Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Governo Flávio Dino quer expulsar delegados da Polícia Civil de prédio em São Luís

Em Notificação, governo Dino fala até em usurpação do imóvel pela ADEPOL

O Governo Flávio Dino (PC do B), notificou extrajudicialmente a Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Maranhão – ADEPOL, para que no prazo máximo de 30 (trinta) dias, entregue o prédio de propriedade do governo estadual, que estava cedido em caráter de comodato à entidade. 

Segundo a Notificação Extrajudicial, o fato se dá em vista do término da vigência do Contrato de comodato firmado entre o Estado do Maranhão e a ADEPOL, cujo objeto é o imóvel de propriedade do Estado, situado na Rua da Palma, n. 322, Centro, nesta Capital.

No final, da Notificação o governo Dino ratifica as sanções cabíveis, em caso de não cumprimento, o executivo fala em Usurpação do imóvel pela entidade.

Desta feita, tratando-se de imóvel de propriedade do Estado, cuja cessão à ADEPOL expirou em 10 de maio de 2002, a permanência da ocupação pela Associação representada por Vossa Senhoria caracteriza ato de esbulho, a desafiar a adoção das medidas judiciais cabiveis.

Veja abaixo, o teor da notificação:

ESTADO DO MARANHÃO
PROCURADORIA GERAL DO ESTADO
PROCURADORIA DO PATRIMÔNIO E DO MEIO AMBIENTE.

NOTIFICAÇÃO EXTRAJUDICIAL

Tendo em vista o término daTendo em vista o término da vigência do Contrato de comodato firmado entre o Estado do Maranhão e a ADEPOL, cujo objeto é o imóvel de propriedade do Estado, situado na Rua da Palma, n. 322, Centro, nesta Capital, NOTIFICO Vossa senhoria, na qualidade de representante legal da Associação dos Delegados de Policia Civil do Maranhão, reiterando os oficios e notificações encaminhadas pela Secretaria Adjunta de Gestão, Modernização e Patrimônio, para que, em até 30 (trinta dias), a contar do recebimento desta Notificação, efetue a devolução do imóvel identificado para supra, mediante entrega das chaves na sede da Secretaria Adjunta situada na Av. Jerônimo de Albuquerque, s/n, Centro Administrativo do Estado, Edificio Clodomir Milet, 5° Andar.

Ressalte-se que a Secretaria de Segurança Pública reiterou por meio do Oficio 1906/2016 GAB/SSP a necessidade de retomada do imóvel, com o objetivo de instalar o seu Arquivo Geral.

Desta feita, tratando-se de imóvel de propriedade do Estado, cuja cessão à ADEPOL expirou em 10 de maio de 2002, a permanência da ocupação pela Associação representada por Vossa Senhoria caracteriza ato de esbulho, a desafiar a adoção das medidas judiciais cabiveis. vigência do Contrato de comodato firmado entre o Estado do Maranhão e a ADEPOL, cujo objeto é o imóvel de propriedade do Estado, situado na Rua da Palma, n. 322, Centro, nesta Capital, NOTIFICO Vossa senhoria, na qualidade de representante legal da Associação dos Delegados de Policia Civil do Maranhão, reiterando os oficios e notificações encaminhadas pela Secretaria Adjunta de Gestão, Modernização e Patrimônio, para que, em até 30 (trinta dias), a contar do recebimento desta Notificação, efetue a devolução do imóvel identificado para supra, mediante entrega das chaves na sede da Secretaria Adjunta situada na Av. Jerônimo de Albuquerque, s/n, Centro Administrativo do Estado, Edificio Clodomir Milet, 5° Andar.

Ressalte-se que a Secretaria de Segurança Pública reiterou por meio do Oficio 1906/2016 GAB/SSP a necessidade de retomada do imóvel, com o objetivo de instalar o seu Arquivo Geral.

Desta feita, tratando-se de imóvel de propriedade do Estado, cuja cessão à ADEPOL expirou em 10 de maio de 2002, a permanência da ocupação pela Associação representada por Vossa Senhoria caracteriza ato de esbulho, a desafiar a adoção das medidas judiciais cabiveis.

 

Dia dos estudantes: Umes parabeniza todos os estudantes maranhenses

Neste simbólico mês de agosto, período em que historicamente os jovens brasileiros ocupam as ruas por mudanças efetivas na educação, meia passagem e apoio a liberdade social, a União Municipal dos Estudantes, histórica entidade de defesa dos interesses estudantís vem a público parabenizar todos aqueles que contribuíram de forma benéfica a entidade, bem como, desejar a todos os estudantes maranhenses um feliz dia dos estudantes e uma jornada de lutas em prol da melhoria da educação pública e de qualidade.

Mobilização durante todo o mês de agosto

A Umes está reestruturando a mobilização de grêmios, diretórios acadêmicos e diretórios centrais dos estudantes, a fim de unificar suas bandeiras para chamar atenção dos entes públicos, a necessária valorização da classe estudantil, dos professores e melhorias significativas do ensino aprendizagem.

“Neste dia dos estudantes, a Umes lança em parceria com a Secretaria de Estado da Educação, o programa ‘Mais Estágio’, importante meio de garantir aos estudantes de ensino médio uma oportunidade de geração de emprego e renda, para participar, basta ser aluno regular de ensino médio em escolas da rede pública e particular do estado, contudo, o estudante de escola pública tem preferência no preenchimento das vagas”, disse Marcelo Matos, presidente da Umes.

A luta pelo passe livre não será esquecida

Neste dia de lutas e glórias, a Umes reforça o sentimento da garantia em defesa do Passe Livre estudantil e a nova gestão criará datas com passeatas e atos públicos em defesa dos direitos dos estudantes.

Sede Admistrativa passa por reformas

“Passamos por um período difícil, muitos anos  com as portas fechadas, entidade sucateada e com muitas dívidas, estamos superando esta fase e tão logo apresentaremos um balanço das ações desenvolvidas pela nova gestão, garantindo que iremos equacionar probemas antigos e entregar aos estudantes, não só a sede admintrativa plenamente reformada e em funcionamento, bem como uma sede social recreativa para os estudantes, afirma o presidente.

Contra os golpes, defesa da Constituição, contra as reformas que tiram direitos dos trabalhadores

É preciso respeitar a Constituição e garantias dos trabalhadores, “O golpe na Previdência, não é uma reforma, é apenas mais um golpe dos muitos já protagonizados pelos opressores que estão atualmente no poder, pois, retira direitos da classe trabalhadora”, não apoiamos quem suprime os direitos do trabalhadores conquistados ao longo de de muitas lutas.

Esporte, Cultura, Lazer, diversão e Arte serão também lutas e conquistas deesta nova gestão

Dias de lutas e dias de glórias!!! Gestão “Quem vem com tudo não cansa” Umes 2017-2019

Flávio Dino de olho no Supremo Tribunal Federal

Citado na Operação Lava-jato, como recebedor de propinas, governador do Maranhão deve responder inquérito no STJ sem que a Assembleia Legislativa autorize  

STJ poderá abrir ações penais e até afastar governadores já neste ano

O Supremo Tribunal Federal retoma, nesta quarta-feira (9), o julgamento de três ações que questionam a autorização prévia do Legislativo estadual para processar e julgar governadores por crimes comuns na Bahia, no Rio Grande do Sul e no Distrito Federal.

Os ministros deverão reafirmar o novo entendimento da corte de que ação penal contra governador não precisa desse aval dos deputados estaduais

As ações foram ajuizadas pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil e pela Procuradoria-Geral da República. A apreciação dos casos foi iniciada em julho de 2016. O relator, ministro Dias Toffoli, julgou procedentes os pedidos. Na época, o julgamento foi interrompido por pedido de vista do ministro Luís Roberto Barroso.

Em maio deste ano, o Plenário do STF mudou sua jurisprudência e definiu que o Superior Tribunal de Justiça pode processar governadores sem a autorização. Ficou decidido que os relatores de casos semelhantes poderiam decidir monocraticamente as ações, aplicando o novo entendimento, sem passar novamente pelo Pleno. Acontece que o STF já havia iniciado o julgamento dessas três ações, e por isso elas tiveram que voltar à pauta.

No julgamento anterior, os ministros aprovaram, por unanimidade, a seguinte tese: “É vedado às unidades federativas instituírem normas que condicionem a instauração de ação penal contra governador, por crime comum, à previa autorização da casa legislativa, cabendo ao Superior Tribunal de Justiça dispor, fundamentadamente, sobre a aplicação de medidas cautelares penais, inclusive afastamento do cargo”.

Denúncia: ‘Alerta Segurança’ foi punida pela PF e presta serviço irregular em Shopping de São Luís

O Blog recebeu denúncia que a Empresa ‘Alerta Seguranaça’, foi Cancelada Punitivamente em definitivo pela Polícia Federal por irregularidades

Empresa faz a segurança patrimonial do Shopping Tropical e teve seu registro cancelado junto a PF, ou seja, está trabalhando de forma irregular. 

Vigilantes que prestam serviços à empresa devem ficar sem receber os vencimentos.

Situação : CANCELADA PUNITIVAMENTE EM DEFINITIVO
CNPJ : 07.275.436/0001-32
Razão Social : ALERTA SEGURANÇA PRIVADA LTDA
Endereço : RUA ANTONIO RAPOSO, 439A
Bairro : CUTIM ANIL
Cidade : SÃO LUÍS
UF : MA
Atividade(s) Autorizada(s): VIGILÂNCIA PATRIMONIAL

Balão de ensaio comunista!!! Roseana não foi convidada para Ministério

Grupo oposicionista à ex-governadora especulou e criou o factóide após o arquivamento da denúncia da PGR ao presidente Michel Temer

Factóide criado para tentar embaraçar a candidatura de Roseana (PMDB), ao governo do Maranhão, não passa de um “plano mirabolante”, aos moldes do “Cebolinha”, o objetivo é tentar um contrangimento a ex-governadora, uma vez, que o presidente da República tem outros e vários compromissos com a bancada federal que lhe dá sustentação.

Embora a ex-governadora tenha fortes aliados no Congresso Nacional, ela não teve e não tem direito em votações que garantam conforto à Temer, no máximo, ela teria força em articular o apoio de alguns deputados federais maranhenses.

Além do mais, cai totalmente por terra o “balão de ensaio” comunista para tentar criar constragimento a Roseana, que permanece na capital federal.

Em tempo: Blogs alinhadas ao governo Flávio Dino (PC do B), passaram o final e o começo da semana, se revezando em espalhar o boato nas redes sociais.

E mais: A ex-governadora não assumiu e tampouco declarou a qualquer aliado, que assumiria alguma coisa no governo federal.

Pra fechar: Qual seria o medo, que os oposicionistas tem em relação à ex-governadora assumir um ministério??? Ninguém joga pedra em árvore que não dá frutos…

Faltam 426 dias para as eleições e muitos factóides ainda vão rolar nas redes sociais, fique de olho…   

Prefeitura de São Luís entrega mais duas escolas reformadas

A meta da Prefeitura é entregar até dezembro 120 escolas do ensino básico totalmente reformadas

A Prefeitura de São Luís entregou ontem (8), mais duas escolas reformadas e equipadas, até o momento, a gestão já entregou, 60 unidades educacionais. A previsão da gestão de Edivaldo Holanda Júnior (PDT) é de que até o fim de setembro mais 20 escolas sejam entregues aos alunos com uma nova estrutura.

Tanto na Educação como em outras áreas como Saúde e Infraestrutura, as ações fazem parte do planejamento da gestão para marcar a comemoração dos 405 anos de São Luís. Hoje, por exemplo, mais duas escolas foram entregues: Unidades de Educação Básica (U.E.B.) Hortência Pinho, no Coqueiro; e São José de Itapera, no Itapera, ambas na zona rural da Ilha.

A meta da Prefeitura é entregar até dezembro 120 escolas do ensino básico totalmente reformadas com espaços mais adequados para os alunos e professores e ainda salas de aulas climatizadas. As obras que estão sendo realizadas incluem recuperação das salas de aulas, reformas nos telhados e forros e troca de instalações elétricas. Aliado a esse trabalho na estrutura física, estão sendo disponibilizados nas unidades de ensino equipamentos que contribuem para o aprendizado em salas de aulas, bibliotecas e salas de informática.

“Estamos com 40 escolas passando por reformas e assim contemplando milhares de alunos com espaços mais apropriados ao seu processo de ensino-aprendizagem”, afirmou Edivaldo Júnior nesta segunda durante a entrega das duas escolas.

A ação da gestão do pedetista na educação traz para a capital maranhense um novo momento no cenário educacional. Após planejamento, a Prefeitura vem agindo tanto na parte física das escolas como também no trabalho de qualificação dos profissionais para garantir uma educação de qualidade aos alunos da rede municipal de ensino e assim elevar os indicadores educacionais do município.

O trabalho desenvolvido faz parte do programa “Educar Mais”, da Secretaria Municipal de Educação (Semed). Segundo o secretário, Moacir Feitosa, além da preocupação com a parte pedagógica, a Prefeitura busca agora levar aos alunos e professores espaços adequados com mais conforto. “Todas as escolas serão entregues equipadas com o que é necessário do ponto de vista pedagógico e de infraestrutura. Todas as salas estão sendo climatizadas para proporcionar mais conforto e bem-estar aos alunos”, disse Feitosa.

Astro decreta luto oficial de 3 dias na Câmara Municipal de São Luís

Astro disse que a arte de João Chiador é marcante e eterna

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum, decretou luto oficial de 3 (três) dias pela morte do ícone da cultura popular maranhense, João Chiador.  “Perdemos um dos sustentáculos da cultura popular do Maranhão. Muito marcante o nosso João Chiador, a exemplo de Coxinho, de Humberto de Maracanã e outros gigantes da nossa arte. Nossa cidade e nosso Estado estão de luto por essa grande lacuna que se abre no bumba-boi, que é a maior expressão da nossa cultura popular”, disse.

João Chiador teve um Acidente Vascular Cerebral (AVC) no fim do ano passado e chegou a ficar vários dias internado no Hospital Carlos Macieira, em São Luís. Contudo, se recuperou e voltou para casa.

Chiador foi amo do Boi da Maioba por 32 anos, e estava no Boi de Ribamar desde 1993. Ele é considerado um ícone do ‘Bumba Meu Boi’ do Maranhão por ter contribuído com a criação de toadas “Cidades dos Azulejos”, “Nossa Senhora de Aparecida” e muitas outras.

Astro finalizou dizendo que a arte do mestre Chiador é marcante e eterna. “Ele imprimiu o seu ritmo, através de sua voz e de sua poesia. Estamos de luto e hoje não teremos sessão nesta Casa”.

 

O que aconteceu com os clubes de futebol maranhenses que já disputaram a 1ª divisão ???

Desde que disputaram a primeira divisão pela última vez, o que aconteceu com essas equipes do Maranhão?

O que houve com os clubes que uma vez disputaram a primeira divisão do Brasileiro, representando o Maranhão desde sua última participação na competição?

PLACAR traz o histórico dessas equipes desde a última vez que disputaram a série A do Brasileiro.

Veja abaixo:

Clubes do Maranhão que já jogaram a primeira divisão: Maranhão, Moto Club e Sampaio Corrêa

MARANHÃO ATLÉTICO CLUBE – MAC

Jogou a série A pela última vez em 1980, ficando na lanterna do torneio. Em 1981, jogou a série B e caiu na primeira fase, ficando na vice-lanterna de sua chave. Voltou a jogar a segunda divisão em 1983, e passou pela primeira fase em primeiro lugar de sua chave, com o Guarany-CE em segundo lugar. Na segunda fase, ficou em terceiro de seu grupo, com derrotas para Guarani-SP e Central-PE ficando sem vaga na série A ou sequência da série B.

Em 1984, eliminou o Tiradentes-PI na primeira fase do torneio. Na segunda, caiu diante do Remo-PA, com duas derrotas. Em 1986, voltou à série B e caiu na primeira fase do torneio, a dois pontos (uma vitória) o Treze-PB, que se classificou na sua chave. Em 1987, foi eliminado na primeira fase do Módulo Branco, espécie de série C, na lanterna de sua chave, que teve Ferroviário-CE e Sampaio Corrêa-MA como classificados.

Em 1989, esteve na série B e caiu na primeira fase, no grupo em que se classificaram Moto Club-MA e Remo-PA. Em 1990, voltou a jogar a série C e caiu novamente na primeira fase, eliminado no grupo que teve Paysandu e Fortaleza como classificados.

Em 1991, voltou para a série B, e caiu novamente na primeira fase, em chave que teve Sampaio Corrêa-MA e Paysandu classificados. Depois disso, voltou apenas a jogar a série C em 2002. Contudo, como nos últimos anos, caiu na primeira fase, atrás de Ferroviário-CE e Ríver-PI. O mesmo aconteceu em 2003, quando o time caiu com quatro derrotas em quatro jogos, com Viana e Chapadinha, ambos do Maranhão.

Jogou sua última série C em 2006. Dessa vez, o clube passou pela primeira fase, em segundo lugar, atrás apenas do Ríver-PI. Na segunda fase, o time foi terceiro em sua chave e perdeu vaga para Ananindeua-PA e Tuna Luso-PA.

Voltou a jogar o torneio nacional em 2013, na série D. Na ocasião, caiu na primeira fase, perdendo vaga para Gurupi-TO e Salgueiro-PE. Em 2016, volta a jogar a série D.

MOTO CLUB DE SÃO LUÍS

Jogou sua última série A em 1984. Em 1985, o time jogou a série B e caiu logo na primeira fase, para a Tuna Luso-PA. No ano seguinte, voltou a jogar a série B e voltou a cair na primeira fase, em grupo cuja vaga ficou com o Treze-PB.

Em 1987, jogou o Módulo Branco, equivalente a uma espécie de série C. Passou como o primeiro lugar de sua chave na primeira fase. Na segunda, foi eliminado com derrota para a Tuna Luso-PA na prorrogação. Voltou na série B de 1989, pasando em primeiro de sua chave na primeira fase, com o Remo-PA em segundo. Na segunda fase, após dois empates por 1 x 1, foi eliminado pelo Ceará nos pênaltis.

Em 1990, passou em segundo na primeira fase da série B, atrás apenas do Sport em sua chave, por um gol. Na segunda, classificou-se como o segundo lugar de sua chave, atrás apenas do Catuense-BA. Na terceira, no entanto, foi lanterna de sua chave, que teve o Sport como classificado. Em 1991, foi lanterna de sua chave na primeira fase da série B. Jogou a série C em 1992 e ficou em segundo lugar de sua chave na primeira fase, eliminado novamente pela Tuna Luso-PA.

Em 1993, jogou o qualificatório para a série B de 1994 e conseguiu vaga, vencendo o Sampaio Corrêa-MA no jogo decisivo. Em 1994, classificou-se na primeira fase da série B. Na segunda, no entanto, ficou em terceiro de sua chave e viu a Desportiva-ES se classificar. Em 1995, o time caiu na primeira fase da série B, perdendo vaga em seu grupo para o América-RN, por um gol marcado a menos.

Em 1996, classificou-se na primeira fase da série B com a segunda colocação de sua chave. Na segunda, eliminou o Santa Cruz, mas na terceira, caiu diante do América-RN, com uma goleada em Natal. Em 1997, foi lanterna de sua chave na primeira fase da série B e acabou rebaixado.

Em 1998, voltou a jogar a série C e ficou em primeiro de sua chave na primeira fase. Na segunda, eliminou o Vênus-PA, com goleada em casa. Na terceira, no entanto, caiu diante do São Raimundo-AM. Em 1999, novamente na série C, passou pela primeira fase com o segundo lugar de sua chave, atrás apenas do Botafogo-PB. Na segunda fase, no entanto, foi eliminado pelo Fluminense, com derrotas em Juiz de Fora-MG e no Maracanã.

Jogou o Módulo Verde da Copa João Havelange em 2000, classificando-se em terceiro de sua chave na primeira fase. Na segunda fase, passou como primeiro lugar de sua chave, chegando a fase final dos módulos. Contudo, nesta, foi lanterna de um grupo, cujo classificado foi o Malutrom-PR.

Em 2001, jogou a série C, mas foi lanterna de sua chave, eliminado na primeira fase. Não disputou o torneio em 2002 e 2003, mas voltou em 2004. Passou com o segundo lugar de sua chave, atrás apenas do Sampaio Corrêa-MA. Na segunda fase, foi eliminado pelo Limoeiro-CE.

Em 2005, voltou à série C, e passou pela primeira fase como primeiro lugar de sua chave. Na segunda, no entanto, foi eliminado pelo Abaeté-PA nos pênaltis. De 2006 a 2008, não se classificou para jogar a série. Jogou a série D de 2009, mas caiu na primeira fase, para São Raimundo-PA e Cristal-AP.

Não jogou o torneio de 2010 a 2013, voltando à série D de 2014, passou em primeiro lugar de sua chave, com o Remo-PA em segundo. Na segunda, eliminou o Ituano-SP nos pênaltis, mas caiu diante do Tombense-MG nas quartas de final, ficando sem o acesso.

Não disputou o torneio em 2015 e volta a jogar a série D em 2016. Atualmente disputa a Série C.

SAMPAIO CORRÊA

Sua última Série A foi em 1986. Em 1987, jogou o Módulo Branco, espécie de série C. Passou com o segundo lugar de sua chave na primeira fase, atrás do Ferroviário-CE. Na segunda, foi eliminado pelo Botafogo-PB nos pênaltis. Não disputou torneio algum em 1988, mas voltou à série B em 1989.

Contudo, acabou eliminado na primeira fase, em grupo cujos classificados foram Moto Club-MA e Remo-PA.

Não se classificou para nenhum torneio em 1990, mas voltou a jogar a série B de 1991. O time passou em primeiro lugar de sua chave na primeira fase. Na segunda, após dois empates em 0 x 0 com o ABC-RN, o time perdeu sua vaga nos pênaltis. Em 1992, jogou a série C e caiu na primeira fase, em grupo que classificou a Tuna Luso-PA. Em 1993, perdeu a vaga para a série B de 1994 ao ser derrotado pelo rival Moto Club-MA.

Não jogou torneio nenhum em 1994, mas voltou à série C em 1995, passando em primeiro na primeira fase, mas perdendo para o Picos-PI na segunda. Em 1996, passou em segundo de sua chave na primeira fase da série C, atrás apenas do Gurupi-TO. Na segunda, eliminou o Fortaleza, e o Potiguar-RN na terceira. Nas quartas de final, no entanto, pelos gols marcados fora de casa, acabou eliminado pelo Porto-PE.

Em 1997 a história mudou e o Paio venceu a série C. Passou em primeiro de sua chave na primeira fase. Na segunda, eliminou o Quixadá-CE, enquanto na terceira, venceu o Santa Rosa-PA, rival também na primeira fase.

Nas quartas de final, venceu o Ferroviário-CE com duas vitórias, incluindo uma goleada. Já no quadrangular final, foi campeão e ficou com o acesso, com o Juventus-SP em segundo lugar.

Na série B de 1998, foi eliminado na primeira fase do torneio, perdendo para o Vila Nova-GO no saldo de gols, e foi uma das únicas duas equipes eliminadas nesta fase que não foram rebaixadas, ao lado do Bahia.

Em 1999, o time foi 16° na primeira fase da série B e não caiu por ter uma vitória a mais que o União São João e graças à vitória deste sobre o Criciúma na última rodada do torneio.

No Módulo Amarelo da Copa João Havelange de 2000, foi terceiro colocado de seu grupo na primeira fase, classificando-se para as oitavas de final do módulo. O adversário foi o Caxias-RS, que se classificou com uma vitória no Sul e empate em 1 x 1 no Maranhão. Na série B de 2001, o time escabou do rebaixamento por ter uma vitória a mais que o Sergipe, que foi para a disputa da repescagem, salvando o Paio.

Já em 2002, o time não suportou a pressão e foi rebaixado na série B. Voltou para a série C em 2003 e classificou-se em segundo na primeira fase, atrás apenas do Imperatriz-MA e com a vaga por ter saldo de gols melhor que o Santa Inês-MA. Contudo, na segunda fase, foi eliminado pelo Viana-MA.

Em 2004, voltou a disputar a série B e classificou-se em primeiro na primeira fase, com o Moto Club-MA em segundo. Na segunda, passou pelo Parnahyba-PI pelo gol marcado fora de casa. Já na terceira, foi eliminado pelo Limoeiro-CE pelo mesmo motivo: o gol fora de casa.

Em 2005 e 2006 não se classificou para a série C, mas voltou em 2007. Neste ano, passou pela primeira fase com o segundo lugar de sua chave, atrás apenas do Barras-PI. Na segunda fase, no entanto, acabou eliminado por Rio Branco-AC e Tuna Luso-PA em sua chave. Na série C de 2008, o time passou em segundo de sua chave na primeira fase, atrás apenas do Picos-PI, e com um ponto a mais que o Barras-PI. Na segunda fase, no entanto, voltou a ficar em terceiro de sua chave, eliminado por Águia de Marabá-PA e Paysandu-PA.

Com isso, ao menos, garantiu-se na série C de 2009, já que a série D surgia. Contudo, nessa disputa, o time foi lanterna de sua chave na primeira fase e acabou rebaixado. Em 2010, classificou-se com a segunda colocação de sua chave, que teve tríplice empate, com Guarany-CE em primeiro e JV Lideral-MA em terceiro, pelo saldo de gols. Na segunda fase, goleou o CSA-AL e empatou o segundo jogo, classificando-se. Já na terceira fase, acabou eliminado pelo Guarany-CE.

Voltou a jogar a série D em 2011, atrás apenas do Independente-PA em seu grupo na primeira fase. Contra o Cuiabá-MT, logo na segunda fase, acabou eliminado. Em 2012, contudo, o time maranhense venceu a série D. Passou em primeiro de sua chave, com 100% de aproveitamento, com o Mixto-MT em segundo, com metade dos pontos. Na segunda fase, eliminou o Vilhena-RO com empate e goleada. Nas quartas de final, passou pelo Mixto-MT com dois empates, classificando-se com o gol fora de casa. Com isso, o time do Maranhão garantiu o acesso. Na semifinal, contra o Baraúnas-RN, passou com um empate e uma vitória em casa. Por fim, na final, empatou e venceu o CRAC-GO, conquistando a série D de forma invicta.

Em 2013, classificou-se na primeira fase da série C, com o quarto lugar de sua chave, com um ponto a mais que Fortaleza e CRB-AL e ficando atrás do Treze-PB pelo número de vitórias. Nas quartas de final, venceu o Macaé-RJ em casa e empatou no Rio de Janeiro, garantindo acesso para a série B. O time

do Maranhão ainda eliminou o Vila Nova-GO na semiinal do torneio, mas perdeu adecisão para o Santa Cruz, com derrota no Arruda.

Desde 2014, joga a série B. Ficou na metade da tabela em 2014 (10°) e foi oitavo em 2015, sonhando com o acesso. Em 2016 foi rebaixado e volta a jogar o torneio, pela Série C em 2017.