Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Governo Flávio Dino: levantamento dos órgãos de controle atestam FRACASSO

O governador Flávio Dino tenta a todo custo, mascarar os dados oficiais brasileiros que atestam que o Maranhão ficou MAIS POBRE, SEM ESTRADAS, SEM EMPREGOS  e o PIB DIMINUIU 

Governo Flávio Dino (PC do B), tenta mascarar o fracasso de sua gestão, gastando quase R$ 1 Bilhão com agências de publicidades e propagandas, os Dados Oficias de agências controladoras, que rebaixaram o Maranhão, até agora são elas: Confederação Nacional dos Transportes – CNT, que atestou que as estradas maranhenses são as piores dos últimos anos, no quesito emprego e renda, o CAGED do Ministério do Trabalho e Emprego – MTE, contabilizou uma queda no número de empregados com carteiras assinadas em todo o estado, e o IBGE que atestou que o Produto Interno Bruto – PIB, do Maranhão despencou.

As propagandas enganosas pagas a peso de ouro, com o dinheiro do contribuinte, pelo Governo Flávio tentam enganar os maranhenses com dados FALSOS. Veja abaixo, os dados reais divulgados pelas agências de controles.

Levantamento da Confederação Nacional dos Transportes – CNT 

A CNT divulgou uma pesquisa sobre a situação de todas as rodovias do Brasil. O levantamento analisou 4.647 km de estradas que cortam o Maranhão. O resultado apontou que 44% estão em estado geral de conservação RUIM ou PÉSSIMA;

26% estão em situação REGULAR e;

Em apenas 30%, a situação é BOA ou ÓTIMA.

A situação fica ALARMANTE quando a avaliação leva em conta as rodovias estaduais, de competência e responsabilidade do Governo Flávio Dino. Nas rodovias administradas pelos comunistas, 91,6%, estão em o estado RUIM ou PÉSSIMA;

E apenas 8,4% estão REGULAR ou BOA;

E nenhuma está ótima, segundo os levantamentos da CNT.

Levantamentos do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED do Ministério do Trabalho e Emprego – MTE

O Maranhão comunista anda na contramão da economia, o estado do encerrou o último ano (2017), com um saldo negativo de quase 2 mil postos de trabalho fechados.

O relatório analisou os dados do Ministério do Trabalho e Emprego, que contabiliza empregos com carteira assinada em todo o país.

Ao todo, o Maranhão perdeu – de janeiro a novembro de 2017 -, 1.838 postos de emprego. O panorama é exatamente o inverso do cenário positivo alcançado por outros 17 estados, que conseguiram ampliar as oportunidades de trabalho nos últimos 11 meses.

O Maranhão só não ficou atrás dos estados do Rio de Janeiro -84.676; Alagoas -7.052; Pernambuco -4.753; Pará -4.621 e Paraíba -1.941.

Por outro lado, outros 17 estados apresentaram resultados positivos em contratação de trabalhadores com carteira assinada.

Dados dos levantamentos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas – IBGE, atestou que 70% dos jovens maranhenses estão desempregados e revelou que mais de 3 milhões de maranhenses (52,4%) vivem em situação de extrema pobreza (renda de apenas R$ 10,00 por dia), o que equivale a menos de R$ 300,00/mês.

De acordo com números do IBGE, nada menos que 312 mil maranhenses voltaram à condição e pobreza extrema entre 2015 e 2017, exatamente o período em que o comunista governa o Maranhão. Ainda de acordo com os levantamentos, o PIB do Maranhão diminuiu 8% no mesmo período em que a miséria cresceu.

É Deste jeito, com Propagandas no Rádio, Televisão, Outdoor’s, Redes Sociais, SMS, Panfletos, Jornais e muita publicidade que o governo comunista tenta enganar os maranhenses.

Isso me lembra muito as notícia da televisão comunista Norte Coreana sobre o jogo entre Brasil e Coreia do Norte na Copa do Mundo de 2010. De acordo com o noticiário, o resultado do jogo foi Brazil 0 x 1 Coreia do Norte. Até hoje eles acreditam que eles venceram aquele jogo. Assista abaixo.

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Proibida reformas e construções na Avenida Litorânea

A ação faz parte de medidas propostas pelo MPF, para conter a ocupação irregular das praias de São Luís e a especulação imobiliária

A partir de ação civil pública proposta pelo Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA), a Justiça Federal determinou a proibição de novas construções no final da Avenida Litorânea, em São Luís, onde existe o chamado chalé dos Smiths e um imóvel vizinho. A construção do chalé em área de preservação permanente (dunas), que foi gradativamente prejudicada pela conduta dos proprietários é anterior à criação da avenida.

De acordo com o MPF/MA, os imóveis localizados em área de preservação sofrem limitação restritiva em razão da obrigação legal de cumprir sua função socioambiental. Por meio de imagens de satélite, ainda foi possível verificar a redução sucessiva da dimensão da duna em que a casa em questão está inserida.

A ação movida pelo MPF faz parte de um conjunto de medidas propostas pela instituição ao longo dos anos, para conter a ocupação desenfreada das praias de São Luís e a constante ameaça da especulação imobiliária.

Diante disso, a Justiça Federal decidiu que novas construções ou ampliação das já existentes ficam proibidas, para preservar o ecossistema costeiro. Além disso, determina o registro da proibição no Cartório de Imóveis.

O número do processo para consulta na JF/MA é 0003735-39.1997.4.01.3700.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Vídeo: Prefeitura de Pinheiro inova e realiza ‘Pré-carnaval’ para movimentar economia

Caravanas de outros municípios maranhense já se organizam para curtir também o Pré-Carnaval de Pinheiro

A Prefeitura Municipal de Pinheiro inovou e lançou o primeiro Pré-Carnaval oficial que foi um sucesso total. O município que recebe visitantes e turistas de todo o Brasil, além de se destacar como o melhor carnaval do Maranhão, investe pesado também no pré-carnaval.

O prefeito Luciano sabe que investir nas festividades carnavalescas movimenta a economia do municipio, com empregos diretos e indiretos. Pinheiro é só alegria no Carnaval e agora também, durante as prévias carnavalescas.

Tradicional no Carnaval maranhense, caravanas já se organizam para curtir além do carnaval, as prévias que ainda terão 4 semanas, no município.

Veja abaixo, o vídeo do Pré-Carnaval de Pinheiro.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Absurdo! Governo Flávio Dino gasta mais meio milhão via CAEMA na Barragem do Bacanga

Obra iniciada no começo do governo comunista já consumiu mais de R$ 10 milhões na reforma e a CAEMA ainda gastou quase meio milhão na mesma obra

A reforma da Barragem do Bacanga iniciada em 2015, já consumiu perto de R$ 11 milhões e nunca ficou pronta. O Blog investiga o caso e constatou que já não bastasse a dinheirama gasta numa reforma que nunca finalizou, tendo 3 aditivos contratuais, para completar, a Companhia de Saneamento Ambiental – CAEMA, gastou mais meio milhão de reais na obra.

Foram gastos, pelo menos é que está publicado, mais R$ 473.932,87 (Quatrocentos e setenta e três mil, novecentos e trinta e dois reais), para se fazer manutenção numa ‘Treliça’ que dá sustentação para uma sub-adutora da companhia.

Como que uma obra que está há quase 3 anos em manutenção, não foram trocadas as treliças, e a manutenção contratada pela Caema, é justamente na travessia do canal da comporta????

É impossível de se imaginar que uma obra tão cara e demorada como esta da barragem, o governo do estado não tenha incluido justamente a manutenção de uma treliça que sutenta a sub-adutora, uma vez que passa justamente onde está sendo realizada a manutenção.

Em tempo: treliça é uma sustentação composta por elementos retos que estão interligados entre si, formando uma estrutura rígida que fornece boa sustentação.

E mais: é absurdamente incrível como o Ministério Público Estadual não atua em defesa dos maranhenses, principalmente no tocante às poucas obras que estão sendo realizadas no governo Flávio Dino. 

 

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

100 mil miseráveis por ano no Maranhão, durante o governo Flávio Dino, diz IBGE

Em três anos de mandato, Flávio Dino e seu grupo seguem a mesma linha dos projetos comunistas mundo a fora, que aumentam a pobreza nos países por onde passam

São 312 mil maranhenses que chegaram “à pobreza extrema” no estado, entre os anos de 2015, 2016 e 2017, segundo constatou estudo do IBGE, divulgado em dezembro. A conta é simples: 312 mil miseráveis (pessoas abaixo da linha da pobreza), surgiram no Maranhão exatamente no período do governo comunista de Flávio Dino.

Por esta conta, levando-se em consideração uma eventual reeleição do comunista, o Maranhão terá, ao fim de 2022 nada menos que 830 mil novos miseráveis, frutos da política de arrocho, opressão estatal e pouca importância ao setor produtivo.

Mas o que o comunismo maranhense produz não deve ser surpresa, levando-se em conta o que ele faz no mundo. É assim na Venezuela, na Coreia do Norte e em vários outros países que optam por esta ideologia política e seus conceitos opressores.

Em seu discurso de posse, Flávio Dino usou o termo “comunismo de resultados” e até pregou que implantaria o “capitalismo no Maranhão”, num contrassenso só visto em alguém capaz de juntar na mesma pessoa os dogmas do cristianismo e o autoritarismo do marxismo.

Mas o que fez o comunista maranhense foi levar a cabo uma política nos moldes do ditador venezuelano, Nicolas Maduro ou do tirano norte-coreano Kim Jong-un, que seu partido, o PC do B, faz questão de exibir como ídolos em seus veículos de comunicação.

Coincidência ou não, o resultado é exatamente a geração de maranhenses na “extrema pobreza” e um PIB 8% menor que em 2014, fruto direto da perseguição a empresas e iniciativa privada.

Assim segue o Maranhão da mudança pregado por Dino em 2015.

E queira Deus ainda exista ao fim do ciclo comunista que o assola…

Com informações do Blog de Marco D’éça

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Mais uma enrolação!!! Governo Flávio Dino convida para inauguração da BR 135

“Já não me basta ter que cuidar de todos buracos, corrupção e desmandos que herdei no Maranhão, ainda tenho que resolver problemas federais”

Depois de ser fuzilado nas redes sociais por causa da BR 135, que na época era aliado de Dilma Rousseff, Flávio Dino (PC do B), dizia que sua competência era com as obras estaduais, e que competia ao governo federal a entrega da obra da duplicação da rodovia.

Na época, o governador Flávio Dino ameaçou até entrar na justiça contra o governo federal, foi para o Twitter, como sempre e disse que não tinha responsabildade alguma com a obra.

Flávio Dino nunca moveu uma palha sequer pela duplicação da BR-135. Pelo contrário, ele tentou, em 2015, retirar dinheiro da obra. Só não conseguiu diante da pressão do deputado Hildo Rocha.

Amanhã (11), Ministros do Governo Temer vem inaugurar a primeira etapa da obra, e o que faz Flávio Dino????

Dispara convites nas redes sociais para tirar casquinha de uma obra federal que ele mesmo disse que não tinha responsabilidade pela obra.

Veja o que ele disse pelo Twitter, quando as obras de duplicação da BR 135, estavam paradas.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Escândalo!!! Maior obra de Flávio Dino, Barragem do Bacanga consumiu milhões do contribuinte

A maior obra do governo comunista foi aditivada em 3 vezes e nunca foi entregue à população

A reforma da Barragem do Bacanga foi orçada inicialmente em R$ 7.500.321, 47 (sete milhões e quinhentos mil, trezentos e vinte e um reais e quarenta e sete centavos), após quase 4 anos, já foram gastos, segundo o próprio governo comunista, mais de R$ 10 Milhões.

Esta é talvez a maior obra do governo comunista em todo o estado do Maranhão. Ela iniciou em novembro de 2015 e até hoje (10), de janeiro de 2018, a mesma nunca foi entregue.

O Contrato foi assinado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura – SINFRA, que tem como titular Clayton Noleto, e com a Empresa LOTIL ENGENHARIA, que já recebeu três aditivos, o PRIMEIRO de R$ 1.371.693,25 (um milhão trezentos e setenta e um mil seiscentos e noventa e três reais e vinte e cinco centavos).

O SEGUNDO na quantia de R$ 2.377.409,84 (dois milhões trezentos e setenta e sete mil quatrocentos e nove reais e oitenta e quatro centavos).

Em tempo: se já não bastasse toda esta dinheirama gasta com uma obra que nunca termina, outro órgão também gastou dinheiro público para uma mesma obra já contratada.

E mais: como é que um órgão do mesmo governo vai gastar dinheiro em uma obra que já está sendo realizada a peso de ouro pela Sinfra???

Pra fechar: a próxima postagem sobre este assunto será amanhã (11). 

 

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache