Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Flávio Dino critica envio de R$ 50 milhões à saúde dos municípios maranhenses

Bancada Federal Maranhense preferiu enviar os R$ 50 Milhões aos municípios – deputados federais temem desvios de dinheiro na Secretaria de Saúde do Maranhão

Novamente distorcendo o fatos verdadeiros, o governador do Maranhão foi ao twitter, mentir, como de costume, e dizer que a bancada federal estava tirando recursos da saúde do estado – MENTIRA!!!

A bem da verdade, a bancada federal do Maranhão, temendo a prisão do secretário de Saúde do estado, Carlos Lula e o escândalo de corrupção que abalou o órgão de saúde na gestão comunista, achou por bem, encaminhar os recursos direto aos municípios – esta é a VERDADE!!!

Os deputados federais entenderam que seria melhor enviar os R$ 50 Milhões aos cofres dos municípios, do que deixar o dinheiro sobre o controle da Secretaria de Saúde, que deve ser alvo de nova operação da Polícia Federal.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Escândalo!!! Empresa contratada pela Saúde do governo Dino funciona em apartamento de deputado

Se já não bastava a Secretaria de Saúde, de Carlos Lula ter feito contratos com alugueis fantasmas e camaradas, agora vem à tona mais este escândalo de uma empresa que funciona dentro de um apartamento de um deputado

A empresa DIO-Diagnóstico por Imagem e Oftalmologia LTDA, contratada por milhões na combalida secretaria de saúde do governo Flávio Dino (PC do B), funciona nada menos que dentro do apartamento do deputado federal Juscelino Filho (DEM).

No Cadastro de Pessoas Jurídicas da Receita Federal, conta que a DIO-Diagnóstico fica localizaza na Rua Turiaçu, no Condomínio Edifício Horizont Residence, apartamento 1000, no Jardim Renascença, em São Luís.

E quem reside no endereço onde se encontra a empresa???

Justamente o deputado federal Juscelino Filho e sua esposa Lia Cavalcanti Fialho Rezende. Um escândalo nacional!!!!

Já não bastava a Secretaria de Saúde, de Carlos Lula ter feito contratos com alugueis fantasmas e camaradas, agora vem à tona mais este escândalo de uma empresa que funciona dentro de um apartamento de um deputado federal que “vendeu” o partido para se coligar com o governador do estado.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Pavão Filho foi interceptado pela Polícia Federal em áudio com Mauro Serra

A Polícia Federal interceptou conversas telefônicas entre o vereador Pavão Filho (PDT) e Mauro Serra dos Santos, preso na Operação Rêmora

Pavão Filho e sua influência junto ao IDAC vem desde a época do secretário de saúde Edmundo Gomes

A Polícia Federal interceptou conversas telefônicas entre o vereador de São Luís, Pavão Filho (PDT) e Mauro Serra dos Santos, preso na Operação Rêmora e braço direito do parlamentar.

As autorizações foram feitas com ordens emitidas pela Justiça Federal.

No diálogo obtido com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira, Pavão trata sobre uma autorização que teria de ser dada pelo Instituto de Desenvolvimento e Apoio à Cidadania (IDAC), do amigo de Pavão, Antônio Aragão.

Mauro Serra é uma espécie de faz tudo do vereador Pavão Filho e pelo menos, três ligações telefônicas entre os dois foram interceptadas pela PF. Ao que tudo indica, o parlamentar terá muito que se explicar à Polícia Federal nos próximos dias.

Veja o teor de uma das conversas interceptadas pela PF:

Pavão Filho diz: Alô, oi Mauro!

Mauro: Oi vereador, o senhor leu??

Pavão Filho: Pera aí, deixa eu olhar aqui, que não está abrindo aqui, deixa eu ver, tá conseguindo aqui, tô sem… deixa eu ver se eu consigo aqui, por quê não está não tá abrindo aqui não, não foi possível…INAUDÍVEL … IMAGEM… documento é de quê??

Mauro: É, dando…

Pavão Filho: Pera aí, deixa eu ver aqui, pera aí, pera aí, nada, não tá abrindo não, de jeito nenhum, ntô conseguindo aqui ainda. Sim o que foi? O quê que é???

Mauro: Bruno me ligou para vir aqui no IDAC, hoje, hoje encerra a resposta daquele documento que eu lhe mostrei naquele dia.

Pavão Filho: Tú falou com Aragão…

Mauro diz a Pavão Filho que não pode fazer nada sem a autorização dele, que responde: “Essa regra, ela vale de manhã de tarde e de noite, em qualquer circunstância… não faz nada aí, sem autorização dele”, disse o vereador, em diálogo interceptado e anexado ao inquérito policial.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Deputado Rogério Cafeteira é alvo de investigação da Polícia Federal

A PF investiga denúncias envolvendo o deputado estadual Rogério Cafeteira (PSB); por causa de movimentações financeiras atípicas

As movimentações do deputado, consideradas suspeitas, foram informadas pelo relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e encaminhadas à Receita Federal, Ministério Público Federal e à Polícia Federal.

Atendendo a pedido da Procuradoria Regional da República, que tem competência para investigar e denunciar deputados estaduais, a PF abriu inquérito e investiga se houve ilícitos nas transações bancárias do parlamentar.

Líder do governo Flávio Dino (PCdoB) na Assembleia, Cafeteira já prestou, inclusive, depoimento na Superintendência da Polícia Federal do Maranhão e mantém sob extremo sigilo o caso.

O Conselho de Controle de Atividades Financeiras – COAF, é o órgão responsável pela prevenção e combate a prática do crime de lavagem de dinheiro.

Se for denunciado, Rogério Cafeteira pode ser enquadrado no artigo 1º da Lei 9613 (Lavagem de dinheiro) – “Ocultar ou dissimular a natureza, origem, localização, disposição, movimentação ou propriedade de bens, direitos ou valores provenientes, direta ou indiretamente, de infração penal”.

Outra Investigação
Em 2011, o deputado Rogério Cafeteira foi investigado pela Polícia Federal, decorrente do esquema de super faturamento de obras de assentamento do Incra no Maranhão. A PF acabou descobrindo, mas o delegado que estava à frente do caso, Pedro Meireles, achacava para tentar tirar Rogério da investigação.

Com informações do Blog do Neto Ferreira

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Vídeos: Flávio Dino apoiou candidaturas de acusadas de cobrar propina

Flávio Dino (PC do B), deu apoio partidário e eleitoral a personagens como Simone Limeira e Rosângela Curado

O governo Flávio Dino (PCdoB) tem se notabilizado pela quantidade de propina que seus agentes cobram de empresas e prestadores de serviços, segundo denúncia dos próprios achacados e de investigações da Polícia Federal.

Chama atenção também que, mesmo denunciados, os propineiros do governo Flávio Dino acabam recebendo uma espécie de salvo-conduto do próprio governador comunista, que entrega apoio político a esses personagens.

O governo já começou envolvido em escândalo deste tipo. Em 2015, a então auxiliar da Secretaria de Educação, Simone Limeira, foi denunciada por um líder indígena de ter cobrado propina de R$ 8 mil para liberar o transporte escolar nas tribos da região de Grajaú.

O indígena chegou a mostrar extratos e depósitos na conta da auxiliar comunista.

E o que fez Flávio Dino? Deu a ela a legenda do PCdoB para concorrer à Prefeitura de Grajaú.

A outra denúncia envolve a também ex-auxiliar comunista Rosângela Curado. Pilhada na Operação Pegadores da Polícia Federal, Curado teve reveladas conversas que mostram a cobrança de 10% de propina de empresas prestadoras de serviços da Secretaria de Saúde.

Afastada do governo desde 2015 – em condições obscuras – a ex-auxiliar continuou a mandar em unidades de saúde, até ser presa pela Polícia Federal.

E o que fez Flávio Dino com ela?

Deu apoio da legenda do PCdoB à sua candidatura a prefeita de Imperatriz, e ainda foi para vários comícios…

Com informações da Coluna Estado Maior

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Operação Pegadores: Rosângela Curado vai falar…

Estima-se que o depoimento de Curado possa durar cerca de 20 horas, para esclarecer o ‘modus operandi’ da Organização Criminosa implantada na Saúde do Maranhão, segundo acusou a PF

Rosângela Curado é literalmente, o braço direito do governador do Maranhão

A ex-secretária de Saúde assumiu a pasta no começo do governo Flávio Dino (PC do B), era mulher forte no início e depois foi repentinamente demitida, até hoje não se sabe os reais motivos, talvez a operação da Polícia Federal consiga esclarecer os reais motivos.

Corre à boca miúda, que a aliada do governador Flávio Dino, Rosângela Curado que está presa na cela da Polícia Federal, vai depor hoje (17), aos membros responsáveis pela operação que apontou desvios milionários na gestão comunista. Estima-se que o depoimento dela possa durar cerca de 20 horas, para esclarecer o ‘modus operandi’ da Organização Criminosa implantada na saúde do Maranhão, segundo a PF e a Controladoria Geral da União.

Mulher que operava os “empregos”, Curado deve explicar amplamente como e o porquê a enfermeira Keilane Silva, recebia mensalmente mais de R$ 14 mil (Quatorze Mil Reais), e dentre outros funcionários que recebiam sem nem pisar nas Unidades de Saúde.

Em tempo: há quem diga que a indicação da enfermeira Keilane Silva, seja indicação pessoal de um super-secretário do governo Flávio Dino

E mais: para receber um salário ‘pomposo’ deste tem que ser uma enfermeira muito boa.

Pra fechar: será que Curado vai delatar???

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Denúncia: ‘Alerta Segurança’ foi punida pela PF e presta serviço irregular em Shopping de São Luís

O Blog recebeu denúncia que a Empresa ‘Alerta Seguranaça’, foi Cancelada Punitivamente em definitivo pela Polícia Federal por irregularidades

Empresa faz a segurança patrimonial do Shopping Tropical e teve seu registro cancelado junto a PF, ou seja, está trabalhando de forma irregular. 

Vigilantes que prestam serviços à empresa devem ficar sem receber os vencimentos.

Situação : CANCELADA PUNITIVAMENTE EM DEFINITIVO
CNPJ : 07.275.436/0001-32
Razão Social : ALERTA SEGURANÇA PRIVADA LTDA
Endereço : RUA ANTONIO RAPOSO, 439A
Bairro : CUTIM ANIL
Cidade : SÃO LUÍS
UF : MA
Atividade(s) Autorizada(s): VIGILÂNCIA PATRIMONIAL

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Com fortes digitais comunistas, PF realiza mais uma operação tiro no pé

A cada operação da Polícia Federal, o órgão perde um pedaço da sua já pouca credibilidade. Ação espalhafatosa de ontem, não prendeu ninguém e foi mal interpretada pela imprensa e pela sociedade em geral, como de praxe, tal qual a ‘operação carne fraca’

A Polícia Federal a cada operação perde um pedaço da sua já pouca credibilidade. No Maranhão, a operação nomenclaturada de ‘Turing’, mostrou mais uma vez a derrocada da instituição, isto porque, o órgão não consegue êxitos nas operações, são vazamentos, informações privilegiadas, vazamentos seletivos, más interpretações textuais e sem dúvidas o culto ao personalismo.

As operações quando não são precedidas de vazamentos, são cultuadas sempre com uma coletiva de imprensa para mostrar os procedimentos das ações, são prisões que não prendem, são conduções coercitivas que não tem o porquê de existir e depoimentos que não esclarecem nada, até prisões preventivas sem o mínimo de prevenção aos “indiciados”.

A operação policial federal de ontem (21), na capital maranhense, que segundo a Superintendência de Polícia Federal do Maranhão, utilizou 20 viaturas, mais de 80 agentes e 3 delegados, e que tudo indica que também vazou, desta feita a membros do governo do estado do Maranhão, que é comandado pelo comunista Flávio Dino. Isso porque chamou bastante atenção o fato de um membro do seu governo, até 11 dias antes da operação “Turing” ter sido preso e encabeçado como membro da Organização Criminosa – OCRIM.

No dia de ontem, vimos muitos membros do próprio governo e políticos de toda espécie, eufóricos com a “prisão” que NÃO PRENDEU absolutamente ninguém, todos prestaram depoimentos e foram liberados, uns nas primeiras horas após a operação e outros, antes das 22 horas.

O que se viu foi uma “operação” mais uma vez espalhafatosa e midiática numa clara tentativa de intimidar a imprensa livre e Constitucional. Se o principal objetivo da ação policial foi tentar colocar antolhos e amordaçar quem quer que seja, este Blog mais uma vez ratifica, a população maranhense não é tola, tanto não é que escolheu uma mudança. Tanto não é, que da mesma forma que optou por mudar, pode mudar novamente e assim consecutivamente.

A Polícia Federal, desde a ‘Operação Lava-Jato’, passando pela ‘Carne Fraca’ até a ‘Turing’, no Maranhão, tem muitas coisas efetivas para esclarecer e para mostrar para a população que o dinheiro do contribuinte não está sendo derramado com operações ‘quijotescas’, que não levam a lugar algum e que são mal interpretadas pela imprensa e a população em geral.   

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache