Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Cajueiro resiste e justiça suspende obras de porto de empresário financiador de campanha de Flávio Dino

A WTorre aparece como doadora de campanha do governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B)

A Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, que tem como responsável o juiz Douglas de Melo Martins, concedeu liminar em Ação Civil Pública atendendo a pedido do Ministério Público do Maranhão – MPMA, para obrigar a empresa WPR São Luís Gestão de Portos e Terminais Ltda a paralisar as obras de implantação do Terminal Portuário de São Luís, sob pena de multa diária de R$ 50 mil.

A denúncia foi feita aqui no Blog, no ano passado, reveja abaixo:

Empresa que doou dinheiro a Flávio Dino força a barra para desmatar o Cajueiro

As causas para pedir a paralisação das obras foi o desmatamento de vegetação protegida e irregularidades no procedimento de licenciamento ambiental. Além disso, o local é área de manguenzal, (Área de Preservação Permanente – APP), circunstância que não foi verificada no licenciamento ambiental, todo errado, com as claras digitais do secretário de estado de meio ambiente, Marcelo Coelho.

Segundo o Ministério Público, a empresa desmatou a área situada na região do Golfão Maranhense, mais precisamente na localidade do Cajueiro, na Vila Maranhão, zona rural da capital, amparada por licenças irregulares, concedidas pela SEMA.

Em tempo: na liminar, o juiz Douglas de Melo, marcou para o dia 11 de abril, a audiência de conciliação, vamos ficar de olho!!!

E mais: muito curioso, não??? Empresa que financiou a campanha do governador Flávio Dino, conseguir licenças ambientais irregulares na Secretaria de Meio Ambiente.

Pra fechar: um crime sem precedentes, alguém vai parar atrás das grades.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Empresa que doou dinheiro a Flávio Dino força a barra para desmatar o Cajueiro

O governador Flávio Dino que recebeu dinheiro da Wtorre em 2014, tenta a todo custo resolver o impasse visando quem sabe, mais uma bolada financeira para custear a reeleição do ano que vem (2018)

Financiadora de campanha de Flávio Dino (PC do B), a WTorre quer construir um porto multimodal na área da comunidade tradicional do Cajueiro, em São Luís. Um mega empreendimento que vai acabar com a fauna e a flora nativa da região.

Neste momento, moradores e ativistas estão na Secretaria de Estado do Meio Ambiente – SEMA, onde executivos da empresa estão reunidos com o secretário Marcelo Coelho.

O Porto deve ser instalado numa área de 2 milhões de metros quadrados, e terá capacidade para movimentar ao ano 24,8 milhões de toneladas quando estiver pronto.

O empreendimento encontra resistência dos movimentos sociais e de políticos e partidos de esquerda no estado.

O governador Flávio Dino que recebeu dinheiro da empresa para a sua campanha em 2014, tenta a todo custo resolver o impasse visando quem sabe, mais uma bolada financeira para custear a reeleição do ano que vem (2018).

Em tempo: o governador antes de receber o dinheiro da Wtorre era contra o investimento.

E mais: manifestantes acompanham a reunião e se manifestam pelas redes sociais, veja abaixo: 

“Diabo Torres” financiadora da campanha de Flávio Dino, citada na Lava Jato, empresa que cometeu crimes ambientais no Cajueiro, assassinou milhares de palmeiras de babaçu espalhando sangue inocente delas ilegalmente, empresa em processo de falência quer usurpar terras de comunidades tradicionais, ESTÁ AGORA LÁ NA SALA DO SECRETÁRIO DE MEIO AMBIENTE, nós aqui esperando….. Não vai ter trégua! #foraessenegociodachina
#cajueiroresiste

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache