Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Escândalo milionário na Federação Maranhense de Futebol

FMF já recebeu quase R$ 10 milhões em repasses da CBF em 5 anos de gestão Antônio Américo; IMF recebe recursos do governo Dino

Antônio Américo, Presidente da FMF e do Instituto Maranhense de Futebol

O Blog teve acesso aos balanços da enrolada Confederação Brasileira de Futebol – CBF, em que a Federação do Maranhão, presidido por Antônio Américo, recebeu em média, repasses de R$ 1,7 milhão da entidade mãe, a título de “doação e subvenção”. Como não presta contas (Caixa Preta), a ninguém do dinheiro recebido, os clubes maranhenses, exceto o Sampaio Corrêa, acumulam dívidas de toda a espécie, de jogadores a funcionários. Enquanto isso, a FMF tem os cofres abarrotados de dinheiro.

Num esquema escandaloso com verba pública, encabeçada pelo governo Flávio Dino (PC do B), armação esta que o Ministério Público está de olhos vendados, também já foram irrigados os cofres da FMF, via Lei de Incentivo ao Esporte, para uma entidade, trata-se do Instituto Maranhense de Futebol – IMF, criado e presidido pelo próprio Antônio Américo, para colocar a mão no dinheiro público.

O dinheiro da Lei de Incentivo ao Esporte foi desviado pra duas emissoras de televisão, TV Guará e TV Difusora (que nunca tramistiram um jogo), ambas fazem campanha aberta ao governador do Maranhão. Este Blog já denunciou inúmeras vezes o caso, reveja abaixo.

Escândalo!!! Presidente da FMF fundou instituto que recebeu milhões do governo Flávio Dino

Escândalo!!! Presidente da FMF confirma que pagou emissora que não transmitiu jogos

Repasses Financeiros da CBF (Valores em milhão)

No ano de 2016, a CBF repassou às federações em (Maranhão – 1,73), (Paraná – 1,62), (Piauí – 1,49), (Rondônia – 1,43), (Mato Grosso do Sul – 1,38), (Amazonas – 1,26), (Acre – 1,16), (Espírito Santo  – 1,12), (Mato Grosso – 1,075), (Amapá – 1,050), (Ceará- 1,050), (Tocantins – 1,007),  (Bahia – 975 mil), (Goiás – 975 mil),  (Minas Gerais – 975 mil),  (Santa Catarina – 972,8 mil), (Rio Grande do Norte – 972,7 mil), (Rio de Janeiro –  890 mil). As federações do Pará, Sergipe, Paraíba, Roraima, Distrito Federal, Rio Grande do Sul, Alagoas, São Paulo e Pernambuco, não constam na base de 2016.

CBF já tem novo presidente

O diretor-executivo de gestão da CBF, Rogério Caboclo, conseguiu se viabilizar como candidato único na próxima eleição para presidente da confederação.

As próximas eleições para presidente da CBF têm que ocorrer até abril de 2019, mas há conversas para antecipação ainda neste ano. O colégio eleitoral é formado justamente pelos presidentes das federações e dos clubes das Séries A e B, mas os pesos são diferentes. Os votos das federações têm peso 3 (totalizando 81 pontos), enquanto os votos dos clubes da Série A possuem peso 2 (totalizando 40 pontos) e os da Série B têm peso 1 (20 no total).

A eleição pode ser marcada para qualquer momento entre abril de 2018 e abril de 2019. A convocação tem que partir do presidente interino da CBF, Antonio Carlos Nunes, que ocupa o cargo na ausência de Del Nero.

Além da regra eleitoral, há o poder da “máquina”. A CBF paga uma mesada de R$ 75 mil a cada presidente de federação estadual, a título de “verba de representação”. Quem repassou a informação confidencial foi Galvão Bueno no programa “Bem, Amigos”, e foi além, disse que a confederação vai bancar a viagem de quase todo o colégio eleitoral para a Copa do Mundo da Rússia.

FMF vendeu o jogo Moto Club x Maranhão Atlético Clube

Outro escândalo sem precedentes foi a venda do segundo jogo das semi-finais do Campeonato Maranhense à TV Difusora, na qual repassou a partida para uma quinta-feira (22), deste mês, às 21:45, impedindo portanto, a ida dos torcedores ao estádio.

Acontece que este horário, numa quinta-feira,  a escassez de transporte público, falta de segurança e o serviço dos torcedores, inviabiliza por total a geração de receita dos clubes. Sem contar que uma vez televisionado o jogo, muitos torcedores optarão por assistir a partida pela telona.

O pior, os clubes denunciam que além de não receberem nenhum incentivo da Federação Maranhense de Futebol – FMF, eles afirmam também que não irão receber nenhum centavo pela transmissão da partida.

Em tempo: algo de muito podre está ocorrendo na Federação Maranhense de Futebol, na Gestão Antônio Américo, o Ministério Público está afônico para as inúmeras denúncias aqui neste Blog.

E mais: o escândalo com dinheiro público, por parte do IMF deve ser alvo de investigação do Ministério Público.

Pra fechar: Américo que chegou à FMF para ser interventor, já está a quase 6 anos à frente da entidade.

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache