Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Imperdível!!! Genesis 30 anos apresenta a festa “Disco 80”

O que você acha de fazer uma viagem na melhor década de todos os tempos? Reunir os amigos em uma noite inesquecível!?

disco80

Venha dançar os hits que marcaram as noites da Boate Gênesis, com os Djs que marcaram toda essa geração!

No comando: Salim Lauande, Álvaro Carneiro, Arsênio Filho, Ricardo Pacífico, Paulinho Duarte, Pirulito e Walter Jr.

QUANDO??? Sexta-feira, dia 19 de agosto

ONDE??? Boate Katedral, em frente o Iate clube na península.

HORAS??? 22

Ingressos limitados na: Lacoste Holandeses, Bilheteria Digital, Visótica Tropical, 100% Vídeo Cohama R$ 40,00 Primeiro Lote (valor único).

João Marcelo Produções.

Informações: (98) 99113 1101/3015 3017

 

Flávio Araújo é o novo técnico do Sampaio Corrêa

Campeão brasileiro da Série D em 2012, pelo tricolor, o “Rei do Acesso” substituirá Wagner Lopes

Flávio

Menos de 24 horas depois da saída de Wagner Lopes, o Sampaio Corrêa anunciou, por meio de seu site oficial, a contratação de um velho conhecido para comandar a equipe no restante da temporada. Depois de uma negociação intensa, que se estendeu até a madrugada desta quarta-feira (3), a diretoria da Bolívia Querida confirmou o retorno de Flávio Araújo, o “Rei do Acesso”, que irá para a sua terceira passagem pelo clube maranhense e será o quarto treinador tricolor no ano. Flávio, que não treina uma equipe desde julho, quando se demitiu do Cuiabá, será apresentado oficialmente na tarde desta quinta-feira (4), no CT José Carlos Macieira.

Acostumado a brigar por acessos e títulos no Sampaio Corrêa, Flávio Araújo encontrará uma situação inédita nesta terceira passagem pelo Tricolor. Depois de perder o título estadual para o rival Moto Club e ser eliminado precocemente da Copa do Brasil e da Copa do Nordeste, o Sampaio amarga a última posição do Campeonato Brasileiro Série B, com apenas 12 pontos em 18 jogos. A diferença para o Bragantino, equipe de pior campanha entre as que estão fora da zona do rebaixamento da Segundona, é de oito pontos.

Assim como o Sampaio Corrêa, Flávio Araújo também busca uma recuperação nesta temporada. No início deste ano, Flávio foi contratado pelo Fortaleza, depois de levar o River (PI) à decisão do Campeonato Brasileiro Série D em 2015, mas foi alvo de críticas por parte da torcida do Tricolor do Pici e deixou o comando da equipe em março, mesmo com um aproveitamento de 69%. Depois do Fortaleza, Flávio Araújo não conseguiu evitar o rebaixamento do Mogi Mirim no Campeonato Paulista e teve um desempenho irregular no comando do Cuiabá, que disputa a Série C.

História vitoriosa no Sampaio Corrêa

Considerado um dos maiores treinadores da história do Sampaio Corrêa, Flávio Araújo, de 53 anos, iniciou a sua trajetória pelo Tricolor em março de 2012, credenciado por grandes campanhas com Icasa e América-RN, que subiram para a Série B em 2009 e 2011, respectivamente. Flávio precisou de pouco tempo para cair nas graças da torcida do Sampaio: além de faturar o Campeonato Maranhense, o Bolivão conquistou o título invicto do Campeonato Brasileiro Série D, terceiro título nacional de sua história, e confirmou presença na Série C de 2013.

Logo depois do título brasileiro, Flávio Araújo acertou transferência para o Remo, mas não ficou muito tempo na equipe paraense e retornou ao Sampaio Corrêa em maio de 2013, pouco antes da primeira partida do Tubarão no Campeonato Brasileiro Série C. Em mais uma campanha histórica, o treinador cearense conduziu o Sampaio a mais um acesso, desta vez para a Série B de 2014, e foi vice-campeão da Terceira Divisão, após perder a decisão para o Santa Cruz.

Já em 2014, Flávio Araújo conquistou mais um título maranhense pelo Sampaio Corrêa, liderou a equipe em uma campanha de destaque na Copa do Brasil, com direito a uma vitória sobre o Palmeiras no Estádio Castelão, e manteve o Tubarão em uma posição de destaque nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro Série B, mas o desgaste entre treinador e diretoria acabou resultando no desligamento de Flávio Araújo. Mesmo depois de ter deixado o Sampaio, o técnico cearense até hoje é idolatrado por grande parte da torcida da Bolívia Querida.

Com informações do Imirante

Exclusivo!!! Saiba porque a oposição tenta desqualificar Roseana Sarney

(…) com calúnias, mentiras e devaneios por parte dos adversários, o tempo no cargo se encarregou de desgastar um pouco a ex-governadora, isto é natural na política, porém, o que eles nunca, jamais poderão esconder, desgastar e mentir é sobre as obras que ela realizou e que está em cada palmo de chão de São Luís 

Roseana nas obras do Canal da Raimundo Correia

O Blog abordará em muitas postagens, uma vez que foram realizadas milhares de obras, programas e projetos por Roseana Sarney na Capital ludovicense, Região Metropolitana de São Luís, Imperatriz e demais municípios maranhenses. Foram obras estruturantes, com fundamentos Sócio-econômicos, Desenvolvimento Social e Humano que mudaram efetivamente a realidade do nosso estado e que cabe, agora, a oposição realizar pelo menos uma parte do muito que foi feito e deixado pela ex-governadora.

Ao longo dos anos, adversários que não conseguiram colocar um prego numa barra de sabão por São Luís e pelo seu povo, começaram a fazer oposição aos projetos firmes e concretos de Roseana, com calúnias, mentiras e devaneios por parte dos adversários, o tempo no cargo se encarregou de desgastar um pouco a ex-governadora, isto é natural na política, porém, o que eles nunca poderão esconder, desgastar e mentir é sobre as obras que ela realizou e que está em cada palmo de chão de São Luís

 A primeira matéria vai mostrar as realizações na capital maranhense dos seus primeiros dois mandatos de Janeiro de 1995 a Abril de 2002 (sete anos e três meses), à frente do governo do Maranhão.

INFRAESTRUTURA DE SÃO LUÍS

Nos primeiros dois mandatos de Roseana (1995 a 2002), foram realizadas obras estruturantes para melhorar o sistema viário e para aumentar a capacidade das vias e avenidas (Avenida Guajajaras, Duplicação do acesso à BR 135 do Km 0 até a ponte dos estreito dos mosquitos, Estrada de Acesso a Ribamar, Ampliação da Avenida dos Holandeses com Acesso ao Araçagi, projeto e licitação do Elevado Alcione Nazaré), saneamento básico, asfaltamento de vias nos bairros e grandes avenidas. Reformas e Construção dos viadutos Alexandre Costa na Cohama, João do Vale no Calhau e do Sistema viário Governador Newton Belo na Cohab.

Em convênio com a Infraero, foi construído o Aeroporto Internacional Marechal Hugo da Cunha Machado.

CONSTRUÇÕES

Elevado João do Vale (Viaduto do Trabalhador)

Elevado João do Vale (Elevado do Trabalhador);

Elevado Governador Newton Belo (Viaduto da Cohab)

Sistema viário Governador Newton Belo com pistas de rolamento e túnel (Elevado da Cohab);

Elevado Senador Alexandre Costa (Viaduto da Cohama)

Sistema viário Senador Alexandre Costa com pistas de rolamento e túnel (Elevado da Cohama);

Avenida Ferreira Gullar

Avenida Ferreira Gullar, acesso aos bairros da Ilhinha, São Francisco e Laguna da Jansen

Avenida Luis Eduardo Magalhães

Avenida Luís Eduardo Magalhães, acesso aos bairros Alto do Calhau, Vinhais Cohama;

ETE Bacanga

Estação de Tratamento de Esgoto do Bacanga – Destinado ao tratamento de todo o esgotamento produzido ao longo da Bacia do Bacanga, atendendo os bairros do Sacavém, Coroadinho, Monte Castelo, Retiro Natal, Areinha e o Centro Histórico;

Estação Coletoras de Esgoto, interceptores e estações elevatórias na Avenida Litorânea , Olho d’Água e Ponta da Areia;

Avenida Litorânea

Construção e Urbanização da Avenida Litorânea – Construção de Calçamento em concreto lonado colorido e arranjo urbanístico para estacionamentos. Praça de Alimentação, Quiosques Padronizados, Sanitários Públicos, Área destinada a eventos sócio-culturais (parquinho da litorânea);

Roseana nas obras do Canal da Raimundo Correia

Construção do Canal de Drenagem da Raimundo Correia – beneficiando mais de 30 mil moradores dos bairros do Retiro Natal, Areinha e Fátima, que tinham suas casas inundadas no período chuvoso. A obra trouxe o controle das enchentes, condições de salubridade, valorização das residências e resgate da auto-estima.

Laguna da Jansen

Laguna da Jansen (Lagoa da Jansen) – Construída e realizada a recuperação ambiental e urbanística da lagoa, hoje o maior complexo de lazer de São Luís, com 491 mil metros quadrados. Deu uma nova feição à capital ludovicense e proporcionou um belo parque paisagístico aos moradores, com ciclovias, quadras poliesportivas, pista de bicicross, skate, arena de futebol de areia, anfiteatro, píer, bares, deques, mirante, além de iluminação, sinalização e espelho d’água 1,13 milhão de metros;

Bairro Legal – Melhorou o sistema viário e de saneamento básico de vários bairros capital, Construção e recuperação de galerias de esgotos, Drenagem de águas superficiais, Caixas coletoras e bueiro, calçamento de vias urbanas e implantação de redes de esgoto nos bairros: Coroado, Barreto, Jordoa, Miritiua, João Paulo, Fátima, Cohatrac IV, João de Deus, Gioabal, Jardim Tropical, Jardim América, Coroadinho, Liberdade, Camboa, Redenção, Vila Palmeira, Alemanha, Sá Viana, Vila Embratel, Monte Castelo, Anjo da Guarda, Quinta dos Machados, Parque Vitória, Gapara, Cruzeiro do Anil, COHAB, Areinha;

Vivas

Projeto VIVA – Construção de espaços públicos com instalação de equipamentos destinados à utilização cultural e de lazer das comunidades. Foram construídos 21 (vinte e um) Vivas, contemplando os bairros:

Angelim, Anjo da Guarda, Cidade Operária, Bairro de Fátima (Viva Cavaco), Fé em Deus, Gioabal, João Paulo, Liberdade, Madre Deus (Viva Madre Deus e Viva Praça da Saudade), Monte Castelo Viva Conceição e Viva Campinho, Renascença, Retiro Natal (Viva Geraldo Aires e Viva Retiro Natal), Vila Embratel e Vinhais

Viva Cidadão

Viva Cidadão (Shopping do Cidadão) – Começou a funcionar  em fevereiro de 1998, com uma unidade fixa na Praia Grande. Devido ao sucesso do programa, foram criados mais dois, nas maternidades Marly Sarney e Benedito Leite, todas possibilitando a emissão de Registro Civil de Nascimento. Meses depois, abriu-se mais uma unidade, desta vez no bairro do João Paulo.

Teatro João do Vale

Teatro João do Vale (importante centro de arte e cultura de São Luís);

Pousada Largo do Comércio

Solar do Largo do Comércio (Universidade de Arquitetura do Maranhão);

Projeto de Habitação Rua da Estrela

Habitações coletivas (Centro Histórico);

Terminal Hidroviário de São Luís

Terminal Hidroviário (Estação de passageiros e cargas que se destinam, por via marítima e fluvial, à cidade histórica de Alcântara e vários municípios da baixada e do litoral ocidental. Com sala de espera, restaurante, sala de espera, guarda-volumes e instalações para o atendimento ao público);

Praça Nauro Machado

Praça Nauro Machado (Estrategicamente situada entre o Teatro João do Vale e a Pousada Largo do Comércio e próxima a feira da Praia Grande. Espaço para espetáculos de cultura popular e teatro de rua);

Estaleiro Escola Tamancão

Estaleiro-Escola no Sítio do Tamancão (Área de 2.600 metros quadrados às margens do Rio Bacanga. Foi instalado o primeiro Centro de Treinamento em Carpintaria Naval);

Casa do Maranhão

Casa do Maranhão (Um excelente Centro de Atendimento ao Turista, com exposições de artes, informações sobre os pólos turísticos e o imenso acervo cultural);

Morada da Artes
Morada da Artes 2
Morada da Artes 3

Morada das Artes (Projeto que transformou antigos galpões do porto da Praia Grande em espaço multifuncional para os artistas, com residências, galeria de arte, ateliês, salão de exposições e sala de negócios);

Mercado das Artes

Mercado das Artes (Espaço para os artistas populares revelarem toda  magia de sua arte, endereço certo para quem pretende comprar artesanato;

Praça do Pescador

Praça do Pescador (Construção e reubarnização, dotadas de quiosques, devidamente higienizados, com rede de esgotos, abastecimento de água, sanitários e etc);

Capela de São Pedro

Capela e Praça de São Pedro (Construção do tradicional local de eventos religiosos e praça para encontro de grupos de Bumba meu Boi);

REESTRUTURAÇÃO E RESTAURAÇÃO

Nesse conjunto de obras de construção e reestruturação de São Luís, somem-se os prédios

Solar Lilah Lisboa Escola de Música

Solar Lilah Lisboa (onde funciona a escola de música do Maranhão);

Solar dosVasconcelos

Solar dos Vasconcelos (antiga estação de serviços de energia, água esgotos);

Igreja do Desterro

Igreja do Desterro (Recuperação e Restauração completa da igreja mais antiga de São Luís);

Museu Histórico e Artístico do Maranhão

Museu Histórico do Maranhão (Recuperado, Restaurado e Aberto ao público depois de 10 anos fechado);

Catedral da Sé

Prédio da Catedral da Sé (Reconstrução e Restauração do prédio e acervo);

Palácio Arquiepiscopal (Reconstrução e Restauração do prédio e acervo);

Palácio dos Leões

Palácio dos Leões (Totalmente Recuperado e restauração do sistema hidráulico, estabilização das muralhas e recuperação dos elementos arquitetônicos de feição neoclássica);

Antes que os amigos leitores, perguntem sobre os outros municípios, calma, vamos chegar lá, ainda tem muita obra para mostrar.

Continua…

Veja o que funciona e o que não funciona no feriado de Adesão do Maranhão

Agências bancárias, não funcionam no feriado estadual, na capital e interior. Supermercados funcionam normalmente, conforme convenção coletiva

Rua Grande - Foto de Biaman Prado

Rua Grande – Foto de Biaman Prado

Na quinta-feira (28), o feriado de adesão do Maranhão à República muda o funcionamento de alguns serviços na capital – São Luís – e no interior. Bancos não funcionam no feriado estadual; comércio tem horários especiais, e os supermercados funcionam normalmente.

De acordo com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio-MA), no feriado estadual o comércio de rua na capital maranhense está autorizado a abrir das 8h às 14h. Já as lojas localizadas em shopping centers podem funcionar das 14 às 20h.

O funcionamento dos serviços é mediante o pagamento de 100% sobre o valor da hora normal e mais gratificação de R$ 40 ao final do dia.

Nos supermercados, conforme decisão firmada entre empregadores e empregados por meio da Convenção Coletiva de Trabalho, poderá funcionar normalmente no feriado, com pagamento de hora-extra.

Bancos
Segundo a Federação Brasileira dos Bancos (FEBRABAN), não haverá atendimento nas agências bancárias na quinta-feira devido ao feriado estadual. Usuários podem usar canais alternativos de atendimento bancário, como os caixas eletrônicos, internet banking, mobile banking e banco por telefone para fazer transações financeiras.

Carnês e contas de consumo (água, energia, telefone, etc.) vencidos no dia 28 podem ser pagos sem acréscimo no dia 29.

Servidores públicos
Nas repartições públicas do Estado, o feriado foi postergado para a sexta-feira (29), quando não haverá expediente. A medida será obedecida por todos os órgãos do Estado, com exceção daqueles que prestam serviços considerados de natureza essencial.

A transferência do feriado foi regulamentada pelo governo do Estado, por meio do Decreto Estadual nº 31.473, de 18 de janeiro de 2016, que estabelece o calendário de feriados e pontos facultativos de 2016.

Os órgãos do Estado voltarão a funcionar normalmente na segunda-feira (1º).

Judiciário
O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) publicou resolução transferindo o feriado de quinta para sexta-feira, quando vai manter plantão judicial de segundo grau, garantindo o atendimento às demandas judiciais urgentes, nas esferas cível e criminal.

Serão recebidos, no plantão, pedidos de habeas corpus, mandados de segurança, medidas cautelares (por motivo de grave risco à vida e à saúde das pessoas), decretação de prisão provisória, entre outros. Para esses casos, o telefone de contato é (98) 98815-8344.

Com informações do G1 – Maranhão

Agora lascou!!! “Muriçoca” transmite a zika e a prevenção precisa ser radical

Muriçoca

A bióloga Constância Ayres, da Fiocruz em Pernambuco, fez uma descoberta inédita que tem o potencial de proporcionar um salto no conhecimento dos cientistas sobre o vírus Zika, e mudar radicalmente a estratégia brasileira de prevenção dele. Ayres conseguiu encontrar, pela primeira vez, pernilongos carregando o vírus na natureza.

Na quinta-feira, a Fiocruz anunciou oficialmente que o mosquito “Culex quinquefasciatus”, conhecido como muriçoca ou pernilongo doméstico, também pode transmitir o vírus que causa microcefalia e malformações em bebês.

Até então, cientistas acreditavam que o mosquito “Aedes aegypti” era o principal vetor do vírus no Brasil. Agora, de acordo com Ayres, os cientistas precisam determinar qual das duas espécies é a mais importante na epidemia de Zika no Brasil.

Durante o anúncio, a Fiocruz afirmou que, até que se compreenda a importância do pernilongo na epidemia, a política de controle da Zika continuará focada no Aedes aegypti.

Mas dependendo dos resultados, seria necessária uma “mudança radical” na atual estratégia atual de controle da epidemia, afirma a pesquisadora. “Não existem estratégias de controle do Culex no Brasil. Isso vai ter de mudar radicalmente”, diz.

Em entrevista à BBC Brasil, Ayres esclareceu a dúvidas sobre o andamento da pesquisa e as implicações de sua descoberta.

  1. Como determinou-se que o pernilongo pode transmitir o vírus Zika?

A pesquisa analisou 500 pernilongos capturados na Região Metropolitana do Recife. Eles foram obtidos em locais onde havia casos notificados de Zika, segundo Ayres, para aumentar a possibilidade de se encontrar o vírus no ambiente.

Os pernilongos foram divididos em 80 grupos, e o vírus foi encontrado em três deles. Em dois destes grupos, de acordo com a Fiocruz, os mosquitos não estavam alimentados. Isso demonstra “que o vírus estava disseminado no organismo do inseto e não (foi contraído) em uma alimentação recente num hospedeiro infectado”.

No laboratório, a equipe de Ayres alimentou os mosquitos com uma mistura de sangue e vírus, para entender como o Zika se replica dentro dos insetos.

Em seguida, os pesquisadores investigaram o intestino e a glândula salivar dos mosquitos. Se o pernilongo não fosse vetor, seu intestino bloquearia o desenvolvimento do vírus dentro do organismo.

Mas, se o vírus conseguisse se replicar, ele chegaria até a glândula salivar do Culexe poderia ser transmitido para humanos durante a picada.

Dessa forma, a equipe de Ayres confirmou que o Culex pode carregar o vírus em seu organismo. Amostras da saliva dos pernilongos infectados foram analisadas, e continham quantidades de vírus semelhantes às encontradas na saliva do Aedes aegypti.

Segundo Ayres, outra descoberta da Fiocruz Pernambuco dá força à hipótese: um grupo de pesquisa percebeu que a distribuição geográfica da filariose (elefantíase) e do Zika vírus em Recife é muito semelhante.

Em Recife, o Culex quinquefasciatus é o único mosquito que transmite o parasita que causa a elefantíase. “Somos a única área do Brasil endêmica para essa doença”, explica a bióloga.

“Cerca de 85% das mães que tiveram bebês com microcefalia por causa do Zika estão em áreas muito precárias, sem saneamento básico, onde ocorre mais a filariose. Isso pode explicar a participação do Culex na transmissão da Zika e dar suporte à nossa hipótese.”

“O Aedes aegypti, por outro lado, está mais distribuído na cidade. Vemos que a dengue é uma doença bem democrática, não está só em áreas precárias”, afirma.

  1. O pernilongo também pode ser vetor de transmissão de Dengue e Chikungunya?

De acordo com a Fiocruz, a pesquisa deu prioridade ao vírus Zika por causa da epidemia da doença no Brasil e sua ligação com a microcefalia.

Apesar da epidemia de chikungunya, que também atinge principalmente Estados do Nordeste, ainda não se sabe se esta doença também pode ser transmitida pelo Culex.

Ayres afirma que o vírus da dengue já foi encontrado em pernilongos coletados em campo, mas ainda não se confirmou se ele pode ser seu vetor.

  1. Quais são os próximos passos da pesquisa?

Segundo Ayres, sua equipe agora investigará qual é exatamente a capacidade vetorial do Culex, ou seja, quão eficiente ele é para carregar e transmitir o vírus. “Já sabemos que a taxa de infecção natural do Culex é semelhante à do Aedes aegypti, mas isso envolve outros aspectos biológicos do mosquito na natureza: o tamanho da sua população, a longevidade dessas espécies, o número de picadas que dão no homem, se preferem se alimentar do sangue humano ou não”, afirma.

“Quando tivermos essas informações, poderemos saber qual das duas espécies tem maior importância na transmissão do Zika”

De acordo com a bióloga, a população de pernilongo em Recife é 20 vezes maior que a do Aedes aegypti. Mas, apesar desta vantagem populacional do Culex, o Aedes pica mais vezes uma pessoa para se alimentar.

É necessário entender, por exemplo, se picar várias vezes faz do Aedes vetor mais competente de transmissão do vírus. A equipe pernambucana também investiga a possibilidade de a fêmea do pernilongo transmitir o vírus para sua prole ainda nos ovos.

“Coletamos os ovos dos mosquitos infectados, as larvas eclodiram, deixamos crescer até virarem adultos e congelamos o material. Vamos analisá-lo”, explica Ayres.

“Se conseguirmos detectar o Zika, significa que eles contraíram o vírus da mãe. Isso tem importância epidemiológica, porque é mais uma forma de o vírus se manter presente na natureza. Ele poderia permanecer no ambiente sem necessariamente ter de passar por humanos”

No ciclo de transmissão de doenças como o Zika, o Aedes aegypti pica uma pessoa doente, se infecta e leva o vírus para outras pessoas. Ele não transmite o Zika, até onde se sabe, a seus ovos.

  1. Se o pernilongo for o principal transmissor, qual seria o impacto desta descoberta?

Para Ayres, isso significaria a necessidade de alterar a estratégia atual de controle da epidemia de Zika, completamente focada no controle da população do Aedes aegypti.

“Não existem estratégias de controle do Culex no Brasil. Isso vai ter de mudar radicalmente, e é por isso que as autoridades exigem muita cautela e mais comprovação. É natural que seja assim”, diz.

O pernilongo tem hábitos diferentes do Aedes aegypti. É mais ativo à noite, por exemplo, o que tornaria importante a proteção com repelentes e roupas compridas também neste horário, especialmente para gestantes.

Ele também prefere colocar seus ovos em locais extremamente poluídos como esgotos, fossas e canaletas, o que, segundo a pesquisadora, tornaria as medidas de saneamento básico ainda mais “urgentes” para evitar novos casos de Zika e microcefalia em bairros mais precários.

“O saneamento básico não erradicará o mosquito, mas vai ajudar no seu controle populacional. As medidas de saneamento ajudam a manter o mosquito em um nível no qual não teremos grande epidemia, apenas casos esporádicos da doença”

  1. A descoberta do Culex como vetor do Zika é preocupante para outros países do mundo?

De acordo com a bióloga, o Culex quinquefasciatus está presente em todas as áreas urbanas de regiões tropicais, subtropicais e temperadas – de clima mais frio, como países do Norte da Europa, Canadá e Austrália. Já o Aedes aegypti fica restrito às regiões tropicais e subtropicais.

Ela esclarece, no entanto, que mostrar a capacidade do Culex de transmitir Zika no Brasil não significa que o mesmo ocorreria, por exemplo, nos Estados Unidos.

“Existe a possibilidade, mas cada população deve ser investigada, principalmente porque o Culex quinquefasciatus, que é o que temos no Brasil, é parte de um complexo de espécies”, diz.

“Nos Estados Unidos existem outras subformas dessa espécie de mosquito. E não sabemos ainda se a competência vetorial de todas as espécies é a mesma”

 

Em Agosto: Professores da rede estadual programam greve geral

Greve dos Professores
Os professores da rede estadual de ensino estão programando greve geral a partir do mês de agosto, eles reclamam das péssimas condições de trabalho e também pelo não cumprimento da lei do piso nacional  de 11,36%, a ser implantado pelo governo do estado do Maranhão.
O governador Flavio Dino (PC do B) já disse pelo twitter que não tem a mínima condição em conceder o reajuste para quem quer que seja e que não vai transformar o estado, no Rio de Janeiro. Segundo dados do Tesouro Nacional, Dino já represou dívidas com fornecedores na ordem de R$ 1 Bi e aumentou consideravelmente a folha de pagamentos de pessoal.
A Greve Geral está sendo proposta pelo Grupo de Resistência dos Professores, uma vez que, o sindicato da classe é pelego e recebe ordens do governador.

 

Ao Vivo: Ana Maria Braga prepara prato com mosca e gera polêmica na web

O Louro José ainda avisou: “Caiu um bichinho na panela”

ANA MARIA

Durante o programa desta terça-feira (12), o “Mais Você”, ficou entre os assuntos mais comentados das redes sociais após uma gafe da apresentadora, Ana Maria Braga, que preparava um caramelo de banana e não percebeu uma mosca.

O inseto estava grudado na manteiga que ela adicionou à receita e acabou aparecendo nas imagens. O Louro José ainda avisou: “Caiu um bichinho na panela”, mas depois, Ana retirou o pedaço com a mosca e minimizou o incidente, e afirmou que “era um queimadinho do fundo”.

Para disfarçar a gafe, a loira contou que sua mãe dizia que comer formiga era “bom para a vista”. Logo depois, mudou de assunto e seguiu em frente com a receita. Todos os convidados no estúdio comeram a torta e disseram ter gostado do sabor.

Nas redes sociais os internautas comentaram a gafe: “Olha a Ana Maria fazendo mosca cozida no Mais Você”, escreveu um internauta no Twitter. “Ai que nojo dessa receita”, escreveu outra.

 

Encontro de miolos de boi será realizado nesta sexta

Miolo do Boi
O XI Encontro de Miolos de Boi será realizado nesta sexta-feira (8). O boi é o personagem central da manifestação folclórica mais importante da cultura popular maranhense. Feito de madeira e bordado com tecido, fitilhos, canutilhos, miçangas e outros adereços, ele ganha vida e movimento com a ajuda de um dançarino, chamado de “miolo”.
O evento reunirá cerca de  200 miolos de boi na esquina da Rua Portugal com a Rua da Estrela (Canto da Cultura) no horário das 8h às 20h.
 O evento terá início com varias exposição de “capoeiras” (armação de madeira) e couros de boi de vários sotaques, mostrando a riqueza dos bordados que faz parte de uma arte passada de geração a geração.
A participação das bandas da Guarda Municipal, do 24º BC do Exército Brasileiro e da Banda do Bom Menino deve marcar o encontro. Em seguida, vários tocadores de pandeirão e matraca se reunirão para formar uma grande banda de percussão, junto com os cantadores do Boi da Madre Deus, e animar o encontro.
A organização e idealização do encontro e de Zé Reis

 

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache