Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Caso de polícia!!! FMF altera CRC de contadora durante o fim de semana no portal da CBF

Portal da Confederação Brasileira de Futebol – CBF, com o balancete da Federação Maranhense de Futebol – FMF, foi alterado no fim de semana

Presidente da FMF Antônio Américo

Após denúncias incontestáveis que a Federação Maranhense de Futebol – FMF, fraudou balancete encaminhado à Confederação Brasileira de Futebol – CBF, a entidade maranhense conseguiu modificar o número do Conselho Regional de Contabilidade da contadora que assina a auditoria externa.

No primeiro envio do balancete da FMF publicado no dia 30 de abril, no Portal da CBF, com a fraude a Waldereis assina o balancete com o CRC de uma outra pessoa, de número 7764/0. Ocorre que após denúncia deste Blog, a entidade maranhense, sabe-se Deus, como, conseguiu modificar o erro e a CBF amanheceu com um outro balancete, agora, com o registro de conselho quem realizou a auditoria externa.

Veja nos links abaixo, a modificação no Portal da CBF

Dia 30/04/2018 https://cdn.cbf.com.br/content/201804/20180430162101_0.pdf

Dia 17/05/2018            https://cdn.cbf.com.br/content/201805/20180517145744_0.pdf

Veja os prints feitos pelo Blog no Portal da CBF

Print realizado no dia 16 de maio às 09:37

Print realizado no dia 21 de maio às 07:31

O Blog tentou contato por telefone com o presidente da Federação Maranhense de Futebol, mas não obteve êxito.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Exclusivo!!! Federação Maranhense de Futebol deve sofrer intervenção da CBF

O Blog fez uma investigação na “Prestação de Contas” da Federação Maranhense de Futebol – FMF, exercício 2017. 

“Auditoria Externa” contratada pela FMF deve ser anulada e contém fraude

Um verdadeiro escândalo sem precedentes na história do futebol maranhense está prestes a explodir na Federação Maranhense de Futebol -FMF, e será divulgado aqui neste Blog.

Falsidade ideológica, fraude em balancetes e prestação de contas são apenas os que mais chamam atenção. Fatos estes que levariam o atual dirigente da FMF, Antônio Américo, a ser banido do futebol.

Analisando a “prestação de contas” no Portal da CBF, conforme imagem acima, um fato chamou a atenção do Blog, a federação-mãe do futebol maranhense, teria contratado uma “auditoria externa”, como determina a Confederação Brasileira de Futebol – CBF, contudo, que quem assina a Nota Técnica da Auditoria Externa da FMF, trata-se de Waldereis Almeida Soares CRC 7463/0. E o escândalo vem justamente aí, a Auditoria Externa utilizou o número do Conselho Regional de Contabilidade -CRC, de uma outra pessoa, a da Junilma Cristine Silva de Souza 7764/0 , que mora há cerca de 15 anos, no Mato Grosso do Sul, na cidade de Campo Grande.

Veja no site da CBF

https://cdn.cbf.com.br/content/201804/20180430162101_0.pdf

A FMF, encaminhou a sua prestação de contas à Confederação Brasileira de Futebol, com os balancetes da auditoria externa com assinada por uma pessoa com o CRC de outra – É o mesmo que um médico consultar um paciente e dar uma receita médica com carimbo de outro médico.

O Blog investigou e faz uma análise sucinta da prestação de contas da FMF e até sexta-feira (18), termina de estourar mais este escândalo envolvendo a federação de futebol maranhense.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Escândalo!!! Imprensa da Paraíba destaca que deputado maranhense estaria envolvido em combinação de jogos

Reportagem exclusiva do Correio da Paraíba, mostrou uma parte da podridão do futebol brasileiro; Deputado Maranhense aparece nas escutas

Manipulação de resultados – Escolha de árbitros por parte de dirigentes – Entrega de resultados – E até ameaças de morte. Estes são apenas alguns dos fatos que constam em relatórios da Operação Cartola, uma investigação da Polícia Civil do Estado da Paraíba, desbaratou uma quadrilha que utilizou o futebol para obter dividendos e lucros financeiros.

Durante a investigação a polícia encontrou documentos, transcrições de áudios que  mostram um claro esquema de escolha dos árbitros a serem escalados nos jogos do Campeonato Paraibano.

A organização criminosa foi além do futebol paraíbano e deve ter contaminado a Copa do Nordeste e Campeonato Brasileiro da Série C do ano passado.

Deputado estadual do Maranhão aparece nas escutas

Uma figura que aparece constantemente nos autos da investigação é o vice-presidente de futebol do Botafogo-PB, Breno Morais. Em um telefonema do dia 15 de fevereiro, Breno é flagrado  conversando com José Renato. Na ocasião, ele cobra o ex-presidente da Comissão de Arbitragem que cumpra os acordos feitos. E a negociação não envolvia apenas jogos do Botafogo.  O dirigente aparece pedindo que José Renato interfira na partida entre Atlético de Cajazeiras e Sousa. Segundo Breno, ‘quem tem que ganhar é o Atlético”.

Na conversa, Breno diz que acordo é acordo.  “Você tem que cumprir seus acordos que você faz”. Breno diz ainda que tem que “botar um cara que vá lá, que a gente chegue para o cara, resolva lá a situação e resolva a parada”.

Já em outras conversas, Zezinho do Botafogo liga para o deputado estadual Sérgio Frota (PSDB-MA), para articular sobre a arbitragem do jogo entre Botafogo e Altos-PI, pela última rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste. Zezinho pede ao deputado o nome do juiz, que seria do Maranhão. Em um determinado momento, Zezinho passa o telefone para Breno e eles conversam rapidamente. O deputado pede que a conversa continue de noite e diz que vai resolver o problema

A partida em questão foi vencida pelo Botafogo pelo placar de 1 a 0. O árbitro do jogo foi o maranhense, da cidade de Imperatriz, como o próprio deputado fala no telefonema, Ranilton Oliveira.

Campeonato Brasileiro Série C 2017

Na terceira divisão do Campeonato Brasileiro, do ano passado, uma suspeita de de combinação de resultados no último jogo de confrontos diretos, entre  Sampaio Corrêa x Botafogo-PB, foi investigada pela Confederação Brasileira de Futebol – CBF, mas não houve elementos que pudessem provar a armação – agora com as escutas telefônicas autorizadas pela justiça, mais do que comprovam o contato direto dos dirigentes do Botafogo com o presidente do Sampaio Corrêa, deputado Sérgio Frota.

Muito dinheiro em jogo

O esquema montado pela Organização Criminosa é justamente visando a dinheirama das Cotas de transmissão pelas emissoras de tv’s, que vão de R$ 100 mil a R$ 20 milhões para clubes medianos.

No Maranhão, um esquema de transmissão também foi efetivado e o dinheiro público da Lei de Incentivo ao Esporte, que era para ser utilizado pelos clubes de futebol, ora foram enviados para um Instituto ligado ao presidente da Federação Maranhense de Futebol – FMF, Antônio Américo, ora enviados para uma emissora de TV ligada ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), neste caso, mais de R$ 6 milhões já foram sangrados dos cofres públicos.

Com informações do Portal do Correio da Paraíba e alterações deste Blog

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Sumiu dinheiro!!! Governo Dino repassou R$ 1,5 milhão para FMF e prestação de conta não bate

Planilhas com despesas da Federação Maranhense de Futebol – FMF, mostra que gastos somam R$ 1.239.000 (Hum milhão, duzentos e trinta e nove mil reais), resta saber para onde foi os R$ 261.000 (Duzentos e Sessenta Mil), que não aparecem na planilha, onde está o dinheiro, governador Flávio Dino????

Antônio Américo, Presidente da FMF e do Instituto de Futebol

O Governo Flávio Dino (PC do B), repassou R$ 1,5 milhão para a Federação Maranhense de Futebol – FMF,  distribuir entre clubes e emissora de TV para a transmissão dos jogos, como patrocínio da competição com o projeto Maranhão Solidário. O dinheiro seria para ajuda aos clubes de futebol, mas, deste valor, apenas R$ 800 mil chegaram aos clubes, conforme mostra a planilha publicada com exclusividade pelo Portal Guará, VEJA ABAIXO.

De acordo com a planilha financeira, os R$ 800 mil foram divididos com os clubes, a saber: Sampaio Corrêa (R$ 150 mil), Moto Club e Maranhão (R$ 120 mil, cada), Imperatriz e Cordino (R$ 115 mil, cada), Bacabal, São José e Santa Quitéria (R$ 60 mil cada).

Dos R$ 700.000 (Setecentos Mil), que restaram foram repassados, R$ 200.000 (Duzentos Mil Reais), para a TV Difusora, que transmitiu 3 (três) jogos – restando portanto, R$ 500.000 (Quinhentos Mil Reais).

Em relação à Planilha, chama bastante atenção, os gastos R$ 194.000 (Cento e Noventa e Quatro Mil Reais) que, de acordo com o relatório financeiro da FMF, foram gastos com ‘Despesas de Logística, pessoal, staffs, material e produção’ durante o campeonato maranhense.

O que seria esta logística? Pessoal? Staffs? Material e produção durante o campeonato? Nossa reportagem vai tratar estes itens por partes.

O primeiro será logistica. A logística é o planejamento de vários itens importantes da competição, como armazenamento, distribuição e manutenção de vários tipos de materiais utilizados no evento. Mas o que a Federação gastou para isso? Qual foi a logística que ela utilizou? A confecção de uma tabela imperfeita e desigual? Material de escritório, impressão, digitadores, vice-presidentes e outros? Isso tem que ser esclarecido!

O segundo tópico é o pessoal. Mas que pessoal é esse? Funcionários da FMF? Seguranças, zeladores, maqueiros, fiscais? Pois tudo isso é pago pelos clubes mandantes dos jogos como despesa de borderô. Ou seja, se eles gastaram com isso, recebem de volta dos clubes.

O próximo é o Staff. Staff é um termo inglês que significa “pessoal”, no sentido de equipe ou funcionários. O termo é utilizado para designar as pessoas que pertencem ao grupo de trabalho de uma organização particular. Ou seja, Staff é o mesmo que “Pessoal”, o que já foi pago no item acima.

Material e produção durante o campeonato. Nada disso foi visto durante o Estadual.

Mas uma pergunta fica: se foi gasto R$ 194 mil com isso tudo, por qual o motivo que os clubes tem pagar isso no borderô? Se esse dinheiro não é da Federação, por que ele tem que voltar para a entidade?

Com todas essas despesas anunciadas no relatório da FMF, a soma deu R$ 1.194 milhão, sobrando R$ 306 mil, sendo que foram 3% para o fundo ao esporte – uma quantia de R$ 45 mil, mas ainda sobra R$ 261.000 (Duzentos e Sessenta Mil), que não aparecem na planilha, onde está o dinheiro, governador Flávio Dino????

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Corrupção: CBF enrolada, FMF pior ainda, marca eleição na surdina

Antônio Américo, utiliza o ‘modus operandi’ da Confederação Brasileira de Futebol – CBF, na qual membros do mesmo grupo quando não são presos, se perpetuam no poder. Eleição da entidade será no próximo domingo (22)

Após escândalos de corrupção em que o ex-presidente da Federação Maranhense de Futebol – FMF, Alberto Ferreira foi afastado pelo Ministério Público, o interventor que assumiu, Antônio Américo, caminha pela mesma linha torta.

Sem transparência e com contratos de publicidade suspeitos, criação de Instituto para arrecadar dinheiro público e uma caixa-preta de esquemas nebulosos são parte da atual federação de futebol no Maranhão.

Antônio Américo, se utilizando do mesmo ‘modus operandi’ da Confederação Brasileira de Futebol – CBF, na qual membros do mesmo grupo quando não são presos, se perpetuam no poder, aqui no Maranhão, Américo, que já está no cargo há 6 anos, marcou a eleição da entidade para o próximo domingo (22), portanto sem tempo hábil para a inscrição de uma chapa de oposição.

Um verdadeiro escândalo sem precedentes esta federação de futebol do Maranhão, que precisa de uma ação enérgica do Ministério Público, GAECO, bem como instituições que defendem o interesse público

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Operação Cartola: Botafogo-PB é alvo de inquérito por combinação de resultados

As investigações começaram a ser feitas a partir de denúncias de esquema de combinação de resultados, que, segundo o delegado Lucas Sá, remontam desde 2011, na Paraíba. O Botafogo – PB, foi acusado também no Maranhão em combinar resultados

Botafogo-PB e o Sampaio Corrêa foram denunciados por suposta combinação de resultados em 2017

Um verdadeiro ecândalo de combinação e manipulação de resultados foi descoberto no estado Paraíba, em que clubes estão envolvidos – inquérito policial está sobre segredo de justiça.

O delegado Lucas Sá, da Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa – confirmou nesta terça-feira (2), que todas as ediçãoes do Campeonato Paraibano desde 2011 estão sob suspeita da ‘Operação Cartola’. Segundo ele, existem denúncias de que um possível esquema de combinação de resultados tenha acontecido nesses últimos oito anos. O delegado também informou que todos os dirigentes dos 10 clubes da 1ª divisão de 2018 estão sendo investigados.

Ao todo, são 80 pessoas sendo investigadas pela ação do Ministério Público e da Polícia Civil. Na manhã dessa segunda-feira, foram cumpridos 39 mandados de busca e apreensão em João Pessoa, Campina Grande, Cajazeiras, Cabedelo e Bayeux. Os policiais apreenderam documentos nas casas também de dirigentes e ex-dirigentes da FPF, como Rosilene Gomes, e também foram na sede de alguns clubes, como Botafogo-PB, Campinense e Treze.

As investigações começaram a ser feitas a partir de denúncias de esquema de combinação de resultados, que, segundo Lucas Sá, remontam desde 2011. Quando perguntado se todos os campeonatos desde aquele ano estão sob suspeita, o delegado confirmou.

Em tempo: A Procuradoria do STJD investigou suposta entrega entre o jogo Botafogo-PB x Sampaio Corrêa, no Campeonato Brasileiro da série C, do ano passado.

E mais: As acusações contra o Botafogo caem como uma verdadeira bomba que poderá ter desdobramentos aqui no Maranhão.

Saiba mais sobre o escândalo em:

https://globoesporte.globo.com/pb/futebol/noticia/delegado-confirma-que-as-ultimas-oito-edicoes-do-paraibano-estao-sob-suspeita.ghtml

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Vixe!!! Antônio Américo provoca jornalista e expõe Weverton Rocha a escândalo

Presidente da FMF, Antônio Américo foi provocar o jornalista Zeca Soares e expôs o deputado Weverton Rocha em escandaloso contrato com a TV Difusora

O jornalista e blogueiro Zeca Soares, divulgou um print de um “deboche”, que o presidente da FMF, Antônio Américo enviou a ele com a seguinte mensagem no whatsapp: “Zeca, bom dia. “Absurdamente”, primeiro jogo da final do cearense foi ontem, às 21:45, Ceará X Fortaleza”.

E acrescentou: “Detalhe: transmissão pelo Esporte Interativo, Sky e também pela TV Verdes Mares, afiliada Globo, para Fortaleza”

Só que Américo não contava com a resposta de Zeca Soares, que explicitou claramente a diferença do Campeonato Maranhense em relação ao Cearense, veja!

“Bem, preciso dizer a Américo que lá no Ceará a TV Verdes Mares pagou pelo televisionamento do Campeonato Cearense R$ 800 mil para o Ceará e R$ 800 mil para o Fortaleza. Só para os dois foi R$ 1,6 milhões. Os demais clubes, cada um recebeu R$ 120 mil”.

Profundo conhecedor do futebol maranhense, ao contrário de Antônio Américo, Zeca Soares foi além e expôs o contrato escandaloso num esquema entre o Instituto na qual Américo também figura como presidente, o governo do comunista e a TV Difusora, arrendada pelo deputado federal Weverton Rocha, amigo e candidato do governador Flávio Dino ao Senado para transmitir os jogos.

“A FMF, por exemplo que foi a proponente do projeto por meio do Instituto Maranhense de Futebol – IMF, de cara levou R$ 150 mil (10%) do montante liberado pelo governador. O Sampaio foi quem mais recebeu R$ 150, mesmo eliminado na primeira fase. O Moto teve apenas R$ 120 mil e o Imperatriz R$ 115 mil, nesse convênio, assim como contrato com o Esporte Interativo que parecem estar guardados mesmo numa caixa preta” afirmou o jornalista Zeca Soares.

Na resposta mais do que clara, Zeca Soares severou que os dirigentes que estão à frente da federação de de futebol ainda não sabem o que precisa se fazer com o futebol maranhense volte a crescer.

“Acho que essas informações são mais do que suficientes para entender que a FMF, infelizmente, ainda não sabe o que precisa fazer para que o nosso futebol volte a crescer. Estes, presidente Américo não são fatos, mas bons argumentos para quem conhece o mínimo de futebol. Se, ao contrário de buscar um novo embate, você tivesse optado pelo silêncio, teria feito melhor”, finalizou Zeca Soares.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Absurdo!!! Membro da FMF chama torcedores de quadrilheiros

Torcedores registraram Boletim de Ocorrência e entrarão com queixa-crime contra o diretor da Federação Maranhense de Futebol e também contra a entidade

Advogado da FMF será Réu em ações criminais, interposto por torcedores maranhenses

Outro torcedor que foi agredido pelo advogado é vereador Marcial Lima (PEN), o mesmo entrará também com processo criminal contra Márcio Biguá e articula uma moção de “Persona Non Grata” contra o advogado da FMF.

Em documento público da FMF, dirigente afirmou à Polícia que as torcidas do Moto Club de São Luís, são conhecidas por sua violência desmedida e destemida. Afirmou ainda que os mesmos são quadrilheiros, ao relatar que o chamamento da PM seria para evitar a ocorrência de crimes diversos, tais como: dano, lesão, corporal, formação de quadrilha, etc.

O que se viu na verdade, foi uma clara tentativa de intimidação da FMF, que culminou com a não ida das Torcidas Organizadas. Os que estiveram presentes foram senhores e senhoras de bem, não vinculados às torcidas organizadas. Boa parte estão registrando boletins de ocorrências contra a FMF e o advogado da entidade, Márcio Biguá, que deverá ser Réu em ações criminais.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache