Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Blogueiro tem casa invadida pela polícia, no interior do Maranhão

Titular do Blog MA360, teve sua residência invadida por policial militar na cidade de Pirapemas

Porta da residência foi arrombada e móveis revirados e quebrados

Sem mandado judicial, sem perseguição contínua, a residência do blogueiro 360, foi invadida por um policial militar, chamado por Dino. O PM é useiro e vezeiro em intimidar moradores  da cidade de Pirapemas, e essa intimidação aconteceu com o blogueiro MA360, isso é preocupante, pois, se já não bastasse a insegurança que temos na região, agora a situação piora mais ainda com esse agente da policia usando de suas prerrogativas militares para intimidar cidadãos de bem.

Não é a primeira vez que o PM Dino, age de maeira arbitrária invadindo asilo inviolável e protegido pela Constituição Federal. Fontes informam que ele tem o apoio do prefeito da cidade para intimidar os advérsários e os que se opõe às mazelas praticadas pelo gestor municipal.

É preciso que a Secretaria de Segurança, na pessoa do seu secretário Jefferson Portela, investigue as afirmações deste Blog. O titular formalizará denúncia na Procuradoria Militar e ao Ministério Público para que não volte mais acontecer o o que vem ocorrendo em Pirapemas.

“Atenção autoridades e o Ministério Público! O agente Dino até já foi retirado sua farda por abusar de autoridade e agora volta espalhar terror novamente, vamos tomar providências”. Afirmou o blogueiro.

Titular do Blog vem fazendo fortes denúncias contra a atual gestão de Pirapemas.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Com nome envolvido em escândalo, falastrão Sérgio Frota silenciou

Como o deputado Sérgio Frota não atende mais ligações, após ter aparecido em grampo. Uma fonte nos informou que ele só vai se pronunciar após sua assessoria jurídica obter o conhecimento dos autos e preparar a “defesa”

Acostumado a meter a mão na cara de torcedor e membros da imprensa, estrebuchar na Assembleia Legislativa, esculhambar nas rádios, o falastrão deputado Sérgio Frota (PR), teve seu nome envolvido num escândalo de futebol da Paraíba e que um grampo da Polícia Civil e do GAECO-PB, em uma ligação telefônica com o operador do esquema, o vice-presidente do Botafogo-PB, Breno Morais – Frota resolveu ficar em silêncio.

Além de denúncias na Paraíba, Blogs e a imprensa em geral estão dando grande repercussão ao caso, e mesmo assim, o deputado não fala nada, não lança uma Nota para informar a imprensa e consequentemente, a sociedade maranhense, bem como, os desportistas maranhnense.

Mas o deputado permanece calado – fonte do Blog nos informou que ele só vai falar após sua assessoria jurídica obter o total conhecimento dos autos e preparar a defesa.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Escândalo!!! Imprensa da Paraíba destaca que deputado maranhense estaria envolvido em combinação de jogos

Reportagem exclusiva do Correio da Paraíba, mostrou uma parte da podridão do futebol brasileiro; Deputado Maranhense aparece nas escutas

Manipulação de resultados – Escolha de árbitros por parte de dirigentes – Entrega de resultados – E até ameaças de morte. Estes são apenas alguns dos fatos que constam em relatórios da Operação Cartola, uma investigação da Polícia Civil do Estado da Paraíba, desbaratou uma quadrilha que utilizou o futebol para obter dividendos e lucros financeiros.

Durante a investigação a polícia encontrou documentos, transcrições de áudios que  mostram um claro esquema de escolha dos árbitros a serem escalados nos jogos do Campeonato Paraibano.

A organização criminosa foi além do futebol paraíbano e deve ter contaminado a Copa do Nordeste e Campeonato Brasileiro da Série C do ano passado.

Deputado estadual do Maranhão aparece nas escutas

Uma figura que aparece constantemente nos autos da investigação é o vice-presidente de futebol do Botafogo-PB, Breno Morais. Em um telefonema do dia 15 de fevereiro, Breno é flagrado  conversando com José Renato. Na ocasião, ele cobra o ex-presidente da Comissão de Arbitragem que cumpra os acordos feitos. E a negociação não envolvia apenas jogos do Botafogo.  O dirigente aparece pedindo que José Renato interfira na partida entre Atlético de Cajazeiras e Sousa. Segundo Breno, ‘quem tem que ganhar é o Atlético”.

Na conversa, Breno diz que acordo é acordo.  “Você tem que cumprir seus acordos que você faz”. Breno diz ainda que tem que “botar um cara que vá lá, que a gente chegue para o cara, resolva lá a situação e resolva a parada”.

Já em outras conversas, Zezinho do Botafogo liga para o deputado estadual Sérgio Frota (PSDB-MA), para articular sobre a arbitragem do jogo entre Botafogo e Altos-PI, pela última rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste. Zezinho pede ao deputado o nome do juiz, que seria do Maranhão. Em um determinado momento, Zezinho passa o telefone para Breno e eles conversam rapidamente. O deputado pede que a conversa continue de noite e diz que vai resolver o problema

A partida em questão foi vencida pelo Botafogo pelo placar de 1 a 0. O árbitro do jogo foi o maranhense, da cidade de Imperatriz, como o próprio deputado fala no telefonema, Ranilton Oliveira.

Campeonato Brasileiro Série C 2017

Na terceira divisão do Campeonato Brasileiro, do ano passado, uma suspeita de de combinação de resultados no último jogo de confrontos diretos, entre  Sampaio Corrêa x Botafogo-PB, foi investigada pela Confederação Brasileira de Futebol – CBF, mas não houve elementos que pudessem provar a armação – agora com as escutas telefônicas autorizadas pela justiça, mais do que comprovam o contato direto dos dirigentes do Botafogo com o presidente do Sampaio Corrêa, deputado Sérgio Frota.

Muito dinheiro em jogo

O esquema montado pela Organização Criminosa é justamente visando a dinheirama das Cotas de transmissão pelas emissoras de tv’s, que vão de R$ 100 mil a R$ 20 milhões para clubes medianos.

No Maranhão, um esquema de transmissão também foi efetivado e o dinheiro público da Lei de Incentivo ao Esporte, que era para ser utilizado pelos clubes de futebol, ora foram enviados para um Instituto ligado ao presidente da Federação Maranhense de Futebol – FMF, Antônio Américo, ora enviados para uma emissora de TV ligada ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), neste caso, mais de R$ 6 milhões já foram sangrados dos cofres públicos.

Com informações do Portal do Correio da Paraíba e alterações deste Blog

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Escândalo!!! Delator cita caminhão do Mateus em contrabando de whisky, vodka e cigarro

O soldado da PM, Fernando Paiva Moraes Júnior afirmou que ouviu membros da organização de contrabando falar em caminhão do Mateus

Fernando Paiva afirmou em delação, que um dia no sítio do Arraial, onde ficava a carga de contrabando, ouviu o Rogério comentar com alguém (provavelmente CABEÇÃO), que seria necessário melhorar a pavimentação da via de acesso ao sítio para que o caminhão do Mateus pudesse ter um melhor acesso ao local.

O relato do militar foi divulgado pelo Blog do Neto Ferreira, foi no dia 07 de abril na presença dos procuradores Marcílio Nunes Medeiros, Carolina da Hora Mesquita Hohn, Juraci Guimarães Júnior, delegado federal David Farias de Aragão (assassinado no sábado em sua casa) e do defensor público federal Gioliano Antunes Damasceno.

De acordo com Paiva, o ex-vice-prefeito do município de São Mateus, Rogério Sousa Garcia – denunciado à Justiça Federal como gerente do contrabando -, disse que seria necessário pavimentar a rua de acesso ao sítio onde funcionava o descarregamento do contrabando para que o caminhão do Mateus pudesse acessar o local, que fica no bairro Arraial, Zona Rual de São Luís.

“Que, um dia no sítio do Arraial, ouviu o Rogério comentar com alguém (provavelmente CABEÇÃO), que necessário melhorar a pavimentação da via de acesso ao sítio para que o caminhão do Mateus pudesse acessar o local”, diz a delação premiada, que acabou não sendo homologada pelo juiz federal substituto, Luís Regis Bomfim Filho, da 1ª Vara Federal Criminal.

No mesmo trecho do documento, o policial afirma que presenciou um diálogo telefônico entre Rogério e provavelmente um homem conhecido como Cabeção, que na manhã do dia seguinte o caminhão do Mateus se deslocaria até o sitio. “Que, em outra oportunidade, presenciou uma ligação em que o Rogério fala que era necessário fazer a pavimentação pois tinha uma erosão na rota dos caminhões e, na manhã do dia seguinte, um caminhão do Mateus iria até o local”.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Apreensão de veículos: a vitória de Wellington do curso sobre Flávio Dino

Wellington travou dura batalha contra o governador Flávio Dino (PCdoB), junto ao Ministério Público, OAB, TJ contra a forma criminosa de apreensão de veículos 

Se há um vencedor nesta batalha contra a imoralidade e ilegalidade do governador Flávio Dino (PCdoB), além dos proprietários maranhenses de carros e motos, este com certeza é o deputado estadual Wellingto do Curso (PSDB).

Foi Wellington que desde o começo criticou a forma como vinha sendo realizada apreensões de veículos no Maranhão. A forma criminosa que o governo Flávio Dino vinha praticando contra um bem do cidadão maranhense.

O deputado em tempo algum foi contrário às blitzen, segundo ele, as barreiras são mais do que necessárias para coibir os abusos de quem comete ilegalidade – mas, jamais para apreender o veículo de um trabalhador maranhense.

Wellington travou uma verdadeira batalha judicial contra a ilegalidade do governo comunista, foram idas e vindas ao Ministério Público, Ordem dos Advogados, Tribunal de Justiça e muitas manifestações para alertar o ato criminoso que o governo vinha realizando desde o começo da gestão.

Faltando 5 meses para a eleição as pesquisas condenam Flávio Dino

As pesquisas encomendadas pelo governador Flávio Dino, mostraram que ele caiu em desgraça com o povo maranhense por causa de apreensões de veículos por falta de pagamento de IPVA. Como Dino só pensa na reeleição e com as contundentes reivindicações de Wellington do Curso – Ele voltou atrás e atestou a ilegalidade que cometeu em 3 anos.

O deputado Wellington comemorou a sua luta em prol dos maranhenses 

“A ação do governador Flávio Dino em apreender os veículos dos maranhenses, revelou a maldade e a insensibilidade, movido pela ânsia de arrecadar, apreendeu e leilou veículos de homens e mulheres trabalhadores. Com a ilegalidade, mais de 12 mil trabalhadores tiveram seus bens vendidos pelo governador, disse Wellington.
“A nossa luta foi para que os pais e mães de famílias maranhenses, que já pagam os impostos mais altos do Brasil, tivessem pelo menos o direito de ir e vir com seus veículos. Foram dias de lutas e agora garantimos a vitória ao nosso povo. Flávio Dino não vai mais meter a mão nos carros e motos dos maranhensesfinalizou, Wellington do Curso.
Em tempo: É de autoria do deputado Wellington o Projeto de Lei 99/2017, que ainda tramita na Assembleia Legislativa, e proíbe apreensão de veículos por não pagamento de IPVA. 
E mais: A confissão de que cometeu crime de improbidade nas apreensões de veículos, vai acarretar em uma enxurrada de ações na justiça contra o governo Flávio Dino. É que quem se sentiu lesalidado vai recorrer no judicário para reaver o bem vendido pelo governo.
Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Governo Criminoso! Escândalo com nomeações de capelãs é mais um crime no governo Flávio Dino

Assista ao vídeo em que o próprio governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), confessa a nomeação de pastores para cargos de coronel, sem concurso, em troca de apoio na campanha

O governo Flávio Dino se transformou num governo criminoso sem precedentes e sem princípios. Os crimes vão desde desvios de dinheiro da saúde pública, até a nomeação de coronel da Polícia Militar do Maranhão, sem concurso público.

Por isso, diversos partidos políticos e associações de classes de membros da segurança pública no Maranhão, protestam contra os crimes praticados pela gestão comunista.

A reportagem especial, realizada pelo jornalista Alex Barbosa, mostra um vídeo em que o governador do Maranhão confessa as nomeações do capelães e a forma política como vem sendo feita.

FLÁVIO DINO: “Quero saudar muito especialmente aqueles que me acompanham nesse importante evento; cumprimentar o Gildenemi, que tá ali, meu amigo, fez a minha campanha de 2014 doente, muito grave; nossa amiga Eliziane pediu e ele chegou pálido, magrinho. Eu disse; ‘esse homem não vai dar conta de fazer campanha, mas a fé é realmente poderosa; ele deu conta de fazer a campanha e hoje ele tá aí corado e forte, pronto para outra campanha”, (PRONTO PARA OUTRA CAMPANHA), numa evidente confissão de crime eleitoral.

Em outro trecho do vídeo que o Partido Repulicano Progressista – PRP, encaminhou à Justiça Eleitoral, o governador do Maranhão revela outro absurdo, que foi criar novas vagas de capelães, sob a orientação de políticos ligados à Assembleia de Deus.

FLÁVIO DINO: “Quando eu cheguei ao governo, os capelães eram apenas 14; hoje são 50. E nós vamos criar, anuncio aqui em primeira mão, mais 10 vagas. O pastor Porto está cuidando disso. Porque eu criei as vagas dos Bombeiros, criamos da penitenciária, mas faltou o da Polícia Civil”. Se não tivesse sido filmado, os comunistas diriam que isso era mentira. .

Pelo menos esta promessa o governador Flávio Dino cumpriu à risca, CRIOU e NOMEOU mais de 5o (Cinquenta Capelães), sem concurso, para postos de oficiais que vão de tenente a coronel, sem nenhum curso preparatório, sem nada..

O governador Flávio Dino comete um GRAVE e EVIDENTE abuso de poder e compra de votos e o Ministério Público Eleitoral deu prazo até o dia 6 de maio, portanto daqui a três dias,  para que ele se explique sobre as graves acusações.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Absurdo!!! Flávio Dino quer mandar até nos ensaios do Bumba meu boi

Tiros para cima, empurrões e agressões partem da Polícia Militar do Maranhão, que por ordem do governador Flávio Dino (PC do B), quer que os ensaios dos bois não ultrapassem às 2h da madrugada

O governador do Maranhão não tem limites – Após se envolver em disputas de entidades de classes, de trabalhadores, dentre outras, ele agora ordena que a Polícia Militar encerre os ensaios dos grupos de Bumba meu boi, às 2h da madrugada.

Não adepto à manifestação folclórica mais popular do Maranhão, Patrimônio Imaterial do Brasil e candidata a título de Patrimônio Cultural Imaterial Mundial, concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Dino orienta forte repressão policial e fere de morte a maior tradição popular do estado, o Bumba Meu Boi.

Tradicionalmente, os ensaios dos grupos acontecem sempre de um dia para o outro, encerrando-se ao amanhecer. 

Durante o governo Flávio Dino, houve repressão de todas as maneiras contra os históricos fazedores de cultura, desde o corte das verbas às ponta-pés e cacetetes da PM. Um episódio desnecessário e lamentável sob todos os aspectos, foi o último ensaio do Boi da Maioba, no Bairro do João Paulo, onde policiais chegaram “arrepiando” e não permitindo que o grupo finalizasse seu ensaio até o amanhecer, como ocorre há mais de 100 (cem) anos.

Devido a estes graves ocorridos, o Batalhão da Maioba adiou os seus ensaios e alterou os locais, em algumas ocasiões, devido à forte opressão por parte do Governo do Maranhão.

Outros grupos também denunciam forte opressão por parte do governo Flávio Dino e já prometem fazer uma toada detonando o governador.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Que interesse teria o Secretário de Segurança em acompanhar o PM Paiva ao MPF???

“Jefferson Portela, o secretário, conduziu, como secretário de Segurança, o preso até nós. A conversa inicial foi com ele (PM Paiva)”

O Secretário Jefferson Portela (PC do B), tem muito o que se explicar após fortes declarações do Policial Militar, Fernando Paiva Moraes Júnior, 25 anos, preso no esquema de contrabando. Ocorre que foi o próprio secretário de segurança do Maranhão, que retirou o PM da carceragem em que se encontrava no Comando Geral e o encaminhou para uma delação ao Ministério Público Federal.

Esta afirmação é feita não somente pelo preso, mas, também pelo Procurador da República, Juraci Guimarães Júnior, do Ministério Público Federal no Maranhão (MPF-MA), foi ele quem confirmou que o secretário de segurança do Maranhão que conduziu o policial militar, Paiva sem a presença dos seus advogados.

“Jefferson Portela, o secretário, conduziu, como secretário de Segurança, o preso até nós. A conversa inicial foi com ele (PM Paiva)”, afirmou o Procurador Juraci Guimarães.

Os advogados Leonardo Quirino e Paulo Renato Ferreira, que representam o PM Paiva, também afirmaram que o secretário Portela esteve por aproximadamente 3 horas em contato direto com seu cliente.

“[Nosso cliente] permaneceu durante três horas, aproximadamente, em contato direto com o secretário Jefferson Portela, que lá se encontrava [no MPF]. As imagens das câmeras de segurança vão poder indicar isso. Nós não temos absolutamente nenhum tipo de entrave a afirmar que ficamos de fato três horas de relógio apartados, como não deveríamos ficar, de maneira ilegal, do contato com o nosso cliente na sede do MPF”, asseverou o advogado Paulo Renato Ferreira.

E agora, secretário Jefferson Portela???

O quê o senhor tanto conversou e falou ao PM Paiva???

O Procurador da República, Juraci Guimaraes, mentiu, ao afirmar seu contato com o acusado???

Qual interesse em prejudicar o deputado Raimundo Cutrim???

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache