Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Ingrato, Flávio Dino não foi ao encontro da “gratidão”

Eleito deputado federal em 2006 pelo “curral eleitoral” patrocinado pelo então governador Zé Reinaldo, o atual governador Flávio Dino não curtiu o evento da gratidão

Reedição da “frente de libertação” ???

Partiu do então governador José Reinaldo Carneiro Tavares em 2006, a ideia de criar o ex-juíz Flávio Dino de Castro e Costa, deputado federal naquele ano, chamando para apoiá-lo, dois prefeitos de sua confiança, o de Caxias, o coronel Humberto Coutinho e o de Tuntum, Cleomar Tema, não deu outra, curral eleitoral fechado e Flávio Dino conseguiu 20.825 votos em Caxias, e 8.801 votos em Tuntum.

Foram quase 30 mil votos (29.626), em apenas dois municípios, mas o tempo passou, Flávio Dino esqueceu

No encontro, o apagado deputado federal Rubens Pereira Júnior que é do partido do governador (PC do B), lembrou o sacrifício do ex-governador em prol das eleições de Jackson Lago e de Flávio Dino em 2006, e que segundo ele, o ano de 2018 tem que ser do Zé Reinaldo.

O que se viu no Encontro mesmo é que foram poucos caciques partidários e eleitorais, forte mesmo eram o prefeito de Tuntum e presidente da Famem, Cleomar Tema, e os “Leitoas” de Timon.

Uma certa fonte, observadora no evento, afirmou que a não presença de Flávio Dino acovardou muitas outras lideranças que se beneficiam da gestão comunista e com medo de receberem represálias também foram ingratos.

Em tempo: há quem diga, que a briga é entre criador e criatura, outros observam ser o contrário.

E mais: neste jogo de artistas, há que os que digam que não há traidor que traia uma vez só.

Pra fechar: outros, mais experientes, afimam que, “quem com ferro fere, com ferro será ferido”. 

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*