Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Loucura ou Sarcasmo??? Prefeito da cidade de Morros, Sidrack Feitosa comemora as pontes de “madeira” que liga povoados ao centro de Morros

 

Pode até ser piada, se não fosse bastante real, o prefeito da cidade de Morros, Sidrack Feitosa (MDB), foi para as redes sociais comemorar a restauração e a colocação de pontes de madeiras no município, que ligam povoados a cidade.

Sendo que umas das promessas de campanha seria a substituição das perigosas pontes de madeira por pontes de concreto, pois sempre pregou que não seria um prefeito “mais do mesmo”, bom mesmo seria se o prefeito fosse para as redes sociais comemorar a implantação de obras importantes e as pontes “CONCRETADAS”, veja as fotos:

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Deputado Wellington se reúne com representantes de manifestações culturais do Maranhão

Deputado Wellington reunido com representantes de entidades culturais que ficaram de fora do festejo de São João

Na manhã desta terça-feira (05), o deputado estadual Wellington do Curso se reuniu, na Assembleia Legislativa do Maranhão, com representantes de diversas manifestações culturais do estado. Entre as reivindicações dos maranhenses, há a insatisfação quanto à exclusão da programação cultural do São João de 2018. Ocorre que, ao invés de dar espaço aos artistas maranhenses como Betto Pereira e Carlinhos Veloz, além de outras manifestações como dança portuguesa e cacuriá, o governador Flávio Dino decidiu convocar cantores como Agnaldo Timóteo para as festas de São João. Nada contra, mas é um ritmo que não tem nada a ver com festas juninas.

Sem demonstrar qualquer respeito pela cultura e artistas maranhenses, o governador Flávio Dino deixou de fora 120 grupos ou mais de manifestações culturais locais.

“Ao nos reunirmos com os representantes das diversas manifestações culturais, o que percebemos é a insatisfação e decepção dos maranhenses. Alguns questionamentos ficam aqui. A população quer saber. Primeiro: por que não deram prioridade para os nossos artistas maranhenses? Artistas que tem a cara do nosso, que são parte do nosso povo? E as manifestações culturais? Deixaram de fora 120 grupos ou mais, a exemplo da dança boiadeiro Cavalo de Aço; dança boiadeiro Forasteiros Country; dança portuguesa; cacuriá Caninho; quadrilha, entre outros. Flávio Dino, respeite os artistas maranhenses! Valorize a nossa cultura. Valorize o nosso povo”, disse Wellington.

Ainda ao se pronunciar, o deputado Wellington solicitou que Flávio Dino liberasse os R$100.000,00 que o parlamentar destinou à cultura local.

“Fiz a destinação das emendas parlamentares atendendo a solicitação de representantes de manifestações culturais. Governador, libere os recursos. Isso não é favor. É obrigação”, afirmou o deputado Wellington.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Ricardo Murad afirma: Flávio Dino comete crimes para justificar outros crimes contra a Saúde do Estado

 

Ricardo Murad dispara; Crimes para justificar crimes. Flávio Dino faz isso todos os dias!!!

Crimes para justificar crimes. Flávio Dino faz isso todos os dias. Agora, tenta desesperadamente justificar os crimes que cometeu quando determinou a mudança de objeto da obra de ampliação do Hospital de Alta Complexidade Carlos Macieira.

A ampliação prevê o acréscimo de mais 204 leitos para atender a demanda da rede pública, inclusive os servidores estaduais, por procedimentos de alta complexidade tão necessários aos maranhenses, que penam à espera de leitos. Ele, pessoalmente, foi no local da obra, e lá, na frente de toda a imprensa, de deputados e autoridades, simplesmente disse que a partir daquele instante, naquele local, naquela obra, seria construído um hospital destinado exclusivamente aos servidores estaduais participantes do plano de saúde complementar do Funben.

A obra licitada e contratada, com recursos 100% da saúde do Estado, para atender o SUS, e todos os maranhenses, desapareceu, mas continuou sendo tocada com recursos da saúde até hoje. Terreno próprio do estado, desafetado para a rede de saúde Estadual, projeto, obra, tudo financiado com recursos do estado para atender pacientes que precisam de tratamentos complexos e que por vontade de Flávio Dino deixarão de ter essa oportunidade. Além do prejuízo que o HCM terá porque grande parte do investimento feito no prédio principal ficará sem uso pela falta dos 204 leitos da ampliação.

Pego no crime, respondendo já a uma ação popular e a uma representação no TCE, Flávio Dino engendrou uma operação, que eu estou chamando de “batom na cueca” porque coloca as digitais dele na cena do crime, para tentar justificar o injustificável.

Em 03 de abril de 2018, editou a Medida Provisória 273 dando poderes ao Funben para “adquirir bens”. Como a Constituição Estado proíbe a alienação de bens nos seis meses anteriores à eleição até o final do mandato do governador, ele, numa estratégia própria dos criminosos de alta periculosidade, determinou ao líder do governo na Assembleia que propusesse sorrateiramente, omitindo que era pra essa finalidade – a aquisição pelo Funben do terreno e prédio da ampliação do HCM – uma alteração na Constituição, protocolizada no dia 17 de abril, fixando prazo de apenas “três meses do fim do mandato do governador” para venda de bens do patrimônio do Estado.

A PEC já foi votada em primeiro turno e amanhã está prevista a votação em segundo turno. O processo administrativo para compra do prédio da ampliação do Hospital Carlos Macieira pelo Funben, já está montado aguardando apenas a promulgação da emenda pela Assembleia.

Impressionante como Flávio Dino perdeu a noção de limites em busca da reeleição. São tantas as violências e crimes que tem cometido por causa dessa reeleição, que não mede as consequências nem que para isso tenha, como nesse caso, de colocar mais uma vez suas digitais na cena do crime, como no ditado popular, do “batom na cueca”.

*Artigo de Ricardo Murad.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Vídeo: Show de Jonas Esticado será com entrada totalmente gratuita no arraial pertinho de você

O Vereador Astro de Ogum que é organizador do arraial Pertinho de você acaba de desmentir os boatos sobre a cobrança de dez reais no ingresso do esperado show do cantor Jonas Esticado, que acontecerá 14 de Junho , no vídeo o vereador afirma que será totalmente gratuita a entrada , veja:

Vereador Astro afirmando que será gratuito o show

 

 

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Projeto de Lei do deputado Wellington que incentiva a doação de livros é aprovado na Assembleia e vai à sanção

Garantir a doação de livros no Maranhão. Com esse objetivo foi aprovado o Projeto de Lei 65/2016, de autoria do deputado estadual Wellington do Curso, que institui a Semana Estadual de Doação de Livros no Maranhão. O projeto já foi aprovado na Assembleia Legislativa do Maranhão e foi encaminhado ao Governo do estado para a sanção.

Para o deputado Wellington, que também é professor, incentivar a doação de livros é garantir o acesso ao conhecimento.

“A ideia desse Projeto de Lei surgiu durante uma de nossas visitas às escolas públicas do Maranhão. Percebemos que, entre os estudantes, há essa vontade de cultivar o hábito de leitura, mas faltam livros. Falta o incentivo à leitura. Por essa razão, apresentamos esse projeto de lei, que foi aprovado pela Assembleia e, agora, foi encaminhado à sanção do Governador. Incentivar o hábito da leitura é permitir que nossos estudantes tenham acesso a outros mundos, fortaleçam o senso crítico e, assim, tornem-se cidadãos mais conscientes”, disse o professor e deputado Wellington do Curso.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Promotora Laura Amélia pediu que a justiça indique um médico perito para realizar exames no prefeito Indalécio, de Governador Nunes Freire.

A promotora de Justiça do município de Governador Nunes Freire, Laura Amélia Barbosa, cobrou do juiz titular da Comarca, Aurimar de Andrade Arrais Sobrinho, resposta imediata quanto a Ação Civil Pública protocolada no dia 18 de janeiro deste ano, em relação as condições de saúde do prefeito Indalecio Wanderlei Vieira Fonseca (PT) para reassumir o cargo.

Indalécio Fonseca sofreu um AVC, em outubro de 2017, por conta disso teve uma cirurgia na cabeça, amputou uma perna, perdeu os movimentos de parte do corpo e tem certa dificuldade de falar. Embora toda essa luta pela vida, o ‘Gago’ como também é conhecido o político, disse em recente entrevista que estar pronto para fazer ainda mais pela cidade.

No documento (cópia abaixo) a promotora diz que considerando a possibilidade de retorno do gestor com várias evidências de que não possui condições de saúde para desempenhar a valiosa missão de gerir o município, cujas atribuições são indelegáveis, seja analisado o pedido de liminar o quanto antes por parte do magistrado.

“Essa iminência de retorno, à todo momento, é alardeada nas redes sociais, o que parece deixar a sociedade apavorada. O retorno do prefeito nas condições em que se encontra, gerará ainda mais instabilidade política e consequente prejuízo ao interesse público”, diz a promotora reiterando resposta da Justiça a Ação protocolada há quatro meses.

Ainda de acordo com a Laura Amélia, para sanar as dúvidas fundadas acerca do estado de saúde de Indalécio, não há outro caminho senão submetê-lo a exame a ser realizado por médicos peritos nomeados pela Justiça. “Somente após, caso confirmada estar em condições físicas e mentais, é que poderá reassumir suas funções”, argumenta a titular do MP em Nunes Freire.

Fonte : Blog do Domingos Costa.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Servidores da Câmara passam a contar com assinatura de ponto eletrônico

Tendo como escopo um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) entre a Câmara Municipal de São Luís e o Ministério Público, os servidores do Legislativo Ludovicense passarão a ter à disposição a assinatura de ponto eletrônico, para a justificação de sua frequência ao local de trabalho, a partir desta quinta-feira, (24).

São quatro os terminais instalados em espaços de grande visibilidade a todos os funcionários, localizados nos principais pontos de entrada e saída dos trabalhadores. A providência atende a um acordo celebrado entre a Câmara Municipal e o MP, como determinação para o melhor funcionamento do parlamento são-luisense, e o controle da entrada e saída dos servidores.

Segundo a chefe do Setor de Licitação do Legislativo, Silvia Sousa Balbi, os equipamentos foram implantados a partir de um processo ordinário, sem a necessidade de realização de licitação, já que se tratava de uma exigência emergencial a partir de um TAC, e o prazo para o seu cumprimento era bastante exíguo.

Já o secretário Administrativo Itamilson Correia Lima, o assunto é parte de uma norma adotada com objetivo de disciplinar o funcionamento legal e organizatório da Câmara Municipal.

Itamilson Correia Lima falou que após a implantação, estaremos dando início a etapa de alimentação do sistema com informações acerca dos servidores, para em seguida darmos largada na fase de teste. Ele afirmou acreditar que a partir do segundo semestre todo o equipamento estará em pleno funcionamento, “até porque iremos ter um período que passa o recesso parlamentar, o que nos dá um tempo bastante razoável para colocarmos tudo em ordem, conforme determina o acordo firmado no TAC.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache