Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Facebook lança guia para identificar notícia falsa na rede social

Avisos começam a ser disparados amanhã, sexta-feira; para diretor da rede social, notícias falsas tentam se tornar ‘virais’ para ganhar dinheiro com engajamento dos usuários

O Facebook vai começar a orientar seus usuários sobre como identificar notícias falsas, informou Luis Olivalves, diretor de parceria de mídia do Facebook para América Latina, em entrevista exclusiva ao G1.

A notificação contendo uma espécie de guia será exibida a partir desta sexta-feira, (7) no topo do feed de notícias de todos os usuários do Brasil e de outros 13 países, todos grandes mercados para a rede social.

“É uma ação informativa, para compartilhar um pouco do conhecimento adquirido através da rede para identificar um conteúdo que pode ser falso ou que tenha informação duvidosa”, diz.

Segundo o executivo, o guia enfatiza que analisar os detalhes da página que veicula a notícia é a chave para notar indícios de que a veracidade da informação é contestável. “Para uma pessoa que não está em contato todos os dias com conteúdo não é tão natural identificar uma fonte, saber consultar a URL ou não ser tão seduzida por uma chamada, vamos dizer, especulativa”.

Viral

Elementos como esse são chamarizes criados para fazer a página gerar empatia com o usuário e deslanchar na rede social. “A notícia falsa tende a ‘viralizar’ de forma mais rápida do que o conteúdo normal, de fonte verificada.” Por isso, as orientações farão os usuários questionar se data de publicação e imagens incluídas condizem com o conteúdo e até que se perguntem se a história contada é, na verdade, uma farsa ou brincadeira.

As dicas presentes no guia foram elaboradas em parceria com a First Draft, uma organização sem fins lucrativos que dissemina boas práticas para elaborar, consumidor e analisar conteúdo verossímil na internet.

O Facebook já possui mecanismos voltados a combater notícias falsas. Um deles tem o objetivo de afastar produtores de notícias falsas da plataforma e outro, disponível por ora só nos Estados Unidos, França e Alemanha, para avisar usuários de que um link contém informações falsas.

Primeiro passo

No Brasil, diz Olivalve, o guia “é um primeiro passo na redução no número de conteúdos de notícias falsas” voltado a usuários. “O que a gente sente hoje é uma responsabilidade grande em ajudar a reduzir essa distribuição, porque no final estamos falando da experiência das pessoas, o que nos preocupa muito é garantir que o Facebook seja um lugar em que elas possam se conectar com seus amigos e familiares, mas também com suas fontes de conteúdo de preferência e compartilhar momentos relevantes pra sua vida. Não compartilhar momentos que sejam falsos.”

Voltada a países tão diversos como Brasil, Myanmar, Estados Unidos e Itália, a ação educativa não possui, no entanto, variações focadas nas peculiaridades regionais. “A notícia falsa, em si, o estilo adotado, a forma empregada, é global. As boas práticas são as mesmas que a gente usa outras regiões e tem muito mais a ver com como interpretar um artigo do que com o conteúdo.”

O executivo do Facebook diz que a rede social não possui um levantamento dos assuntos que costumam ser alvo com maior frequência em notícias falsas. Mas, ainda assim, é possível constatar algumas características desses conteúdos.

“O que a gente percebe a partir do comportamento [desse conteúdo] é que isso ocorre com temas que estão dominando as discussões”, diz, e completa: “a grande maioria não tem uma finalidade específica de machucar ou prejudicar alguém, tem o objetivo econômico de gerar tráfego para alguma propriedade externa”.

Reduzir o alcance financeiro dos editores e produtores de conteúdos que “enganam os usuários”, diz Olivalve, é um dos pilares da estratégia do Facebook de privilegiar o jornalismo de qualidade.

O que ocorre com as notícias falsas no Facebook

Quando usuários apontam que há informações falsas em alguma publicação, o primeiro passo é o Facebook encaminhar a denúncia para as equipes que analisam abusos na rede social – é a mesma que verifica reclamações por discurso de ódio, racismo, violência, por exemplo. Caso não tenham resposta imediata, o segundo passo é repassar a demanda para entidades de checagem de fatos.

No Brasil, o processo se encerra na primeira etapa. Em seu ciclo completo, no entanto, a iniciativa funciona em três países: Estados Unidos, França e Alemanha. Neles, os grupos de “fact checking” têm prazo de 72 horas para produzir um diagnóstico. Caso a informação seja falsa, o Facebook toma quatro atitudes, duas voltadas aos usuários e outras duas para encurtar o alcance financeiro dessas publicações (no Brasil, as “notícias falsas” são punidas, mas apenas focam o bolso dos editores).

O que acontece com as “fake news” no Facebook do Brasil:

  1. A relevância do post indicado como “notícia falsa” é bastante reduzida no feed de notícias, para que os usuários tenham de rolar muitas vezes a linha do tempo do aplicativo até encontrar a história;
  2. O Facebook impede que esse conteúdo seja “promocionado”, isto é, que ele seja impulsionado para mais pessoas em troca de pagamento.

O que também acontece com as “fake news” no Facebook dos Estados Unidos:

  1. As postagens que tiverem compartilhado o link receberão um banner indicando que as informações presentes nele foram contestadas, que entidades publicaram relatos precisos dos fatos e onde podem ser lidos.
  2. Todos os que quiserem compartilhar o link serão avisados de que as informações daquela página foram checadas e onde é possível ler essas análises.
Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Adolescente é morto com tiro na cabeça no bairro do Coroadinho

Suspeitos de terem praticado o crime foram reconhecidos como ‘Iá’ e “Chuchu”

Um adolescente de 13 anos conhecido por Alison Mendes, foi brutalmente assassinado com dois disparos de arma de fogo no bairro do  Coroadinho, em São Luís. Os tiros acertaram a cabeça e o tórax do adolescente. Os suspeitos foram identificados como Iá e Chuchu Ele foi morto com dois tiros a queima-roupa. Os assassinos já foram identificados e se trata de dois adolescentes.

O crime assustou mais ainda a comunidade do Coroadinho e Vila dos Frades, onde o adolescente morava. A população segue sem entender o real motivo do crime bárbaro e espera que a justiça seja feita. 

Um verdadeiro absurdo como nossas crianças estão sendo dizimadas numa sociedade sem leis e sem esperança.

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

A partidarização do Ministério Público maranhense compromete e põe em xeque ações do órgão

Não é de hoje que as ações do Ministério Público do Maranhão são questionadas e o órgão é colocado em xeque com falta de credibilidade

O promotor Paulo Roberto Barbosa Ramos, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Tributária e Econômica de São Luís e autor da denúncia do chamado “Caso Sefaz”, após os muitos atropelos que colocaram em xeque a forma como foi conduzido as investigações põe também em desconfiança as ações do órgão.

Partiu do próprio promotor de Justiça, a insinuação em tom de deboche, a decisão tomada pelo desembargador Froz Sobrinho, do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), na qual determinou o desbloqueio das contas da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB).

“Muito estranho que um desembargador nomeado com a anuência da ré durante um dos seus governos tenha tomado esse tipo de medida. Por que decidiu dessa maneira tão rápida? É de se desconfiar de qualquer amparo jurídico para essa decisão”, disse o promotor. 

Tais insinuações trazem uma insegurança e incerteza das ações do Judiciário e do próprio Ministério Público, uma vez que é sabido por todos que quem indica a nomeação dos desembargadores é o governador em exercício. E no afã de mostrar serviço sabe-se Deus à quem, pecou por desinformação, não foi a ex-governadora que indicou Fróz Sobrinho ao cargo, e sim, o governador João Alberto.

É de se desconfiar também, a forma atabalhoada como este caso esta sendo conduzido, com erros grosseiros pelo promotor . No final do mês de novembro, a juíza Cristiana Ferraz, que então respondia pela 8ª Vara Criminal de São Luís, indeferiu pedido de prisão formulado por ele contra seis denunciados. A magistrada não acolheu os seus argumentos. Segundo ela, Paulo Ramos “não logrou êxito em demonstrar ações concretas dos denunciados, mas limitou-se a tecer conjecturas sobre uma possível atuação dos mesmos”.

Uma semana depois, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil pediu para o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) apurarem suposta violação à ordem jurídica do Estado Democrático de Direito praticada pelo promotor Paulo Roberto Barbosa Ramos, ao citar acordo com a juíza do caso antes do recebimento da denúncia.

Alguma coisa está fora, fora da ordem…

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Jogos escolares maranhenses reunirá participação inédita de mais de 100 municípios

A 45ª edição dos Jogos Escolares Maranhenses (JEMs) tem inscrições de 107 municípios, até o momento, deste total, 20 deles disputarão os jogos pela primeira vez

A 45ª edição dos Jogos Escolares Maranhenses (JEMs) tem inscrições de 107 municípios, até o momento, e, desse total, 20 deles disputarão os jogos pela primeira vez. O crescimento na adesão aos JEM’s em relação aos anos anteriores é resultado do trabalho que vem sendo desenvolvido pela secretaria de esportes junto aos municípios, mobilizando e promovendo o crescimento quantitativo e qualitativo dos jogos escolares.

“Com a adesão, nós vamos incentivar os estudantes a terem uma vida mais saudável. Além disso, o esporte proporcionará uma maior interação entre os jovens da cidade e os de outro município”, disse a prefeita de Governador Archer, Maria de Jesus.

A cerimônia de lançamento dos JEMs 2017 acontecerá na sexta-feira, dia 07 de abril, e as disputas da etapa metropolitana, no mês de julho.

Os municípios que irão participar pela primeira vez dos JEMs são: Senador La Rocque, Bequimão, São Vicente Ferrer, Boa Vista do Gurupi, Brejo de Areia, Paulino Neves, Olho D’Água Cunhãs, Belágua, Godofredo Viana, Pio XII, Governador Archer, Conceição Lago Açu, São Raimundo das Mangabeiras, Presidente Sarney, Paulo Ramos, São Domingos do Azeitão, Vitória do Mearim, Santa Filomena, Alto Parnaíba e Formosa da Serra Negra.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Servidores estaduais paralisam atividades e protestam contra o governo Flávio Dino

Servidores públicos estaduais massacrados pelo governo Flávio Dino (PC do B), paralisam atividades e fazem protesto na Praça Deodoro

Os servidores públicos maranhenses estão neste momento reivindicando reposição salarial e perdas inflacionárias negadas pelo governo Flávio Dino. Eles lutam pela reposição de 6,3%, em seus vencimentos.

Segundo os organizadores do movimento, o reajuste não é concedido aos trabalhadores desde que o governador sentou na cadeira do palácio dos leões. Eles reclamam também, que o governo comunista não dialoga com a categoria e nunca foram sequer atendidas as demandas.
O movimento reúne várias categorias e representantes de sindicatos dos servidores do estado do Maranhão. Eles estão concentrados em frente à Biblioteca Benedito Leite e devem seguir para a frente da sede do executivo, na avenida Dom Pedro II. Os trabalhadores querem forçar o governo do estado a implantar a segunda etapa do Plano Geral de Cargos do Poder Executivo, que deveria ter sido implementado no ano passado. 
Em tempo: Esta é mais uma categoria que o governo Flávio Dino, massacra e pisa, já foi assim com os Policiais Civis, Policiais Militares, Servidores do Judiciário, que mesmo obrigado pela justiça não concedeu aumento. 
E mais: Outra categoria que foi duramente afetada é a dos Professores que ele implantou a ‘Lei do Cão’, corrompendo o Estatuto do Magistério e suprimindo direitos.
Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Venda de ingressos para o Rock in Rio inicia hoje, veja os preços

Para cada dia, o valor da entrada será de R$ 455,00 (inteira) e R$ 227,50 (meia). Programação do Palco Mundo já está definida

As vendas de ingressos para o Rock in Rio 2017 vão começar nesta quinta-feira (6) às 19h. Eles poderão ser comprados através do site Ingresso.com. Para cada dia, o valor da entrada será de R$ 455,00 (inteira) e R$ 227,50 (meia).

Os shows do Rock in Rio vão acontecer nos dias 15, 16, 17, 21, 22, 23 e 24 de setembro. Neste ano, a Cidade do Rock vai ser montada no Parque Olímpico, na Zona Oeste do Rio.

As atrações principais de cada noite do Palco Mundo serão Lady Gaga (15), Maroon 5 (16), Justin Timberlake (17), Aerosmith (21), Bon Jovi (22), The Who e Guns N’ Roses (co-headliners, 23) e Red Hot Chili Peppers (24).

Uma novidade deste ano é que, assim como no Lollapalooza o ingresso de papel será substituído por uma pulseira de identificação com chip, com sete modelos diferentes, de acordo com o dia do festival.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Vídeo: Câmeras de monitoramento registram o exato momento do assalto na Churrascaria Sal e Brasa

As câmeras de monitoramento interno da churrascaria no bairro do Calhau, conseguiram registrar o exato momento do assalto na Churrascaria Sal e Brasa em São Luís que aconteceu na manhã de hoje( 5).
Até o momento a polícia ainda não conseguiu capturar os bandidos, que são suspeito ainda de ter cometido outro assalto em outro restaurante próximo aquela região.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

UEMA realiza Educação Inclusiva há mais de 20 anos

Ações para educação inclusiva são realizadas há 20 anos na Universidade Estadual do Maranhão – UEMA

A Universidade Estadual do Maranhão – UEMA iniciou as ações para inclusão de pessoas com deficiência e/ou transtornos de desenvolvimento há cerca de 20 anos, quando criou o Núcleo Interdisciplinar de Educação Especial (Niesp). Em 2014, o núcleo foi reestruturado, tornando-se o atual NAU, Núcleo de Acessibilidade da UEMA, que visa a oportunizar a inserção e o acompanhamento educacional dos estudantes com algum tipo de deficiência, com diagnóstico de transtorno global do desenvolvimento e altas habilidades, bem como os estudantes que apresentam dificuldades de mobilidade.

A coordenadora do NAU, Marilda de Fátima Lopes, explica como são resguardados todos os direitos das pessoas com deficiência, desde a inscrição no vestibular da UEMA: “Os candidatos que registram necessidade de atendimento específico no ato da inscrição do Vestibular são acompanhados. Existe uma comissão no departamento de concursos e vestibulares responsável pela análise de toda documentação, conforme legislação, para verificar a situação do candidato que se submeterá ao pleito”, afirmou.

Após aprovação no vestibular e o ingresso na Universidade os alunos são acompanhados de modo específico pela Instituição. Atualmente na UEMA são assistidos alunos com deficiência auditiva, deficiência física, baixa visão, cegos, com transtornos de desenvolvimento, autistas, com síndrome de borderline, doença de Crohn, esquizofrenia, entre outros. Os acadêmicos são acompanhados por profissionais do Núcleo, entre pedagogos, tradutor/intérprete de libras, ledor e transcritor de Braille e educador físico especial.

Para L.C, mãe de estudante com autismo que não quis se identificar, esse tratamento é uma preocupação da UEMA em proporcionar que esses alunos tenham condições de permanecer na Universidade e de se formar com qualidade: “O que tem acontecido na UEMA e que deveria acontecer em outras instituições também é que os alunos chegam e trazem seu perfil e os professores, técnicos, de um modo geral, se adéquam a essas realidades. A inclusão não é apenas oferecer cotas, a inclusão é dizer para esse cidadão que ele terá condições de cursar com qualidade, sendo que nessa perspectiva seus direitos serão respeitados e que eles serão orientados para seus deveres, isso é o que chamamos de cidadania plena e é isso que eu tenho encontrado aqui na UEMA”, disse.

O Núcleo de Acessibilidade da UEMA oferece diversos procedimentos educacionais especiais dependendo das características do comprometimento do aluno, como apoio pedagógico (ledor, transcritor de braile, revisor, monitor especial, etc.), atendimento educacional e metodologias especializadas.

Os docentes e servidores da UEMA também são orientados pelo núcleo. O NAU oferta, ainda, cursos de libras, disciplina de libras nos cursos de licenciatura, materiais ampliados ou em braile, auxílio ópticos, tradutor/intérprete de libra, cartilhas de orientação, além de manter uma interação direta com a família do acadêmico quando o aluno apresenta maiores comprometimentos.

Segundo o diretor do curso de Engenharia da Computação da UEMA, Rogério Moreira Lima, cada vez mais a Universidade tem recebido alunos com alguma deficiência e/ou transtornos de desenvolvimento: “Nós temos trabalhado essas demandas diferenciadas juntos aos docentes e tem sido muito gratificante essa participação e interação em parceria com NAU, pois é um desafio para todos nós, no sentido da oferecer apoio a esses alunos e promover esse processo de inclusão social”, afirmou o professor.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache