Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Astro de Ogum lamenta morte de Edmilson Jansen e decreta luto oficial de três dias

Edmilson Jansen em um momento de alegria com seus colegas parlamentares

O presidente da Câmara de São Luís, Astro de Ogum (PR), divulgou há pouco nota de pesar pela morte do vereador Edmilson Jansen (PTC), na noite deste sábado (13), em função de complicações de uma cirurgia bariátrica.

Por meio da nota, Ogum disse que recebeu a notícia sob “grande impacto e consternação”, decretou luto de três dias, e ressaltou que o vereador “engrandeceu o Parlamento Ludovicense com uma postura firme, harmoniosa, discreta e justa”.

NOTA DE PESAR

Sob grande impacto e consternação recebi a informação da morte do vereador Edmilson Jansen. O nobre parlamentar engrandeceu o Parlamento Ludovicense com uma postura firme, harmoniosa, discreta e justa.

A Mesa Diretora decretou luto oficial por três dias, no âmbito do Poder Legislativo municipal, em sinal de pesar pelo falecimento do vereador. Tal ato foi tomado considerando a notável contribuição e serviço prestado pelo Edmilson Jansen no desempenho de seus mandatos na Casa.

“Neste momento, em nome da Câmara Municipal de São Luís, dirijo meus pensamentos e orações aos familiares e à população da nossa cidade que compartilham o sentimento de grande tristeza”, Astro de Ogum Presidente da Câmara Municipal de São Luís.

Edmilson Jansen, de 66 anos, morreu, na noite deste sábado (13), após complicações em uma cirurgia de hérnia umbilical.

Edmilson apresentou evolução positiva e melhora ascendente, porém, nas últimas 24hs, começou apresentar uma nova infecção por germes oportunistas, que atingem pessoas com imunidade alterada.

Na UTI do hospital ainda foram feitos todas as tentativas para combater a evolução da nova infecção, mas infelizmente o paciente veio a óbito.

O corpo do vereador Edmilson Jansen chegou pouco depois das 4h38 deste domingo (14/5) à Câmara Municipal de São Luís (CMSL), no Centro Histórico, para ser velado.

As primeiras horas do velório serão restritas a familiares e amigos do parlamentar. A partir das 6h, o público também poderá prestar sua homenagem, no Plenário Simão Estácio da Silveira.

Após as homenagens e o velório no Palácio Pedro Neiva de Santana, sede do Legislativo municipal, segundo a viúva, Fernanda Silva da Costa, o corpo do parlamentar será levado ao Cemitério do Gavião, no Centro. O sepultamento acontece à tarde, a partir das 16h00, também no domingo (14).o do vereador Edmilson Jansen chega à Câmara para ser velado.

Antônio Garcez assumirá vaga de Edmilson Jansen na Câmara.

Com a morte do vereador Edmilson Jansen, neste sábado (13), o suplente Antônio Garcez ocupará o lugar dele na Câmara de São Luís. Mesmo elegendo apenas um único representante nas eleições de 2016, o PTC não perde espaço na Casa já que o suplente também é filiado ao partido.

QUEM É ELE?
Antônio José Lima Garcez, natural de São Luís, é primeiro suplente da Coligação “O Trabalho Continua”, composta pelos partidos PT/PTC. Ele é comerciante e tem 60 anos. Nas eleições de 2016, o petecista conquistou 2.955 votos, pouco menos que Edmilson, que obteve 4.108.

Suzane Von Richthofen deixa a prisão alegre e sorridente para comemorar o dia das mães

A detenta Suzane von Richthofen, condenada a 39 anos de prisão pela morte dos pais, deixou na manhã desta sexta-feira (12) a Penitenciária Feminina Santa Maria Eufrásia Pelletier, em Tremembé, para a saída temporária dos Dia das Mães

A saída é um benefício concedido aos presos do regime semiaberto que tem bom comportamento. Suzane deixou a prisão por volta de 8h e deverá retornar ao local na próxima quarta-feira (17). Ela ficará em um endereço na cidade de Angatuba (SP), onde mora o namorado e familiares dele.

Na saída da penitenciária, ela foi buscada pelo namorado. O carro, de Angatuba, parou em frente a guarita da cadeia, por onde ela saiu. Ao passar pela porta, ela encontrou com o namorado e o cumprimentou com um beijo. Eles entraram no carro, onde permaneceram por cerca de 10 minutos antes de deixar o local.

Benefício

Suzane tem direito a saída temporária porque é detenta do regime semiaberto e apresenta bom comportamento na penitenciária. As presas nesse sistema trabalham durante o dia, dormem na prisão e têm cinco saídas temporárias no ano, sendo Dia das Mães, Páscoa, Dia dos Pais, Dia das Crianças, Natal e Ano Novo.

No momento em que saía da penitenciária nesta sexta, outras detentas também deixavam o presídio para a saída temporária. Na região do Vale do Paraíba, onde ela está presa, 3,7 mil detentos têm direito às saídas – eles começaram a deixar as presídios na quinta-feira (11).

Suzane von Richthofen obteve a progressão do regime fechado para o semiaberto em outubro de 2015. A primeira saída dela aconteceu em março de 2016, beneficiada pela saída temporária de Páscoa.

Suzane e os irmãos Daniel e Cristian Cravinhos de Paula e Silva foram condenados em 2006 pela morte dos pais dela, o engenheiro Manfred e a psiquiatra Marísia, pais de Suzane, em 2002.

Com informações do G1

Entrevista: Jornalista Luis Cardoso abre o jogo e detona, ” Flávio Dino é opressor das liberdades de expressão e de Imprensa “

O jornalista e blogueiro Luis Cardoso concedeu entrevista exclusiva para o Blog do Robert Lobato onde faz graves acusações de perseguição que estaria sendo vítima do governador Flávio Dino (PCdoB).

Cardoso, que é atualmente o blogueiro mais acessado do Maranhão e um dos prestigiados do Nordeste, afirma que o governo Dino é uma ameaça à liberdade expressão e considera que o comunista, nesse aspecto, é igual ao ex-presidente Sarney.

“Não conheço processos de Roseana Sarney contra jornalistas. Mas Flávio Dino é opressor das liberdades de imprensa, assim como o ex-senador José Sarney. Nisto eles dois se parecem.”, afirma.

Sem mais delongas, vamos ao que interessa.

Confira a entrevista do jornalista Luis Cardoso, um dos jornalistas mais experiente do Maranhão.

Você publicou uma carta aberta de onde faz duas denúncias graves. Primeiro que estaria em curso um ação da Polícia Federal para te preder. E, segundo, que o principal interessado na sua prisão é o governador Flávio Dino. O que te faz sustentar isso?

Duas semanas antes da deflagração da operação Turing no Maranhão, notadamente em São Luís, o secretário Márcio Jerry, já anunciava a prisão minha e de meus filhos jornalistas e blogueiros pela Polícia Federal. Veja que o MPF pediu as prisões temporária em primeiro momento e num segundo a preventiva de um blogueiro ligado ao governador. A Justiça Federal não acatou. A amizade do empresário Wilson Mateus fez com que ele fosse depor em Brasília e tentou me incriminar, mas as acusações não se sustentam, são contraditórias. Vejo que a operação é dirigida a mim e meus familiares. Por isso estou denunciando o caso para a OAB, Supremo, CNJ, Corregedoria da Polícia Federal, a ONU, Fenaj e ao nosso Sindicato dos Jornalistas do Maranhão.

Você considera que o governador Flávio Dino tenha tamanha influência sobre a Polícia Federal a ponto de fazer que você seja preso por ela?

Flávio Dino foi juiz federal e presidente da Associação Nacional dos Juízes Federais. Ele tem penetração na Justiça Federal e, consequentemente, uma boa relação com a Polícia Federal. Veja que o foco da PF era chegar a um agente federal que foi preso e exercia o cargo de secretário adjunto da SEAP. Ele foi exonerado um mês antes da deflagração da operação. Jerry sabia da operação de forma antecipada. Eu não tenho a menor ligação com esse agente e a PF sabe disso. Mas decidiram continuar com a operação para apurar extorsão, o que nem é de competência da PF neste caso.

Qual o sentimento que fica em um profissional de imprensa com mais de trinta de anos experiência na área, como é o teu caso, ser levado coercitivamente a depor na PF sob acusação de extorsão de políticos e empresário?

Olha, foi com muita tristeza que recebi cedo da manhã policiais federais com decreto de prisão temporária e não coercitiva. Sabe, voce passa 36 anos no exercício concreto do jornalismo sem uma nódoa durante todo esse tempo, ter um dos blogs mais acessado no Nordeste, e depois ser acusado daquilo que não á prática da sua vida, é chato. É dolorido. Como prova de que as pessoas acreditam em mim, meus acesso fizeram foi aumentar. Mas iremos provar que a operação foi equivocada no Maranhão.

Você teme que apareça algum político ou empresário com provas de práticas de extorsão contra sua pessoa?

Eu tenho receio de armação. Sou hoje no Brasil o blogueiro mais processado e também o mais ameaçado. Confesso que perdi alguns casos, mas a ampla maioria a gente derrubou. São políticos e empresários que se sentem atingidos por denuncias. Nenhum deles foi registrar queixas por tentativa ou extorsão. Só o Mateus que em 2013 fez um BO sobre infâmia, calúnia e difamação que eu só tive conhecimento agora nesta operação. Por qual razão ele não deu prosseguimento?

Você tem três filhos blogueiros, todos com blogs bem acessados no estado. Como é relação profissional entre vocês? Há sociedade, negócios ou relação comercial?

Só relação familiar mesmo. Eu até que gostaria que nenhum deles fosse exercer a mesma profissão. Mas filho de médico quer ter a profissão do pai, assim como jogador de futebol, juiz de direito, e por aí vai. Às vezes eu sou cobrado por amigos ou clientes do blog por causa de denuncias feitas por eles. Assim como não aceito censura, não censuro o trabalho de ninguém. Muitos conhecem essa verdade.

Você considera que a liberdade de expressão corre risco no Maranhão sob o governo Flávio Dino?
Claro que sim. A questão é séria. Neste aspecto ele não nega que é comunista. Ele odeia a liberdade de imprensa e deve ficar incomodado com os entendimentos do STF quando trata da liberdade de expressão e de imprensa. Dino processa vários blogueiros e jornalistas. Fui crítico ácido de Roseana e Ricardo Murad, mas nunca fui processado por nenhum deles. Flávio Dino me processou junto ao TRE e perdi, mas recorri e a ministra Cármem Lúcia derrubou a decisão. Depois ele entrou com mais um processo por danos e o juiz concedeu, me parece que algo em torno de R$ 26 mil. Recorri da decisão e tenho certeza que ganharemos no Supremo. Ele já abriu um criminal para que eu seja levado à cadeia. Mas não vai conseguir.

Na sua avaliação o dinismo é mais opressor do que o sarneysismo?
Não conheço processos de Roseana Sarney contra jornalistas. Mas Flávio Dino é opressor das liberdades de imprensa, assim como o ex-senador José Sarney. Nisto eles dois se parecem.

O que deve ser feito para o profissional de comunicação não transformar a liberdade de expressão em escudo para atacar, achincalhar, desrespeitar autoridade públicas, empresários e mesmo o cidadão comum?
Se você não tiver documentos que provem sua acusação, aí sim você merece ser punido. E a punição nestes casos deve servir como lição. Geralmente que te passa documento de provas são os adversários de quem vai ser denunciado. Veja o que vem acontecendo hoje no Brasil. É preciso sim passar o pais a limpo, fazer essa faxina. Os blogs viraram febres por causa das denúncias, da coragem dos blogueiros. É a tal coisa: quem não deve não teme.

Como você vê a blogosfera maranhense atualmente?
A blogosfera é hoje a maior e mais fácil ferramenta de informar o cidadão. Hoje ninguém faz mais nada escondido dos olhos dos blogueiros. Aqui no Maranhão ele se disseminou. Os blogs existem nas cidades e nos bairros. Cheguei a ser presidente da Amablog por curto tempo. Deixei um mês antes da operação da PF. Aqui ninguém se une. Em quase todos os estados existem as associações, mas aqui pouca coisa funciona. Tenho um blog, mas prefiro ser jornalista.

Além do receio de ser preso, como colocado na sua carta aberta, você teme pela sua vida?
Bem aqui que mora o perigo. Quando houve o decreto de prisão temporária nós iriamos cumprir no Quartel do Corpo de Bombeiros. Mas após os depoimentos o delegado que chefia a operação concluiu que não havia a necessidade do prosseguimento da prisão e pediu a revogação e a Justiça Federal concedeu o Alvará de Soltura. Portanto, não fomos encarcerados. Dias depois eu soube que havia uma determinação governamental para que o Corpo de Bombeiros não nos recebesse. Então iríamos para Pedrinhas. Como faço denuncia contra as facções que controlam os presídios, claro que corro sérios riscos de vida se um dia for preso. Além disso, sou hoje o blogueiro que mais sofre ameaças.

Luis Cardoso é um homem rico?
Sou rico, sim, das graças de Deus. Fui evangélico até meus 17 anos e voltarei a sê-lo. Não tenho bens materiais. Não existe um imóvel eu meu nome e nem carro. Quem me conhece sabe que alugo carro. Não sou vaidoso e nem ostento, embora goste de morar bem, mas sempre de aluguel. Alugava um carro que a PF cismou que é meu e nunca foi. Por causa da retenção injusta do veículo, tive que alugar um outro. Ai estou pagando dois por um e me enchendo de dívidas. O que gosto mesmo é de ajudar as pessoas. Talvez, por isso, quase não tenho nada.

Você tem pretensões política em 2018?
Não, não tenho. Fui candidato uma vez para vereador e desisti no caminho. Ainda assim obtive quase 300 votos. Nessa época não havia blogs. Um comunicador se elegeu agora, o Marcial Lima para vereador e espero que ele se eleja para deputado estadual.

Cardoso, vou encerrar a entrevista fazendo uma pergunta que poderia ter feito logo no início: Quem é Luis Cardoso?
Uma pessoa humilde, sensata, mas muito corajosa. Jornalista profissional que nunca se envolveu em algo errado e nunca foi parar atrás das grades. Agora, neste momento, vivendo um momento em que travo uma batalha árdua contra um governador censor, uma operação da PF que tenta me incriminar. Me preocupa também que jornalistas não possam mais denunciar políticos empresários em nosso Estado, sob pena de serem acusados da prática de extorsão. Isto tem nome: cerceamento. Sou muito temente a Deus, a que sempre entreguei meus caminhos. Sou pai de seis filhos, tendo um menor de 12 anos. E depois que superar essa fase, escreverei um livro para que injustiçados não se acovardem e nem tenham receio de nada.

Boa iniciativa!!! Beto Castro solicita do governo do Maranhão a construção de “creche” para idosos

Proposta do vereador Beto Castro (PROS) é bastante importante para os idosos ludovicenses

O vereador Beto Castro (PROS), protocolou indicação na Câmara Municipal de São Luís, solicitando ao Governo do Estado do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Educação SEDUC, viabilize estudos técnicos para a construção da ‘creche do idoso’ ludovicense. O documento foi aprovado pelos vereadores e encaminhado ao governador Flávio Dino e ao secretário da Educação, Felipe Camarão.

Na indicação, o vereador Beto Castro esclarece que já existem no Brasil as creches para idosos. Segundo ele, sua iniciativa foi idealizada para oferecer aos idosos da capital maranhense um local onde eles possam passar o dia enquanto seus familiares trabalham.

Na creche, os idosos terão acompanhamento médico e psicológico, sem necessidade de interná-los numa casa de repouso.

Beto Castro sugere ainda, que a creche tenha assistência multidisciplinar, em tempo integral, e o idoso não precise ficar isolado da sociedade e dos familiares. “A ideia é oferecer um local para os idosos passar o dia enquanto os familiares trabalham e proporcionar atendimento médico e psicológico, o que é muito importante para as pessoas da terceira idade”, concluiu.

Em entrevista ao UOL, Flávio Dino diz que conhecia seu delator na Lava-Jato

Perguntado se Flávio Dino (PC do B), conhecia seu delator na Operação Lava-Jato, ele respondeu:  “Sim, claro, um parlamentar relevante, como graças a Deus eu fui, dialoga com representantes de todas as empresas” 

Em entrevista ao UOL, governador denunciado na Lava-jato, pela Procuradoria Geral da República, disse que já está explicado. É uma coisa muito frágil, inconsistente; no meio dessa narrativa, é um pequena vírgula, não tem qualquer expressão, não tem sustentação jurídica. 

Trecho da entrevista ao UOL

Segundo disse, ele  já “provou” documentalmente, e que foi acusado por um delator que disse que ele vendeu um parecer em um projeto de lei que ainda esta na Câmara e que nunca dei parecer, nunca levei a voto. 

Ainda segundo Dino, o processo dele vai ser arquivado !

Talvez ele tenha a mesma certeza pelo mesmo modo de quando ele pediu uma certidão que iria usar um mês depois, será ???

Em tempo: Flávio Dino solicitou a “prova documental” que ele afirmou ter “esclarecido documentalmente”, um mês antes, do sigilo das delações premiadas terem seus sigilos quebrados pelo Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, prova de que ele já sabia do envolvimento de seu nome na Operação Lava-Jato. 

 

Escândalo!!! Presidente da FMF fundou instituto que recebeu milhões do governo Flávio Dino

O atual presidente da Federação Maranhense de Futebol – FMF, criou um instituto em 2012, na qual foi eleito e reeleito, também como presidente para uma gestão de mais 4 anos

O Blog trará uma série de 3 matérias sobre a Federação Maranhense de Futebol em virtude do imbróglio que foi formado pela entidade que comanda o Futebol Maranhense. 

Por meio de uma investigação minuciosa do que ocorre na entidade, o Blog chegou uma farta documentação de atos nada democráticos e republicanos da federação. A FMF tem um instituto na qual figura como presidente, o também presidente da Federação Maranhense de Futebol, Antônio Américo Lobato Gonçalves.

Antônio Américo, Presidente da FMF e do Instituto de Futebol

O Instituto Maranhense de Futebol – IMF, já foi agraciado com R$ 3 milhões e 600 mil para gerenciar o futebol maranhense que era para ter sido feito pela própria federação. No último contrato, que vamos abordar na próxima segunda-feira (15), uma Remissão de R$ 1 milhão e 800 mil do governo do estado em parceria com a Companhia Energética do Maranhão – CEMAR.

Desde 2016, que o IMF recebe incentivos do governo Flávio Dino (PC do B), para administrar o combalido futebol maranhense. No último repasse, já neste ano (2017), o Instituto teria que repassar cerca de R$ 900 mil para a Rede de Televisão Difusora.

Estamos finalizando os levantamentos e traremos com Exclusividade aqui no Blog, nos mínimos detalhes, a documentação do Instituto Maranhense de Futebol, para quem o governo do estado já repassou milhões de reais.

  

 

TRE rejeita mais um factóide de Eliziane Gama contra o prefeito Edivaldo Holanda Júnior

O Tribunal Regional Eleitoral – TRE entendeu que não há provas atestando que o contrato com o Isec foi usado politicamente na eleição. Segundo Eliziane, na época da eleição usou o artifício que foi agora foi negado pela corte eleitoral

Em sessão realizada na tarde de ontem (11), o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão – TRE rejeitou ação, impetrada pela então candidata a prefeita de São Luís, Eliziane Gama (PPS), em que ela acusava o atual prefeito, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), de contratar uma empresa para compra de cabos eleitorais.

A Corte eleitoral maranhense entendeu que não há provas que o contrato com o Isec foi usada politicamente na eleição

Com a decisão, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior afasta os riscos de uma possível cassação do diploma e a possibilidade de tornar-se inelegível por oito anos.

Esta é a 3ª derrota de Eliziane, a primeira foi na apelação no âmbito judicial de 1º grau, em que a juíza Ana Célia Santana, da 1ª Zona Eleitoral, decidiu que não havia provas na acusação, a 2ª, agora na corte do TRE, e a 3ª, com o povo de São Luís em que a candidata amargurou apenas a quarta colocação, com 32 mil votos, somando ínfimos 6% do eleitorado da Capital.

Uma vitória de Wellington do Curso; Veículo com IPVA atrasado não deve ser apreendido

O governo Flávio Dino já pune os proprietários de veículos, sujando o nome dos mesmos no SPC e Serasa, dos que atrasam o pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores – IPVA; Apreensão pune duas vezes

Um excelente projeto de Lei do deputado estadual Wellington do Curso (PP), dispõe sobre o impedimento de retenção, apreensão e recolhimento de veículos com o IPVA atrasado. Trata-se do PL Nº 99 / 2017, apresentado e pelo deputado e acolhido na última quarta-feira (10), pela Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Maranhão (OAB/MA), a entidade afirma que o governo estadual tem outros mecanismos de cobranças.

O presidente da OAB, Thiago Diaz, parabenizou a iniciativa do deputado e informou que a Ordem ajuizará Ação Civil Pública, com pedido de liminar para suspender as operações que apreendem os veículos, realizada em todo o Maranhão.

O deputado Wellington também parabenizou a OAB e ressaltou a constitucionalidade da proposta que tem um grande clamor popular que reveste o Projeto de Lei.

“O Estado não pode utilizar o tributo com efeito de confisco, isso é uma vedação constitucional. Pode sim cobrar do contribuinte na esfera administrativa e recorrer ao Judiciário, que faz a execução do pagamento. Agora, recolher o veículo somente porque o IPVA está atrasado não é uma prática correta. É esse o posicionamento do STF. Nós ouvimos a população e essa foi uma proposta que veio das ruas, que se reveste de um clamor social muito grande. Estamos, tão somente, formalizando no Maranhão, a fim de combater arbitrariedades cometidas pelo Estado”, disse Wellington.