Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Lotação máxima: Sérgio Frota deve liberar portões do Castelão para jogo com a Ponte

Se passar de fase, a ‘Bolívia Querida’ fatura R$ 1.800,000 (Hum milhão e oitocentos mil reais); liberando os portões, 4o mil são esperados no estádio Castelão 

Torcida do Sampaio Corrêa em lotação máxima no Castelão

O presidente do Sampaio Corrêa, Sérgio Frota sabe que precisa do aporte financeiro R$ 1.800.000 (Hum milhão e oitocentos mil reais), se conseguir passar à quarta fase da Copa do Brasil. Se for cobrar ingressos, o público máximo, não ultrapassará 10 mil pagantes, o que renderia ao clube pouco mais de R$ 100 mil reais, depois que retiradas as taxas e demais tributos.

O Blog foi informado que o presidente avalia também, outras formas para chamar o público ao Castelão no jogo contra a equipe da “macaca”.

Sérgio Frota se agir com tranquilidade, pode lotar as 38 mil cadeiras do “Gigante do Outeiro da Cruz”, pressionar a Ponte Preta e se classificar à quarta fase da competição mais rica da América Latina. Ou continuar no mesmo, cobrar ingressos arriscar um público mínimo e correr o risco de perder muito dinheiro da premiação.

A sorte está lançada, faltam 10 dias para jogo com a Ponte Preta que vem a São Luís com sangue nos olhos, haja vista que nesta fase da competição não há gol qualificado, quem vencer por um tento de diferença mete a mão na bolada.

#Tubarão #Macaca #CopaDoBrasil

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Sérgio Frota quer tirar pontos no tapetão do líder invicto do Campeonato Maranhense

O presidente do Sampaio Corrêa, Sérgio Frota, entrou com uma representação contra o Moto Club; ele alega que o líder do campeonato maranhense teria pago taxas fora do prazo

O presidente do Sampaio Corrêa, Sérgio Frota, recorreu ao tapetão para tirar 3 pontos do líder invícto do Campeonato Maranhense de 2018, o Moto Club de São Luís.

Sérgio Frota protocolou notícia infração contra o Moto Club, no dia (5) de fevereiro no Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão (TJD-MA), alegando que o clube não recolheu as contribuições previdenciárias (INSS), do jogo em até 48 horas após o jogo.

Caso o Moto seja punido como diz o Artigo 38 do Regulamento do Campeonato Maranhense 2018, o clube poderá perder de 1 (um) a 3 (três) pontos. Veja abaixo, o que diz o Regulamento deste ano feito pela enrolada Federação Maranhense de Futebol – FMF.

Art 38 – O clube que tiver o mando de campo deverá recolher as contribuições previdenciárias (INSS) incidentes sobre o jogo em até 48 horas após os jogos por eles administrados, e prestar contas junto a Tesouraria/FMF, apresentando todos os documentos comprobatórios das despesas, cabendo à FMF a elaboração e publicação dos borderôs dos jogos, podendo outorgar ao clube mandante, por escrito, a tarefa de elaboração do borderô.

Parágrafo único – Caso o clube mandante não cumpra o estabelecido neste artigo, perderá de 1 (um) a 3 (três) pontos por jogo que deixar de recolher as contribuições previdenciárias no prazo legal e/ou não prestar contas do jogo ao tempo e modo devidos, por decisão do TJD-MA

O Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão, julga hoje (2), de março,  o “Ius Sperniandi” de Sérgio Frota, contra o Moto Club. A audiência está marcada para iniciar às 16h, na sede do TJD-MA.

O Sampaio Corrêa que responde na Justiça Trabalhista negociata com Rodrigo Ramos, por não assinar a carteira do atleta, tenta a todo custo tumultuar o Campeonato, que poderá ter fim nas barras da Justiça Comum, e não terminar nas quatro linhas.

A defesa do Moto Club promete contra argumentar que o próprio Sampaio Corrêa e seu presidente tiveram processos arquivados quando foram denunciados pelo mesmo artigo, no Campeonato de 2016. O Moto Club já conta com provas e documentos dos pagamentos fora do prazo.

A DENÚNCIA FACTÓIDE DE SÉRGIO FROTA DEVE SER ARQUIVADA, PARA QUE O CAMPEONATO TERMINE ENTRE AS QUATRO LINHAS…

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Comigo é dito e feito!!! Prefeito Luciano assina ordem de serviço para construção da Feira de Pinheiro

O novo mercado vai movimentar mais ainda a economia do município, gerar emprego e renda. A nova gestão está preocupada em trazer benefícios para os pinheirenses

Prefeito Luciano é abraçado por uma feirante durante a assinatura da ordem de serviço

Na manhã deste primeiro de março, o prefeito Luciano assinou a ordem de serviço para o início da tão esperada construção da Feira Municipal. A gestão atual tem a preocupação de garantir o andamento da obra com qualidade e com mais segurança.

A construção da Feira de Pinheiro é uma reivindicação antiga, ante às muitas promessas sem compromisso algum com a população pinheirense. Ninguém teve o compromisso que o atual prefeito está tendo em realizar o sonho de muitos trabalhadores, pais e mães de famílias.

O novo mercado vai movimentar mais ainda a economia do município, gerar emprego e renda. A nova gestão está preocupada em trazer benefícios para os pinheirenses, a população mostra-se muito satisfeita, uma vez que o local será agradável, higienizado e organizado.

O forte trabalho que vem sendo desenvolvido pelo prefeito Luciano, vem agradando os pinheirenses, que entenderam que o principal objetivo da gestão é priorizar o bem-estar do cidadão.

Com pouco mais de 1 ano à frente do município de Pinheiro, Luciano mostra que com ele é diferente e que de fato está comprometido em levar qualidade de vida para cada um. Foi pensando nisso, que em pouco tempo, deu início à realização desse grande sonho, pois para ele, a satisfação, o sorriso no rosto de cada cidadão o motiva a sempre buscar mais e mais.

“É com imensa satisfação que venho hoje aqui para assinar a ordem de serviço para o início dessa grande obra que irá trazer grandes benefícios para a população, pois a mesma sempre pediu, eu resolvi atender e tornar realidade o sonho de muita gente. E saber que estou contribuindo para a felicidade dos pinheirenses, é o que me deixa feliz também e isso é o que me motiva a sempre buscar mais”, afirmou o prefeito Luciano.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Absurdo!!! Governo Flávio Dino abandona Ginásio Guioberto Alves e estudantes são prejudicados

Estudantes e a comunidade prometem fazer manifestação na frente do Palácio dos Leões nos próximos dias

Estudantes e a comunidade do Bairro de Fátima estão indignados com o governo Flávio Dino (PC do B), principalmente com os gestores da Secretaria de Esportes e Lazer – SEDEL.

Ocorre que o telhado do Ginásio Guioberto Alves está caindo e a secretaria de esportes, por meio do funcionário Fernando Lins, ainda debocha da cara de professoras e da comunidade, dizendo que eles podem falar com o “Papa, Governador, Prefeito e Secretário da SEDEL”.

A população está indiganada com o descaso com a praça poliesportiva e promete fazer uma manifestação na frente do Palácio dos Leões para ver seus pleitos atendidos pelo governo estadual.

Um morador que não quis se identificar, no relatou que a SEDEL quer que os moradores e estudantes tirem dinheiro do próprio bolso para reforamar o telhado.

“Estou indignado com essa situação na minha comunidade são pessoas carentes que estão sendo extorquidas pelo estado e intimidadas a pagarem do seu bolso para reformas”, disse.

Em tempo: a manifestação está marcada para a próxima semana, com moradores da comunidade, estudantes e a população em geral.

 

in

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Agora!!! Aplicativos de transporte serão regulamentados pelos municípios

Votação neste momento na Câmara dos Deputados caminha para que os municípios sejam responsáveis pela regulamentação dos aplicativos de transporte

O Plenário da Câmara dos Deputados, avalia neste momento o Projeto de Lei 5587/16, que remete aos municípios e ao Distrito Federal a regulamentação do serviço de transporte individual remunerado por meio de aplicativos.

