Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Fiscalização eletrônica começa a multar amanhã (10), de novembro

A partir de amanhã, sexta-feira (10), o Sistema de Fiscalização Eletrônica de São Luís estará funcionando pra valer

A fiscalização com os radares eletrônicos garantirá segurança a motoristas e pedestres, além de organizar o bagunçado trânsito de São Luís, além de garantir o controle do trânsito. A fiscalização passa a funcionar em definitivo após um mês em caráter experimental.

Além do controle da velocidade máxima permitida que são de 60 KM/h, vários pontos da cidade, irão multar o condutar que avançar o sinal vermelho em mais de 30 semáforos, dentre eles os trechos da Avenida Daniel de La Touche, nas imediações do Colégio Adventista, do Bambuzal e da Avenida Principal do Cohajap; da Avenida Colares Moreira, próximo ao Tropical Shopping e Loja da TAM; da Avenida Castelo Branco, nas imediações da Igreja do São Francisco e do Posto Hélio Viana.

Na avenida São Luís Rei de França, os equipamentos estão instalados entre a Caixa Econômica e a Extrafarma; na Carlos Cunha, próximo ao Fórum de Justiça; na Jerônimo de Albuquerque, nas proximidades da Forquilha, entre outros pontos da cidade, todos eles com fiscalização nos dois sentidos da via.

Fiscalização da Faixa Exclusiva (Linha Azul) 

A fiscalização eletrônica fará o monitoramento nos corredores exclusivos, pelos quais somente poderão trafegar ônibus, ambulâncias, táxis com passageiro e viaturas das polícias e da SMTT. A conversão pelos corredores exclusivos somente poderá ser feita por quem for realizar a conversão à direita. O uso indevido dessas faixas exclusivas incorre em Infração gravíssima.

A fiscalização também se estende aos ônibus, pois, se os veículos saírem da faixa exclusiva serão multados pela infração cometida. Os corredores exclusivos estão implantados nas avenidas Colares Moreira, Castelo Branco, Cajazeiras e Rio Branco.

Fique ligado! Dirija dentro da lei, do contrário, você receberá sua multa em casa!

Atenção imprudentes!!! Novos fotossensores terão tecnologia mais moderna

Até mesmo as faixas exclusivas para ônibus serão monitoradas; instalação dos equipamentos iniciou no dia (4), e estará completa em 30 dias

Os 30 novos fotossensores que começaram a ser instalados na capital maranhense terão uma tecnologia mais moderna. É o que garante a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), que será responsável pela manutenção dos equipamentos. De acordo com a pasta municipal, até mesmo as faixas preferenciais dos ônibus fixadas em vias como a Avenida Colares Moreira, por exemplo, serão monitoradas.

Ainda segundo a pasta, o objetivo da inclusão dos equipamentos nessas faixas é verificar o cumprimento das leis de trânsito, em especial, o uso dos chamados “retornos de quadra”. De acordo com a SMTT, em alguns pontos, os motoristas infringem as regras de conduta e realizam retornos em locais irregulares.

Além de verificar possíveis infrações dos condutores, os novos fotossensores deverão ser mais resistentes às ações de corrosão, especialmente em uma cidade como São Luís, com forte influência das correntes marítimas. As câmeras, de acordo com o secretário titular da SMTT, Canindé Barros, serão interligadas a uma central de monitoramento elaborada especialmente para verificar as imagens produzidas pelas câmeras. “Vamos ter aqui na Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte uma Central de Controle de Operações que vai permitir o monitoramento em tempo real dos principais corredores de transportes”, frisou o gestor.

Outro trecho que deverá contar com os equipamentos será a Forquilha (na antiga rotatória de acesso a bairros como o Maiobão e Planalto Anil), que sofreu recentemente a intervenção do poder público para modificação da trajetória. A preocupação é evitar que os motoristas desobedeçam ao avanço do sinal vermelho, uma das infrações mais comuns no trânsito de São Luís.

Relembre

Os novos equipamentos – cuja instalação elétrica está a cargo da empresa Sigvias Instalações e Construções Ltda – começaram a ser fixados na sexta-feira (4). A primeira via a receber os dispositivos foi a avenida Daniel de La Touche, no conjunto semafórico situado ao lado de uma escola particular e a poucos metros do Elevado da Cohama. De acordo com a SMTT, se trata de um dos trechos mais críticos e sujeitos a acidentes da cidade. Somente na avenida Daniel de La Touche, serão três fotossensores instalados. Além destas vias, outras deverão receber os equipamentos, como as avenidas Jerônimo de Albuquerque, dos Africanos e Guajajaras.

A pasta confirmou ainda que os motoristas somente estarão expostos ao pagamento de multas, em caso de infrações flagradas pelos novos fotossensores, em até 30 dias.

Os antigos equipamentos de controle de velocidade de veículos foram retirados em abril deste ano por iniciativa da Arco Sinal (então empresa gestora), que alegou à época falta de pagamento por parte do Município.

Após a retirada da Arco Sinal, o Município (por meio da Central de Licitações) abriu certame para a seleção da nova empresa. Em junho deste ano, foi assinado o contrato entre a Prefeitura e o Consórcio LV.

Com informações de O Estado

Atenção imprudentes!!! Multas vão rolar à solta a partir de 4 de agosto em São Luís

SMTT volta acertadamente com os fotosensores em São Luís; Serão instaladas também câmeras de longo alcance para punir infratores

A partir do dia 4 de agosto (sexta-feira), as avenidas da capital ludovicense voltam a funcionar com os fotosensores que punem acertadamente os condutores infratores. Desde que foram retirados os antigos, o trânsito da capital se tornou uma ‘sodoma e gomorra’, ninguém respeita os sinais, as faixas de pedestres e por aí vai.

Com a volta dos equipamentos o trânsito deverá voltar à normalidade e respeitadas as normas do Código de Trânsito Brasileiro – CTB.

Motoqueiros, quase que em sua totalidade não respeitam a sinalização de trânsito e provocam acidentes na cidade.

Semáforos mesmo abertos, gerarão multas

Com a instalação dos fotosensores, os condutores que ultrapassarem os limites de velocidade, mesmo quando o sinal estiver verde receberão multas por exceder o limite permitido nas vias de São Luís que são de 60 quilômetros por hora.

O Artigo 61 parágrafo 1º do CTB, prevê que a velocidade máxima permitida para a via será indicada por meio de sinalização, obedecidas suas características técnicas e as condições de trânsito.

§ 1º Onde não existir sinalização regulamentadora, a velocidade máxima será de:

I – nas vias urbanas:
a) oitenta quilômetros por hora, nas vias de trânsito rápido;
b) sessenta quilômetros por hora, nas vias arteriais; (É o caso de São Luís).
c) quarenta quilômetros por hora, nas vias coletoras;
d) trinta quilômetros por hora, nas vias locais;

Em tempo: as infrações mais cometidas em 2016 foram: Avançar o sinal vermelho do semáforo – fotosensor com 26.511 casos; excesso de velocidade 12.306 registros; estacionar em local ou horário proibido, com 5.137 casos; dirigir falando ao celular (4.498) e dirigir sem cinto de segurança com 4.024 multas.

E mais: Se o condutor não se conscientizar em cumprir o que diz a Lei, a conta será salgada. Valores vão de R$ 195,54 a 293,47.

Velocidade excessiva gerou mais de 14 mil multas em São Luís

Média é de 15o multas por dia nos primeiros três meses de 2017; os dados são do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão

SÃO LUÍS – De janeiro a março deste ano, condutores de São Luís já cometeram mais de 14 mil infrações por excesso de velocidade. Média é de 159 por dia nos primeiros três meses de 2017.

Os dados são do Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran). Recentemente, vários fotossensores, popularmente conhecidos como pardais, e barreiras de controle de velocidade foram retirados de algumas das principais avenidas.

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20% foi a infração mais cometida pelos condutores no primeiro trimestre deste ano. Dirigir em excesso de velocidade é perigoso, pois, quanto maior a velocidade do veículo, maiores são os riscos de acidentes, pois o condutor não consegue realizar frenagens de emergência em tempo hábil para evitar uma colisão. Além disso, em caso de atropelamento, quanto maior a velocidade do veículo, maiores o impacto da batida e as chances de a colisão deixar sequelas graves ou ser fatal.

Transitar em velocidade superior à máxima permitida para o local gera multa, segundo o Artigo 128 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O valor varia de acordo com a porcentagem ultrapassada do limite permitido, podendo chegar a R$ 574,61 no caso de velocidade superior acima de 50% do permitido, que é considerada infração gravíssima. Esta, aliás, foi a quinta infração mais cometida até agora.

No ranking das 10 violações às leis de trânsito mais registradas este ano, aparece ainda transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50%, na segunda posição.

Prática

São Luís sempre foi uma cidade com registros elevados de excesso de velocidade, pois muito condutores desrespeitam a legislação de trânsito e trafegam acima da média permitida nas principais avenidas da capital. Uma prática recorrente dos motoristas é a de reduzir a velocidade ao se aproximar da fiscalização eletrônica (barreiras e fotossensores) para não serem multados e retomarem a velocidade inicial após se distanciar do equipamento.

Mas a situação ficou ainda mais grave após a retirada, pela Prefeitu­ra de São Luís, dos fotossensores instalados nos semáforos com o objetivo de coibir a ação daqueles motoristas que insistem em avançar os sinais quando fechados para o trânsito. Sem os equipamentos, não há como identificar os infratores e aplicar as devidas penalidades, o que coloca em risco não só a segurança de quem trafega nas vias, mas também a vida de pedes­tres que precisam atravessá-las.

Nas avenidas Daniel de La Touche, Litorânea e Holandeses, quase todos os pardais foram retirados. Também na dos Holandeses a barreira eletrônica está desativada, deixando os motoristas livres para cometerem infrações.

Números

11.548 multas por transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%
2.359 multas por transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50%
457 multas por transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 50%

Leia mais notícias em OEstadoMA