Piquizeiros.

A madeira apreen­di­da foi des­ti­na­da à Sec­re­taria de Admin­is­tração Pen­i­ten­ciária do Maran­hão, respon­sáv­el pela guar­da até a des­ti­nação defin­i­ti­va. Quan­do for con­cluí­da a doação, a madeira poderá ser tra­bal­ha­da pelos pre­sos como for­ma de remição de pena.

Durante a ação, foi ver­i­fi­ca­do, ain­da, que os tra­bal­hadores atu­avam em condições degradantes, dor­min­do em pequenos bar­racões de lona, sem qual­quer doc­u­men­tação tra­bal­hista e sem condições mín­i­mas de higiene e/ou de equipa­men­tos de segu­rança.

Os pro­pri­etários das madeireiras já foram iden­ti­fi­ca­dos e as inves­ti­gações prosseguirão tam­bém em relação aos crimes conex­os, como o crime de redução à condição análo­ga à de escra­vo, art. 149‑A, Fur­to de Ener­gia, art. 155, §3º e Recep­tação qual­i­fi­ca­da, Art. 180, §3º, todos do Códi­go Penal.

A Polí­cia Fed­er­al reforça que a extração ile­gal de madeira é crime pre­vis­to no art. 50‑A da Lei de Crimes Ambi­en­tais, que tem pena pre­vista até 4 anos.

Comu­ni­cação Social da Polí­cia Fed­er­al no Maran­hão
cs.cxa.ma@pf.gov.br
Tele­fone: (99) 3422–6507

0 0 votos
Classificação
Se inscrever
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x