Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

5 meses: Governo Flávio Dino já arrecadou mais de R$ 8 Bilhões em impostos

Em apenas cinco meses, governo Flávio Dino já arrecadou mais de R$ 8 bilhões em impostos

O governo Flávio Dino (PC do B), já arrecadou em apenas cinco meses, do dia 1º de janeiro a 31 de maio, mais de R$ 8 bilhões em impostos. Os dados são do site “Impostômetro”, com a informação, os maranhenses já pagaram R$ 5oo milhões a mais do que durante o mesmo período de 2017.

O painel eletrônico do Impostômetro calcula a arrecadação em tempo real na sede da associação comercial de São Paulo, e através do portal www.impostometro.com.br. A ferramenta tem o objetivo de conscientizar o cidadão sobre a elevada carga tributária e incentivá-lo a cobrar serviços públicos de qualidade.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Agora lascou!!! Botão permaneceu na Cultura de São Luís

O péssimo gestor Marlon Botão continua na secretaria municipal de cultura; gestão Edivaldo insiste nos erros

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), insiste nos erros ao efetivar Marlon Botão (PT), agora como secretário municipal de cultura, antes ele assumia como “adjunto”, uma vez que, não existia o cargo de secretário.

Pesam contra Botão, denúncias de envios de recursos para entidades fantasmas, atrasos no pagamento de cachês às apresentações culturais e até uma representação no Ministério Público Estadual.

Mesmo assim, Edivaldo efetiva Botão, insistindo e apostando na continuação dos mesmos erros – mais do mesmo.

Veja a nomeação do agora secretário municipal de cultura, Marlon Botão

 

 

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Prefeitura e governo do Maranhão decretam ponto facultativo na Sexta-feira (1)

O governo do Maranhão e a Prefeitura Municipal de São decretaram ponto facultativo na próxima sexta-feira (1), como na quinta-feira (31), vai ser feriado de Corpus Christi, vai haver um feriadão prologado em todo o estado

Quinta, Sexta, Sábado e Domingo de feriado prolongado no Maranhão, portanto, quem tiver que resolver alguma pendência nos órgãos públicos do estado e do município, corra que só tem amanhã!!!

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Escândalo no futebol!!! Polícia Civil divulga números da ‘Operação Cartola’

Relatórios, depoimentos, 104 mil interceptações telefônicas e 120 pessoas como alvos da operação que completou 7 (sete) meses, ontem segunda-feira (28), e ainda desmembra esquema de corrupção no futebol paraibano

De acordo com números divulgados ontem, pela Polícia Civil, em sete meses de investigação, mais de 120 pessoas foram investigadas, através de, ao todo, 93 interrogatórios, depoimentos ou declarações realizadas. Vale ressaltar que os alvos da operação são dirigentes da Federação Paraibana de Futebol (FPF), da Comissão Estadual de Arbitragem da Paraíba (Ceaf-PB), do Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol da Paraíba (TJDF-PB) e de todos os dirigentes dos 10 clubes que participaram da edição 2018 do Campeonato Paraibano. Além disso, alguns árbitros e auxiliares filiados ao quadro da FPF, além da ex-presidente Rosilene Gomes também estão sendo investigados.

Mais de 100 mil ligações telefônicas analisadas

Ainda de acordo com as informações divulgadas pela polícia, foram 130 terminais telefônicos interceptados, com 407 medidas cautelares representadas, ou seja, busca e apreensão, além das quebras de sigilos bancários e telefônicos. Por sinal, no total, foram realizados 32 mandados de busca e apreensão domiciliar cumpridos. E, com toda essa imensidão de números, as conversas interceptadas pela operação chegaram a 104 mil.

Mais de oito relatórios que ultrapassam mais de 2.500 páginas

Com tantas evidências captadas nas investigações, os relatórios da Polícia Civil e do Ministério Público chegam a 2.512 páginas. Ao todo, são sete documentos, além do definitivo, no qual consta toda a primeira fase da operação.

Nos relatórios, é possível observar os motivos que levaram a polícia a acreditar que aconteceram no decorrer da temporada paraibana esquemas de manipulação de resultados, compra de árbitros, além de lavagem de dinheiro e uma formação de uma organização criminosa entre os administradores e membros que organizam o futebol da Paraíba.

RELATÓRIO I – 77 páginas
RELATÓRIO II – 465 páginas
RELATÓRIO III – 173 páginas
RELATÓRIO IV – 70 páginas
RELATÓRIO V – 60 páginas
RELATÓRIO VI – 61 páginas
RELATÓRIO VII – 746 páginas
RELATÓRIO FINAL – 860 páginas
TOTAL: 2512 páginas

Os próximos passos

A Polícia Civil informou que a Operação Cartola já está em sua segunda fase. Porém, não foi divulgado o que tem sido investigado nesta nova etapa dos desdobramentos sobre esquemas de corrupção no futebol da Paraíba. Enquanto isso, o mistério ainda permanece sobre o desfecho da primeira fase, que ainda não teve revelados os seus indiciados no processo.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Absurdo!!! Flávio Dino quer “revitalizar” o Castelão com dinheiro da Lei de incentivo

Após inúmeras denúncias inócuas aos “ouvidos” do Ministério Público, o  Blog formalizará sempre uma Queixa / Representação para cada postagem escandalosa da gestão comunista 

Dinheiro da Lei de Incentivo vem sendo utilizado de forma escandalosa no Maranhão

O Grupo Mateus, do empresário Ilson Mateus foi beneficiado com a redução de impostos no Maranhão desde que virou aliado do governador Flávio Dino (PC do B), e tem sido corriqueiro o uso do dinheiro de compensação fiscal do Mateus, via Lei de Incentivo, para realizar obras que teria que ser obrigação da administração comunista.

O governador do Maranhão desvirtuou o sentido das leis de Incentivo à Cultura e ao Esporte, e utiliza o dinheiro advindo de compensações fiscais de empresas para realizar obras e patrocinar projetos que a própria gestão tem obrigação em fazer.

Um atento leitor do Blog, nos atentou que ontem (28), durante a partida Sampaio Corrêa x Ponte Preta, válida pelo Brasileiro da série B, a todo minuto aparecia nos telões que o governo do estado vai “revitalizar” o estádio Castelão com dinheiro da parceria com o Mateus, via Lei de Incentivo.

Não é de hoje, que este Blog vem investigando e denunciando o uso do dinheiro público da Lei de Incentivo para fazer obras que o próprio executivo era para realizar.

O Ministério Público está afônico, cego e nada diz, ou sequer investiga o ‘modus operandi’ feito pelo governador do Maranhão, que segundo fontes, não libera um centavo de projetos das leis de incentivos, que não passe pelo seu “crivo”. É lamentável como as coisas acontecem neste governo e nada é feito pelas autoridades de controle.

Para tal, o Blog tomou uma decisão, a partir de agora, para cada denúncia postada neste veículo de comunicação popular, será feita uma Queixa / Representação ao Ministério Público, seja o da esfera estadual ou federal. Tribunal de Contas e por aí em diante.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Bomba!!! Financiador de campanha de Flávio Dino tem aval da PGR e vai delatar políticos

Léo Pinheiro, da OAS, tem aval da PGR, e está próximo de fechar colaboração que atinge políticos

Empreiteiro Léo Pinheiro da OAS vai falar

Mais de dois anos após começar a negociar o acordo de delação premiada, com a lava-jato, o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, que está preso desde setembro de 2016, obteve o aval da Procuradoria Geral da República – PGR, e vai falar tudo o que sabe sobre o maior esquema de financiamento de campanhas de políticos brasileiros. Quem carimbou a delação foi a Procuradora Geral Raquel Dodge.

A delação inclui uma lista de cerca de 60 anexos, que O Globo teve acesso com exclusividade, os documentos envolvem pelo menos 14 políticos, entre eles governadores, deputados federais e senadores. Os documentos relatam obras superfaturadas, propinas e repasses de ‘caixa dois’ para campanhas.

No Maranhão, o empreiteiro enviou muito dinheiro para a campanha do então candidato ao governo do estado em 2014, Flávio Dino (PC do B), sabe-se lá porquê, as “doações” foram todas registradas no Tribunal Superior Eleitoral – TSE.

Léo Pinheiro é mesmo que depois afirmou que todas as doações de sua empresa a políticos era na verdade, propina disfarçada de doações de campanhas e que muitas entraram como ‘Caixa dois’.

Portanto, agora é só esperar a bomba estourar para saber se vai respingar no Maranhão.

 

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Wellington desafia Flávio Dino a reduzir o ICMS no Maranhão

“Ele já diminuiu a alíquota  do ICMS para beneficiar aliados; que faça agora para beneficiar a população”

O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB), desafiou o governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), a reduzir o ICMS no estado. O imposto incide no preço dos combustíveis e, ao fazer a cobrança, Wellington relembrou que o governador Flávio Dino já fez isso em outra ocasião para beneficiar aliados politicos, reduzindo de 17% para 2% o ICMS do óleo diesel.

Ao lançar o desafio, Wellington destacou que o preço final pago pelo consumidor ao comprar gasolina depende de impostos federais e também estaduais.

“Tivemos 4 aumentos no preço de combustível em menos de 10 dias, algo que afetou todo o Brasil. Sabemos também que a questão depende de atos do Governo Federal. O preço final, pago pelo consumidor, depende de impostos federais e também estaduais. No Maranhão, 26% do valor da gasolina são destinados ao imposto estadual (ICMS), o que tem atingindo diretamente o bolso do trabalhador maranhense”.

Em 2016, Flávio Dino aumentou o imposto que incide sobre os combustíveis. Eu fui contra esse aumento. Agora, desafio o governador Flávio Dino a baixar o ICMS dos combustíveis no Maranhão, algo que é possível, já que em ano eleitoral Flávio Dino baixou de 17% para 2% o ICMS do óleo diesel para beneficiar aliados políticos. Ele já fez isso antes para beneficiar aliados; que faça agora para beneficiar a população”, disse Wellington.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Governo Flávio Dino contribuiu para o aumento de combustíveis no Maranhão

Aumento do ICMS proposto por Flávio Dino (PC do B), pesou na conta dos maranhenses, combustíveis ficaram mais caro

Os recentes aumentos na alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços – ICMS, propostos pelo governo Flávio Dino, contribuíram significativamente para o aumento no preço dos combustíveis em todo o estado.

O aumento na alíquota do ICMS foi aprovado por 26 votos a favor e apenas 8 contra, pelos deputados estaduais, em dexembro de 2016,  por meio do Projeto de Lei 223/2016, de autoria do executivo, que aumentou as tarifas de energia elétrica, preços de combustíveis, telefonia e TV por assinatura.

O projeto aprovado passou a vigorar em março de 2017, com o aumento que pesou na conta dos trabalhadores, pais e mães de família maranhenses.

Energia Elétrica

Com o aumento, quem consomia até 500 quilowatts-hora por mês passou a pagar não mais 12% de ICMS, mas 18% (aumento de 6%). E quem consome acima de 500 quilowatts-hora/mês, a alíquota do imposto subiu de 25% para 27%.

Preço dos combustíveis

Com o aumento patrocinado por Flávio Dino e os deputados estaduais, também foram reajustados as alíquotas dos combustíveis passaram de 25% para 26%.

Ontem (25), o que se viu em São Luís foi um verdadeiro ‘pandemônio’, filas intermináveis nos postos de combustíveis, os motoristas abasteceram seus veículos com a gasolina de até R$ 5 / litro.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache