Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Os jabutis de Roseana…

Estima-se que eles comandaram recursos da ordem de R$ 1 trilhão, durante os governos de Roseana Sarney

Raimundo Cutrim (PC do B)

Comandando a Segurança do Maranhão, Raimundo Cutrim (PC do B), tinha total poder sobre os recursos públicos para a área da segurança do estado, comandando o órgão por quase uma década, ele foi Gerente de Segurança Pública do Maranhão ainda no primeiro mandato de Roseana, durante o período (1997–2002) e Secretário de Segurança (2009 – 2010), Raimundo Cutrim é primo do conselheiro Edmar Cutrim.

De acordo com o Portal UOL, O Ministério Público, a Defensoria Pública do Maranhão e a entidade civil Centro de Justiça Global denunciaram o governo do Estado à ONU (Organização das Nações Unidas) pela demora na apuração denúncias de tortura de pelo menos 65 presos ocorrida no dia 24 de novembro de 2002. Procurado ontem por telefone, o gerente da Segurança Pública, Raimundo Cutrim, não foi localizado.

A repercussão nacional do caso dos meninos emasculados no Maranhão (21 mortos e com os órgãos genitais extirpados). O governo federal ofereceu assistência da Polícia Federal, mas o governo do Estado recusou. Para Raimundo Cutrim, gerente de Segurança, a maioria dos casos foi solucionada e, os demais, estão sob investigação. Levantamento do Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, informa que dos 19 casos (o texto é anterior a duas mortes recentes), dez encontram-se parados nas delegacias, três foram arquivados, três estão aguardando julgamento, dois foram julgados (um julgamento foi anulado e, no outro, o acusado foi condenado, mas obteve liberdade condicional). Um inquérito não foi localizado.

Luís Fernando Silva (PSDB)

Foi Gerente de Desenvolvimento Humano no primeiro governo Roseana, a pasta englobava ações de desenvolvimento social e o poderoso orçamento da Educação, foi Secretário de Educação, Chefe da Casa Civil e de Infraestrutura, todos nos mandato da ex-governadora.

 

Pedro Fernandes – PTB  

Dono do Partido Trabalhista Brasileiro – PTB, no Maranhão, Pedro Fernandes comandou a Secretaria de Educação – SEDUC no governo Roseana de 2012 a 2014, para garantir mais um mandato como deputado federal. Fernandes comandou os cofres da educação do estado e até hoje é acusado de de uma compra suspeita de hotel sucateado por R$ 24 milhões, e uma reforma suspeita de R$ 1,7 milhão no mesmo imóvel, o Hotel São Francisco.

O Ministério Público até hoje nunca apurou as inúmeras denúncias, o prédio até hoje não serve para nada na gestão pública.

Costa Ferreira

O “Costinha” como era chamado no grupo Sarney, também exerceu mandatos de deputado federal e comandou a de 2009 a 2013 a Secretaria de Desenvolvimento Social, tinha controle dos cofres da pasta, hoje está com Flávio Dino, mas, já não comanda mais o PSC.

Edmar Cutrim – TCE

Foi deputado estadual eleito e reeleito na chapa de Roseana, pelo PFL e pelo DEM, respectivamente. Roseana o indicou para o cargo que está até hoje, como Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, exercendo por diversas vezes a presidência do órgão.

Existem várias denúncias contra Edmar Cutrim de mal versação de recursos financeiros no TCE, que vão de funcionários fantasmas a pressão a gestores municipais em troca de votos.

Gastão Vieira – PROS

Gastão Vieira exerceu quase tudo no grupo Sarney, foi gerente, secretário, deputado federal e candidato a Senador da República. (SEDUC 1995 a 1998) (SEPLAN 2009 a 2010), Gastão Vieira  exerceu por 19 anos, mandatos na Câmara dos Deputados.

Ele comandou também os cofres da Educação, Desenvolvimento Social, Palnejamento e Orçamento nos governos de Roseana.

Estima-se que estes atores políticos, que agora fazem parte do grupo de Flávio Dino (PC do B), comandaram recursos financeiros da ordem de R$ 1 trilhão durante anos à frente das pastas. Usaram e abusaram da máquina pública para se satisfazerem em nome de parentes e amigos próximos.

Com o apoio da máquina pública se elegeram e reelegeram em mandatos, colocando filhos e parentes na Câmara de vereadores de São Luís, Assembleia Legislativa e amigos nos cargos de primeiro e segundos escalões das secretarias que comandavam, e assim o fizeram por mais de uma década no poder.

Tem um ditado antigo…

Quando se ver jabuti trepado, ou foi enchente ou mão de gente!

CONTINUA…

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

É hoje!!! Alcione canta ‘Pertinho de Você’

Com quase 50 anos de sucesso, a cantora Alcione se apresenta hoje em São Luís, no Arraial ‘Pertinho de Você’. A festa continua com Chagas no Batalhão de Ribamar

Com quase 50 anos de sucesso, a cantora Alcione se apresenta hoje em São Luís, no Arraial ‘Pertinho de Você’, que fica localizado ao lado da Batuque Brasil, no bairro da Cohama.

O show está super aguardado e os organizadores estimam um grande número de público. A entrada é Gratuita e mesmo se fosse paga, vale a pena ver a ‘Marrom’ cantando mais uma vez aqui na Ilha do Amor.

Faz uma loucura por mim…

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

STF dá uma “cacetada” no governador do Maranhão

Flávio Dino (PC do B), tenta a todo custo intimidar a imprensa livre que divulga casos de corrupções em seu governo; Ministro-relator, Alexandre de Moraes afirma que críticas são inerentes à política

Em julgamento ontem, quinta-feira (21), o Supremo Tribunal Federal – STF, decidiu, por unanimidade, derrubar o dispositivo da lei eleitoral que poderia proibir sátiras políticas a três meses das eleições.

Todos os 11 ministros votaram contra a proibição.

O relator do processo, ministro Alexandre de Moraes, afirmou que não se pode interditar o debate público e que as críticas são inerentes à atividade política. “Quem não quer ser satirizado, fica em casa, não se oferece para ocupar cargos políticos”, disse. “Querer evitar isso por meio de uma ilegítima intervenção estatal na liberdade de expressão é absolutamente inconstitucional”, afirmou Moraes.

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), tenta a todo custo intimidar a imprensa livre maranhense com processos criminais na justiça, e pedem quantias de dinheiro vultosas como indenizações. Contudo, o STF já tem um claro entendimento acerca da Imprensa Livre e Liberdade de Expressão, e mesmo que os tribunais no estados decidam CENSURAR a imprensa livre, recorrer ao STF será causa ganha.

A presidente do STF, Ministra Cármen Lúcia, tem sido implacável na defesa à liberdade de expressão, por parte de quem quer que seja.

Este Blog reforça a tese defendida pelos Ministros do Supremo Tribunal Federal, e afirma que todas as denúncias neste meio de comunicação são legítimas, aprofundadas, ‘exauridamente’ investigadas, para em seguida serem divulgadas à população, que é o principal objetivo deste.

“Toda forma de censura é inócua à verdade, portanto, através dela seremos irmãs siamesas da liberdade de expressão, uma não se sustenta sem a outra”. 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Apresentador do programa de televisão Na mochila, sofre racismo em loja do São Luís shopping

O apresentador do programa “Na Mochila”, da RedeTV, Thiago Alysson, sofreu um ato de racismo, nessa tarde do dia (21), em uma loja do São Luís shopping com o nome de “VIA VENETO”, uma loja voltada pro público da alta classe.
Thiago afirmou ao titular do blog que foi fazer um favor a uma amiga, iria falar com uma funcionária da loja citada. Mais chegando lá foi abordado por uma funcionária que impediu que ele entrasse na loja.
O constrangimento foi tanto que o mesmo questionou porque ele não poderia entrar na loja já que tinham várias pessoas no local, após essa ação o apresentador se conteve envergonhado, pois ação demostrava que tal fato tinha acontecido por causa da sua cor e as tatuagens que tem no braço.
Logo após tal fato o gerente veio conversar com ele e pedir desculpas pela situação pois sabia que teria acontecido um ato de puro “RACISMO”. Depois do constrangimento , o jovem resolveu desabafar nas redes sociais,


Thiago Alysson foi representante do Maranhão no extinto programa nacional “CQC”, chegou até às finais da seleção do programa, o mesmo já foi repórter de vários programas de televisão maranhenses e hoje é apresentador do programa “Na Mochila”.

Thiago na seletiva do “CQC”

Também nos informou que irá fazer, Boletim de Ocorrência, pois é inadmissível que em pleno século 21 tais fatos aconteçam.

*Esse blog se solidariza com o amigo e companheiro Thiago e repudia que isso aconteça no Maranhão.

Ao contrário da injúria racial, o crime de racismo é inafiançável e imprescritível. A injúria racial está prevista no artigo 140, parágrafo 3º, do Código Penal, que estabelece a pena de reclusão de um a três anos e multa, além da pena correspondente à violência, para quem cometê-la.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

‘Mobilização Social’ lança a pré-candidatura de Margarida Macedo

O movimento político é uma união de profissionais de diversos setores com o objetivo de buscar alternativas relevantes para o desenvolvimento social

Margarida Macedo será candidata do grupo ‘Mobilização Social’ pelo MDB

O grupo Mobilização Social Maranhão lançou a pré candidatura de Margarida Macedo para Deputada Estadual. O movimento político, é uma união de profissionais de diversos setores do estado, que tem como objetivo buscar alternativas relevantes para o Social.

O grupo desenvolve projetos de políticas públicas, e tem conseguido realizar importantes projetos como “Escola Verde”, que tem como proposta ser um instrumento significativo para a melhoria da qualidade de vida da comunidade escolar, por meio de ensino de técnicas agrícolas e o cultivo de diversas culturas dentro da escola, para o consumo na merenda escolar.

Dentre estes projetos sociais desenvolvidos pelo grupo estão mutirões, ações sociais e ações voltadas para as donas de casas que é desenvolvido diretamente pela pré candidata Margarida Macedo.

“Queremos chamar atenção para a corresponsabilidade de todos nessas eleições de como a renovação política é necessária. Só mudaremos o cenário político através de novas pessoas, com bom caráter e sensibilidade para fazer”, afirmou Júnior Leite, presidente do Mobilização Social Maranhão.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Prefeito de Turiaçu é réu em cinco ações por improbidade na Justiça Federal

Entre os anos de 2016 e 2017, o Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA), por meio da Procuradoria da República no Maranhão (PR/MA), ajuizou 2.174 ações civis públicas, sendo que metade delas por atos de improbidade administrativa. Dessas ações, um dos principais gestores que figura como réu o prefeito de Turiaçu, Joaquim Umbelino Ribeiro (PV), acusado de irregularidades nas áreas de saúde e educação.

Além das denúncias de improbidade, o gestor turiense também é alvo de uma ação popular na qual o autor pede indenização por danos aos cofres públicos por má aplicação de recursos de um convênio com a Funasa da ordem de R$ 14 milhões.

Segundo levantamento do blog do Filipe Mota, junto ao sistema de consulta processual, uma das ações de improbidade contra Umbelino foi proposta em dezembro de 2013 para apurar indícios de enriquecimento ilícito entre os anos de 2004 e 2008, período em que ele estava em seu primeiro mandato de prefeito da cidade.

Nessa ação, o MPF mostra que existem indícios de desvio dos recursos públicos oriundos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB, originariamente destinados ao município.

De acordo com a procuradoria, na denúncia foi anexado um relatório da Controladoria Geral da União que dá conta, sob o manto da presunção de legitimidade do qual é dotado, da realização de saques de recursos públicos da conta vinculada ao FUNDEB, em elevada quantia, nos últimos dias de mandato do gestor, diretamente da boca do caixa.

“Permanecem, pois, intocáveis os indícios do cometimento de ato de improbidade administrativa por parte dos requeridos, na medida em que não lograram demonstrar sua inexistência, a improcedência da ação ou a inadequação da via eleita. Dessa forma, o Ministério Público Federal reitera os termos da petição inicial, requerendo o seu recebimento”, diz trecho da ação assinada pelo Procurador da República, Marcilio Nunes Medeiros.

A denúncia de improbidade administrativa contra Umbelino foi aceita pelo juiz Federal da 5ª Vara do Maranhão, José Carlos do Vale Madeira, no dia 08 de janeiro de 2014. No entanto, o processo está conclusos para decisão desde o dia 13 de fevereiro de 2015.

‘REI’ DAS IRREGULARIDADES

Além das ações na justiça federal, Umbelino também responde a uma série de processos na justiça estadual. Em novembro do ano passado, o gestor que é conhecido na Baixada Maranhense como o ‘Rei das Irregularidades’, teve seus imóveis e veículos bloqueados pela juíza Urbanete de Angiolis Silva. Outras oito pessoas, entre jurídicas e físicas, também tiveram suas contas bancárias bloqueadas até nova decisão judicial.

O pedido foi do Ministério Público e a Justiça acatou por conta da possível condenação dos acusados em uma ação de danos aos cofres públicos. Assim, os cartórios de Registros de Imóveis de Turiaçu e de São Luís e a Junta Comercial do Estado tiveram 72 horas para informar tudo que está no nome dos citados e bloquear imediatamente.

Além do prefeito, respondem também pelo crime Raoni Cutrim Costa, Josué de Jesus França Viegas e as empresas “F. de Sousa Melo – ME”, “Maria Leda de Jesus Souza – ME”, “Culp Construções e Serviços EIRELI, “Líder Construções e Serviços EIRELI”; “V. F. Rabelo Filho Construções Ltda – ME” e “EPG Comércio EIRELI”.

Cada um teve um valor bloqueado, sendo considerada a participação no prejuízo ao erário. O prefeito Joaquim Ribeiro teve R$ 5.230.911,24 bloqueados; Raoni Cutrim Costa teve R$ 3.011.468,60 bloqueados; Josué de Jesus França Viegas teve R$ 2.219.442,64 bloqueados. As empresas envolvidas também estão nesta mesma situação. A Justiça bloqueou R$ 1.141.872,00 da Culp Construções e Serviços EIRELI; R$ 588.951,01 da Líder Construções e Serviços EIRELI; R$ 488.619,63 da V. F. Rabelo Filho Construções; R$ 1.218.239,00 da Maria Leda de Jesus Souza – ME; R$ 1.471.338,08 da Empresa EPG Comércio EIRELI e R$ 321.891,52 da F. de Sousa Melo – ME.

O Ministério Público diz que com base nas informações do Tribunal de Contas do Maranhão, as empresas envolvidas seriam de fachada pelo fato de “não possuiriam existência comprovada e que, de acordo com as informações da Controladoria-Geral da União, não possuiriam funcionários declarados no Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (CAGED), nem no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS)”.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Weverton e mais cinco deputados maranhenses querem barrar a Lava jato

Weverton Rocha (PDT), Cléber Verde (PRB), Hildo Rocha (MDB), João Marcelo (MDB), Victor Mendes (MDB) e Zé Carlos (PT), querem barrar a Lava Jato

Um dos autores do requerimento para criar a CPI da Lava Jato é o candidato ao Senado do governador do Maranhão, Weverton Rocha (PDT). O parlamentar era alvo de processos no STF, mas agora, com a decisão da suprema corte, estão na Justiça Federal do DF. A Operação Lava Jato desbarata o maior esquema de corrupção do país e está ameaçada.

Acompanharam a assinatura do requerimento de CPI contra a operação, os deputados maranhenses Cléber Verde (PRB), Hildo Rocha (MDB), João Marcelo (MDB), Victor Mendes (MDB) e Zé Carlos (PT).

No total, o requerimento já possui 190 assinaturas de deputados de todo o país.

Contraponto

Um grupo de deputados se reuniu agora há pouco e foi até o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), pedir a anulação do requerimento. A reunião acaba de ser marcada para as 15 h.

A pauta: eles alegam que os líderes não explicaram o objetivo da comissão e acusam os autores do pedido de alterarem o cabeçalho do requerimento após as assinaturas (veja AQUI a lista dos 190 parlamentares que assinaram).

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

No Maranhão: Prefeito abre mão de salário para construir casas populares

Além de casas populares com dinheiro do próprio bolso, o prefeito já construiu salas de aulas, postos de saúde, pavimentou ruas e avenidas com recursos da prefeitura

O prefeito Lahésio Rodrigues, da cidade de São Pedro dos Crentes, no Sul do Maranhão, abriu mão do salário para doar a quantia de R$ 10,597,40 mil, que será usado na construção de casas populares na região. 
Lahesio ficou conhecido após duras criticas ao governo do estado pela falta de repasses ao município, recentemente o prefeito comemorou  “mêsversario” o “aniversário”  de um mês ao lado de uma ponte, ou melhor o que sobrou dela, com direito a bolo e tudo mais, a ponte na rodovia estadual MA-138 caiu durante a passagem de um caminhão carregado de leite.
São Pedro dos Crentes é um pequeno município no sul do Maranhão, com população estimada em 5 mil habitantes, de acordo com os últimos dados do IBGE. A cidade fica a cerca de 800 km de São Luís.
Médico de profissão, Dr. Lahésio foi eleito em 2016, pelo PSDB, logo nos primeiros meses de mandato enviou a Câmara Municipal o Projeto de Lei nº 004/2017, para garantir que os vencimentos, durante todo o seu mandato, irão para financiar a construção de moradias populares.
Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Blog do Filipe Mota is Stephen Fry proof thanks to caching by WP Super Cache