Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Município de Raposa oferta atividade turística com passeios paradisíacos em ilhas e igarapés, além de esportes de aventura

Ações fazem parte de projeto executado pelo Sebrae e se tornam opção de lazer neste mês de férias

RAPOSA – Na cidade de Raposa, localizada a 28 km de São Luís, o turismo de experiência já é uma realidade e pode ser uma opção vantajosa para quem quer desestressar, curtindo as belezas naturais desse pedacinho da região metropolitana com o melhor de um roteiro de mar, sol, aventura e gastronomia.

O município de Raposa tem 23 anos e pouco mais de 29 mil habitantes, abrigando a maior colônia de pescadores do nosso estado. O povoado surgiu nos anos 40, começou a se desenvolver com a chegada de pescadores cearenses oriundos do município de Acaraú que trouxeram suas esposas, artesãs de mão cheia, com habilidade para tecer lindas peças de renda nos bilros, feitos de madeira ou metal, similares a um fuso usado para entremear os fios têxtis em almofada própria.

A pesca e a renda de bilro são as principais fontes de renda da comunidade. Na rua principal da cidade, conhecido como Corredor da Rendeira, o visitante se depara com as típicas palafitas da localidade, onde são comercializadas toalhas de mesa, panos de prato, passadeiras, saídas de praia, chapéus, cortinas, além de uma série de outros artefatos confeccionados em renda.

O turismo da experiência busca inovar ou complementar os atrativos de um destino, tendo em vista a emoção e o conhecimento que as experiências com a cultura local podem proporcionar ao turista e acompanha a tendência da Economia de Experiência – que se firma como uma forma de atuação do mercado turístico brasileiro.

Na Ilha de São Luís, o Sebrae executa o projeto Cadeia de Valor do Turismo na Regional de São Luís e, dentre as diversas ações, vem avançando com o turismo de experiência ou as chamadas vivências.

“A proposta é que os produtos de turismo ligados à Economia da Experiência firmem-se como uma alternativa aos roteiros oficiais do Centro Histórico e das praias, já consolidados em São Luís. Eles não serão concorrentes, mas serão complementares à vivência do turista em nossa cidade, para que a sua permanência seja maior por ter mais oferta de passeios, ou seja, é agregado mais valor aos roteiros ditos como tradicionais”, esclarece Shâmia Renata Costa, gestora do Sebrae para o projeto Cadeia de Valor do Turismo na Regional de São Luís.

Em Raposa, o projeto do Sebrae atende bares, restaurantes e agências responsáveis pelos passeios náuticos locais. Ao todo são 22 empresas atendidas. “Alguns roteiros do Turismo de Experiência já foram estabelecidos e estão em pleno funcionamento, outros estão sendo reestruturados para que entrem em funcionamento até o final do ano”, informa Shâmia Renata.

Passeios náuticos

Entre os atrativos turísticos do município estão os passeios náuticos feitos para praias e dunas da região, além do seu manguezal preservado. O conjunto das dunas também é conhecido como Fronhas Maranhenses pela semelhança com os Lençóis Maranhenses.

A empresa Jânio Tour Receptivo e Turismo há 19 anos no mercado, é uma das pioneiras na realização destes passeios em Raposa. Para Léo Aguiar, à frente da empresa há 10 anos, o turismo que é realizado no munícipio é uma alternativa aos locais de visitação na capital São Luís e uma forma de o turista ter uma experiência diferente, conhecendo o diversificado bioma de Raposa, o trabalho das marisqueiras e até mesmo coletar o alimento que irá consumir ao final do passeio.

“Nós oferecemos passeios de duas e quatro horas de duração. A definição do horário de saída é feita de acordo com a maré”, diz o empresário, explicando que tem formatado dois roteiros náuticos, saindo do cais de Raposa em direção à Ilha de Curupu, passando por igarapés, manguezais, com caminhada à Praia de Carimã, visitação a um pequeno criatório de ostras e às Fronhas Maranhenses.

“São passeios onde o turista pode tomar banho nos igarapés, conhecer a forma artesanal de cultivo de ostras, fazer degustação, tomar banho nas praias e nas lagoinhas que se formam no banco de dunas ou na pequena Ilha de Bahamas, outro lugar paradisíaco do município”, comenta Léo Aguiar.

Os passeios custam entre R$ 30,00 e R$ 60,00 e nesse período de alta estação a média é de 30 pessoas fazendo um dos roteiros por dia. “Isso é uma satisfação enorme, pois temos visto que as pessoas estão vindo a Raposa conhecer. Estamos tão perto de São Luís e guardamos um ecossistema tão rico, que vale a pena vir conhecer. Além do lado empreendedor, também expresso o meu encantamento pelo local que abriga tantas belezas”, aponta o empresário.

Experiência culinária

Dona Inês, proprietária do Restaurante Tia Tereza, localizado em frente às dunas da praia de Carimã, bem próximo ao cais da Raposa, destaca o crescimento do turismo no local e a importância de trabalhar ofertando bom atendimento aos visitantes.

“Estamos há um ano e meio funcionando e tem sido uma experiência maravilhosa. Participamos do 1º Festival Gastronômico Delícias do Mar, realizado pelo Sebrae, que foi determinante, por exemplo, para a nossa formalização e adoção de processos importantes, adquiridos pelas consultorias e capacitações promovidas pela instituição”, informou.

O restaurante, com vista panorâmica para as dunas de Carimã e para o mar, oferece ótima ventilação e capacidade para receber 300 pessoas. Formada pela mesma equipe que começou, a cozinha do local serve desde grelhados a cozidos, peixes, mariscos e carnes.

“Assim como no primeiro ano do Festival, onde lançamos um prato exclusivamente para o Delícias do Mar – o Filé de Pescada ao Molho de Camarão -, este ano criamos a Mariscada da Tia Tereza, que é hoje um dos pratos mais pedidos no cardápio. A participação no evento nos trouxe um retorno tanto de vendas, quanto de aumento da credibilidade do nosso estabelecimento”, reforçou a empreendedora.

SAIBA MAIS

Além das vivências em Raposa, fazem parte da ação de turismo de experiência, protagonizada pelo Sebrae os seguintes roteiros na Ilha de São Luís: Casa Fanti Ashanti – “Conhecendo o Tambor de Mina e o Culto Afro-brasileiro”; Laborarte – Oficinas Culturais; Restaurante Tia Mundoca – “Uma história de pescador: o duelo entre o Caranguejo e o Siri pelo Camarão da Mariscada do Léo”; Rota da Juçara – Ecologia, gastronomia e cultura da Comunidade do Maracanã; São José de Ribamar – Uma Caminhada de Fé – Histórias e Lendas da Cidade de São José de Ribamar; Sítios Históricos e Ecológicos – Sítio do Físico, Sítio Piranhenga e Estaleiro Escola; Passeio Náutico São Luís Eco-Histórico: Vivência da história das embarcações tradicionais no Estaleiro Escola e Roteiro Praias e Quilombos Alcântara-MA.

A gestora do projeto ressalta que o Sebrae no Maranhão e os parceiros estão planejando como próximo passo ações de promoção dos roteiros, famtours com os receptivos de hotéis e agências e a participação do Sebrae e das instituições envolvidas no projeto da Feira das Américas, que acontece em São Paulo, em setembro. “Nossa expectativa é que até o final do ano já estejamos com todos os elos desta ação em funcionamento e integração, inclusive com a promoção dos roteiros. A participação na Feira das Américas nos possibilitará apresentar esses roteiros e dar maior visibilidade aos encantos turísticos do Polo São Luís”, destacou.

Com informações de O Estado

Instituto Jovens do Amanhã realiza ação social na Vila Maracujá

O Instituto Cultural Jovens do Amanhã realiza Ação Social na Vila Maracujá

O Instituto Cultural Jovens do Amanhã, realiza amanhã (15), mais uma importante Ação Social, desta vez a comunidade beneficiada será a Vila Maracujá, na zona rural de São Luís. Desta vez a ação será na Associação de Moradores da comunidade e vai oferecer gratuitamente diversos serviços médicos e jurídicos.

Haverá também a parte de recreação e lanches para a garotada da comunidade.

A ação social terá como tema: “Fazer o bem sem olhar a quem”, terá também palestras com Conselheiros Tutelares da Criança e Adolescência.

A ação terá início às 8:30 e se estenderá até as 13h.

Na programação, serão ofertados à população uma série de atendimentos, entre eles, consultas com especialistas de psicólogos, nutricionistas, aferição de pressão arterial e teste de diabetes, pesagem e medições.

De acordo com o organizador da Ação Social, disse que o instituto vem desenvolvendo ações em todo o estado, e o local vai de acordo com as demandas e as necessidades dos moradores. O instituto vai até às comunidades onde o poder público não chega e o objetivo é tentar suprir estas necessidades com esporte, educação, saúde e lazer.

“Tentamos chegar onde o poder público tem sido ausente, e nosso objetivo é alcançar as pessoas que realmente necessitam de ações como esta”, finalizou Paulo Ricardo, presidente do instituto.

Construção da Av. Guajajaras e o cruzamento da Forquilha, veja quanto custou nos governos Roseana e Dino

O Blog fez um levantamento dos valores em R$, da construção da Avenida Guajajaras e o cruzamento da Forquilha, nos governos Roseana e Flávio Dino

Guajajaras e Cruzamento da Forquilha, separados pelo tempo e pela grandeza

Em seus primeiros mandatos, Roseana e Flávio Dino imprimiram um ritmo de reformas em São Luís, obras que melhoraram a vida dos maranhenses, mas o contribuinte, que paga a conta, sabe quanto custaram a construção da avenida Guajajaras no governo Roseana e o cruzamento da Forquilha, no governo Dino????

Então vejamos: Construída em 1996, com uma extensão de 3,8 Km, a Avenida Guajajaras tem 3 rotatórias e custou R$ 8,4 milhões aos cofres públicos no governo Roseana.

Já o Cruzamento construído e inaugurado, na gestão Flávio Dino tem uma extensão de 15 mil metros quadrados, ou seja, 1,5 Km de extensão, e custou aos cofres públicos, R$ 8,5 milhões.

Levando-se em consideração os 20 anos que se distanciam uma obra da outra, elas são absurdamente desproporcionais em se tratando de envergadura do tempo e espaço da mobilidade urbana, a construção da Guajajaras e a construção do cruzamento da Forquilha, nos mostra que nestes 20 anos, não avançamos neste quesito, e que o cruzamento terá que em pouco tempo passar por novas modificações geométricas.

Em tempo: Obras que resultem em melhorias de mobilidade urbana, tem que necessariamente, ter durabilidade comprovada de pelo menos 20 anos. Isto é uma norma aprovada pelo Ministério das Cidades.

E mais: Em outras postagens elencaremos aqui mais duas obras realizadas nas gestões de Roseana e Flávio Dino, para que o contribuinte saiba o que se fez com o dinheiro público em obras que precisam durar, no mínimo 20 anos.

Pra fechar: Nos referimos à “durabilidade”, no sentido de fluidez do tráfego.

P.S: O Blog não entrou no mérito de conversão monetária do valor do Real em 1996 e 2017.

 

SEDEL: Reforma do parque aquático do Complexo Castelão já iniciou

Reforma é da ordem de R$ 13.635.000,00 e beneficiará todos os maranhenses, diz Márcio Jardim

Secretário Márcio Jardim e o superintendente da Caixa, Ricardo Porto, durante a assinatura do contrato de repasse

A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer – SEDEL e Secretaria de Infraestrutura – SINFRA, iniciaram os trabalhos de reconstrução do Parque Aquático do Complexo Canhoteiro / Castelão, a reforma será ampla e total.

A reforma foi graças a um contrato entre a Secretaria de Esportes e a Caixa, na ordem de R$ 13.635.000,00 para a realização das obras.

 “Esse investimento mostra o nosso compromisso com a prática do esporte e lazer no Maranhão. Para o governador Flávio Dino, investir na área de esporte e lazer é garantir cidadania, educação, saúde, segurança, inclusão social e a formação de maranhenses bem mais preparados para a vida”, afirmou Márcio Jardim.

O investimento beneficiará toda população maranhense, principalmente os esportistas e nadadores, pois o parque voltará a ser palco de atividades esportivas estaduais e nacionais, assim como os Jogos Escolares Maranhenses (JEMs).

“Lutei muito pela viabilização desse projeto. Não é algo fácil de materializar de um “dia para o outro, foram muitas horas e dias de reuniões, discussões com pessoal da natação, para colher as melhores sugestões, audiências no Ministério do Esporte, cobranças de boa fé, e outras tantas desonestas”, pontuou o Secretário Márcio Jardim.

Imperdível!!! Aniversário de Pinheiro terá atrações nacionais

No dia 3 de Setembro (Domingo), a cidade de Pinheiro vai comemorar 161 anos de história com atrações nacionais

O prefeito Luciano Genésio publicou em sua página no Facebook que a cidade balneária contará com shows de Matheus e Kauan e Léo Santana.

Matheus & Kauan é uma dupla de cantores de música sertaneja brasileira formada pelos irmãos Matheus Aleixo Pinto e Kauan Osvaldo P. Rosa, ambos do estado de Goiás.

Leandro Silva de Santana, mais conhecido como Léo Santana, é um cantor e compositor brasileiro. Atualmente, Léo ingressou com a carreira solo após o carnaval 2014, deixando a banda Parangolé.

A realização do aniversário da cidade deverá movimentar a economia do município, uma vez que toda festa realizada gera um grande número pessoas, é assim no tradicional carnaval, foi assim no São João e agora, será no aniversário da cidade.

Com um tradicional slogan “Comigo é dito e feito”, o prefeito Luciano Genésio comemorou nas redes sociais. #avantepinheiro 

O Quê: Aniversário de 161 anos de Pinheiro 

Quando: Dia 03 de Setembro de 2017

Local: Praça José Sarney  #ContruindoUmaNovaHistoria📶

 

Governo do Maranhão presta homenagem a Drª Terezinha Rêgo pelos 50 anos de pesquisas com ervas medicinais

Terezinha Rêgo foi a primeira farmacêutica do Brasil a poder prescrever medicamentos fitoterápicos com autorização dos Conselhos Federal e Regional de Medicina

Desde agosto de 2016, o Governo do Estado vem implementando o projeto ‘Farmácia Viva’ nos 30 municípios do ‘Plano Mais IDH’ e, este ano, o programa passou a ser implantado também na região metropolitana de São Luís. Nesta segunda-feira (10), o Governo do Maranhão ratificou a parceria com a Universidade Federal do Maranhão (UFMA), por meio do Herbário, com a intercessão da Secretaria de Estado da Saúde (SES). O objetivo é o fortalecimento da saúde pública, promovendo uma série de benefícios para a saúde humana.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, em nome do Governo do Estado, visitou o Herbário da UFMA. Na ocasião, foram recebidos pela reitora Nair Portela e a pesquisadora Terezinha Rêgo.

“O projeto Farmácia Viva é um reconhecimento dos estudos da doutora Terezinha Rêgo. Nós chegamos ao projeto Farmácia Viva com 50 anos de atraso, aos 50 anos de estudo da Dra. Terezinha Rêgo e, por isso, pedimos oficialmente desculpas por essa omissão, porque ao longo desse tempo, essa riqueza disponível em nosso próprio território, poderia ser usada de forma mais profunda, a gente poderia estar utilizando esse conhecimento aqui, em prol da saúde do nosso povo”, avaliou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Para a pesquisadora Terezinha Rêgo, o momento além de muito emocionante, é de grande orgulho. “O Farmácia Viva hoje tem um respaldo grande com esse reconhecimento do Governo do Estado. É gratificante ver uma luta de quase 50 anos ser reconhecida e ser levada aos municípios do Maranhão pela Secretaria de Estado da Saúde”, falou.

Cooperação

A reitora da UFMA parabenizou o Governo do Estado pelo Farmácia Viva. “É um projeto muito importante que o Governo do Estado está levando aos municípios, porque a pessoa não só recebe os medicamentos, mas ele também aprende através dos cursos que são ministrados por essa equipe que é muito grande e competente. É uma política que tem mais que ser divulgada e parabenizada, porque é muito importante para o Maranhão”, disse a reitora Nair Portela.

No último dia 21 de junho, o governador Flávio Dino recebeu a doutora Terezinha Rêgo no Palácio dos Leões e pôde acompanhar os resultados que o Programa tem dado nos municípios onde já foi implementado. Na ocasião, ele falou sobre a importância de ter o Farmácia Viva nos municípios de menor IDH do Maranhão.

“O nosso objetivo em destinar políticas públicas nesses municípios é justamente mostrar que é possível mudar realidades com políticas inovadoras nas mais diversas áreas e, na saúde, a gente está tendo o resultado positivo da ação da Força Estadual de Saúde e da Farmácia Viva, permitindo e garantindo mais acesso a saúde”, comentou o governador.

O secretário Carlos Lula ressaltou que o interesse do Estado é que o ‘Farmácia Viva’ chegue aos 217 municípios do Maranhão. “A princípio, nós vamos utilizar o Farmácia Viva em 19 municípios, mas nosso objetivo é utilizar nos 217 municípios. A gente começou nos municípios de menor IDH, com um herbário em cada um, para que a gente possa utilizar em cada um deles o conhecimento que aqui foi adquirido, o conhecimento que aqui foi gerado pra utilizar em prol da comunidade”, finalizou.

Sobre Terezinha Rêgo

A Dra. Terezinha Rêgo, maranhense que há 55 anos dedica sua vida à pesquisa científica em Fitoterapia, Hortas Medicinais, Medicina Popular, Pré-Amazônica, Etnobotânica e Espécies Medicinais, é doutora em Botânica pela Universidade de São Paulo (USP), especialista em Botânica pela Universidade de Havana, em Cuba, Membro – Fundadora da Academia Maranhense de Ciências, coordenadora do Pólo de Biotecnologia do Maranhão, professora do Departamento de Farmácia da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e coordenadora do Programa de Fitoterapia da UFMA.

Por ser uma das pioneiras na pesquisa de plantas medicinais, já recebeu diversas homenagens, dentre elas da Câmara do Comércio Brasil/China, como reconhecimento pelo envio de medicamentos produzidos a base de ervas para o combate da pneumonia asiática na China.

Em tempo: Dra. Terezinha foi ainda a primeira farmacêutica do Brasil a poder prescrever medicamentos fitoterápicos com a autorização dos Conselhos Federal e Regional de Medicina.

E mais: Até hoje atende o público em seu consultório localizado no Herbário Ático Seabra, Campus do Bacanga, das segundas às quintas-feiras.

Via internet: Rádio Mirante AM 600 é uma das mais acessadas do Brasil

De acordo com as estatísticas do radios.com a Mirante Am 600 de São Luís alcança o primeiro lugar no Maranhão e a 19ª coloção no país

A informação é da radios.com que gera estatísticas da emissoras no Brasil que são acessadas via internet. No Maranhão, a Mirante Am 600 figura em primeiro lugar na audiência via web. No país ela aparece na 19ª posição das emissoras de rádio am mais acessadas.

Para se ter uma ideia de comparação, em todo o estado do Maranhão, no mês de julho já houve 16.271 mil (strings), que são participações diretas e acessos no site por internautas que ouvem a rádio Mirante. Em segundo lugar no estado, e muito atrás, aparece a rádio Timbira Am 1290, com 5.034 mil (strings) encostada com a terceira, Educadora Am 560, com 4.418 (strings).

As rádios Timbira e Educadora  ficaram na 53ª e 62ª, respectivamente, no ranking brasileiro. 

Em tempo: em se tratando da Mirante Am 600, os horários de maiores ‘strings’ de acesso contínuo se dão das 8 às 12 horas, e das 13 às 17 horas.

E mais: justamente nos três programas de maiores audiências, ‘Ponto Final’ com Roberto Fernandes, ‘Patrulha Policial’ com Domingos Ribeiro e ‘Abrindo o verbo’ com o inigualável Geraldo Castro. 

Para ter acesso aos dados e estatísticas complementares acesse:

https://www.radios.com.br/