Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

São João do Maranhão no vermelho…

Com a panelinha dos amigos de Márcio Jerry – já que Flávio Dino não tem qualquer vínculo com a cultura maranhense – governo comunista promove São João descaracterizado com artistas nacionais

Para quem usa chapéu de boiero e matraca em pleno carnaval, Flávio Dino está adequado a um São João com Agnaldo Timóteo

O governador Flávio Dino (PC do B), descaracterizou os últimos quatro carnavais maranhenses para fazer graça aos seus amiguinhos comunistas, que receberam para cantar nos bailes pagos com dinheiro público.

Agora, faz isso também com o São João, em que deixa de fora artistas com forte vínculo com a cultura maranhense de raiz, para botar nos palcos amiguinhos de faculdade – sobretudo do ex-secretário Márcio Jerry, já que Dino tem pouca ou nenhuma relação com as artes e a cultura maranhense.

O “São João de Todos Nós” terá artistas como Fagner, mais conhecido pela música romântica, e Agnaldo Timóteo, lenda viva do bolero, mas de pouca afinidade com o bumba-meu-boi ou os ritmos que marcam as festas juninas do Maranhão.

Artistas maranhenses tiveram que se submeter a um edital, que pedia, dentre outras coisas, até mesmo atestado de quitação com a Caema (?).

E muitos, como Mano Borges, foram desclassificados por não atenderem aos critérios do evento.

Ora, que critérios usaram os gênios da cultura do governo comunista para definir que Agnaldo Timóteo e Fagner tem a ver com o São João do Maranhão e Mano Borges não?

Filiada ao partido de Flávio Dino, Leci Brandão, ao lado do agressor de mulher, Netinho, ganhou cadeira cativa nas viradas do ano comunista

A panelinha comunista na cultura tem provocado aberrações como a presença de Elza Soares cantando no Carnaval ou a comunista Leci Brandão fazendo shows da virada um ano atrás do outro.

Outros artistas, como Betto Pereira e Carlinhos Veloz, também ignorados nos editais culturais do governo, manifestaram sua crítica de forma dura ao governo, mostrando, inclusive, que não precisam de editais para cantar em sua própria terra.

O São João vermelho de Flávio Dino é uma aberração cultural que descaracteriza a cultura maranhense.

É mais uma “avermelhação” dos signos e símbolos mais significativos do estado…

Com informações de ‘Estado Maior’, de O EstadoMaranhão

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Vídeo: Show de Jonas Esticado será com entrada totalmente gratuita no arraial pertinho de você

O Vereador Astro de Ogum que é organizador do arraial Pertinho de você acaba de desmentir os boatos sobre a cobrança de dez reais no ingresso do esperado show do cantor Jonas Esticado, que acontecerá 14 de Junho , no vídeo o vereador afirma que será totalmente gratuita a entrada , veja:

Vereador Astro afirmando que será gratuito o show

 

 

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Mapa da Violência: Governo do Maranhão não divulga mortes

Índice nacional de homicídios criado pelo G1 acompanha mês a mês os dados de vítimas de crimes violentos no país. Maranhão não passa informações

Estados preenchidos pela cor preta não informam dados

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Depois de acabar com o carnaval, Flávio Dino e Edivaldo Holanda Jr. bagunçam o São João

Carlinhos Veloz fez um duro discurso nas redes sociais

Municipio de São Luís:

O prefeito Edivaldo Holanda Jr demonstra com seus aliados que não suporta a cultura maranhense, que só beneficia alguns aliados, mais esquece a cultura ludovicense , efetivou o Marlon Botão como secretário de cultura, senhor esse que é repudiado por grande parte das verdadeiras pessoas que fazem cultura em São Luís, vamos ficar de olho para expor as emendas e convênios escabrosos que talvez irão ter no São João.

Governo do Estado:

O governador Flávio Dino (PC do B),por sua vez  mesmo arrecandando como nunca antes na história do Maranhão, conseguiu acabar com a cultura do estado, foi assim no carnaval, está sendo assim com o São João. O último festejo junino sob o comando dos comunistas está repleto de apresentações camaradas forasteiras e excluiu as associações culturais, grupos tradicionais e até mesmo os cantores da terra ficaram de fora do São João maranhense.

Desde que tomou conhecimento do dinheiro da Lei de Incentivo à Cultura, o governador utiliza os recursos para realizar as ações do próprio governo. Grupo Mateus, Cemar, Centro Elétrico e empresas estão pagando a conta.

Como o dinheiro que era para fomentar as associações culturais maranhenses está endo utilizado de forma errada pelo governo do estado, cantores maranhenses tais como: Mano Borges, Betto Pereira, Carlinhos Veloz dentre outros estã fora da programação, para dar espaço para Agnaldo Timóteo, Alceu Valença e Fagner, até Lairton dos Teclados, que anda fazendo ‘jingle’ do governador foi agraciado no São João.

Em tempo: o governo comunista alega que os artistas locais não apresentaram propostas para o edital de chamamento público.

E mais: e os cantores forasteiros, entram na licitação do São João???

Pra fechar: como afirmamos, em apenas 4 anos, Flávio Dino acabou com o carnaval e bagunçou o São João do Marahão.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

5 meses: Governo Flávio Dino já arrecadou mais de R$ 8 Bilhões em impostos

Em apenas cinco meses, governo Flávio Dino já arrecadou mais de R$ 8 bilhões em impostos

O governo Flávio Dino (PC do B), já arrecadou em apenas cinco meses, do dia 1º de janeiro a 31 de maio, mais de R$ 8 bilhões em impostos. Os dados são do site “Impostômetro”, com a informação, os maranhenses já pagaram R$ 5oo milhões a mais do que durante o mesmo período de 2017.

O painel eletrônico do Impostômetro calcula a arrecadação em tempo real na sede da associação comercial de São Paulo, e através do portal www.impostometro.com.br. A ferramenta tem o objetivo de conscientizar o cidadão sobre a elevada carga tributária e incentivá-lo a cobrar serviços públicos de qualidade.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Projeto de Lei do deputado Wellington que incentiva a doação de livros é aprovado na Assembleia e vai à sanção

Garantir a doação de livros no Maranhão. Com esse objetivo foi aprovado o Projeto de Lei 65/2016, de autoria do deputado estadual Wellington do Curso, que institui a Semana Estadual de Doação de Livros no Maranhão. O projeto já foi aprovado na Assembleia Legislativa do Maranhão e foi encaminhado ao Governo do estado para a sanção.

Para o deputado Wellington, que também é professor, incentivar a doação de livros é garantir o acesso ao conhecimento.

“A ideia desse Projeto de Lei surgiu durante uma de nossas visitas às escolas públicas do Maranhão. Percebemos que, entre os estudantes, há essa vontade de cultivar o hábito de leitura, mas faltam livros. Falta o incentivo à leitura. Por essa razão, apresentamos esse projeto de lei, que foi aprovado pela Assembleia e, agora, foi encaminhado à sanção do Governador. Incentivar o hábito da leitura é permitir que nossos estudantes tenham acesso a outros mundos, fortaleçam o senso crítico e, assim, tornem-se cidadãos mais conscientes”, disse o professor e deputado Wellington do Curso.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Agora lascou!!! Botão permaneceu na Cultura de São Luís

O péssimo gestor Marlon Botão continua na secretaria municipal de cultura; gestão Edivaldo insiste nos erros

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), insiste nos erros ao efetivar Marlon Botão (PT), agora como secretário municipal de cultura, antes ele assumia como “adjunto”, uma vez que, não existia o cargo de secretário.

Pesam contra Botão, denúncias de envios de recursos para entidades fantasmas, atrasos no pagamento de cachês às apresentações culturais e até uma representação no Ministério Público Estadual.

Mesmo assim, Edivaldo efetiva Botão, insistindo e apostando na continuação dos mesmos erros – mais do mesmo.

Veja a nomeação do agora secretário municipal de cultura, Marlon Botão

 

 

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache