Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Em apenas 5 meses, governo Flávio Dino já torrou mais de R$ 13 milhões com Propaganda

Juntas, Mallmann, Eurofort, Informe e Clara Comunicação já consumiram R$ 13 milhões dos cofres públicos; governo investe pesado em propaganda do que não foi feito

O cara da propaganda

Desde o começo da gestão, o governador Flávio Dino (PC do B), tem investido pesado em propaganda, e haja dinheiro do contribuinte para custear o pagamento das empresas de publicidade. Apenas em 5 meses deste último ano de gestão comunista, já foram consumidos mais de R$ 13 milhões com propaganda.

O interessante é que passados quase 4 anos anos para o final da gestão pífia de Flávio Dino, a população maranhense não viu uma obra relevante que pudesse mudar a realidade dos maranhenses. Sem obras estruturantes, sem obras, sem nada, o que se pode observar é que se o governo comunista tivesse investido todo este dinheiro gasto com propagandas enganosas, daria por exemplo para terminar a Ponte sobre o Rio Pericumã, como já foi denunciada aqui, reveja.

Pericumã: Governo Flávio Dino engana maranhenses com ponte que custaria R$ 70 milhões

O dinheiro gasto com propagandas daria para terminar, enfim, a reforma da Barragem do Bacanga, que iniciou desde o começo da gestão e já ultrapassou a casa dos R$ 10 milhões, também denunciado aqui neste Blog, reveja.

Absurdo! Governo Flávio Dino gasta mais meio milhão via CAEMA na Barragem do Bacanga

Ou ainda, daria para reformar de verdade, como estava no projeto, a Beira Rio em Imperatriz, e muitas outras obras de verdade que só funcionam na propaganda do governo, na realidade, a vida dos maranhenses piorou, sem obras, sem empregos e com os maiores impostos do Brasil.

É lamentável sobre todos os aspectos, o fim da gestão que veio para mudar o Maranhão.

Veja abaixo, os valores em R$ – Empenhado, Liquidado e Pago

CNPJ: 02.876.884/0001-78     CLARA COMUNICACÃO EMPRESARIAL   EMPENHO: R$ 8.208.100,00 LIQUIDADO R$ 7.970.301,63 PAGO R$  6.852.638,44

CNPJ: 04.269.852/0001-30 COMUNIQUE ASSESSORIA DE COMUNICACAO LTDA      EMPENHO: R$ 86.220,43            18.499,98               PAGO: R$ 18.499,98

CNPJ: 03.922.966/0002-55    EUROFORT COMUNICACAO LTDA            EMPENHO: 1.526.000,00      1.373.241,91      PAGO: 1.346.810,06

CNPJ: 26.428.219/0001-80 INFORME COMUNICACAO INTEGRADA SS LTDA

EMPENHO: 1.854.308,00      1.843.526,18       PAGO: R$ 1.843.526,18

CNPJ: 06.172.384/0001-06 VIACOM NEXT GENERATION COMUNICACAO

EMPENHO:  R$ 567.413,25          35.480,63           PAGO:  R$ 7.526,11

No total, já forma pagos R$ 13 MILHÕES 148 MIL e se já não bastasse, o governo contratou este mês mais uma empresa de comunicação, agora para mandar mensagem de Whatsapp aos maranhenses – perdeu a noção do ridículo e do desperdício do dinheiro público.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Não tem como se esconder…

As datas de envios do dinheiro coincidem com as suspeitas envolvendo o partido de Flávio Dino e as empresas investigadas na operação Lava Jato

“encontrei uma vez Márcio Jerry, dentro do banco, eu cobrei dele. Aí ele disse ‘não rapaz não posso falar disso aqui, tem câmera e tudo, vai no partido’,

O PCdoB, o governo Flávio Dino e os seus aliados têm tentado minimizar os efeitos da denúncia segundo a qual o partido lavou dinheiro na campanha eleitoral ele 2014. Mas a cada explicação – ou tentativa de – os comunistas se enrolam cada vez mais em uma teia que levanta suspeitas gravíssimas de ilegalidade pura e simples para eleger Flávio Dino governador.

O partido admite ter uma dívida, de cerca de R$ 800 mil, com a empresa Aldo Oberdan Pinheiro Montenegro-ME. Mas não consegue explicar para onde foram esses R$ 800 mil, já que os R$ 1,3 milhão entraram e saíram da conta do partido no mesmo dia. E se não pousaram na conta da empresa, para algum outro lugar foi desviado.

Outro problema envolve as notas fiscais da Aldo Oberdan Montenegro. Os documentos comprovam o recebimento do dinheiro total – e não apenas parte, como alega o PCdoB. É bem nesse ponto que se levantam as suspeitas de lavagem de dinheiro, uma vez que o dinheiro saiu da conta do PCdoB.

A empresa – que neste período estava sob administração de um terceiro, ligado ao próprio partido, e não do seu titular – emitiu a nota dando conta do recebimento, mas apenas parte do recurso chegou, efetivamente, na conta.

O curioso, e ainda mais complicado para os comunistas é que as datas coincidem com as suspeitas envolvendo o partido de Flávio Dino e as empresas investigadas na operação Lava Jato. Foi nessa época, segundo delatores, que foram repassados recursos para o PCdoB, e para o próprio Dino, segundo relatos nunca investigados pelo Ministério Público Federal.

O PCdoB, portanto, pode dizer o que quiser – e tem mostrado em suas notas que não tem muito o que dizer -, mas não conseguirá escapar, pelo menos, de ter de se explicar à Justiça Eleitoral e à Justiça Federal. E se a explicação continuar nesses termos, terá problemas sérios a resolver no futuro.

Ameaça – O empresário Aldo Oberdan Montenegro, que denunciou o uso de sua empresa para suposta lavagem de dinheiro do PCdoB, diz ter sofrido ameaça de morte dos comunistas.

– Falei com o presidente do partido na época, o nome dele hoje não me lembro mais. Ele virou para mim e disse assim, se eu não tinha medo de morrer. Eu disse: “Mas eu não fiz nada de errado, meu irmão” – contou o empresário.

A ameaça de morte também consta na denúncia que o empresário prestou e que faz parte da Representação encaminhada à Procuradoria-Geral da República.

Repercussão – A suspeita de lavagem de dinheiro na campanha do PCdoB deve ser um dos temas de hoje, no plenário da Assembleia Legislativa.

Deputados de oposição pretendem trazer novas denúncias e novas provas de que os comunistas teriam movimentado recursos de forma irregular na campanha de 2014.

O assunto deve render durante todas as sessões desta semana.

Com informações da Coluna Estado Maior

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Absurdo!!! Flávio Dino quer “revitalizar” o Castelão com dinheiro da Lei de incentivo

Após inúmeras denúncias inócuas aos “ouvidos” do Ministério Público, o  Blog formalizará sempre uma Queixa / Representação para cada postagem escandalosa da gestão comunista 

Dinheiro da Lei de Incentivo vem sendo utilizado de forma escandalosa no Maranhão

O Grupo Mateus, do empresário Ilson Mateus foi beneficiado com a redução de impostos no Maranhão desde que virou aliado do governador Flávio Dino (PC do B), e tem sido corriqueiro o uso do dinheiro de compensação fiscal do Mateus, via Lei de Incentivo, para realizar obras que teria que ser obrigação da administração comunista.

O governador do Maranhão desvirtuou o sentido das leis de Incentivo à Cultura e ao Esporte, e utiliza o dinheiro advindo de compensações fiscais de empresas para realizar obras e patrocinar projetos que a própria gestão tem obrigação em fazer.

Um atento leitor do Blog, nos atentou que ontem (28), durante a partida Sampaio Corrêa x Ponte Preta, válida pelo Brasileiro da série B, a todo minuto aparecia nos telões que o governo do estado vai “revitalizar” o estádio Castelão com dinheiro da parceria com o Mateus, via Lei de Incentivo.

Não é de hoje, que este Blog vem investigando e denunciando o uso do dinheiro público da Lei de Incentivo para fazer obras que o próprio executivo era para realizar.

O Ministério Público está afônico, cego e nada diz, ou sequer investiga o ‘modus operandi’ feito pelo governador do Maranhão, que segundo fontes, não libera um centavo de projetos das leis de incentivos, que não passe pelo seu “crivo”. É lamentável como as coisas acontecem neste governo e nada é feito pelas autoridades de controle.

Para tal, o Blog tomou uma decisão, a partir de agora, para cada denúncia postada neste veículo de comunicação popular, será feita uma Queixa / Representação ao Ministério Público, seja o da esfera estadual ou federal. Tribunal de Contas e por aí em diante.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Exclusivo!!! Federação Maranhense de Futebol deve sofrer intervenção da CBF

O Blog fez uma investigação na “Prestação de Contas” da Federação Maranhense de Futebol – FMF, exercício 2017. 

“Auditoria Externa” contratada pela FMF deve ser anulada e contém fraude

Um verdadeiro escândalo sem precedentes na história do futebol maranhense está prestes a explodir na Federação Maranhense de Futebol -FMF, e será divulgado aqui neste Blog.

Falsidade ideológica, fraude em balancetes e prestação de contas são apenas os que mais chamam atenção. Fatos estes que levariam o atual dirigente da FMF, Antônio Américo, a ser banido do futebol.

Analisando a “prestação de contas” no Portal da CBF, conforme imagem acima, um fato chamou a atenção do Blog, a federação-mãe do futebol maranhense, teria contratado uma “auditoria externa”, como determina a Confederação Brasileira de Futebol – CBF, contudo, que quem assina a Nota Técnica da Auditoria Externa da FMF, trata-se de Waldereis Almeida Soares CRC 7463/0. E o escândalo vem justamente aí, a Auditoria Externa utilizou o número do Conselho Regional de Contabilidade -CRC, de uma outra pessoa, a da Junilma Cristine Silva de Souza 7764/0 , que mora há cerca de 15 anos, no Mato Grosso do Sul, na cidade de Campo Grande.

Veja no site da CBF

https://cdn.cbf.com.br/content/201804/20180430162101_0.pdf

A FMF, encaminhou a sua prestação de contas à Confederação Brasileira de Futebol, com os balancetes da auditoria externa com assinada por uma pessoa com o CRC de outra – É o mesmo que um médico consultar um paciente e dar uma receita médica com carimbo de outro médico.

O Blog investigou e faz uma análise sucinta da prestação de contas da FMF e até sexta-feira (18), termina de estourar mais este escândalo envolvendo a federação de futebol maranhense.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

OPERAÇÃO CARTOLA!!! Juíza manda liberar sigilo das informações

Decisão é da Juíza da 4ª Vara Criminal da Capital, Andréa Galdino. Apenas partes interessadas, como STJD e CBF, podem ter acesso ao conteúdo 

As partes interessadas na ‘Operação Cartola’ que apontou esquema de manipulação de resultados no futebol paraibano, já podem ter acesso ao conteúdo das interceptações telefônicas realizadas pela Polícia Civil. A decisão da difusão das escutas é da juíza Andréa Galdino, da 4ª Vara Criminal de João Pessoa. Além dos investigados, partes interessadas no processo investigativo também podem ter acesso às interceptações.

O deputado estadual Sérgio Frota (PR), é uma destas partes interessadas na ação, uma vez que foi interceptado nas ligações telefônicas entre os dirigentes do Botafogo-PB, Breno Morais e Zezinho, conforme divulgou com exclusividade o Portal Correio, do estado da Paraíba.

O titular do Blog desde ontem tenta entrar em contato com deputado Sérgio Frota e não obtém êxito. Ele ficou de lançar uma Nota, mas até o presente momento silenciou sobre o caso.

Conforme divulgamos ontem (15), em primeira mão no estado do Maranhão, a informação do Portal Correio, em que o deputado teria contato direto com  o presidente e vice, do Botafogo-PB,  na qual ele articulam um contato com o árbitro Ranilton de Oliveira. Sérgio Frota pediu para a conversa continuar à noite e se prostou a resolver o problema.

O Blog recebeu de uma fonte, parte das 1678 folhas da ‘Operação Cartola’ e analisa sua divulgação, que como repetimos, está disponível apenas às partes interessadas.

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Apreensão de veículos: a vitória de Wellington do curso sobre Flávio Dino

Wellington travou dura batalha contra o governador Flávio Dino (PCdoB), junto ao Ministério Público, OAB, TJ contra a forma criminosa de apreensão de veículos 

Se há um vencedor nesta batalha contra a imoralidade e ilegalidade do governador Flávio Dino (PCdoB), além dos proprietários maranhenses de carros e motos, este com certeza é o deputado estadual Wellingto do Curso (PSDB).

Foi Wellington que desde o começo criticou a forma como vinha sendo realizada apreensões de veículos no Maranhão. A forma criminosa que o governo Flávio Dino vinha praticando contra um bem do cidadão maranhense.

O deputado em tempo algum foi contrário às blitzen, segundo ele, as barreiras são mais do que necessárias para coibir os abusos de quem comete ilegalidade – mas, jamais para apreender o veículo de um trabalhador maranhense.

Wellington travou uma verdadeira batalha judicial contra a ilegalidade do governo comunista, foram idas e vindas ao Ministério Público, Ordem dos Advogados, Tribunal de Justiça e muitas manifestações para alertar o ato criminoso que o governo vinha realizando desde o começo da gestão.

Faltando 5 meses para a eleição as pesquisas condenam Flávio Dino

As pesquisas encomendadas pelo governador Flávio Dino, mostraram que ele caiu em desgraça com o povo maranhense por causa de apreensões de veículos por falta de pagamento de IPVA. Como Dino só pensa na reeleição e com as contundentes reivindicações de Wellington do Curso – Ele voltou atrás e atestou a ilegalidade que cometeu em 3 anos.

O deputado Wellington comemorou a sua luta em prol dos maranhenses 

“A ação do governador Flávio Dino em apreender os veículos dos maranhenses, revelou a maldade e a insensibilidade, movido pela ânsia de arrecadar, apreendeu e leilou veículos de homens e mulheres trabalhadores. Com a ilegalidade, mais de 12 mil trabalhadores tiveram seus bens vendidos pelo governador, disse Wellington.
“A nossa luta foi para que os pais e mães de famílias maranhenses, que já pagam os impostos mais altos do Brasil, tivessem pelo menos o direito de ir e vir com seus veículos. Foram dias de lutas e agora garantimos a vitória ao nosso povo. Flávio Dino não vai mais meter a mão nos carros e motos dos maranhensesfinalizou, Wellington do Curso.
Em tempo: É de autoria do deputado Wellington o Projeto de Lei 99/2017, que ainda tramita na Assembleia Legislativa, e proíbe apreensão de veículos por não pagamento de IPVA. 
E mais: A confissão de que cometeu crime de improbidade nas apreensões de veículos, vai acarretar em uma enxurrada de ações na justiça contra o governo Flávio Dino. É que quem se sentiu lesalidado vai recorrer no judicário para reaver o bem vendido pelo governo.
Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Governo Criminoso! Escândalo com nomeações de capelãs é mais um crime no governo Flávio Dino

Assista ao vídeo em que o próprio governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), confessa a nomeação de pastores para cargos de coronel, sem concurso, em troca de apoio na campanha

O governo Flávio Dino se transformou num governo criminoso sem precedentes e sem princípios. Os crimes vão desde desvios de dinheiro da saúde pública, até a nomeação de coronel da Polícia Militar do Maranhão, sem concurso público.

Por isso, diversos partidos políticos e associações de classes de membros da segurança pública no Maranhão, protestam contra os crimes praticados pela gestão comunista.

A reportagem especial, realizada pelo jornalista Alex Barbosa, mostra um vídeo em que o governador do Maranhão confessa as nomeações do capelães e a forma política como vem sendo feita.

FLÁVIO DINO: “Quero saudar muito especialmente aqueles que me acompanham nesse importante evento; cumprimentar o Gildenemi, que tá ali, meu amigo, fez a minha campanha de 2014 doente, muito grave; nossa amiga Eliziane pediu e ele chegou pálido, magrinho. Eu disse; ‘esse homem não vai dar conta de fazer campanha, mas a fé é realmente poderosa; ele deu conta de fazer a campanha e hoje ele tá aí corado e forte, pronto para outra campanha”, (PRONTO PARA OUTRA CAMPANHA), numa evidente confissão de crime eleitoral.

Em outro trecho do vídeo que o Partido Repulicano Progressista – PRP, encaminhou à Justiça Eleitoral, o governador do Maranhão revela outro absurdo, que foi criar novas vagas de capelães, sob a orientação de políticos ligados à Assembleia de Deus.

FLÁVIO DINO: “Quando eu cheguei ao governo, os capelães eram apenas 14; hoje são 50. E nós vamos criar, anuncio aqui em primeira mão, mais 10 vagas. O pastor Porto está cuidando disso. Porque eu criei as vagas dos Bombeiros, criamos da penitenciária, mas faltou o da Polícia Civil”. Se não tivesse sido filmado, os comunistas diriam que isso era mentira. .

Pelo menos esta promessa o governador Flávio Dino cumpriu à risca, CRIOU e NOMEOU mais de 5o (Cinquenta Capelães), sem concurso, para postos de oficiais que vão de tenente a coronel, sem nenhum curso preparatório, sem nada..

O governador Flávio Dino comete um GRAVE e EVIDENTE abuso de poder e compra de votos e o Ministério Público Eleitoral deu prazo até o dia 6 de maio, portanto daqui a três dias,  para que ele se explique sobre as graves acusações.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Escândalo!!! A irresponsabilidade dos “dirigentes” do Moto Club

O Moto Club já recebeu após o campeonato Maranhense, R$ 150 mil via patrocínio do Grupo Mateus e não honrou pagamento dos salários dos jogadores 

A irresponsabilidade dos dirigentes do Moto parece não ter limites e pode comprometer ainda mais o futuro do clube na Série D. Se dentro de campo os jogadores demonstram total comprometimento com o clube, o mesmo não podemos dizer de seus dirigentes que demonstram total descaso com o atraso de salários de jogadores e funcionários.

No treinamento da sexta-feira, um conselheiro compareceu ao CT para dizer que iriam pagar pelo menos uma folha. Nova promessa no sábado, mas ninguém apareceu. Prometeram novamente pagar no domingo antes do jogo, mas somente ontem à noite, após a vitória contra o Sparta é que apareceram para pagar a metade da folha de janeiro. Um absurdo.

Desde a semana passada, o Moto recebeu R$ 150 mil do patrocínio do Mateus, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. O Blog do Zeca Soares apurou que os recursos foram depositados na empresa do vice-presidente Natanael Júnior que é quem administra os projetos do Moto. O que foi feito com esse dinheiro?

Nem o presidente Célio Sérgio e muito menos os conselheiros tinham conhecimento que o patrocínio tinha sido pago. Mas, mesmo ao tomar conhecimento, os dirigetes foram omissos e não efeturaram o pagamento.

Com os R$ 150 mil e o dinheiro da renda da partida entre Moto x Sparta seria suficiente para pagar uma folha e meia, mesmo assim, pagaram apenas a metade de janeiro que faltava.

Resultado da total irresponsabilidade dos dirigentes, os jogadores do Moto decidiram entrar em greve novamente, no que estão mais do que certos, pois pelo visto a irresponsabilidade dos dirigentes já está indo longe demais. O técnico Marcinho Guerreiro já entregou o cargo.

Por tudo isso e por tudo que já acompanhamos este ano e pelo bem do Moto, Célio Sérgio e Natanael Júnior deveriam ser expulsos do clube….

Com informações do Blog de Zeca Soares

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache