Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Escândalo!!! Wtorre tenta coagir juiz Douglas de Melo Martins

Empresa que doou dinheiro à campanha do governador Flávio Dino (PC do B), entrou com pedido de suspeição contra juiz que analisa o caso; empresa degradou Área de Preservação Permanente – APP, com aval do governo Dino

A empresa Wtorre, que financiou a campanha do governador do Maranhão, atua diretamente nos bastidores para difamar e tornar o juíz que está no caso de maior degradação ambiental da história do Maranhão, sobre os “olhos” complacentes do próprio governo comunista, que concedeu licenças ambientais pra lá de suspeitas.

A Multinacional quer implantar um porto na área remanescente de comunidade tradicional, além de ser protegida pela legislação ambiental – Entidades e órgãos protestam.

Na ação contra o juiz Douglas Martins, advogados da Wtorre afirmam que o magistrado mantém relação pessoal com o defensor público Alberto Tavares, e que ele aparece com frequência à frente das manifestações contrárias à construção do empreendimento.

A Multinacional utilizou imagens do perfil pessoal na rede social do juíz para  tentar comprovar a ação movida pela WPR. Afirma ainda que a esposa do defensor público Alberto Tavares, Silvana Gonçalves, defende os interesses dos representados pelo defensor em ações judiciais que dizem respeito à implantação do Porto.

Pelo visto, a empresa atua forte para garantir a implantação do Porto e tudo com o apoio do governo que outrora ajudou a eleger.

 

Go Cup: Atleta de 11 anos precisa de apoio para participar do maior torneio de futebol do mundo

Atleta mirim de São Luís, vai jogar pelo Cruzeiro, na quinta edição do torneio infantil que será de 24 a 31 de março

João Gabriel, com a camisa do Cruzeiro, acompanhado do pai e da irmã

O menino João Gabriel, de 11 anos foi convocado para jogar pelo Cruzeiro, de Minas Gerais, na 5ª edição do Go Cup, que reune atletas mirins de todo o mundo. Com a possibilidade de não participar do importante torneio, o pai da criança nos procurou em busca de apoio ou patrocinadores, para ajudarem a arcar com as despesas de passagens aéreas, hospedagem, alimentação etc.

O atleta disse  que considera o futebol como o principal meio de inclusão, sobretudo da periferia onde foi criado, espera que pessoas, empresários e admiradores do esporte possam colaborar com a realização do seu sonho.

Quem puder contribuir ou ajudar pode entrar em contato com o pai, Aglair Barros pelo número 98 9 8847-1121 Oi e Whatsapp, quem puder contribuir com qualquer quantia pode ser pela AGÊNCIA 1037-5 CONTA  14220-4 BRADESCO – AGLAIR BARROS GOMES.

SOBRE A COPA

Em 2017, o Go Cup teve  3 mil atletas, cerca de 80 clubes e 214 equipes de 17 estados, representando todas as regiões do País, e 13 países do mundo inteiro. Clubes como o espanhol Atlético de Madrid e o português Benfica foram alguns dos destaques da quarta edição.

Governador Flávio Dino desmoralizou o TCE e abriu crédito extra à Cultura em pleno carnaval

O governador Flávio Dino (PC do B) autorizou a abertura de crédito suplementar à Secretaria de Estado da Cultura e Turismo, na véspera do Carnaval

O dinheiro foi distribuído para 16 prefeituras municipais como forma de apoio às manifestações artístico-culturais. Três municípios receberam o montante de R$ 100 mil, cada. Os demais receberam fatias de R$ 50 mil.

Um destes municípios foi Gonçalves Dias, que no dia da abertura do crédito, havia sido proibido pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Maranhão, por meio de Medida Cautelar, de promover gastos com recursos públicos no período de carnaval em decorrência do atraso no pagamento salários de servidores e contratados da estrutura do Executivo.

Na ocasião da medida adotada pelo TCE, o Governo do Estado baixou Portaria para definir que somente iria firmar convênios para o Carnaval, com prefeituras que apresentassem regularidade no pagamento dos salários dos servidores. A norma, contudo, não foi cumprida no caso de Gonçalves Dias.

Além deste município, receberam dinheiro para apoio às festividades de Carnaval, do Governo do Estado, as prefeituras de Duque Bacelar, Esperantinópolis, Itinga do Maranhão, Jenipapo dos Vieiras, Matões, Olinda Nova do Maranhão, Pirapemas, Presidente Sarney, Santa Inês, São Raimundo das Mangabeiras, Sítio Novo, Tasso Fragoso, Timbiras, Viana e Vitorino Freire.

“Fica aberto ao Orçamento do Estado, em favor da Secretaria de Cultura e Turismo, crédito suplementar no valor de R$ 900 mil para atender a programação do anexo II. Art. 2º. Os recursos necessários à abertura do crédito de que trata o art.1º decorrem de anulação parcial de dotação orçamentária na Reserva de Contingência no valor de R$ 900 mil conforme indicado no Anexo I. Art. 3º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação”, destaca trecho do Decreto nº 33.801, publicado na edição eletrônica do Diário Oficial.

Medida Cautelar – As decisões do TCE em desfavor de Gonçalves Dias e de Paraibano, foi motivada por representações do Ministério Público de Contas (MPC).

As Representações apontavam que os prefeitos Zé Hélio (PT) e Toinho Patioba (PSDB) não haviam efetuado o pagamento dos contratados e servidores e, mesmo assim, pretendiam realizar festividades carnavalescas com recursos próprios. A medida ia de encontro à Instrução Normativa nº 54/2018, alvo de polêmica entre o TCE e a Assembleia Legislativa.

A instrução dispõe sobre despesas com festividades realizadas pelos poderes executivos municipais maranhenses, considerando ilegítima qualquer despesa custeada com recursos públicos municipais — até mesmo aqueles decorrentes de contrapartida em convênio — com eventos festivos quando o município estiver em atraso com o pagamento da folha salarial, incluindo terceirizados, temporários e comissionados, e ainda em estado de emergência ou de calamidade pública decretados.

A ação do TCE provocou reação de deputados estaduais da base governista, que defendem uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para limitar a atuação do TCE.

Outro Lado

O Estado entrou em contato com o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos, para obter um posicionamento em relação à liberação de recursos públicos para o município de Gonçalves Dias investir no carnaval 2018, tendo em vista decisão contrária do TCE e portaria do próprio Executivo. Até o fechamento desta edição, contudo, não obteve resposta.

Repasse para São Luís foi de R$ 300 mil para o Carnaval

Além de abrir crédito suplementar na Secretaria de Estado da Cultura da ordem de R$ 900 mil para firmar convênio com prefeituras do interior do estado, o Executivo abriu crédito, na mesma pasta, no valor de R$ 300 mil, para destinar a Prefeitura de São Luís.

Os recursos foram liberados para o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), como forma de apoio às manifestações artístico-culturais no período do Carnaval. O montante é de origem do Tesouro Estadual.

Durante o carnaval, o governador Flávio Dino (PCdoB) priorizou a programação da capital. A mídia institucional deu destaque à participação do comunista na Passarela do Samba e em manifestações culturais de rua de São Luís.

Aliados do governador e pré-candidatos ao Senado da República, também acompanharam Dino nas festividades, que incluía os “Retiros Culturais”.

Com informações de O Estado

Escândalo!!! Marlon Botão repassou R$ 432 mil a empresa fantasma

Dinheiro foi repassado pelo secretário adjunto de cultura, Marlon Botão, para a empresa W D R Oliveira – Me; Blog foi averiguar o endereço da “empresa” no Bairro de Fátima, moradores desconhecem

Casa número 53, na Rua Costa Rodrigues, onde deveria funcionar a empresa Marabloco

A empresa W D R Oliveira – Me, recebeu da Secretaria Municipal de Cultura, R$ 432 mil, dos R$ 480, empenhados durante o carnaval. Por coincidência, o titular do Blog tem parentes e amigos na rua onde consta que a empresa “Marabloco” está “instalada”.

Fomos investigar e chegamos ao triste relato que a empresa nunca funcionou no endereço, situado à Rua Costa Rodrigues, 53, para qual foi enviada a dinheirama durante o carnaval.

Entramos em contato via telefone com o secretário Marlon Botão, ele se disse que iria retornar a ligação e até o presente momento não entrou em contato para esclarecer os fatos.

O Blog ainda investiga maiores informações e está no rumo que a única empresa de cunho cultural que desenvolve algo no bairro de Fátima é a escola de samba campeã do carnaval, a Sociedade Recreativa e Escola de Samba Marambaia. A empresa MaraBloco, a princípio, em nada tem a ver com a agremiação.

Parabéns, Flávio Dino!!! Palácio dos Leões vira ‘Camarote de Poucos’

Mais cedo, por volta das 10 h, chegou um caminhão 3/4, de uma empresa de secos e molhados e abasteceu o PL com gelo e bebidas

Imagem feita pela jornalista Jacieny Dias

Área do Palácio dos Leões, tão criticada pelo governador “comunista” Flávio Dino, em governos passados, que segundo ele, era usada para “orgias”, foi fotografada por foliões que se encontravam à Avenida Beira-mar, ontem (11), mostrando que a sede do executivo virou uma espécie de camarote particular e criticaram o governador pelas redes sociais.

Mais cedo, por volta das 10 h, chegou um caminhão 3/4, de uma empresa de secos e molhados e abasteceu o PL com gelo e bebidas, segundo informou um dos muitos leitores do Blog.

Pelo jeito, restando menos de 10 meses para o fim da gestão pífia comunista, Flávio Dino fez mesmo foi a ‘Mudança de Gogó’, como já alertava, Luís Fernando, ao povo do Maranhão.

Em tempo: desde o começo da gestão comunista que o Palácio dos Leões voltou a ser a ‘Leomingo’. 

E mais: os ‘rega-bofes’ agora são outros, acontecem, mas agora, camuflados, estas malditas redes sociais.

Pra fechar: quem não gostou mesmo foi o povão que estava filmando tudo debaixo da grande muralha dos Leões.

F.U.I: Pode isso, Arnaldo??? Claro que pode! O que não pode é ser incoerente, criticar quando se estar fora do poder e fazer pior quando se está.

Bomba!!! Marlon Botão vai pagar meio milhão para montar e “desmontar” passarela do samba

Secretário contratou sem licitação a empresa VR3, por quase meio milhão para montar e desmontar a passarela do samba

Rapaz, todo ano a mesma coisa, o secretário de cultura de São Luís, Marlon Botão (PT), faz uma “presepada” com a empresa Vr3 Eireli Epp.

Se já não bastasse, o valor absurdo pago pela secretaria de cultura para montar a Passarela do Samba, no contrato consta o pagamento até da desmontagem, como pode um empresa cobrar e o secretário consentir o pagamento de “desmontagem”.

A empresa VR3 já recebeu a metade do pagamento, no valor de R$ 225.000 (Duzentos e vinte cinco mil reais), no total a secretaria de Cultura pagará à empresa paraense, R$ 450.725,000 (Quatrocentos e cinquenta mil, setecentos e vinte cinco reais).  Referente a Contratação de Serviços de Locação Montagem e Desmontagem de Estruturas Metálicas da Passarela do Samba.

Em tempo: só na cabeça de Marlon Botão, que um empresário vai montar uma estrutura feia daquela e depois não desmontar a “tralha” e levar embora.

E mais: o contrato de quase meio milhão prevê o pagamento da desmontagem.

Pra fechar: o Blog vai trazer com exclusividade, mais um escândalo de empresa fantasma com dinheiro do carnaval.

Pinheiro: comércio e população respiram aliviados com o maior carnaval do Maranhão

Foliões começam a chegar na cidade e comércio aquece as vendas, empresários se animam e respiram aliviados com o maior carnaval do Maranhão

Prefeito Luciano e a primeira-dama Taiza comeram sucesso do pré-carnaval

Antes mesmo da decisão do Tribunal de Contas do Maranhão – TCE, de que as prefeituras deveriam quitar débitos com o funcionalismo, o prefeito Luciano já garantia a edição do carnaval da cidade de Pinheiro, pagando em dias os servidores do município.

Pinheiro é sem dúvidas, o mais esperado carnaval de todo o Maranhão, não somente pela multidão que desce de todo o estado e do país, para se divertir na cidade, mas principalmente por apresentar uma programação de altíssimo nível e qualidade, a prefeitura de Pinheiro teve responsabilidade, sobretudo num momento de crise econômica generalizada, garantir a infraestrura necessária para por um alívio financeiro ao comércio formal e informal da cidade.

As dificuldades dos municípios em fazer um carnaval atraente, sobretudo na baixada maranhense, traz para Pinheiro, cidade polo da região, uma responsabilidade ainda maior, em realizar um grande carnaval, pois, pra lá se deslocam foliões de todas as localidades vizinhas, na busca da alegria, organização e segurança que só o carnaval pinheirense sempre proporciona.

O setor hoteleiro é um dos que mais comemora o período, e já conta desde o mês de dezembro com 100% de lotação para os dias de folia.

“Pinheiro dará neste carnaval um grande exemplo de alegria, organização e segurança, a sua gente e à todos que vierem para a princesa da baixada” garantiu o prefeito Luciano.

@ São Luís, Brazil

Bomba!!! Empresa de esposa de funcionário da SECTUR já ganhou mais de 1,5 milhão do Governo do Estado.

Funcionário e a empresária

Este pode ser o maior esquema de favorecimento com o dinheiro público dentro da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo do Maranhão – SECTUR. A empresa “M.Rayanny” que tem como proprietária a senhora Rayanne Nobre que já recebeu 1.578.629.30 (hum milhão quinhentos e setenta e oito mil, seiscentos e vinte nove reais e trinta centavos), em contratos com  a secretaria de cultura.

Rayanne Nobre é casada com Armando Nobre, conselheiro de estado da cultura e funcionário de alto escalão da Secretaria de Cultura do Maranhão, segundo informações, ele tem influência direta em contratações de empresas que prestam serviço para a secretaria.

No ano de 2017, a empresa já recebeu mais de um milhão

Esta empresa trabalhava com perfurações de poços, mas, após alteração na Receita Federal, passou a gerencia recursos em contratos com grupos culturais e detém contratos com o governo do estado do Maranhão. em uma contração escandalosa recebeu uma fortuna do governo do estado.

Algo muito estranho e escandaloso ocorre sobre os olhares do secretário Diego Galdino. A empresa funciona, pelo menos nos documentos obtidos, numa residência no Sol e Mar / Divinéia.


Ainda de acordo com a s informações levantadas, Armando faz parte do Conselho de Estado da Cultura,  que delibera sobre as titularizações da Lei de Incentivo à Cultura do Maranhão, algo que pode ter grandes proporções.

Entramos em contato com o secretário Diego Galdino, mas não obtivemos respostas, a ele foi perguntado se tinha conhecimento das informações elencadas e investigadas por este Blog.

O secretário mandou falar com sua assessoria, que não atendeu as ligações.

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache