Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Saúde: Helena Duailibe finaliza a construção de mais três unidades descentralizadas do SAMU


Agilizar os atendimentos em emergência de saúde, facilitar o acesso da população e melhorar a qualidade dos serviços na área. Com este objetivo, a Prefeitura de São Luís prossegue com o programa de ampliação da rede de atendimento de urgência e emergência e finalizou a construção de mais três bases descentralizadas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). As unidades vão funcionar nos bairros da Cidade Olímpica, Vicente Fialho e Anjo da Guarda e contam com estrutura adequada às atividades, equipamentos modernos e profissionais com formação específica.

A implantação das unidades faz parte do conjunto de ações voltadas para a reestruturação do Samu, que vem sendo promovido pelo prefeito Edivaldo. Com estas três, passam a somar cinco bases descentralizadas. As demais estão localizadas nos bairros São Bernardo e Maracanã. Há ainda a unidade central, sediada no Filipinho. O objetivo, ao descentralizar o serviço, é aproximar o serviço dos pontos de ocorrência, agilizando assim o atendimento do Samu à população.

“A criação das bases descentralizadas do Samu é parte das políticas públicas municipais voltadas para a área da saúde implementadas na nossa gestão. Elas vão melhorar a qualidade do atendimento no setor, as condições de trabalho dos profissionais e agilizar os serviços disponibilizados à população. Sem dúvida, vamos proporcionar mais agilidade aos atendimentos por meio de uma melhor dinâmica do serviço”, destacou o prefeito Edivaldo.

A secretária municipal de Saúde (Semus), Helena Duailibe, destaca que a principal vantagem destas bases descentralizadas é a maior agilidade e diminuição do tempo-resposta no atendimento às demandas. “A descentralização deste serviço vai tornar mais ágil e qualificado o atendimento de urgência e emergência móvel e contribuir para um serviço mais eficiente à população. Estas bases foram instaladas em pontos bastante estratégicos, onde se concentram demandas de áreas adjacentes. Para o profissional, a mudança também é positiva, uma vez que as bases oferecem mais conforto, comodidade e qualidade de trabalho, por ser espaço adequado com áreas para descanso”, enfatizou a titular da Semus.

A estruturação física dos prédios destina espaços adequados para alimentação, troca de material, descanso e até atividades de lazer dos profissionais, que podem usá-lo quando não estiverem em atendimento. Outro benefício apontado pelo diretor administrativo do órgão, Jonatas Fernando de Souza Ribeiro, é a ampliação dos serviços a partir destas novas bases. “Isso representa ainda um ganho importante para a população, pois garante o atendimento urgente aos casos agudos de natureza clínica, obstétrica, traumática, pediátrica e psiquiátrica”, informa o diretor administrativo.

As bases são compostas por salas de administrativo, de repouso masculino e feminino, copa, área de estar, almoxarifado, depósito de materiais de limpeza, banheiros externos e cobertura para duas ou três ambulâncias. As unidades vão prestar suporte básico de vida atendendo com equipe de técnicos socorristas e condutor socorrista. O Samu atende pelo número 192.

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Escândalo!!! Advogado representa contra Josimar de Maranhãozinho e faz graves denúncias

O advogado Renato Coêlho Cunha, representou contra o deputado Josimar de Maranhãozinho (PR), na Ordem dos Advogados do Brasil com graves denúncias, uso de laranjas, empresas fantasmas, maquinário da prefeitura de Zé Doca, dentre outros  

Nesta imagem na Assembleia Legislativa, o deputado Josimar lembrou muito o ex-deputado Francisco Caíca

A Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, acolheu representação formalizada, no 25 de abril, ou seja, na última terça-feira, pelo advogado Renato Coelho Cunha, contra o deputado estadual Josimar de Maranhãozinho, afim de que seja garantida as prerrogativas profissionais do advogado. Na Representação, o advogado fez graves e sérias denúncias contra o deputado do Partido da República. 

Na Representação, o advogado afirma que o deputado estadual utiliza empresas de laranjas, como do aliado Fernando Braga, que é nada menos do que esposo da Secretária Municipal de Zé Doca, município que é comandado pela irmã do deputado, Josinha Cunha, também do Partido da República. 

O advogado afirmou também que maquinários que são alugados para as prefeituras são de propriedade do deputado estadual, contudo, não está em nome do deputado, e encontra-se em nome de laranjas ligados ao deputado Josimar.

Renato Coelho afirma ainda, que um terreno registrado no Cartório, em nome de Letícia  do Nascimento Coelho Cunha, Lavrado no Livro 02, sob Registro Geral de Imóveis, após o deputado ameaçar que após o período das eleições iria mandar passar as “maquinas” por cima da construção do “Projeto Zé Doca Cultural” que estava em fase de construção – Dito e feito, após as eleições maquinários pertencentes a um vereador aliado de Josimar, Antônio Maia Pereira e que teria máquinas alugadas ao município.

Renato Coelho declarou que maquinários pesados realizaram a demolição da obra, que seriam 2 Pás carregadeiras de Marca Komatsu, que na verdade, pertenceriam ao deputado Josimar, contudo, na petição, ele afirma que o maquinário não está em nome do deputado, e sim em nome de outrem.

A prefeitura municipal de Zé Doca, alega que o maquinário fora contratado e alugado pelo município para realizar a demolição. 

Segundo o advogado, a vingança anunciada pelo deputado Maranhãozinho, foi um aviso para quem ousar propor qualquer ação como parte, ou subscrever como advogado, qualquer ação contra o municipio, contra o próprio deputado, a Josinha Cunha ou contra algum deles.

O Blog recebeu farta documentação que põe o deputado Josimar Cunha em um esquema de obras viciadas, licitações fraudadas, empresas fantasmas e empresários “laranjas”.

Tudo será denunciado, com provas, após o feriado prolongado. Continua… 

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Federação Maranhense de Futebol é a mais corrupta do Brasil

FMF chegou a publicar no Site da entidade que o Moto Club de São Luís jogaria com vantagem na decisão da Semi-final do Campeonato Maranhense e depois “intefrotou” o regulamento de outra maneira

Presidente da FMF Antônio Américo

Depois de patrocinar a maior lambança do futebol brasileiro em 2017, a Federação Maranhense de Futebol entre idas e vindas, já remarcou a decisão do campeonato maranhense, a não ser que ela já saiba o resultado da decisão do Tribunal de Justiça Desportiva – TJD.

As duas interpretações do Regulamento do Campeonato Maranhense e a suspensão do campeonato em decisão tomada na última sexta-feira (21), e agora a remarcação da final do segundo turno é a prova inconteste da incompetência administrava da atual diretoria da Federação Maranhense de Futebol (FMF), que tem à frente o presidente Antônio Américo Lobato Gonçalves.

O Moto Club pediu ao TJD que desconsiderasse a vantagem dada ao Sampaio Corrêa na partida semifinal do 2º turno, pela lógica natural do futebol mundial, o Moto ficou em 1º lugar no grupo B do segundo turno; o Sampaio em segundo no grupo A. Acontece que a FMF, após garantir que a vantagem do empate seria do rubro-negro, “interfrotou” o regulamento de outra maneira, sabe-se Deus como e numa “VIRADA DE MESA” classificou o Sampaio Corrêa para a final do campeonato.

O confronto entre Moto Club X Sampaio Corrêa, na Semi-final do 2º turno  terminou em 2X2, e a federação classificou o tricolor.  

O Papão do Norte somou 10 pontos no 1º turno; já a Bolívia Querida, apenas 6.

No segundo turno o Moto somou 6 e o Sampaio 8.

No total, o Moto Club fez 16 pontos e o Sampaio, 14.

Apenas na “interfrotação” da Federação Maranhense de Futebol – FMF, o Sampaio Corrêa jogaria pela vantagem, em lugar nenhum do ‘Planeta Futebol’, o segundo lugar de um grupo, jogaria pelo empate contra o primeiro lugar de outro grupo.

As torcidas organizadas do Moto Club pretendem fazer uma grande manifestação na próxima terça-feira (2), na porta da Federação Maranhense de Futebol e se forem todas a organizadas o centro da cidade será palco de mais uma manifestação.

 

 

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

São Luís sem ônibus, sem bancos e tudo fechado amanhã

Greve Geral foi aderida pelo Sindicato dos Rodoviários, Bancários, servidores públicos e demais sindicatos 

Vários sindicatos e categorias de trabalhadores vão cruzar os braços amanhã, 28. Exemplo maior vem do Sindicato dos Rodoviários de São Luís que vão paralisar o sistema das 00:00 até as 16 horas. A confirmação veio do presidente do Sindicato dos Rodoviários, Isaías Castelo Branco, que a categoria aderiu ao movimento nacional.

Os usuários do transporte público que utilizam para o trabalho, escola e dentre outros, devem ficar atentos para evitar transtornos.

As centrais sindicais organizaram uma paralisação nacional em protesto às reformas trabalhista e da previdência e contra a lei da terceirização, em São Luís, o palco será na Praça Deodoro.

Em Nota, o Sindicato dos Bancários informa à população que a categoria dos trabalhadores aderiu à Greve Nacional, O SEEB-MA ressalta, por exemplo, que ameaçar cortar o ponto daqueles que aderirem ao movimento significa atentar contra o Direito de Greve. O artigo 9º, da Constituição Federal, é claro ao consagrar que “é assegurado o direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender”.

Vale ressaltar, ainda, que os vigilantes maranhenses também aderiram à Greve Geral, o que impede a abertura das agências bancárias, nos termos da Lei Federal nº 7.102/83.

Logo, não caia na conversa dos banqueiros, grandes beneficiários das reformas do Governo Temer. Os patrões farão de tudo para intimidar os trabalhadores, mas não recuaremos na luta pela Previdência Pública e por nenhum direito a menos!

O SEEB-MA tranquiliza a categoria, informando que tomará as medidas judiciais cabíveis, caso os bancos afrontem o Direito de Greve, retaliando os bancários. Por isso, não ceda à pressão dos bancos. Dia 28 de abril, é dia de greve, é dia de parar o Brasil, contra a terceirização sem limites e contra as reformas da Previdência e Trabalhista! Bancário, participe! 

Outros serviços devem ser afetados em virtude da Greve Geral. Em São Luís, várias categorias já aderiram às manifestações. Ao longo de todo o dia de hoje (27), outros sindicatos e categorias realizarão assembleias ao para deliberar a participação.

Como a Reforma foi aprovada ontem (26), na Câmara dos deputados, tudo indica que esta paralisação nacional perdure além do dia 28.

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

Beto Castro solicita a urgente limpeza e recuperação das galerias do bairro da Areinha


O jovem atuante Vereador, solicitou no seu requerimento 2017/199, a urgente recuperação e limpeza das galerias do bairro da Areinha.


Galerias que nunca foram feitas as adequações solúveis e devidas , mais com o requerimento de Castro isso irá mudar a vida de inúmeras famílias e não servirão mais só para acumular lixo, com isso irá trazer uma vida mas saudável para as pessoas que moram ali em volta, diminuindo doenças e dando qualidade de vida aos moradores do bairro da Areinha.

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais

A partir de agora, TODOS os brasileiros são iguais perante a lei

Por 76 votos e nenhum contrário, o Senado aprovou agora o fim do foro privilegiado, a partir de agora, todos são iguais perante as leis

Presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira

Os 76 senadores presentes no Senado Federal fizeram mais um aceno à insatisfação do povo brasileiro com a classe política, e aprovaram por unanimidade a Proposta de Emenda à Constituição – PEC 10 / 2013, que extingue o foro por prerrogativa de função, também conhecido como foro privilegiado para julgamento de parlamentares e membros do Executivo.

A partir de agora todos serão julgados em primeira instância nos Estados onde os eventuais crimes ocorreram.

Pela lei que vigora atualmente, políticos como senadores, deputados federais e ministros têm direito a ser investigados e julgados apenas na esfera do Supremo Tribunal Federal (STF). No caso dos governadores, o foro é o Superior Tribunal de Justiça (STJ). Prefeitos, por sua vez, são julgados por Tribunais de Justiça.

Na proposta aprovada, as autoridades deverão ser julgadas pela primeira instância no estado onde o eventual crime houver ocorrido, e não mais em tribunais superiores. O projeto estabelece uma exceção para os presidentes da República, da Câmara, do Senado e do Supremo Tribunal Federal.

Minutos antes, os parlamentares haviam aprovado um projeto de lei que pune os abusos praticados por autoridades.

 

 

Curta e Compartilhe nas Redes Sociais