Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Veja a verdade sobre a “palestra” de Dino em Harvard

Mídia alinhada ao governo do Maranhão, tentou ecoar mentira criada pelo governador, em que ele seria palestrante em Harvard, na verdade, ele foi apenas mais um dos convidados da ‘Brazil Conference’ realizada este ano na universidade norte-americana

NÃO é verdade que o governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), tenha sido convidado a palestrar em Harvard, muito pelo contrário, ele foi apenas mais um, dos muitos figurantes brasileiros que por lá estavam, dentre eles, a funkeira Anitta.

Entre o pelotão brasileiro convidado a participar da ‘Brazil Conference’ estavam figuras da política e do empresariado, incluindo o ex-presidente do Banco Central, Gustavo Franco, o presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE) e o CEO da maior cervejaria do mundo, Carlos Brito (Inbev), contudo, a personalidade mais aplaudida no evento realizado pela Universidade Harvard, nos EUA, foi a funkeira.

Em um ambiente diferente de sua audiência habitual, repleto de ternos e tailleurs escuros e embalado por linguajar corporativo (um palestrante insistia em dizer “insertar” em vez de colocar), Anitta apareceu de casaco dourado e salto agulha para defender a “música como instrumento de transformação”, tema oficial de sua fala.

Por quase uma hora, deu lições de empreendedorismo e gestão de carreira para a plateia mais cheia do evento. Dono de uma fortuna de R$ 93,3 bilhões, o homem mais rico do Brasil, Jorge Paulo Lemann, assistiu da primeira fila – ele não quis falar com a imprensa, mas bateu palmas de pé e seguiu a cantora para o camarim.

A carioca de 25 anos encerrou o primeiro dia da Brazil Conference, organizada por Harvard e pelo MIT, que há quatro anos trazem aos Estados Unidos alguns dos principais nomes do noticiário brasileiro – de Sérgio Moro e Dilma Rousseff, aos juízes Luis Roberto Barroso e Gilmar Mendes.

“Palestra” do governador Flávio Dino pareceu mais um bate-papo

Esta peripécia de Hravard foi apenas mais uma anedota do governo sofista que tomou o Maranhão durante este 3 anos e 4 meses de gestão comunista. Ficou feio passar a imagem que o Flávio Dino era o comediante da noite em Harvad.

Em uma sala pequena, menor do que o Salão de Atos do Palácio dos Leões, e para uma plateia em que haviam muitas cadeiras vazias, assim se resumiu a passagem de Flávio Dino em Harvard.

Com informações de Ricardo Senra – BBC Brasil em Cambrige, Com adaptações e edições deste Blog.

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache