Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Martelo batido e prego virado a ponta, Waldir Maranhão será senador pelo PT

Como a disputa ao Senado está pulverizada, será decidida nos mínimos detalhes, quem errar menos leva uma das duas vagas, e Waldir com um dígito a mais ao número de Lula, com o apoio do governador Flávio Dino e com o que já tem, é quase imbatível 

Ao lado do deputado Zé Inácio e Monteiro, Waldir ganha porto no PT

Várias correntes do Partido dos Trabalhadores – PT, endossaram a filiação do deputado federal Waldir Maranhão ao partido. As correntes juntas, formam uma força incontestável na sigla; candidatura de Waldir é endossada por ninguém menos que o ex-presidente Lula. Márcio Jardim deverá ser o primeiro suplente

O ex-presidente Lula virá a São Luís no lançamento da pré-candidatura de Waldir Maranhão, apoio se concretizou após a fidelidade de Maranhão, que acertadamente, arquivou, mesmo que temporiamente, o golpe que afastou a ex-presidenta Dilma Rousseff. Waldir pagou um alto preço pela atitude, sendo bombardeado pelo PIG – Partido da Imprensa Golpista, que foi implacável contra ele, mesmo assim, permaneceu na cadeira de presidente da Câmara dos Deputados.

Waldir entra no PT, cacifado para unir as diversas correntes partidárias, e a sigla poderá eleger pela primeira vez um senador no estado, digo isso, porque a disputa à câmara alta está pulverizada, será decidida nos detalhes, quem errar menos leva e Maranhão, com um dígito a mais ao número de Lula, com o apoio do governador Flávio Dino e com o que já tem, é mais de meio caminho andado.

Os demais candidatos ao Senado Federal, no estado, devem não ter gostado em nada esta jogada mestre de Waldir Maranhão. A prova de que eleição se vence nos bastidores…

Em tempo: o ex-presidente Lula conta com o apoio de cerca de 70% dos eleitores maranhenses, não há dúvidas que ele consiga transferir 30%, para Waldir Maranhão.

E mais: com uma eleição pulverizada ao Senado Federal, quem conseguir somar 1 milhão de votos já está eleito. 

Em tempo: 30% dos votos válidos no Maranhão, dá nada menos do que 1 milhão de votos.

Pra fechar: com o apoio de Lula, do governador e o grupo político do próprio Waldir, parece que a conta já está batida.

Veja como o deputado Edson Araújo e o filho usam o ‘Seguro Defeso’ arrecadando milhões

Fecopema, controlada por pai e filho não presta conta de milhões recolhido como taxa obrigatória, quando na verdade, é opcional ao pescador

Deputado-presidente da FECOPEMA, Edson Araújo e seu filho, Wolmer

Dando prosseguimento a uma série de postagens sobre o esquema milionário de arrecadação ilegal da Federação das Colônias de Pescadores do Estado do Maranhão (FECOPEMA), o Blog do Domingos Costa trouxe mais revelações sobre a entidade. O deputado estadual Edson Araújo (PSL), é o atual presidente e seu filho, Wolmer de Azevedo Araujo – assessor Jurídico e também funcionário da Câmara dos Deputados, no gabinete da deputado federal Julião Amin (PDT). Veja na matéria como eles usam o benefício do seguro-defeso para recolher muito dinheiro.

Wolmer e seu pai, atuam há anos coagindo Colônias de Pescadores espalhadas por mais de 170 municípios maranhenses afim de apoio político, contribuições financeiras além de percentual de “pró-labore” pagos pelos sócios. Desses, o artifício criado pela dupla que mais gera vantagem é, com certeza, a invenção da “taxa sindical” cobrada de cada pescador que se habilita para receber o seguro-defeso.

A principal arma eleitoral e financeira de Edson Araújo e seu filho é, portanto, o “seguro-defeso”, ou seguro-desemprego do pescador artesanal (SDPA), assistência financeira temporária concedida aos pescadores profissionais artesanais que, durante o período de defeso de determinada espécie, são obrigados a paralisar a sua atividade para preservação da espécie, e em retribuição recebem salários do Governo Federal.

De acordo com dados do Governo Federal, o Seguro-Defeso no Maranhão tem uma repercussão muito grande, movimentando cerca de R$ 700 milhões anualmente através do programa. A habilitação e concessão do benefício – antes de responsabilidade do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) – ficaram a cargo da Previdência Social. O pagamento do seguro é de quatro a Assembleia Legislativa do Maranhãocinco parcelas, enquanto a proibição da pesca é de seis meses.

Usando desse programa, Wolmer e Edson Araújo cobram o valor de R$ 45,00 (quarenta e cinco reais) de cada um dos 160 mil “pescadores” colonizados no Maranhão e habilitados para fim de recebimento no seguro, muitos desses, é bem verdade, apenas de fachada.

A cada ano a FECOPEMA vem recebendo uma verdadeira fortuna por meio da atuação das suas quase duas centenas de filiadas, entretanto, não presta conta de nenhum centavo recebido. Pior ainda, nenhum órgão de controle e fiscalização de recursos públicos, tal como Ministério Público e Tribunal de Contas têm acompanhado o caso, que aliás, é gravíssimo.

Embora o pagamento da  taxa seja opcional, a FECOPEMA trata o valor como obrigatório e condicionante a quem quer receber o seguro defeso. A determinação é sempre a seguinte: Se não pagar a contribuição sindical não vai renovar a documentação em nenhum órgão, e portanto, não receberá o seguro”, esta é a explicação repassada aos dirigentes de Colônias pela Federação.

Então, no instante que o pescador – ou falso pescador – chega a qualquer uma das tantas Colônias filiadas a FECOPEMA para se habilitar no programa, logo recebe um boleto com seu devido código de barra, ao efetuar o pagamento junto a um correspondente bancário, o dinheiro vai direto para a conta da entidade controlada por Wolmer e seu pai.

A soma, anualmente, é uma verdadeira fortuna!

Os Araújos são verdadeiros profissionais do ramo e agem sempre do mesmo ‘modus operandi’. E quem não é aliado ou se nega rezar na cartilha da dupla é covardemente boicotado. Um verdadeiro jogo de chantagem!

Isso, sem contar o esquema de “intervenção” por meio das já famosas “juntas governativas”, quando a Colônia deixa de gerar renda ou causa algum transtorno político, a FECOPEMA dissolve a direção da entidade e indica a bel prazer uma nova composição.

Mas, sobre esse outro esquema, contarei no próximo post.

Até la…

Absurdo!!! Membro da FMF chama torcedores de quadrilheiros

Torcedores registraram Boletim de Ocorrência e entrarão com queixa-crime contra o diretor da Federação Maranhense de Futebol e também contra a entidade

Advogado da FMF será Réu em ações criminais, interposto por torcedores maranhenses

Outro torcedor que foi agredido pelo advogado é vereador Marcial Lima (PEN), o mesmo entrará também com processo criminal contra Márcio Biguá e articula uma moção de “Persona Non Grata” contra o advogado da FMF.

Em documento público da FMF, dirigente afirmou à Polícia que as torcidas do Moto Club de São Luís, são conhecidas por sua violência desmedida e destemida. Afirmou ainda que os mesmos são quadrilheiros, ao relatar que o chamamento da PM seria para evitar a ocorrência de crimes diversos, tais como: dano, lesão, corporal, formação de quadrilha, etc.

O que se viu na verdade, foi uma clara tentativa de intimidação da FMF, que culminou com a não ida das Torcidas Organizadas. Os que estiveram presentes foram senhores e senhoras de bem, não vinculados às torcidas organizadas. Boa parte estão registrando boletins de ocorrências contra a FMF e o advogado da entidade, Márcio Biguá, que deverá ser Réu em ações criminais.

Democracia motense: torcedores vão à Justiça, Ministério Público e fazem manifestação na FMF

Torcedores entrarão com pedido de Ação Civil Pública no Ministério Público e medida cautelar na Justiça; Torcidas Organizadas se uniram e farão prostesto na FMF

Um grande movimento pelas redes sociais promete modificar por inteiro as decisões da Federação Maranhense de Futebol – FMF, as torcidas organizadas se uniram e vão protestar nesta segunda-feira (26), a partir das 15h, no Palácio dos Esportes em São Luís e prometem ocupar a sede da federação.

Ministério Público e Justiça

Outro grupo de torcedores motenses encaminharam um Pedido de Ação Civil Pública, ao Ministério Público Estadual e a Promotora Lítia Cavalcante, prometeu receber uma comissão ainda nesta semana, para SUSPENDER a PORTARIA Nº 05/2018 – DCO, que marcou os horários das finais na partida de IDA no dia 05/04/2018 (quinta), às 21:45 horas; e a partida de VOLTA, para o dia 08/04/2018 (domingo), às 18:00 horas;

Este calendário saiu da cabeça de ninguém menos do que Hans Nina, que marcou a primeira partida entre Moto e Imperatriz, para quinta-feira (5), de abril, às 21h45, no Estádio Castelão.

A torcida do Moto Club, afirma que não vai aceitar e vai atuar em todas as instâncias para modificar esta atrocidade praticada pelo diretor de competições da FMF.

 

Imoral e Ilegal, Flávio Dino passa o rolo compresssor no Cajueiro

Para atender a demanda de seus financiadores de campanha, Flávio Dino (PC do B), atropela a Legislação Ambiental, passa por cima da justiça e pisa na comunidade tradicional do Cajueiro

 

Na última sexta-feira (16), o governador Flávio Dino e uma comitiva da China estiveram em São Luís para ratificar a ilegalidade do governo comunista para com as leis brasileiras.

O governo atropela a Legislação Ambiental vigente, com supressão de vegetação, impactos no solo e na fauna sem estudos ambientais prévios, uma vez que o Cajueiro, local onde está sendo construído o Porto, além de ser uma comunidade tradicional é Área de Preservação Permanente – APP.

O objetivo é apenas um: garantir a moeda de troca com a WTorre, empreiteira que está à frente da instalação do PORTO PARTICULAR.

A empreiteira financiou a campanha do governador do Maranhão e em troca ganhou a área para a construção de um porto para atender demanda dos chineses.

É preciso que as autoridades estejam atentas para mais este escândalo patrocinado pelos comunistas maranhenses que querem a todo custo atender ao negócio da China.

Esquema nebuloso na Federação das Cooperativas de Pescadores do Maranhão

Espécie de mandatário na FECOPEMA, Wolmer Araújo é filho do deputado estadual Edson Araújo (PSL), ele também ocupa o cargo de secretário parlamentar na  Câmara dos Deputados

Atual assessor jurídico da FECOPEMA, Wolmer Araújo é filho do deputado estadual Edson Araújo (PSL), que comanda a entidade, ele ocupa o cargo de secretário parlamentar na  Câmara dos Deputados e está lotado no gabinete do deputado Julião Amin (PDT), mandato hora exercido pelo primeiro suplente Deoclides Macedo  (PDT).

A Federação pode estar por trás de um gigantesco esquema de cobrança indevida de taxas para pescadores  terem acesso à concessão do seguro-defeso no Maranhão.

Wolmer de Azevedo Araujo, que comanda junto com o pai, um dos maiores currais eleitorais do Maranhão, diz que será candidato a deputado federal e para isso, usa a Federação das Colônias de Pescadores do Estado do Maranhão (FECOPEMA), como moeda de troca.

Wolmer é uma espécie de chefão da federação, e o curioso é que ele é morador da localidade que tem o metro quadrado mais caro de São Luís, na Península da Ponta d’areia.

Além de “servidor” da Câmara dos Deputados, é ele, quem controla os detalhes a vida política do pai. Edson Araújo, por sua vez, está licenciado do cargo de presidente da FECOPEMA por conta do mandato que ocupa na Assembleia Legislativa, desse modo, usa dois laranjas para assinar documentos extremamente escabrosos da entidade, sobretudo atas e cheques.

Pelos levantamentos, estima-se que nos últimos anos a entidade tenha arrecadado valores superiores a R$ 10 milhões, decorrente de uma fabulosa “taxa sindical” cobrada no valor de R$ 45,00 (quarenta e cinco reais) para cada um dos 160 mil “pescadores maranhenses” habilitados na Previdência Social para receberem o seguro-defeso.

Não bastasse esse volume de recurso, das mais de 170 Colônias filiadas à FECOPEMA, todas ainda têm que, obrigatoriamente, pagar 12% de pro-labore ao mês, dinheiro esse calculado da arrecadação local de cada entidade filiada.

Eduarde Braide deve vencer em São Luís

Ao declarar que será candidato ao governo do Maranhão, Eduardo Braide deve vencer no maior colégio eleitoral do estado 

Na recente eleição em São Luís em 2016, Eduardo Braide saiu de insignificantes 5%, para vançar para um segundo turno na capital, com 21%, onde por muito pouco não venceu a eleição no segundo, com 48%, na qual recebeu 243 mil votos.

Após a decisão de Braide, que afirmou em entrevista a ‘O Imparcial’, que será mesmo candidato ao governo do Maranhão, com uma articulação do experiente ex-governador José Reinaldo, tudo leva a crêr que eles estão no caminho certo.

E esta movimentação com certeza vai modificar o atual quadro da disputa no estado.

Eduardo Braide ainda detém um forte apelo eleitoral na capital e deve crescer também na Região Metropolitana, que concentra cerca de 20% da eleição do estado, com 712 mil eleitores, portanto, se repetir o mesmo entusiasmo de 2016, não duvidem da capacidade dele, que pode inclusive, ultrapassar Flávio Dino (PC do B), e a ex-governadora Roseana (MDB), na região.

Em tempo: em 2010, Roseana garantiu a vitória em primeiro turno derrotando Jackson Lago (in memoriam), e o atual governador Flávio Dino, quando alcançou quase 44% dos votos válidos, na Capital.

E mais: somando-se aos votos de São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa, o percentual foi maior ainda.

Pra fechar: aos demais candidatos, olho nele!!!

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache