Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Corrupção: CBF enrolada, FMF pior ainda, marca eleição na surdina

Antônio Américo, utiliza o ‘modus operandi’ da Confederação Brasileira de Futebol – CBF, na qual membros do mesmo grupo quando não são presos, se perpetuam no poder. Eleição da entidade será no próximo domingo (22)

Após escândalos de corrupção em que o ex-presidente da Federação Maranhense de Futebol – FMF, Alberto Ferreira foi afastado pelo Ministério Público, o interventor que assumiu, Antônio Américo, caminha pela mesma linha torta.

Sem transparência e com contratos de publicidade suspeitos, criação de Instituto para arrecadar dinheiro público e uma caixa-preta de esquemas nebulosos são parte da atual federação de futebol no Maranhão.

Antônio Américo, se utilizando do mesmo ‘modus operandi’ da Confederação Brasileira de Futebol – CBF, na qual membros do mesmo grupo quando não são presos, se perpetuam no poder, aqui no Maranhão, Américo, que já está no cargo há 6 anos, marcou a eleição da entidade para o próximo domingo (22), portanto sem tempo hábil para a inscrição de uma chapa de oposição.

Um verdadeiro escândalo sem precedentes esta federação de futebol do Maranhão, que precisa de uma ação enérgica do Ministério Público, GAECO, bem como instituições que defendem o interesse público

Vale tudo!!! Após pesquisas internas, Flávio Dino freia ‘Blitze’ do BPRV

Faltando 174 dias para a eleição, a população precisa ficar atenta, uma vez que este ‘freio’ se dará apenas durante a eleição, depois, pisa fundo!!!

Após pesquisas internas de popularidade do governador Flávio Dino (PC do B), realizadas quase que diariamente pelo Palácio dos Leões, foi contatada que o governador perdeu pontos preciosos com a população maranhense, o resultado: freiou as blitze do BPRV que vinham ocorrendo de manhã, de tarde e noite.

A sensação é que as viaturas do Batalhão de Trânsito, que faziam buscas implacáveis em proprietários de veículos com o IPVA atrasado e outras irregularidades, tais como a falta de pagamento de multas e ausência da CNH – sumiram.

Faltando 174 dias para a eleição o que se vê é que as coisas não andam muito bem para o governador comunista, que até as ações da polícia, que sinaliza uma baixa em (votos), ele manda estancar a sangria.

 

Em tempo: pelo visto, o reboque de veículos ao pátio da Vip Leilões, bem como, bens leiloados da população deverão cair a zero neste período eleitoral.

E mais: cabe agora à população ficar atenta, uma vez que este ‘freio’ se dará apenas durante a eleição, depois, pisa fundo!!!

 

Escândalo!!! Prefeito de Bacabal comemora desgraça da população da cidade

Prefeito de Bacabal contrata shows para comemorar desgraça da população do município

Parece mentira, mas não é!! A Prefeitura Municipal de Bacabal vai gastar R$ 500 mil para comemorar a desgraça dos moradores que estão desabrigados no município. E para isso contratou nada menos do que a banda ‘Aviões do Forró’ e Solteirões do Forró.

O município tem milhares de desabrigados e sem ter o que comer e o prefeito municipal justifica que a contratação da banda de forró é em virtude da comemoração do aniversário de Bacabal, que completa hoje (17), 98 anos de emancipação política.

Enquanto isso…

Vídeo: Bom Dia Brasil sintetiza a realidade de Godofredo Viana, no Maranhão

Veja o vídeo que foi ao ar na manhã de hoje (17), no Bom Dia Brasil 

O Bom Dia Brasil que foi ao ar, hoje (17), sintetizou bem a realidade vivida pela população de uma cidade do sertão de Alagoas, bem parecida com o que ocorre em Godofredo Viana, sobre um esquema de aluguel de veículos, idêntico o que já ocorre no munícipio, onde o Tribunal de Contas do Estado -TCE, descobriu um esquema de locação de carros que na verdade é uma verdadeira lavagem de dinheiro público.

A auditoria do TCE constatou que prefeito Sissi Viana pagou empresa de locação de veículos que não tem nenhum carro para alugar e terá que devolver mais de meio milhão de reais aos cofres públicos, além de multas.

O Ministério Público deve entrar com um pedido de improbidade administrativa e corrupção ativa contra o prefeito do município de Godofredo Viana.

“Flávio Dino também traiu o Waldir Maranhão”, afirmou Edilázio Júnior

“O rompimento se deu por causa da quebra de acordo por parte de Dino, que vetou a pré-candidatura de Waldir ao Senado da República”

O deputado estadual Edilázio Júnior (PSD), afirmou na sessão de ontem (16), que o governador Flávio Dino (PC do B), traiu o deputado federal Waldir Maranhão, que culminou com o rompimento politico com Dino.

O rompimento se deu por causa da quebra de acordo por parte de Dino, que vetou a pré-candidatura de Waldir ao Senado da República.

“Ainda que tardiamente, mas quero daqui da tribuna me solidarizar ao deputado federal Waldir Maranhão, que assim como no caso de José Reinaldo Tavares, foi vítima da falta de palavra do governador. Todos aqui já sabemos: o que o governador fala, nós não podemos escrever”, disse.

Edilázio lembrou que durante o processo de impeachment da então presidente Dilma Rousseff – ocasião em que Waldir Maranhão presidia a Câmara Federal e era responsável pela condução do ato -, Flávio Dino aproximou-se do deputado federal para beneficiar-se politicamente.

“Além de usar dinheiro público para viajar de jatinho para Brasília, como fez agora indo a Curitiba, foi Flávio Dino que levou em mãos todo o processo para que Waldir Maranhão suspendesse o processo de impeachment. Depois disso, Waldir acabou virando chacota nacional. O Maranhão tornou-se conhecido mais ainda por conta dessa patacoada que ele fez no Congresso a pedido de Flávio Dino”, completou.

Edilázio também alertou os aliados de Dino, quanto à possibilidade de frustração, diante o projeto político do chefe do Executivo.

“Eu venho externar aqui só para falar para os colegas que a palavra do governador não vale muita coisa. Aqueles que mudaram de partido por promessa do governador, aqueles que estão esperando benesses que fiquem de orelha em pé, pois o que ele fala não se escreve”, finalizou.

O samba está de Luto, morre dona Ivone Lara a Primeira-dama do samba

O mundo do samba ficou mais triste na noite desta segunda-feira (16/4). Morreu, aos 97 anos, no Rio de Janeiro, Dona Ivone Lara. A cantora estava internada em um hospital particular do Leblon e tentava se recuperar de uma anemia, mas não resistiu.
Além do legado musical, ela entrou para a história como a primeira mulher a compor uma letra para escola de samba-enredo, em 1965. Foi ao som de Os Cinco Bailes da História do Rio que a Império Serrano desfilou no Carnaval que homenageou os 400 anos do Rio.
Sucesso:
Ao longo da carreira, Dona Ivone Lara colecionou sucessos. O mais estrondoso deles, que atravessou gerações e ainda permanece no auge é Sonho Meu, uma composição dela em parceria com Décio Luiz. Pela voz dela, outros sambas caíram na boca do povo, como Acreditar, Tiê, Tendência, Sorriso Negro e tantas outras.
Maria Betânia, Clara Nunes, Gal Costa, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Diogo Nogueira, Elba Ramalho, Zeca Pagodinho, Beth Carvalho, Vanessa da Mara, Teresa Cristina, Leci Brandão, Paulinho da Viola e Alcione estão entre alguns dos músicos que gravaram canções compostas pela também chamada de “Diva do Samba”.
A popularidade de Dona Ivone no Brasil chegou aos quatro cantos do mundo e Dona Ivone Lara se apresentou na África, nos Estados Unidos (EUA) e em alguns países da Europa.

APOIO À CANDIDATURA DE OSMAR FILHO NA CÂMARA MOSTRA INCONGRUÊNCIA DE ALGUNS VEREADORES

O país muda consoante o vento. Os políticos também. Serve isto para falar-vos de algo que, enquanto cidadão e eleitor, me tem perturbado. Não é uma perturbação de agora, mas desde sempre. Falo das incongruências dos nossos políticos quando se encontram no poder, estão na oposição ou até mesmo quando adotam postura ‘independente’.
Vimos isso constantemente em Brasília, e na alternância de poder entre alguns grupos políticos que se revezam no Governo do Maranhão. Virou algo habitual defender uma coisa quando somos Governo, e outra bem diferente, quando passamos para o difícil papel na oposição.
O caso mais absurdo de ‘políticos incongruentes’ ocorre na Câmara de São Luís, por ocasião da eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Luís, biênio 2019/2021. Dos 17 parlamentares que assinaram de próprio punho um manifesto em apoio à candidatura do vereador Osmar Filho (PDT), pelo menos quatro já haviam se declarado na tribuna da Casa, que eram oposicionistas ou independentes: Umbelino Júnior (PPS), Francisco Chaguinhas (PP), Marcial Lima e até Estevão Aragão (PSDB) que se julga como líder da bancada.
Além destes, aparecem na lista nomes como Ricardo Diniz (PRTB), Barbara Soeiro (PSC), Aldir Júnior (PR) [cujo mandato quem manda é o tio – deputado Josemar de Maranhãozinho], Concita Pinto (PEN), Antônio Marcos, o Marquinhos (DEM) [que criticou recentemente o deputado Weverton Rocha, presidente do PDT no Maranhão, de ser ficha suja], Nato Júnior (PP), Edson Gaguinho (PHS), Afonso Manoel (PRP) [cuja esposa Helena Duailibe foi escorraçada do governo Edivaldo sob suspeita de corrupção] e Dr. Gutemberg (PRTB), acusado no inicio do governo Edivaldo de ter sucateado a Secretaria Municipal de Saúde.
Não importa a ideologia ou campo partidário, parlamentares perdem coerência, identidade e desviam-se daquilo que sempre foi visando apenas seu objetivo pessoal: o de se dar bem.
Barbara Soeiro e Marcial Lima, por exemplo, pertencem ao grupo politico do ex-secretário João Abreu, cuja prisão foi decretada pelo juiz Osmar Gomes, pai do vereador Osmar Filho que almeja a presidência do Palácio Pedro Neiva de Santana, sede do legislativo da capital. Mas eles sequer notaram esse detalhe ao assinar o documento que manifestam seus apoios ao pedetista. Talvez porque os dois observaram, na disputa pela Mesa da Casa, uma grande possibilidade de buscar ‘apoio’ para suas eleições de deputados fadadas ao fracasso.
Estevão Aragão, único que ainda tinha uma postura mais incisiva ao governo Edivaldo, também não viu nenhum problema em apoiar o candidato do prefeito que ele hoje diz que faz ‘oposição’ na Câmara. Não é possível votar no candidato do PDT e ter um discurso de inimigos contra seu principal aliado, o prefeito Edivaldo.
Por vim, consta na lista, a assinatura surpreendente de Francisco Chaguinhas, dono de um discurso polêmico contra os governos nas três esferas: municipal, estadual e federal, embora, nos últimos dias tenha focado mais nos dois últimos.
A incongruência de alguns vereadores ludovicenses em relação à eleição da Câmara virou uma verdadeira salada ideológica. Mas ainda bem que o próprio Chaguinhas, em seus momentos de lucidez, fez ecoar na tribuna do parlamento municipal uma das frases mais fortes que serve para resumir bem esse momento de crise que nossa nação passa: “A corrupção na politica neste país só não é maior porque os canalhas envelhecem e morrem”.
Fonte: Gazeta do Maranhão

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache