Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Em São Luís, juíza usa Facebook para determinar pagamento de pensão alimentícia

No Facebook dele, há fotos comprovando a propriedade do estabelecimento comercial, fotografias de viagens, carros e de sua movimentada vida noturna, afirmou a magistrada

A 4ª Vara da Família de São Luís, que tem a juíza titular Maria Francisca Gualberto de Galiza, utilizou informações do perfil do Facebook do ex-marido de uma requerente para confirmar que seus bens existem e garantir indenização na ação de alimentos para manter o filho do casal e determinou que o requerido pague por mês o equivalente a 50% do salário mínimo de verba alimentar à criança.

O pai da criança não compareceu à audiência de conciliação no Fórum Des. Sarney Costa, e foi julgado à revelia. A ação tramita em segredo de justiça.

Segundo a juíza, a mãe da criança afirmou que o ex-marido é proprietário de estabelecimento comercial e outros investimentos em São Luís e pediu que fosse feita uma pesquisa na página dele no Facebook para comprovar seu padrão de vida. Na decisão, a magistrada diz que a consulta na rede social do requerido na internet comprovou as afirmações da requerente de que o demandado ostenta movimentada vida social, podendo arcar com o pagamento da verba alimentar do filho.

 

Flávio Dino perde reeleição em São Luís

Flávio Dino (PC do B), encontra um ‘campo minado’ em São Luís, onde tem contra seu projeto de poder, adversários fortes tais como Roseana, Wellington do Curso, Eduardo Braide, Roberto Rocha …

Se a máquina comunista pensa que a reeleição de Flávio Dino é favas contadas é bom melhorar na articulação e correr atrás do prejuízo no contato com a classe política, uma vez que em 3 anos de gestão sem efetivamente realizar as promessas mirabolantes que inventou ao povo, o que se viu foram desmandos e muitos atropelos.

Em apenas uma mexida nas peças do tabuleiro político, o Senador Roberto Rocha (PSDB), tirou dos braços de Dino, o PSDB e deverá levar também outros partidos da base comunista, tais como o PSB e PPS, para sua coligação na campanha ao governo do ano que vem. Rocha vai aglutinar ainda outros partidos como o PHS, PSL (Livres) e o PRTB. Há quem diga que o Senador alcance os 15% do eleitorado de São Luís.

Por outro lado, tem ainda na capital ludovicense, dois ferrenhos adversários ao comunista, que são Eduardo Braide (PMN) e Wellington do Curso, ainda (PP), ambos foram na eleição do ano passado, a revelação na política da capital, quando o primeiro obteve 21% dos votos (112.041), e o segundo, 20% com (103.951) dos votos válidos no primeiro turno. Juntos, chegaram a 46% dos votos válidos dos ludovicenses.

Tudo isso com pouca estrutura e com uma campanha abragente nos bairros da capital, por estes fatores, alguém duvida que juntos, Braide e Wellington, para onde seguirão, se juntos, ou cada um para um lado, deterão cerca de 20 a 25% do eleitorado de São Luís?

Wellington parece firme na disputa a sua reeleição de deputado estadual, já Braide parece ensaiar candidatura a Federal. Não se sabe para qual campanha majoritária ambos somarão com a sua preferência do eleitorado de São Luís, o certo é qe para onde irão irão somar.

Roseana x São Luís

Roseana (PMDB) é uma espécie de irmã siamesa de São Luís, uma não existe sem a outra, e as poucas obras de modernização que ainda existem na capital, são empenho pessoal dela. Não há que se descartar que se for candidata, terá sozinha, de 20 a 30% dos votos do eleitores de São Luís, e se o grupo inteiro fechar questão em torno de Roseana, digo todos, os vereadores, as lideranças políticas, os membros partidários e demais simpatizantes, ela deve ultrapassar a casa dos 40%, a história mostra isso, basta pesquisar.

Além do PMDB, Roseana deve ter em seu palanque as siglas partidárias como  o PT (isso mesmo, o PT), DEM, PV, PTN, PTdoB, PRP, PSDC.

Astro x Câmara de São Luís

Pra contribuir com o que afirma o post, basta ler as entrelinhas do experiente vereador Astro de Ogum (PR), não apenas pelas questões espirituais, falo das questões políticas e da recente entrevista que o edil concedeu ao Blog do jornalista Marco D’éça, onde ele afirma que boa parte da eleição ao governo estadual passa pelos vereadores de São Luís, e ele tem razão foi assim em 2010, quando um grupo de vereadores se uniu e garantiu a vitória de Roseana com quase 44% dos votos da capital.

Candidaturas ultra-esquerdistas

Há de se levar em questão as candidaturas do PSOL, PSTU e PCB, que são totalmente aversos à forma em que os comunistas administram o estado. Eles devem somar cerca de 4% no eleitorado da capital.

Em tempo: o que foi mesmo que o governo Flávio Dino fez em São Luís neste tempo que está no comando do estado??? Sem contar os aluguéis camaradas, fantasmas??? Hospitais fantasmas??? O quê???