A discussão envereda para que os aplicativos sejam regulamentados pelos municípios. Os deputados chegaram a quase um consenso neste sentido e muitos garantem que este seja o melhor caminho.

Este também é o entendimento do relator da proposta, deputado Daniel Coelho (PSDB-PE).

São Luís 

Na Câmara Municipal já existe uma discussão em estágio avançado e pelo visto, o direcionamento será de equacionar os serviços de táxi-lotação, aplicativos e taxistas. A grande questão é justamente a aproximação do período eleitoral.

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes – SMTT, será a responsável pela organização e enquadramento da regulamentação que for aprovada, o órgão já vem travando discussão com membros dos carrinhos lotação, aplicativos e taxistas.

Em tempo: a votação no plenário da Câmara dos Deputados ainda está no inicio, mas, as discussões avançam para que os municípios sejam responsáveis pela regulamentação.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Go Cup: Atleta de 11 anos precisa de apoio para participar do maior torneio de futebol do mundo

Atleta mirim de São Luís, vai jogar pelo Cruzeiro, na quinta edição do torneio infantil que será de 24 a 31 de março

João Gabriel, com a camisa do Cruzeiro, acompanhado do pai e da irmã

O menino João Gabriel, de 11 anos foi convocado para jogar pelo Cruzeiro, de Minas Gerais, na 5ª edição do Go Cup, que reune atletas mirins de todo o mundo. Com a possibilidade de não participar do importante torneio, o pai da criança nos procurou em busca de apoio ou patrocinadores, para ajudarem a arcar com as despesas de passagens aéreas, hospedagem, alimentação etc.

O atleta disse  que considera o futebol como o principal meio de inclusão, sobretudo da periferia onde foi criado, espera que pessoas, empresários e admiradores do esporte possam colaborar com a realização do seu sonho.

Quem puder contribuir ou ajudar pode entrar em contato com o pai, Aglair Barros pelo número 98 9 8847-1121 Oi e Whatsapp, quem puder contribuir com qualquer quantia pode ser pela AGÊNCIA 1037-5 CONTA  14220-4 BRADESCO – AGLAIR BARROS GOMES.

SOBRE A COPA

Em 2017, o Go Cup teve  3 mil atletas, cerca de 80 clubes e 214 equipes de 17 estados, representando todas as regiões do País, e 13 países do mundo inteiro. Clubes como o espanhol Atlético de Madrid e o português Benfica foram alguns dos destaques da quarta edição.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Governador Flávio Dino desmoralizou o TCE e abriu crédito extra à Cultura em pleno carnaval

O governador Flávio Dino (PC do B) autorizou a abertura de crédito suplementar à Secretaria de Estado da Cultura e Turismo, na véspera do Carnaval

O dinheiro foi distribuído para 16 prefeituras municipais como forma de apoio às manifestações artístico-culturais. Três municípios receberam o montante de R$ 100 mil, cada. Os demais receberam fatias de R$ 50 mil.

Um destes municípios foi Gonçalves Dias, que no dia da abertura do crédito, havia sido proibido pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Maranhão, por meio de Medida Cautelar, de promover gastos com recursos públicos no período de carnaval em decorrência do atraso no pagamento salários de servidores e contratados da estrutura do Executivo.

Na ocasião da medida adotada pelo TCE, o Governo do Estado baixou Portaria para definir que somente iria firmar convênios para o Carnaval, com prefeituras que apresentassem regularidade no pagamento dos salários dos servidores. A norma, contudo, não foi cumprida no caso de Gonçalves Dias.

Além deste município, receberam dinheiro para apoio às festividades de Carnaval, do Governo do Estado, as prefeituras de Duque Bacelar, Esperantinópolis, Itinga do Maranhão, Jenipapo dos Vieiras, Matões, Olinda Nova do Maranhão, Pirapemas, Presidente Sarney, Santa Inês, São Raimundo das Mangabeiras, Sítio Novo, Tasso Fragoso, Timbiras, Viana e Vitorino Freire.

“Fica aberto ao Orçamento do Estado, em favor da Secretaria de Cultura e Turismo, crédito suplementar no valor de R$ 900 mil para atender a programação do anexo II. Art. 2º. Os recursos necessários à abertura do crédito de que trata o art.1º decorrem de anulação parcial de dotação orçamentária na Reserva de Contingência no valor de R$ 900 mil conforme indicado no Anexo I. Art. 3º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação”, destaca trecho do Decreto nº 33.801, publicado na edição eletrônica do Diário Oficial.

Medida Cautelar – As decisões do TCE em desfavor de Gonçalves Dias e de Paraibano, foi motivada por representações do Ministério Público de Contas (MPC).

As Representações apontavam que os prefeitos Zé Hélio (PT) e Toinho Patioba (PSDB) não haviam efetuado o pagamento dos contratados e servidores e, mesmo assim, pretendiam realizar festividades carnavalescas com recursos próprios. A medida ia de encontro à Instrução Normativa nº 54/2018, alvo de polêmica entre o TCE e a Assembleia Legislativa.

A instrução dispõe sobre despesas com festividades realizadas pelos poderes executivos municipais maranhenses, considerando ilegítima qualquer despesa custeada com recursos públicos municipais — até mesmo aqueles decorrentes de contrapartida em convênio — com eventos festivos quando o município estiver em atraso com o pagamento da folha salarial, incluindo terceirizados, temporários e comissionados, e ainda em estado de emergência ou de calamidade pública decretados.

A ação do TCE provocou reação de deputados estaduais da base governista, que defendem uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para limitar a atuação do TCE.

Outro Lado

O Estado entrou em contato com o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos, para obter um posicionamento em relação à liberação de recursos públicos para o município de Gonçalves Dias investir no carnaval 2018, tendo em vista decisão contrária do TCE e portaria do próprio Executivo. Até o fechamento desta edição, contudo, não obteve resposta.

Repasse para São Luís foi de R$ 300 mil para o Carnaval

Além de abrir crédito suplementar na Secretaria de Estado da Cultura da ordem de R$ 900 mil para firmar convênio com prefeituras do interior do estado, o Executivo abriu crédito, na mesma pasta, no valor de R$ 300 mil, para destinar a Prefeitura de São Luís.

Os recursos foram liberados para o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), como forma de apoio às manifestações artístico-culturais no período do Carnaval. O montante é de origem do Tesouro Estadual.

Durante o carnaval, o governador Flávio Dino (PCdoB) priorizou a programação da capital. A mídia institucional deu destaque à participação do comunista na Passarela do Samba e em manifestações culturais de rua de São Luís.

Aliados do governador e pré-candidatos ao Senado da República, também acompanharam Dino nas festividades, que incluía os “Retiros Culturais”.

Com informações de O Estado

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Escândalo!!! Marlon Botão repassou R$ 432 mil a empresa fantasma

Dinheiro foi repassado pelo secretário adjunto de cultura, Marlon Botão, para a empresa W D R Oliveira – Me; Blog foi averiguar o endereço da “empresa” no Bairro de Fátima, moradores desconhecem

Casa número 53, na Rua Costa Rodrigues, onde deveria funcionar a empresa Marabloco

A empresa W D R Oliveira – Me, recebeu da Secretaria Municipal de Cultura, R$ 432 mil, dos R$ 480, empenhados durante o carnaval. Por coincidência, o titular do Blog tem parentes e amigos na rua onde consta que a empresa “Marabloco” está “instalada”.

Fomos investigar e chegamos ao triste relato que a empresa nunca funcionou no endereço, situado à Rua Costa Rodrigues, 53, para qual foi enviada a dinheirama durante o carnaval.

Entramos em contato via telefone com o secretário Marlon Botão, ele se disse que iria retornar a ligação e até o presente momento não entrou em contato para esclarecer os fatos.

O Blog ainda investiga maiores informações e está no rumo que a única empresa de cunho cultural que desenvolve algo no bairro de Fátima é a escola de samba campeã do carnaval, a Sociedade Recreativa e Escola de Samba Marambaia. A empresa MaraBloco, a princípio, em nada tem a ver com a agremiação.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache