Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Bomba: Vídeo da Deputada Ana do Gás ameaçando a diretora da UPA para manter sua irmã que é mais uma funcionária Fantasma na Saúde do Maranhão

O blog recebeu um vídeo que mostra claramente a deputada Ana do Gás tentando coagir e forçar a diretora da UPA do Parque Vitória, a Dr Camila Maia a assinar a folha de presença do hospital.
Em uma parte da conversa a deputada ameaça ir até o Secretário Lula para obrigar a diretora do hospital a assinar a lista de presença da unidade de saúde aonde sua Irmã é lotada, outro fato interessante é que a parlamentar Ainda acusa a diretora de tá acobertando outras pessoas nessa mesma unidade de saúde.

O Ministério Público tem que apurar esse fato e investigar esse escândalo, pois deve ter muito mais funcionários fantasmas irmãs, irmãos, primas, sobrinhos e etc, ligados à parlamentares aliados do da atual gestão, veja o vídeo:

Governo Flávio Dino acabou, secretários deixam pastas para serem candidatos

O governo Flávio Dino (PC do B), que até hoje não saiu dos palanques de 2014, mostra com clareza que já iniciou a campanha de 2018

“Dobradinha de peso” Jefferson Portela e Duarte Júnior participaram de evento político partidário no Partido Liberal Cristão – PLC – Vale tudo

Os donatários das pastas que iriam mudar o Maranhão, que já não desenvolviam as ações nas secretarias no governo comunista, agora mesmo com a proximidade das eleições é que não se tem mais nada de concreto para fazer a revolução que tanto prometeram durante a campanha.

Candidato a uma das 42 vagas na Assembleia Legislativa do Maranhão, o “garoto mídia” do procon, anda alugando salas comerciais de pequeno porte em algumas cidades maranhenses e instalando uns quiosques do órgão, tudo em nome do projeto de 2018.

Outro forte candidato, só que à Câmara dos Deputados, é o secretário de segurança pública, Jefferson Portela, que assim como o ex-secretário da pasta foi alçado ao cargo de deputado federal sem muito esforço, bastou-lhe o peso da máquina da segurança pública do estado Maranhão. Portela sem dúvidas será eleito em 2018.

Sem contar o secretário de tudo e de todos que tem um dos maiores orçamento da máquina no governo Dino, Márcio Jerry que desde quando iniciou o governo faz campanha aberta para ser eleito deputado federal.

Veja só: Há muitos outros secretários-candidatos em 2018, tais como: Davi Teles CAEMA, Simplício Indútria e Comércio, Marcelo SEMA, Neto Sedes, Clayton Infrestrutura, Marcelo Casa Civil, Adelmo Agricultura Familiar, Márcio Honaiser Agricultura…

Em tempo: Sem muitas ações efetivas que podem ser mostradas como mudança na vida dos maranhenses, alguns secretários nem tem o que mostrar.

E mais: No governo passado, de Roseana, este ‘balão de ensaio’ de candidatos de pastas com orçamentos altíssimos, não deu certo, basta ver Gondim e Trinchão.

Pra fechar: O poderoso chefão comunista já ordenou que os secretários que serão candidatos nas eleições de 2018, deixem o governo até o dia 31 de Dezembro de 2017, ou seja, eles tem exatos 160 dias, ou 22 semanas, ou ainda, 5 meses.

Talvez seja por isso a correria para aparecer na mídia, nos municípios, ao eleitor, papagaio, periquito…

 

Exclusivo!!! Veja o contracheque de um professor no Maranhão

Na propaganda, governo Flávio Dino (PC do B), se revesa em afirmar que paga o 2º e o 1º melhor salário do Brasil 

O governo Flávio Dino é especialista em fazer propagandas e marketing, principalmente com a desgraça dos servidores públicos. O governador utilizou até o valor do salário da classe trabalhadora no programa eleitoral do Partido Comunista do Brasil- PC do B, para passar a impressão ao povo brasileiro que no Maranhão se paga bem aos professores – Tudo Mentira!!!

O Blog teve acesso a um Contra-cheque de um professor nível lll e o valor do salário para este grupo é de R$ 1. 637, 50 (Um Mil, seiscentos e trinta e sete reais e cinquenta centavos).

Mesmo com a Gratificação por Atividade no Magistério – GAM, que o governador modificou, quando da implantação da ‘Lei do Cão’ na Assembleia Legislativa,  o salário do professor não chega a R$ 4 mil.

O governador Flávio Dino, para fazer campanha partidária em rede nacional, se utilizou do expediente que existem cerca de 2.000 professores que recebem mais de R$ 5 mil, porém, o que ele não fala e esconde da opinião pública, é que na Rede estadual de ensino existem 31 mil professores e a sua maioria recebe o salário até menor do que o mostrado no contracheque acima.

Flávio Dino se utiliza de uma meia verdade apenas para não ser desmascarado e quando a verdade vir à tona, ele terá um álibi, e dizer “Mas eu não disse que todos o professores recebem mais de R$ 5 mil”. Típico de quem joga a pedra e esconde as mãos.

Em tempo: O Blog espera que outros professores que sejam de outros níveis, enviem uma cópia do contracheque, manteremos o mais absoluto sigilo, nesta postagem colocamos um Professor Nível lll.

Eduardo Braide após perder as benesses do governo comunista, diz que é contra aumento de ICMS

Bastou Flávio Dino tomar partido em apoio a Edivaldo, que Eduardo Braide passou a ser “oposição” à gestão comunista; Há pouco tempo, projetos mandados pelo governo eram apoiados e aprovados pelo deputado, talvez por isso, suas emendas eram liberadas quando ele tinha “infiltração” no governo

O deputado Eduardo Braide (PMN), rompeu com o governador Flávio Dino (PC do B), há pouco menos de 6 (seis) meses, mais precisamente durante a campanha eleitoral em que ele foi derrotado pelo atual prefeito  de São Luís, Edivaldo Júnior (PDT), até então, o governo comunista, para o deputado era o melhor modelo de gestão do país.

Bastou o governador tomar partido em apoio a Edivaldo, que ele resolveu ser “oposição” à gestão comunista, que há pouco tempo, segundo o próprio Braide, suas emendas eram liberadas por ele ter boa “infiltração” no governo.

O deputado Braide que aprovava e apoiava tudo que o comunista mandava para a Casa Legislativa estadual, fez ecoar ontem (6), que o aumento das alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), era um abuso ao contribuinte maranhense.  Tentando vender a ideia de que está ao lado da população que vai pagar mais impostos no estado.

Braide só NÃO votou A FAVOR do aumento do imposto, porque no dia 15 de dezembro do ano passado, já não era mais aliado do governador, pelo motivo que eu elenquei acima. O Projeto de Lei 223/2016 , que aumentou as tarifas de ENERGIA ELÉTRICA, PREÇOS DA GASOLINA, ETANOL, TELEFONIA e TV POR ASSINATURA, foi aprovado por 26 votos a FAVOR e 8 CONTRA.

A partir do próximo dia 15 deste mês, quem consumir até 500 quilowatts-hora por mês pagará não mais 12% de ICMS, mas 18%. E quem consumir acima de 500 quilowatts-hora/mês, a alíquota do imposto subirá de 25% para 27%. Etanol e a gasolina passou de 25% para 26% e os serviços de telefonia e  TV por assinatura passou de 25% para 27%.

Os deputados Bira do Pindaré (PSB), Ana do Gás (PCdoB), Cabo Campos (DEM), Carlinhos Florêncio (PHS), Levi Pontes (PCdoB), Edivaldo Holanda (PTC), Edson Araújo (PSL), Fábio Braga (SD), Fábio Macedo (PDT), Rigo Teles (PV), Valéria Macedo (PDT), Roberto Costa (PMDB), Graça Paz (PSL), Vinícius Louro (PR), Rogério Cafeteira (PSB), Zé Inácio (PT), Rafael Leitoa (PDT), Hemetério Weba (PV), Marco Aurélio (PCdoB), Sérgio Frota (PSDB), Ricardo Rios (SD), Léo Cunha (PSC), Júnior Verde (PRB), Stênio Rezende (DEM), Othelino Neto (PCdoB) e Francisca Primo (PCdoB) votaram a FAVOR do aumento.

Já os deputados estaduais Adriano Sarney (PV), Max Barros (PRP), Andréa Murad (PMDB), César Pires (PEN), Wellington do Curso (PP), Sousa Neto (Pros), Edilázio Júnior (PV) e Eduardo Braide (PMN) votaram CONTRA o aumento, este último, só votou contra, devido os fatores que o Blog afirmou nesta postagem.

Governador do Maranhão anulou código de licitação para praticar “aluguel camarada”

Código de Licitação criado em 2012 chegou a ser discutido como possibilidade de substituição da Lei 8.666/93 e teve parecer favorável do TCE para ser usado também pelos municípios maranhenses

Governador Flávio Dino revogou Código de Licitação maranhense

O governo Flávio Dino (PCdoB) adotou uma providência sutil, mas fundamental para seu propósito de garantir os alugueis camaradas de imóveis de comunistas e aliados políticos.

No dia 8 de julho de 2015, foi editada a Medida Provisória nº 205, que simplesmente revogou o Código de Licitações e Contratos Gerais do Estado do Maranhão. 

Pelas regras do Código, o governo comunista não poderia firmar os contratos de aluguéis camaradas nos moldes dos assinados pela Funac no bairro da Aurora e na Rua das Cajazeiras, como mostrou este blog no post “Flávio Dino burlou Código de Licitações com aluguéis camaradas”.

O contrato assinado com a casa do comunista Jean Carlos de Oliveira, na Aurora,  foi assinado, como afirma a própria Nota da Funac, em 1º de julho de 2015, ou seja, apenas sete dias antes da revogação do Código.

Já o contrato com o prédio da Rua das Cajazeiras foi assinado em 12 de agosto de 2015, exatamente um mês depois da revogação do Código.(Veja aqui)

No caso da Aurora, ainda há dúvida sobre o alcance da nova lei, uma vez que a própria MP de Dino estabelece que os contratos anteriores deveriam continuar regidos pelo Código.

Há ainda um outro fato curioso envolvendo as licitações do governo comunista: no dia 8 de julho, no mesmo dia em que a MP 205/15 era editada, Flávio Dino anunciava a demissão do seu braço direito na CCL, o advogado Paulo Guilherme Araújo. (Relembre aqui)

De qualquer forma, diante dos fatos, é possível afirmar que a revogação do código pelo governo comunista – considerado por sites especializados como o maior avanço na lei de licitações e contratos no país – garantiu que os camaradas pudessem ter os aluguéis assinados.

De uma forma ou de outra, a coincidência da revogação da lei com a assinatura dos aluguéis permite deduzir ter havido uma intenção do governo Flávio Dino na extinção do código.

Intenção que não parece tão republicana assim…

Com informações do Blog de Marco D’éça

Mais escândalo!!! Governo do Maranhão paga R$ 45 mil por mês em aluguel de imóvel que não funciona

Algo de muito estranho está acontecendo nos contratos de aluguéis com DISPENSA DE LICITAÇÃO feitos pelo governo do estado

Prédio alugado em 2015 está sendo adequado ainda em 2017

Os episódios anteriores de aluguéis no governo Flávio Dino (PCdoB), são fichinhas perto deste contrato assinado no dia 21 de Agosto de 2015, entre a Fundação da Criança e do Adolescente – FUNAC/MA e a LDA Comércio de Gêneros Alimentícios Ltda. Algo de muito estranho está acontecendo nos contatos de aluguéis com DISPENSA DE LICITAÇÃO feita pelo governo do estado do Maranhão, é cada um mais absurdo do que o outro.

A FUNAC alugou um imóvel que estava ainda em construção no mês de Agosto de 2015, (veja abaixo, a imagem obtida pelo Google no mês de julho/2015), com a empresa LDA Comércio de Gêneros Alimentícios Ltda, situado na Rua das Cajazeiras, nº 190, Centro de São Luís. Durante o período de Agosto de 2015, a Dezembro de 2016, os pagamentos mensais com o aluguel foram desembolsados, pelo governo do estado, totalizando R$ 720.000,00 (setecentos e vinte mil reais), sem utilizar o imóvel.

O custo mensal com o aluguel  é de R$ 45.000,00 (Quarenta e Cinco Mil Reais), que foram pagos sem atrasar um único mês, perfazendo um total de 16 meses até a data de hoje, segundo o Portal da Transparência. Valor totalmente incompatível com os valores praticados na área central de São Luís.

Para que se tenha comparação, um imóvel à frente que funciona uma igreja evangélica, o custo mensal é de R$ 12.000,00 (Doze Mil Reais). Um outro  prédio, do Távola Center, a poucos metros do imóvel alugado para a FUNAC, está alugado para um grupo de Saúde HapVida, por R$ 17.000,00 (Dezessete Mil Reais), estes imóveis na mesma especificação do alugado para o governo do estado.

O titular do Blog, mora na área onde está alugado o imóvel e conhece que desde 2014 não funciona absolutamente nada no local. Para fundamentar a suspeita, esteve hoje pela manhã no imóvel onde será instalada Delegacia do Adolescente Infrator – DAI, e pode constatar “in loco” que as instalações ainda estão sendo realizadas. Ouviu ainda de um pessoal que estava dentro da sede, que eles ainda estão fazendo as “mudanças” para o local, que começou a funcionar neste ano, agora em Janeiro de 2016.

Veja, abaixo, a Placa instalada há poucos dias pelo Governo do Estado do Maranhão, onde informa que o prédio está sofrendo adequações por uma outra empresa a, ENGETECH CONSTRUTORA LTDA, pelo valor de R$ 151.345,80 (Cento e cinquenta e um mil, trezentos e quarenta e cinco reais), ou seja, isto é mais uma prova que o governo Flávio Dino aluga um imóvel com Dispensa de Licitação, paga o aluguel mais de um ano e não utiliza, e ainda gasto dinheiro público para a reforma.

Veja o Contrato de Locação entre a LDA e a Fundação da Criança e do Adolescente do Maranhão – FUNAC, nota-se que após o primeiro contrato, houve ainda, uma ERRATA, passando a VIGÊNCIA do contrato de 12 (doze), para 60 (meses).

Veja quanto já foi gasto em pagamentos de aluguel, de Agosto de 2015 até Janeiro deste ano de 2016, pelo governo do estado, segundo o portal da transparência.

PAGAMENTO REFERENTE AO MÊS DE SETEMBRO DE 2015

PAGAMENTO REFERENTE AO MÊS DE DEZEMBRO DE 2016

O Blog trará uma matéria mais detalhada sobre o caso, um fato cabeludo, que só o Ministério Público do Maranhão para resolver, ou não. O fato é que a presidente da FUNAC, Elizângela Correia Cardoso, não tem mais a mínima condição de continuar à frente do órgão estadual.

Veja o Contrato!!! Simples casa, segundo Flávio Dino, custará quase R$ 1 milhão ao estado

O governo Flávio Dino vai gastar R$ 720 Mil (Setecentos e vinte mil reais), em contrato de aluguel de uma “Simples casa”

O governador Flávio Dino (PC do B), mostra a cada dia que o seu governo não tem nada de “comunista”. Ele utilizou as redes sociais, por onde comanda o estado, mesmo gastando mais de R$ 100 milhões no ano de 2016, com empresas de publicidade e propaganda.

Flávio Dino, que nasceu em berço de ouro e foi “alimentado” pelo grupo Sarney, utilizou sua página no Twitter, para dizer que o imóvel no bairro da Aurora, era “Uma Simples Casa” e que apenas ignorância por parte dos denunciantes creditavam à ele a ordem do aluguel. 

Das duas ou as duas: Ou Flávio Dino é igual a Dilma e Lula, que nunca sabem de nada quando o assunto é imoral e antiético, ou ele acha que o contrato assinado pelo seu governo e que gastará ao longo de 5 (cinco) anos, o valor de R$ 720 (Setecentos e vinte mil reais), numa simples casa, não vale nada.

Veja abaixo, a Resenha do Contrato de Aluguel

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache