Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Com nome envolvido em escândalo, falastrão Sérgio Frota silenciou

Como o deputado Sérgio Frota não atende mais ligações, após ter aparecido em grampo. Uma fonte nos informou que ele só vai se pronunciar após sua assessoria jurídica obter o conhecimento dos autos e preparar a “defesa”

Acostumado a meter a mão na cara de torcedor e membros da imprensa, estrebuchar na Assembleia Legislativa, esculhambar nas rádios, o falastrão deputado Sérgio Frota (PR), teve seu nome envolvido num escândalo de futebol da Paraíba e que um grampo da Polícia Civil e do GAECO-PB, em uma ligação telefônica com o operador do esquema, o vice-presidente do Botafogo-PB, Breno Morais – Frota resolveu ficar em silêncio.

Além de denúncias na Paraíba, Blogs e a imprensa em geral estão dando grande repercussão ao caso, e mesmo assim, o deputado não fala nada, não lança uma Nota para informar a imprensa e consequentemente, a sociedade maranhense, bem como, os desportistas maranhnense.

Mas o deputado permanece calado – fonte do Blog nos informou que ele só vai falar após sua assessoria jurídica obter o total conhecimento dos autos e preparar a defesa.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Eduardo Braide precisa explicar em coletiva, como seu gabinete foi utilizado por um chefe de quadrilha

O candidato derrotado, Eduardo Braide (PMN), no pleito à prefeitura de São Luís, precisa convocar urgentemente, uma coletiva de imprensa para explicar como o seu chefe de gabinete, Fabiano de Carvalho Bezerra, atuava dentro da Assembleia Legislativa e o porquê da permanência de sua prisão por formação de quadrilha e chefe de organização de Organização Criminosa, segundo o Ministério Público e a Polícia Federal.

Ocorre que boa parte do dinheiro de corrupção e desviados na Prefeitura Municipal de Anajatuba, eram advindos de emendas parlamentares do próprio deputado Eduardo Braide. Outro fato que o deputado tem que esclarecer é como as empresas fantasmas de Fabiano, administravam o dinheiro enviado pelo deputado aos municípios.

Isto tem e deve ser esclarecido pelo nobre deputado estadual Eduardo Braide!!!

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

17 prefeituras maranhenses envolvidas em desvios que ultrapassam R$300 milhões

gaeco1

O Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), a Controladoria Geral da União (CGU) e a Polícia Civil do Maranhão, deflagraram nesta terça-feira (13) a “Operação Cooperare”, em 17 prefeituras maranhenses, elas são acusadas de contratar a mesma empresa para prestação de serviços terceirizados.

A ação tem como objetivo, desarticular uma organização criminosa que desviava recursos, inclusive do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), de prefeituras municipais maranhenses, por meio da contratação de cooperativas.

A investigação partiu do Ministério Público do Maranhão, após verificar que a Cooperativa Maranhense de Trabalho (Coopmar) aparecia como maior contratada para a execução de serviços de transporte, limpeza, vigilância e outros serviços gerais em prefeituras de municípios do estado. A CGU já emitiu cinco notas técnicas referentes à análise de licitações e está realizando auditoria em três dos 17 municípios contratantes da Coopmar.

Ainda segundo o MP, houve irregularidades na contratação da Cooperativa Maranhense de Trabalho e Prestação de Serviços – COOPMAR e mais de 10 empresas. Durante as investigações, foi apurado que a COOPMAR, ao longo de três anos, recebeu repasses de prefeituras na ordem de R$ 230 milhões.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Escândalo na ALEMA!!! segundo delação ao GAECO, cargo no gabinete de Braide era para devolver o dinheiro

trechos-da-investigacao

Trecho da delação premiada de RAIMUNDO NONATO SILVA ABREU JÚNIOR, publicada no relatório das investigações do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas – GAECO, sobre a tão propalada Máfia de Anajatuba, revela a montagem de um esquema de nomeações de altos cargos dentro do gabinete do deputado estadual Eduardo Braide (PMN).

De acordo com a delação de Raimundo Nonato, que é um taxista de Itapecuru-Mirim utilizado como laranja na sociedade da empresa A4, que venceu em 2013 a licitação de R$ 6,5 milhões para locação de veículos leves e pesados no município de Anajatuba,  o seu ex-sócio, JOSÉ ANTÔNIO MACHADO DE BRITO, foi nomeado no gabinete de Eduardo Braide sem nunca efetivamente ter pisado na Assembleia Legislativa.

“Apenas tinha o cargo na Assembleia, recebia o dinheiro e devolvia o dinheiro para Braide… E que a maior parte do bolo era do prefeito {…}”, afirmou em seu depoimento.

Brito Filho como é conhecido, declarou em depoimento ter “trabalhado” para o deputado de 2011 a 2014, era, segundo o Ministério Público, o responsável pela montagem das documentações das empresas fantasmas (A4, F C B Produções, M A Silva Ribeiro e Construtora Construir), utilizadas nos processos licitatórios fraudulentos.

Raimundo Júnior disse ainda que tem conhecimento desse esquema, porque Fabiano Bezerra também lhe chamou para trabalhar na Assembleia Legislativa com a condição de devolver o dinheiro, o que não aceitou.E que a única vantagem era o Plano de Saúde pago pela Assembleia Legislativa do Maranhão.

nomeacao-de-fabiano-de-carvalho-bezerra

O próprio FABIANO DE CARVALHO BEZERRA esteve nomeado no gabinete, a pedido de Eduardo Braide.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache