Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Lauro Jardim Exclusivo!!! Imagens provam a entrega de propina aos indicados de Temer e Aécio

Deputado Rocha Loures (PMDB-PR) e Frederico Pacheco de Medeiros foram flagrados em “ações controladas” da PF

RIO – A delação da JBS, a mais dura em três anos de Lava-Jato, merece este título em grande parte devido às cenas a seguir. Nelas, o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), destacado pelo presidente Michel Temer para tratar com Joesley Batista dos interesses de seu grupo empresarial, é flagrado pegando R$ 500 mil em propina — a primeira parcela de um montante prometido de R$ 480 milhões.

A entrega do dinheiro para o indicado de Temer

As cenas também são devastadoras para o presidente do PSDB, o senador mineiro Aécio Neves. A Polícia Federal filmou o primo de Aécio, Frederico Pacheco de Medeiros, pegando, a mando de Aécio, R$ 1,5 milhão em propina — três quartos dos R$ 2 milhões que Aécio pediu, sem saber que era gravado, para Joesley. As cenas abaixo mostram esta entrega, ocorrida em 28 de abril deste ano.

A primeira entrega de dinheiro ao primo de Aécio Neves

Já o presidente do PSDB indicou o primo Frederico Pacheco de Medeiros para receber o dinheiro. Fred, como é conhecido, foi diretor da Cemig, nomeado por Aécio, e um dos coordenadores de sua campanha a presidente em 2014. Tocava a área de logística. Quem levou o dinheiro a Fred foi o diretor de Relações Institucionais da JBS, Ricardo Saud, um dos sete delatores. Foram quatro entregas de R$ 500 mil cada uma. A PF filmou três delas. As cenas abaixo mostram a primeira entrega, ocorrida em 19 de abril deste ano.

A segunda entrega de dinheiro ao primo de Aécio Neves

As filmagens da PF mostram que, após receber o dinheiro, Fred repassou, ainda em São Paulo, as malas para Mendherson Souza Lima, secretário parlamentar do senador Zeze Perrella (PMDB-MG). Mendherson levou de carro a propina para Belo Horizonte. Fez três viagens — sempre seguido pela PF. As investigações revelaram que o dinheiro não era para advogado algum. O assessor negociou para que os recursos fossem parar na Tapera Participações Empreendimentos Agropecuários, de Gustavo Perrella, filho de Zeze Perrella. As cenas abaixo mostram a primeira entrega, ocorrida em 12 de abril deste ano.

Um dos grandes diferenciais da delação dos donos da JBS foi exatamente as “ações controladas” feitas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e pela Polícia Federal. Neste mecanismo de investigação, o flagrante do crime é calculado de maneira que seja produzida uma determinada prova. Nessa investigação, a PF acompanhou, com câmeras e escutas, a entrega de dinheiro para intermediários de Temer e de Aécio.

ESQUEMA NO CADE

O primeiro contato entre Rocha Loures e Joesley foi em Brasília. O dono da JBS lhe contou o que precisava do Cade.

Desde o ano passado, o órgão está para decidir uma disputa entre a Petrobras e o grupo sobre o preço do gás fornecido pela estatal à termelétrica EPE. Localizada em Cuiabá, a usina foi comprada pelo grupo em 2015. Explicou o problema da EPE: a Petrobras compra o gás natural da Bolívia e o revende para a empresa por preços extorsivos. Disse que sua empresa perde “1 milhão por dia” com essa política de preços. E pediu: que a Petrobras revenda o gás pelo preço de compra ou que deixe a EPE negociar diretamente com os bolivianos.

Com uma sem-cerimônia impressionante, o indicado de Temer ligou para o presidente em exercício do Cade, Gilvandro Araújo. E pediu que se resolvesse a questão da termelétrica no órgão. Não há evidências de que Araújo tenha atendido ao pedido. Pelo serviço, Joesley ofereceu uma propina de 5%. Rocha Loures deu o seu ok.: “Tudo bem, tudo bem”. Para continuar as negociações, foi marcado um novo encontro.

Desta vez, entre Rocha Loures e Ricardo Saud, diretor da JBS e também delator. No Café Santo Grão, em São Paulo, trataram de negócios. Foi combinado o pagamento de R$ 500 mil semanais por 20 anos, tempo em que vai vigorar o contrato da EPE.

Ou seja, está se falando de R$ 480 milhões ao longo de duas décadas, se fosse cumprido o acordo. Loures disse que levaria a proposta de pagamento a alguém acima dele. Saud faz duas menções ao “presidente”.

Pelo contexto, os dois se referem a Michel Temer. A entrega do dinheiro foi filmada pela PF. Mas desta vez quem esteve com o homem de confiança de Temer foi Ricardo Saud, diretor da JBS e um dos sete delatores. Esse segundo encontro teve uma logística inusitada.

Certamente, revela o traquejo (e a vontade de despistar) de Rocha Loures neste tipo de serviço. Assim, inicialmente Saud foi ao Shopping Vila Olímpia, em São Paulo.

Em seguida, Rocha Loures o levou para um café, depois para um restaurante e, finalmente, para a pizzaria Camelo, na Rua Pamplona, no Jardim Paulista. Foi neste endereço, próximo à casa dos pais de Rocha Loures, onde ele estava hospedado, que o deputado recebeu a primeira remessa de R$ 500 mil.

Apesar do acerto de repasses semanais de R$ 500 mil, até o momento só foi feita a primeira entrega de dinheiro. E, claro, a partir da homologação da delação, nada mais será pago.

Rocha Loures, o indicado por Temer, é um conhecido homem de confiança do presidente. Foi chefe de Relações Institucionais da Vice-Presidência sob Temer. Após o impeachment, virou assessor especial da Presidência e, em março, voltou à Câmara, ocupando a vaga do ministro da Justiça, Osmar Serraglio.

Requerimento do vereador Raimundo Penha vai regularizar moradias no bairro da Liberdade

É de autoria do vereador Raimundo Penha (PDT), Requerimento 044 / 2017, para a regularização fundiária das moradias do Bairro da Liberdade e região circunvizinhas

Vereador Raimundo Penha em recente reunião com secretário da SEMURH e Paisagem Urbana

O vereador Raimundo Penha esteve na última quarta-feira (17), reunido com o secretário de Urbanismo e Habitação, Leonardo Andrade e o presidente do Instituto Municipal de Paisagem Urbana, Luís Carlos Borralho. O objetivo da reunião foi a Regularização Fundiária do bairro da Liberdade.

O Requerimento de autoria de Penha foi aprovado pela Câmara Municipal de São Luís, no dia 07 de março deste ano.

“A Regularização fundiária é um sonho antigo dos moradores da Liberdade. Já demos passos significativos. Estaremos acompanhando de perto até que que seja concluído todo processo e os títulos estejam nas mãos dos moradores”, disse o vereador.

O secretário da SEMURH, Leonardo Andrade informou que mais uma etapa para regularização foi vencida e a execução do requerimento do vereador está em andamento, as informações já foram repassadas à Secretaria de Patrimônio da União – SPU, para que a SEMURH defina o limite do terreno.

“Já estamos de posse das informações repassadas pela Secretaria de Patrimônio da União – SPU que permite a SEMURH defina o limite do terreno, que é de propriedade da Marinha. Isto possibilita saber na prática quais imóveis, que estão em terreno que pertencem a União e ao Município”, declarou o secretário.

A partir deste processo, os moradores do bairro da Liberdade, terão direito a regularizar a situação imobiliária e finalmente, poderão ter a posse do terreno e de suas casas para realizar financiamentos e melhorias nas condições dos imóveis.

Urgente!!! Advogado da JBS é preso em hotel de São Luís

Advogado do frigorífico JBS, Willer Tomaz, foi preso na manhã desta quinta-feira (18), num hotel na Ponta do Farol, em São Luís

Segundo a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), ele teve a prisão preventiva decretada em virtude da delação de Joesley Batista, um dos sócios da JBS, que foi divulgada na quarta-feira (17), pelo colunista Lauro Jardim, de “O Globo”.

Segundo a comissão de defesa de prerrogativas da OAB no Maranhão (OAB-MA), que acompanha o caso Willer, que é proprietário de um escritório de advocacia em Brasília, afirmou que defende a JBS desde janeiro deste ano.

O advogado Willer Tomaz foi encaminhado para a sede da Polícia Federal (PF), no bairro Cohama, na capital, de onde será levado para Brasília ainda nesta tarde.

Obra do Hospital da Criança em São Luís está em fase de acabamento

O novo Hospital da Criança será referência no atendimento à saúde infantil no Maranhão

Prefeito Edivaldo Holanda Júnior e a Secretária de Saúde, Helena Duailibe vistoriaram obras do Hospital da Criança

Toda a etapa estrutural, relativa à concretagem e edificação do novo Hospital da Criança, já está finalizada. Agora, a obra está seguindo com as etapas de acabamento, como colocação de piso, esquadrias, arremate de paredes, polimentos e pintura, entre outros serviços. As instalações elétrica e hidrossanitária do prédio também já estão implantadas em mais da metade da edificação. O estágio avançado das obras foi constatado em vistoria realizada pelo prefeito Edivaldo na manhã desta quarta-feira (17).

Na oportunidade, o prefeito pediu celeridade na execução dos serviços e reforçou o compromisso de fazer do novo Hospital da Criança uma referência no atendimento à saúde infantil no Maranhão. O projeto é fruto de parceria celebrada entre a Prefeitura de São Luís e o Governo do Estado.

“Os serviços estão a todo vapor, cumprindo o cronograma de trabalho. Muito em breve, entregaremos à população esta importante obra que proporcionará um avanço gigantesco na qualidade do atendimento à saúde infantil em nossa cidade. A estrutura original do hospital tem mais de 20 anos de funcionamento, de modo que temos priorizado a realização desse projeto grandioso para que nossas crianças tenham o atendimento de excelência que merecem”, afirmou Edivaldo.

Acompanhado pelos secretários municipais Antônio Araújo (Obras), Helena Duailibe (Saúde), Lula Fylho (Governo) e de engenheiros responsáveis pelo projeto, o prefeito Edivaldo percorreu todos os setores que já passam por serviços de acabamento, nos quatro andares do novo prédio.

Com as obras de ampliação, o Hospital da Criança vai passar a contar com estrutura moderna, adaptada e eficiente, distribuída em uma área de quatro mil metros quadrados, em quatro andares. “Todas as etapas estão atendendo plenamente ao cronograma inicialmente previsto, de maneira que muito em breve mais uma importante obra de grande alcance social será entregue à população pelo prefeito Edivaldo e pelo governador Flávio Dino”, disse Antônio Araújo.

Segundo a secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe, a meta é mais que dobrar a capacidade de atendimentos realizados na atual unidade. Hoje, o hospital atende uma média de aproximadamente 400 pacientes. Após a reforma, a unidade terá capacidade para atender mais de mil crianças, contribuindo de forma significativa para desafogar outras unidades de atendimento pediátrico da capital.

“Com a ampliação da estrutura física e dos serviços, os pacientes vão poder fazer aqui todos os procedimentos médicos, deste o diagnóstico à cirurgia, não necessitando mais serem levados a outras unidades de saúde para realizar os exames mais complexos ou outros procedimentos. Isso vai nos permitir fazer um acompanhamento integral da criança durante todo o seu tratamento”, observou Helena Duailibe.

A nova estrutura física do Hospital da Criança terá uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com 11 leitos; centro cirúrgico com quatro salas de grande porte; 91 leitos de internação, distribuídos em 25 enfermarias; enfermarias de isolamento, área vermelha e área amarela, lactário, sala de nebulização, laboratório, sala de sutura e sala de coleta.

O novo espaço terá ainda um Centro de Diagnóstico por Imagem com sala de tomografia, salas de ultrassom e outros serviços. O projeto contempla ainda a instalação de dois elevadores para transporte de macas e pacientes, além de farmácias satélite e duas recepções de espera infantil.

Além dos espaços destinados aos pacientes e procedimentos hospitalares, a nova unidade de saúde contará também com ambientes de apoio às unidades funcionais, como arquivo médico, rouparia, sala de espera de pacientes e acompanhantes, sala de preparo de equipamentos e material. Além desses espaços, o hospital ganhará também ambientes para laboratório de revelação de filmes e chapas, sala de laudo, sala de indução anestésica, sala de preparo do paciente e sala de entrevista, entre outros ambientes.

Aécio Neves está afastado do cargo de Senador pelo STF; Prisão é questão de tempo

O Supremo Tribunal Federal – STF determinou o afastamento imediato do senador Aécio Neves (PSDB) do mandato de Senador da República

Senador foi afastado pelo STF, prisão deve ser questão de tempo

O STF determinou o afastamento do senador Aécio Neves do mandato de Senador e do deputado Rocha Loures (PMDB) do mandato de deputado federal. Com relação ao senador Zezé Perrela (PMDB), o mandado é de busca e apreensão.

Agora afastado do cargo de Senador, destino de Aécio Neves será o mesmo de Eduardo Cunha, prisão deve ser questão de tempo.

 O Supremo também autorizou a prisão da irmã do senador, a jornalista Andrea Neves. O mandado é de prisão preventiva, quando não há prazo para a soltura.

Todos os envolvidos foram citados na delação do empresário Joesley Batista, da JBS, fechada com a Procuradoria-Geral da República. Aécio e Rocha Loures foram acusados por ele, de pedirem dinheiro. Os valores foram pagos com notas rastreadas e a entrega foi filmada.

Todas as ações são autorizadas pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo. Endereços de Aécio Neves e Rocha Loures foram alvo de busca e apreensão.

Bomba!!! JBS também doou dinheiro para Flávio Dino em 2014

Empresas alvo na Operação Lava-Jato se revezaram em doações ao então candidato Flávio Dino (PC do B), em 2014 

Direção Estadual/Distrital             71.585.376/0001-53     JBS S/A  02.916.265/0001-60      15/09/14         C65001009210MA000042            R$ 200.000,00        Cheque                 850003                Comitê Financeiro Distrital/Estadual para Governador             20.592.607/0001-15        PC do B               MARANHÃO     

O governador do Maranhão, Flávio Dino também recebeu doação da empresa JBS, por meio do Cheque 85003. Alvo da ‘Operação Carne Fraca’, o grupo repassou o valor de R$ 200 mil ao Comitê Financeiro do então candidato ao governo. O dinheiro foi enviado faltando apenas 15 dias para a eleição, no dia 15 de Setembro de 2014.

O grupo JBS como se sabe agora foi o maior doador de campanhas eleitorais e repassou a partidos políticos e também a candidatos cerca de meio bilhão de reais. As doações eram em caixa dois e registradas na Justiça Eleitoral, como consta na delação premiada do dono da empresa, Joesley Batista.

É incrível como as empresas investigadas na Operação Lava-Jato se revesaram em fazer doações ao governador Flávio Dino, já foram OAS, UTC, Odebrecht e agora, a JBS, na prestação de contas do comunista, figuram ainda como doadoras, mineradoras, distribuidoras de derivados de petróleo e empreiteiras.

Em tempo: Por causa da delação premiada de executivos da Odebrecht o governador do Maranhão é alvo de investigação na Operação Lava-Jato, segundo o delator, José de Carvalho Filho, ele teria recebido dinheiro em forma de Caixa 2 para sua campanha eleitoral.

Residencial Paraíso: Trabalho de River Souza o credencia para a União de Moradores

Comunidade do Residencial Paraíso na Área Itaqui-Bacanga escolherá direção para a União de Moradores; O líder comunitário, River Souza tem um trabalho consolidado na região

No próximo domingo, dia 21, acontecerá a eleição que escolherá a nova diretoria para União de Moradores do Residencial Paraíso, área Itaqui Bacanga, em São Luís. O líder jovem, River Souza, vem desenvolvendo um grande trabalho comunitário no bairro desde 2012, como ações sociais, festa dos dias crianças, natal solidário, além de apoios aos grupos de jovens, eventos esportivos e culturais, o que lhe garante um grande reconhecimento no bairro.

Durante três meses de campanha, a CHAPA 02 tem feito um trabalho de grande mobilização e divulgação no Residencial Paraíso, prestando conta das ações que os membros da chapa já realizaram na comunidade, além de levar as propostas de trabalho para a população ter conhecimento.

As principais propostas da chapa são a construção da sede, pois o bairro depois de 20 anos, ainda não tem uma sede de União de Moradores; trabalhar para erradicar a falta de água na comunidade; e acompanhar junto ao executivo e legislativo a conclusão da obra de revitalização das 19 ruas que precisam se concluídas através do programa Mais Asfalto, além de lutar para o inicio da construção da escola de ensino fundamental, que está destinada ao bairro.

“Queremos que nossa comunidade nos dê uma oportunidade, para juntos construirmos e lutarmos por dias melhores para nossa gente, eu acredito que unidos, podemos fazer muito pelo desenvolvimento do Residencial Paraíso”, destacou River Souza.

Com informações do Blog do John Cutrim

Secretário Felipe Camarão acorde pra vida!!! Estudantes sofrem arrastão dentro da Escola de Ensino Médio do Estado!!!

Hoje (17), à noite houve um arrastão dentro da Escola de Ensino Médio Gonçalves Dias, fontes contam que dois bandidos não identificados, com o blusão da escola entraram armados no colégio e renderam professores e estudantes, dentro das dependências da escola que se localiza na avenida Kennedy.
Os estudantes ainda denunciam que na escola não existe segurança armada.


A insegurança é tão grande que vários alunos com medo de outros casos, já afirmaram que não irão mais pra escola, pois tá muito complicado estudar nessas condições, a educação do estado está na “UTI”.


O complicado disso tudo é que o Secretário postulante à deputado não está preocupado com a educação e sim de concorrer a eleição de 2018 e garantir uma vaguinha no parlamento estadual ou federal.
O fato é que se já não é um bom gestor de educação, como será na cadeira de deputado ???