Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Adelmo Soares participa de inauguração e anuncia implantação de projetos em Anajatuba

image image

Na manhã deste domingo(19), na sede do munícipio de Anajatuba, representando o governador do Estado – Flávio Dino, o secretário estadual de Agricultura Adelmo Soares esteve prestigiado a inauguração da sede da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente.

Além do secretário Adelmo e do prefeito Sydnei Pereira, diversas outras autoridades também participaram do evento, entre elas, os secretários municipal Sebastião do Carmo Lisboa e José de Arimatéias, respectivamente, Agricultura e Assistência Social, o coordenador municipal de Meio Ambiente – Valdemir Costa, o coordenador municipal de articulação política – Ademir Duarte, o presidente da CCL estadual – Odair José, os vereadores Saulo, Marcelo Bogea e Albino, o presidente do Sindicato de Agricultura do município – Paulo Moreira, agricultores, demais secretários e comunidade.

Na oportunidade, para facilitar o trabalho dos técnicos do município, o secretário estadual anunciou a doação de uma moto, uma camionete, a implantação do projeto de mandiocultura e, ainda, a liberação de até R$300 mil reais, mediante apresentação de projeto, para a cadeia do mel.

“Quero fazer uma saudação mais que especial ao prefeito Sydnei, pois assim como o governador Flávio Dino tem feito, o prefeito evidencia, através desta inauguração, a real importância do setor primário. A agricultura familiar é à base de sustentação de um estado e até de uma nação. Dando uma sede com condições dignas para o técnico trabalhar e o agricultor ser recebido, o prefeito está fortalecendo a agricultura municipal. Por isso, prefeito, tenha em mim um parceiro no governo do estado. Os projetos apresentados na SAF terá o nosso apoio”, afirmou Adelmo Soares.

Em rápidas palavras, o prefeito externou a satisfação em realizar um sonho da categoria. “A partir deste momento, o agricultor anajatubense vai se sentir mais prestigiado e valorizado. O produtor já dispõe de um local onde ele poderá ser atendido por técnicos com capacidade para fazer o desenvolvimento da sua agricultura familiar. Estou muito feliz em termos alçado este feito”, disse Sydnei.

Bastante emocionado, o secretário municipal, que também é agricultor desde os oito anos de idade, afirmou: “essa casa é nossa. Estamos com uma imensa responsabilidade de representá-los com dignidade e atitude que possa valorizar cada um dos senhores, mas para isso, gostaria de contar com a visita e a cobrança de cada um, para que assim possamos fazer com que a nossa agricultura evolua e melhore cada vez mais”, disse o secretário Adelmo.

O vereador Saulo parabenizou o prefeito e enalteceu a equipe técnica da pasta. “Este momento evidencia o intuito do prefeito em melhorar a agricultura na nossa cidade”, pontuou, sendo de pronto apoiado pelos demais colegas de parlamento.

Já o presidente do sindicato ressaltou a importância do momento para a categoria. “Após décadas, essa é a primeira vez, na nossa cidade, que o poder público disponibiliza um local estruturado para nos receber e com técnicos especializados para nos atender. Este é mais um avanço de muitos que estamos vivenciando na nova fase em Anajatuba”, finalizou o sindicalista.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Astro de Ogum recebe professores e busca diálogo tentando o fim da greve

 O presidente da Câmara Municipal de São Luis, Astro de Ogum (PR), recebeu, na manhã desta segunda-feira (20), uma comissão liderada pela presidente do Sindicato dos Professores do Município de São Luis, Elizabeth  Castelo Branco e pelo presidente do Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos Municipais (Sinfusp), Francisco do Vale, com quem discutiu uma saída para o fim da greve dos educadores, que já dura mais de 90 dias, por não aceitarem a contraproposta de reajuste salarial apresentada pela Prefeitura.
Já as demais categorias não estão em greve, e sim reagindo ao percentual de apenas 2% estabelecido pelo Município, cuja mensagem foi enviada ao Legislativo Municipal. Astro de Ogum conversou demoradamente com os professores e com os demais servidores, garantindo que a matéria não entrará em pauta a até a próxima quarta-feira  (22), quando os professores estarão reunidos com representantes do Ministério Público.
Outras categorias do funcionalismo municipal estão em estado de greve e garantem que o movimento paredista deverá ser iniciado na próxima quinta-feira (23), caso não haja uma solução para o impasse.
O secretário de Assuntos Políticos do Município, ex-deputado Hélio Soares, foi chamado pelo presidente Astro de Ogum, dialogou com as categorias e disse que ele e o presidente da Câmara vão intermediar um encontro entre representantes dos servidores e o prefeito Edivaldo Holanda Júnior.
“2% de aumento soa como um deboche, já que, com esse percentual, o auxiliar administrativo  da Prefeitura não chegará a receber sequer o salário mínimo no próximo ano”, afirmou Francisco do Vale.
Já os professores exigem reajuste de 11.36%, percentual estabelecido pelo Ministério da Educação, enquanto a Prefeitura oferece uma contrapartida de apenas 9.60%, dividido em duas parcelas e sem  o retroativo.
PAIS CRITICAM GREVISTAS
Enquanto os professores ocupavam a porta e o pátio da Câmara Municipal, nas galerias da Câmara, pais de estudantes se concentraram para criticar os professores, em função da  greve, que eles consideram que prejudica mais é os estudantes.
O líder comunitário Daniel Vaz Abreu se mostrava bastante revoltado. Falando em nome  dos pais e responsáveis de estudantes, ele disse que está faltando sensibilidade  para os grevistas, que não estão se importando com a classe estudantil.

image image

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Waldir Maranhão custou 70 mil reais aos cofres públicos em viagem ao Chile

Apenas em diárias, verba destinada a cobrir custos como hospedagem e alimentação, foram gastos 42.995 reais. As passagens aéreas custaram 22.128 reais – os dois deputados viajaram em classe executiva. Houve ainda um gasto adicional de 4.229 reais para arcar com taxas aéreas. O custo total foi de 69.352 reais.

Waldir Petrolão

A Câmara dos Deputados passa por um período pouco auspicioso: o presidente, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é réu no maior esquema de corrupção já descoberto no país e está impedido de exercer o mandato por ordem judicial. Para piorar, nesta semana avançou na Casa um pedido de cassação do seu mandato. No lugar do peemedebista, assumiu o deputado Waldir Maranhão (PP-MA), um parlamentar também enrolado no escândalo de desvios da Petrobras. Diante de suas decisões atrapalhadas e da falta de traquejo político, Maranhão sequer costuma comparecer ao plenário.

Mas o presidente interino não tem hesitado em desfrutar das vantagens da cadeira. Recentemente, ele foi dar seus exemplos sobre transparência na gestão pública ao Congresso do Chile. O tour custou quase 70.000 reais, segundo dados obtidos pelo site de VEJA por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI).

Maranhão viajou a Santiago no dia 31 de maio para participar de um intercâmbio de informações. No dia seguinte, o deputado participou de algumas reuniões, entre elas com os presidentes da Câmara e do Senado chilenos, e também fez uma visita à biblioteca do Parlamento chileno. No dia 2 de junho, teve encontro com membros do Conselho de Transparência do país vizinho. Na agenda do terceiro dia de viagem consta apenas um almoço oficial. O presidente interino voltou ao Brasil no dia 4.

Também estiveram na viagem, com custeio da Câmara, o deputado Claúdio Cajado (DEM-BA), dois assessores legislativos e dois seguranças de Maranhão. Apenas em diárias, verba destinada a cobrir custos como hospedagem e alimentação, foram gastos 42.995 reais. As passagens aéreas custaram 22.128 reais – os dois deputados viajaram em classe executiva. Houve ainda um gasto adicional de 4.229 reais para arcar com taxas aéreas. O custo total foi de 69.352 reais.

Apesar dos gastos, ainda não está claro como a experiência de transparência chilena vai ser incorporada à rotina na Câmara. Duas semanas após a viagem, Maranhão continua mantendo-se às sombras e sem dar explicações à imprensa. A assessoria da presidência da Câmara foi questionada sobre como o gasto com a viagem foi revertido em benefícios para a Casa, mas não se manifestou.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Ação de combate ao trabalho infantil é realizada em Anajatuba

A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, sob o comando do secretario José de Arimatéias Marinho em parceria com Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS – realizou na sexta-feira(17), uma ação em Combate ao Trabalho Infantil.

De acordo com o secretário, seguindo orientação do Executivo municipal, o objetivo do encontro foi oferecer ao público a oportunidade para reflexão sobre algumas experiências de trabalho em que a educação é utilizada como ferramenta para combater o trabalho infantil.

“Precisamos contar com mais atores sociais e fazer da escola uma grande aliada, problematizando a questão em sala de aula, deixando claro que o nosso tempo não é o mesmo da criança, por isso tudo se resume em prioridade absoluta”, enfatizou Arimatéias.

Durante todo o dia, os alunos da rede municipal e os técnicos de referência do CRAS e CREAS participaram das palestras proferidas pelos conselheiros do Conselho Municipal de Proteção a Criança e Adolescentes(CMDCA) e Conselho Municipal de Assistência Social(CMAS).

Dentre as palestrantes, Maura Torres Mendonça, técnica do PETI – fez explanações relevantes sobre o trabalho infantil, consequências, direitos, etc. “Usando dramatizações e paródias relacionadas a diferenciação do que trabalho infantil e trabalho educativo temos o fito propósito de evidenciar para o nosso público alvo a importância do combate a essa prática nefasta”, disse Torres. Uma gincana envolvendo os alunos encerrou o evento.

image

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Secretaria de saúde do governo Flávio Dino engana enfermeiros

Provas de seletivo não acontecem e frustram candidatos. Candidatos às vagas no Hospital Carlos Macieira estiveram ontem em escola para fazer as provas

Concurseiros se amontaram na Escola Militar Tiradentes, no bairro da Vila Palmeira

Concurseiros se amontoaram, ontem (19), na Escola Militar Tiradentes, no bairro da Vila Palmeira

Dezenas de candidatos ficaram frustrados na manhã de ontem, em São Luís, quando não conseguiram realizar um concurso que ofertava vagas para o Hospital Dr. Carlos Macieira. A prova estaria marcada para o Colégio
Militar Tiradentes, localizado na Vila Palmeira, e contemplaria vagas para os cargos de enfermeiros e técnicos de enfermagem, só que ao chegar ao local, os candidatos foram informados de que não havia nada marcado para aquela escola.
Segundo Ana Cleide, que participaria do concurso, os candidatos foram chamados após triagem de currículos. Ela mesma foi notificada, por meio de telefone, de que a prova seria na manhã de ontem, às 10h30. “O guarda disse que não tinha nada marcado para hoje lá”, relatou.
Ela e outras dezenas de pessoas ficaram na porta da escola esperando alguma solução, mas, segundo os concurseiros, ninguém da organização sequer apareceu no local para prestar alguma informação.

DESENCONTRO

Em nota, o Instituto Gerir, responsável pela administração do Hospital Dr. Carlos Macieira, informou que houve um desencontro de informações sobre a realização do processo seletivo destinado à contratação de técnicos de enfermagem e de enfermeiros.
Segundo a nota, realmente haverá um processo seletivo para os cargos, mas a prova será realizada somente no mês de julho. A data exata e o local de realização das provas serão divulgados no site www.gerir.org.br no prazo mínimo de 15 dias de antecedência.
O Instituto diz ainda que recebeu mais de 5 mil currículos de pessoas interessadas nas vagas e devido à alta demanda, a prova teve de ser remarcada.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

59% dos eleitores de São Luís não votariam em Holandinha, se as eleições fossem hoje

as-diferenças-de-ed-e-flavio

A Pesquisa Exata / Tv Guará, divulgada no último sábado (18), confirmou que a população de São Luís não deve mesmo reeleger Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

Na entrevista, que ouviu 800 eleitores ludovicense, foi perguntado se eles votariam novamente em Edivaldo Júnior para gestor da capital maranhense.

59% dos eleitores ludovicenses afirmam que não votam mais no pedetista;

37% dizem intencionados a votar nele;

 4% não sabem.

Faltando apenas 104 dias para a eleição, vai ficando a cada dia, mais evidente, que o eleitor de São Luís não deverá elegê-lo para um segundo mandato, em virtude das inúmeras promessas de mudanças não cumpridas.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

“Humildade e trabalho”, este é o lema de Wellington do Curso

Candidato do PP mostra-se até surpreso com crescimento meteórico –  que o põe até em condição superior aos dois primeiros colocados, aplicando-se a margem de erro – e diz que objetivo agora é continuar trabalhando e se preparando para a disputa

wellington-1

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) recebeu “com imensa felicidade” a pesquisa Exata / TV Guará, divulgada no ultimo sábado (18), que o aponta com índices que chegam até 21% de intenções de votos.

“Imagino que seja fruto do trabalho. E o que precisa ser feito é continuar trabalhando e se preparando”  afirmou o parlamentar.

Humilde, Wellington chegou a pedir avaliação de causa e efeito dos seus números na pesquisa.

De fato, Wellington mostra desempenho surpreendente na corrida eleitoral em São Luís.

Levando em consideração a margem de erro, de 4 pontos percentuais, o candidato do PP pode, inclusive, estar à frente do prefeito Edivaldo Júnior (PDT) e da própria deputada Eliziane Gama (PPS).

Wellington já planeja os próximos passos da pré-campanha.

“É continuar o respeito aos adversários e buscar os partidos que não tenham candidato a formar coligação com o PP” disse o parlamentar.

Com informações do Blog de Marco D’éça e alterações deste Blog

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache