Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Escândalo! Flávio Dino é acionado no MP por causa de funcionária fantasma que recebe R$ 9 mil

Governador Flávio Dino foi representado no Ministério Público, por peculato

O governador Flávio Dino (PC do B), foi representado por peculato na Procuradoria Geral de Justiça – PGJ, por manter uma servidora fantasma na Secretaria de Estado da Saúde. Trata-se de Alana Valéria Lopes Coelho Almeida, assessora especial da SES

Allana é advogada e mantém relação próxima com Carlos Lula, secretário de saúde, ela já ocupou vários cargos na gestão comunista e atualmente recebe mais de R$ 9 mil do governo sem trabalhar, enquanto se dedica a tocar um restaurante de sua propriedade.

A denúncia foi feita na manhã de hoje (29), pelo deputado estadual Sousa Neto (Pros), na tribuna da Assembleia Legislativa, o deputado alertou para o ato de improbidade que está sendo cometido pelo governador Flávio Dino, configurado pelo pagamento de alto salário a uma servidora sem que essa esteja comparecendo ao local de trabalho, mesmo com a declaração feita pelo próprio governador de que o Estado enfrenta grave crise financeira.

Sousa Neto afirmou que desde antes do início do atual governo, Allana trabalhava em um escritório advocatício que tinha também Carlos Lula em seu quadro de profissionais. “Os dois mantêm um vínculo de amizade e de trabalho muito forte”, assinalou Sousa Neto.

O deputado recorda que em 13 de janeiro de 2015, quando transcorria, ainda, a segunda semana do governo comunista, Carlos Lula foi nomeado secretário-adjunto da  Casa Civil. No mesmo dia, Allana foi nomeada para a mesma pasta. Depois, continuando a coincidência, no dia 2 de setembro, o governador exonera Carlos Lula e Allana Valéria. Nessa mesma data, Flávio Dino nomeou Carlos Lula subsecretário estadual de Saúde e Allana para o cargo de assessora especial, simbologia isolada, cuja remuneração é maior”, relatou o deputado.

O deputado revelou que a fonte das denúncias são servidores da própria SES, que estão trabalhando muito em troca de um mísero salário e se dizem indignados por saber que uma servidora fantasma ganha muito mais do que eles. “Isso é uma imoralidade para nós, maranhenses, para o povo sofrido do Maranhão, e principalmente para o governador, que diz que não tem um centavo nos cofres públicos”, classificou, lamentando o caos na rede estadual de saúde, enquanto o governo concede tamanho privilégio a uma funcionária que não trabalha e paga um super salário ao secretário Carlos Lula.

O parlamentar revelou, ainda, outra denúncia que recebeu em seu gabinete, de que a Allana Valéria Lopes Coelho Almeida é dona de um restaurante. “Além de receber do erário público sem comparecer à secretaria, ela tem uma empresa”, revela Sousa Neto, informando que isso o motivou a fazer uma representação no Ministério Público contra Flávio Dino, Carlos Lula e Allana Coelho Almeida para exigir a restituição de todo o valor recebido indevidamente pela representada, que chega atualmente à cifra R$ 77.021,84.

Assista abaixo ao pronunciamento de Sousa Neto:

Segue abaixo, os documentos que atestam a denúncia feita por Sousa Neto:

Com informações do Blog do Daniel Matos

 

 

 

 

 

Categoria: Maranhão, Policial
  • Diga ai diz:

    Se fosse só daria um jeito, isso tá acontecendo também na Sefaz, e já faz tempo.

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*