E mais: Em outra postagem, vamos falar dos grandes colégios eleitorais do estado, tais como: Imperatriz, Caxias, Timon, São José de Ribamar, Bacabal…

Roberto Rocha diz para Flávio Dino esquecer o retrovisor e segurar firme o volante

O Senador Roberto Rocha (PSDB), mandou uma de “direita” para o comunista Flávio Dino (PC do B). “Eu espero que ele reflita melhor sobre a história recente do Maranhão. E quem sabe consiga retomar o caminho correto”, disse Rocha

Segundo o Senador da República, quem quem está fortalecendo o atraso no Maranhão é o próprio governador Flávio Dino e o sua gestão. É o avanço do atraso e  com um agravante, que é o de conjugar o atraso de sua gestão com o atraso de gestões passadas.

“Se tivesse feito o que prometeu desde o início, um choque de capitalismo, não haveria necessidade de oferecer ao nosso povo uma nova via política, de respeito à produção, de atração de investimentos, estímulo ao empreendedor e principalmente de não confundir o estado com o partido e realmente iniciar um projeto de desenvolvimento voltado para o desabrochar das forças produtivas, onde a exploração política da pobreza dê lugar à exploração econômica da riqueza”, afirmou o Senador.

Rocha foi além e disse que espera que o governador do Maranhão reflita sobre a história recente do Maranhão para que consiga contornar a péssima gestão que vem fazendo.

Faço minhas as palavras do governador Flavio Dino: “Eu espero que ele reflita melhor sobre a história recente do Maranhão. E quem sabe consiga retomar o caminho correto”, pontou.

O grande problema é que a gestão está chegando ao fim e Flávio Dino vai tentar requentar o mesmo discurso da mudança, do atraso e terra arrasada para justificar sua incompetência administrativa.

Em tempo: as promessas de campanhas de Flávio Dino ficaram apenas nos muitos comícios pelo Maranhão.

E mais: chegando ao término de sua gestão, o governador precisa mostrar que os 4 anos à frente dos leões resultaram em mudanças efetivas ao povo maranhense, será que tem como mostrar???

Flávio Dino curtiu: reforma política aprovada permite censura na internet durante eleições

Google, Facebook, Twitter e demais redes serão obrigadas a derrubar o conteúdo a partir de uma simples denúncia, em até 24h. 

Na reforma política aprovada pelos políticos na calada da noite, uma emenda acendeu a luz vermelha de empresas de tecnologia para a possibilidade de censura na internet durante o período eleitoral. O projeto foi aprovado e vai para a sanção presidencial.

A emenda é de autoria do deputado Aureo (SD/RJ), permite a qualquer usuário obter a suspensão de conteúdo “de discurso de ódio, disseminação de informações falsas ou ofensa em desfavor de partido ou candidato” sem a necessidade de ordem judicial.

Plataformas como Google, Facebook ou Twitter serão obrigadas a derrubar o conteúdo com base numa simples denúncia, em até 24h. As empresas ainda serão obrigadas a fazer a “identificação pessoal do usuário que a publicou”.

A emenda foi aprovada apesar de o Marco Civil da Internet estabelecer um sistema de remoção de conteúdo mediante análise judicial.

O Blog entende que tem muita “fakenews” rolando pelas redes sociais, contudo, o mecanismo mais necessário e democrático é a pessoa prejudicada procurar os mecanismos via judicial e processar o autor.

Obrigar as plataformas a excluírem publicações por meio de uma simples denúncia é censura grave e um verdadeiro retrocesso.

Em tempo: o governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), curtiu a aprovação desta emenda, com ela, o governador deixará de processar blogueiros e influenciadores digitais, criminalmente, como já fez com vários desde que assumiu o poder.

E mais: jornalistas, blogueiros e comunicadores em geral, são perseguidos pelo governador, que já usou até a estrutura da Procuradoria do Estado para intimidar e tentar censurar profissionais. 

 

Veja a “cara” dos deputados maranhenses que aprovaram fundo bilionário para campanhas

Deputados maranhenses aprovaram fundo imoral para financiar a eleição deles mesmos; Dinheirama é na ordem de R$ 1,7 Bilhões

A Câmara dos Deputados aprovou na noite de ontem (4), a maior imoralidade de todos os tempos, que é a Lei 8703/17, do Senado, que cria o Fundo Especial de Financiamento de Campanha para financiar campanhas eleitorais com dinheiro do contribuinte.

O valor aprovado foi de R$ 1,7 bilhões para bancar campanhas de candidatos sujos e corruptos 

A dinheirama será utilizada pelos candidatos em todo o Brasil para comprar votos, estragar papel e poluição sonora, com mentiras e promessas que em nada mudam a vida dos eleitores.

Enquanto a SAÚDE, EDUCAÇÃO e a SEGURANÇA são deixados de lados o fundo bilionário será jorrado em campannhas eleitorais.

O Brasil está na miséria por causa do próprio eleitor que vota e elege estes mesmos que estão no poder, e agora, a diferença é que antes eles pegavam o dinheiro dos empresários para bancar as campanhas, em 2018, eles vão se eleger com o dinheiro da própria população.

VOTARAM A FAVOR DA CRIAÇÃO DO FUNDO BILIONÁRIO

Juscelino Filho (DEM)

Alberto Filho (PMDB)

Deoclides Macedo (PDT)

André Fufuca (PP)

Weverton Rocha (PDT)

Victor Mendes (PSD)

Rubens Pereira Júnior (PCdoB)

Zé Carlos (PT)

José Reinaldo (PSB)

Hildo Rocha (PMDB)

 

Festa da Juçara no Maracanã inicia neste final de semana

Festejo tradicional acontece há 48 anos na Zona Rural de São Luís, na comunidade do Maracanã

Festejo tradicional acontece há 48 anos na Zona Rural de São Luís, na comunidade do Maracanã, com o atrativo da culinária local e programação cultural.

A grande festa da Juçara no mês de outubro no Maracanã, tem um grande  espaço ambiental com diversidade da fauna e flora maranhense. Todos os anos a Associação realiza neste período esta importante festa.

O Parque da Juçara foi construído no governo Roseana Sarney e conta com palco e uma grande praça onde ocorre a Festa Tradicional. O festejo traz também o artesanato, cultura, diversidade e gastronomia.

Quando: 8 a 29 de outubro

O quê: Festa da Juçara – Parque da Juçara

Local: Maracanã

Horas: A partir das 10 da manhã

As informações foram repassadas pela presidente da Associação de Moradores do Maracanã, Mayara Marques, no ‘Programa Abrindo o Verbo’, do apresentador Geraldo Castro, na Mirante Am 600.

Rolo compressor comunista!!! Por 16 a 10, Desembargador José Joaquim é eleito presidente do TJ

Rolo compressor do governo Flávio Dino (PC do B), garantiu a vitória do desembargador José Joaquim, por 16 votos a 10

 

O desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos venceu a eleição para a presidência do Tribunal de Justiça do Maranhão, em disputa contra a desembargadora Nelma Sarney, na manhã desta quarta-feira (04).

José Joaquim recebeu 16 votos e Nelma Sarney, 10. Houve ainda um voto em branco.

A vice-presidencia ficou com o desembargador Lourival Serejo que disputou com José Bernardo Silva Rodrigues. O Desembargador Marcelo Carvalho foi eleito para a Corregedoria Geral.

Em tempo: alguém duvida do peso da máquina ???

E mais: é bom os adversários do comunista colocarem a barba de molho, o cara não está de brincadeira.

Escândalo!!! Governo Flávio Dino é denunciado na CGU e TCU por desvios de verbas

“Em virtude da péssima qualidade dos serviços, obras entregues em menos de 20 dias já estão em fase de destruição”.

O governo Flávio Dino (PC do B), foi denunciado n Tribunal de Contas da União – TCU e Controladoria Geral  União – CGU, por desvios de verbas na execução de obras, principalmente pelo asfalto de má qualidade que está sendo estragado em vários municípios maranhenses. A denúncia é foi feita pelo deputado estadual Wellington do Curso (PP).

Gastos exagerados e de péssima qualidade nas obras e serviços, forma elencados e adicionados nas denúncias, o deputado Wellington do Curso solicitou uma imediata auditoria operacional por parte do TCU e pela CGU, além de ter feito uma outra denúncia ao Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), de onde o dinheiro está saindo.

Ao justificar as denúncias, Wellington disse que não é porque um serviço ou obra são públicos que se pode fazer “de qualquer forma”.

“É preciso que se compreenda que não é porque um serviço é dito público que ele pode ser feito de qualquer forma, sem qualquer tipo de qualidade. Não, isso não pode acontecer! Estamos falando de aplicação de recursos públicos federais. Recebemos denúncias de obras entregues pelo Governo do Estado e que, em menos de 20 dias, em virtude da péssima qualidade dos serviços, já estão em fase de destruição. Como exemplos há a Ponte do Balandro, em Bequimão, que foi inaugurada há menos de um mês e já tem buracos e rachaduras no asfalto”enfatizou o deputado.

O deputado enumerou muitas outras obras pelo estado, em que o asfalto empregado não dura o prazo estabelecido pelas normas brasileiras, segundo ele, não duram 20 dias.

“Há também várias denúncias em relação ao asfalto que tem sido empregado. Não somos contra a recuperação asfáltica. Ao contrário, o Programa ‘Mais Asfalto’ é uma ideia boa, algo que faria a diferença na vida das pessoas caso fosse feito com seriedade e com responsabilidade”, disse.

“Infelizmente, o que a população encontra é algo de péssima qualidade. Isso pode ser comprovado em Arari, quando menos de 20 dias após a entrega da pavimentação, já era possível comprovar a péssima qualidade do asfalto. São recursos federais e, por isso, solicitamos ao TCU e à CGU que façam a auditoria operacional para verificar os gastos públicos do Governo Flávio Dino”, finalizou Wellington do Curso.