Blog do Filipe Mota - Notícias de última hora

Agora lascou!!! “Muriçoca” transmite a zika e a prevenção precisa ser radical

Muriçoca

A bióloga Constância Ayres, da Fiocruz em Pernambuco, fez uma descoberta inédita que tem o potencial de proporcionar um salto no conhecimento dos cientistas sobre o vírus Zika, e mudar radicalmente a estratégia brasileira de prevenção dele. Ayres conseguiu encontrar, pela primeira vez, pernilongos carregando o vírus na natureza.

Na quinta-feira, a Fiocruz anunciou oficialmente que o mosquito “Culex quinquefasciatus”, conhecido como muriçoca ou pernilongo doméstico, também pode transmitir o vírus que causa microcefalia e malformações em bebês.

Até então, cientistas acreditavam que o mosquito “Aedes aegypti” era o principal vetor do vírus no Brasil. Agora, de acordo com Ayres, os cientistas precisam determinar qual das duas espécies é a mais importante na epidemia de Zika no Brasil.

Durante o anúncio, a Fiocruz afirmou que, até que se compreenda a importância do pernilongo na epidemia, a política de controle da Zika continuará focada no Aedes aegypti.

Mas dependendo dos resultados, seria necessária uma “mudança radical” na atual estratégia atual de controle da epidemia, afirma a pesquisadora. “Não existem estratégias de controle do Culex no Brasil. Isso vai ter de mudar radicalmente”, diz.

Em entrevista à BBC Brasil, Ayres esclareceu a dúvidas sobre o andamento da pesquisa e as implicações de sua descoberta.

  1. Como determinou-se que o pernilongo pode transmitir o vírus Zika?

A pesquisa analisou 500 pernilongos capturados na Região Metropolitana do Recife. Eles foram obtidos em locais onde havia casos notificados de Zika, segundo Ayres, para aumentar a possibilidade de se encontrar o vírus no ambiente.

Os pernilongos foram divididos em 80 grupos, e o vírus foi encontrado em três deles. Em dois destes grupos, de acordo com a Fiocruz, os mosquitos não estavam alimentados. Isso demonstra “que o vírus estava disseminado no organismo do inseto e não (foi contraído) em uma alimentação recente num hospedeiro infectado”.

No laboratório, a equipe de Ayres alimentou os mosquitos com uma mistura de sangue e vírus, para entender como o Zika se replica dentro dos insetos.

Em seguida, os pesquisadores investigaram o intestino e a glândula salivar dos mosquitos. Se o pernilongo não fosse vetor, seu intestino bloquearia o desenvolvimento do vírus dentro do organismo.

Mas, se o vírus conseguisse se replicar, ele chegaria até a glândula salivar do Culexe poderia ser transmitido para humanos durante a picada.

Dessa forma, a equipe de Ayres confirmou que o Culex pode carregar o vírus em seu organismo. Amostras da saliva dos pernilongos infectados foram analisadas, e continham quantidades de vírus semelhantes às encontradas na saliva do Aedes aegypti.

Segundo Ayres, outra descoberta da Fiocruz Pernambuco dá força à hipótese: um grupo de pesquisa percebeu que a distribuição geográfica da filariose (elefantíase) e do Zika vírus em Recife é muito semelhante.

Em Recife, o Culex quinquefasciatus é o único mosquito que transmite o parasita que causa a elefantíase. “Somos a única área do Brasil endêmica para essa doença”, explica a bióloga.

“Cerca de 85% das mães que tiveram bebês com microcefalia por causa do Zika estão em áreas muito precárias, sem saneamento básico, onde ocorre mais a filariose. Isso pode explicar a participação do Culex na transmissão da Zika e dar suporte à nossa hipótese.”

“O Aedes aegypti, por outro lado, está mais distribuído na cidade. Vemos que a dengue é uma doença bem democrática, não está só em áreas precárias”, afirma.

  1. O pernilongo também pode ser vetor de transmissão de Dengue e Chikungunya?

De acordo com a Fiocruz, a pesquisa deu prioridade ao vírus Zika por causa da epidemia da doença no Brasil e sua ligação com a microcefalia.

Apesar da epidemia de chikungunya, que também atinge principalmente Estados do Nordeste, ainda não se sabe se esta doença também pode ser transmitida pelo Culex.

Ayres afirma que o vírus da dengue já foi encontrado em pernilongos coletados em campo, mas ainda não se confirmou se ele pode ser seu vetor.

  1. Quais são os próximos passos da pesquisa?

Segundo Ayres, sua equipe agora investigará qual é exatamente a capacidade vetorial do Culex, ou seja, quão eficiente ele é para carregar e transmitir o vírus. “Já sabemos que a taxa de infecção natural do Culex é semelhante à do Aedes aegypti, mas isso envolve outros aspectos biológicos do mosquito na natureza: o tamanho da sua população, a longevidade dessas espécies, o número de picadas que dão no homem, se preferem se alimentar do sangue humano ou não”, afirma.

“Quando tivermos essas informações, poderemos saber qual das duas espécies tem maior importância na transmissão do Zika”

De acordo com a bióloga, a população de pernilongo em Recife é 20 vezes maior que a do Aedes aegypti. Mas, apesar desta vantagem populacional do Culex, o Aedes pica mais vezes uma pessoa para se alimentar.

É necessário entender, por exemplo, se picar várias vezes faz do Aedes vetor mais competente de transmissão do vírus. A equipe pernambucana também investiga a possibilidade de a fêmea do pernilongo transmitir o vírus para sua prole ainda nos ovos.

“Coletamos os ovos dos mosquitos infectados, as larvas eclodiram, deixamos crescer até virarem adultos e congelamos o material. Vamos analisá-lo”, explica Ayres.

“Se conseguirmos detectar o Zika, significa que eles contraíram o vírus da mãe. Isso tem importância epidemiológica, porque é mais uma forma de o vírus se manter presente na natureza. Ele poderia permanecer no ambiente sem necessariamente ter de passar por humanos”

No ciclo de transmissão de doenças como o Zika, o Aedes aegypti pica uma pessoa doente, se infecta e leva o vírus para outras pessoas. Ele não transmite o Zika, até onde se sabe, a seus ovos.

  1. Se o pernilongo for o principal transmissor, qual seria o impacto desta descoberta?

Para Ayres, isso significaria a necessidade de alterar a estratégia atual de controle da epidemia de Zika, completamente focada no controle da população do Aedes aegypti.

“Não existem estratégias de controle do Culex no Brasil. Isso vai ter de mudar radicalmente, e é por isso que as autoridades exigem muita cautela e mais comprovação. É natural que seja assim”, diz.

O pernilongo tem hábitos diferentes do Aedes aegypti. É mais ativo à noite, por exemplo, o que tornaria importante a proteção com repelentes e roupas compridas também neste horário, especialmente para gestantes.

Ele também prefere colocar seus ovos em locais extremamente poluídos como esgotos, fossas e canaletas, o que, segundo a pesquisadora, tornaria as medidas de saneamento básico ainda mais “urgentes” para evitar novos casos de Zika e microcefalia em bairros mais precários.

“O saneamento básico não erradicará o mosquito, mas vai ajudar no seu controle populacional. As medidas de saneamento ajudam a manter o mosquito em um nível no qual não teremos grande epidemia, apenas casos esporádicos da doença”

  1. A descoberta do Culex como vetor do Zika é preocupante para outros países do mundo?

De acordo com a bióloga, o Culex quinquefasciatus está presente em todas as áreas urbanas de regiões tropicais, subtropicais e temperadas – de clima mais frio, como países do Norte da Europa, Canadá e Austrália. Já o Aedes aegypti fica restrito às regiões tropicais e subtropicais.

Ela esclarece, no entanto, que mostrar a capacidade do Culex de transmitir Zika no Brasil não significa que o mesmo ocorreria, por exemplo, nos Estados Unidos.

“Existe a possibilidade, mas cada população deve ser investigada, principalmente porque o Culex quinquefasciatus, que é o que temos no Brasil, é parte de um complexo de espécies”, diz.

“Nos Estados Unidos existem outras subformas dessa espécie de mosquito. E não sabemos ainda se a competência vetorial de todas as espécies é a mesma”

 

Escândalo: MP diz que superintendente da EBC é investigado em inquérito

Assis Filho

A Associação dos Membros do Ministério Público do Maranhão – AMPEM, emitiu uma nota de repúdio contra o superintendente da Empresa Brasil de Comunicação – EBC, no Maranhão, Assis Filho presidente Nacional da Juventude do PMDB. Assinada pelo presidente da entidade da classe que congrega promotores e procuradores de justiça do Estado, Társio José Souza Bonfim, a nota manisfesta incondicional apoio à conduta praticada pelo promotor Francisco Thiago da Silva Rabelo, titular da Comarca de Pio XII.

Segundo a nota de repúdio da AMPEM, a investigação do promotor versa sobre atos que em tese podem configurar improbidade administrativa e ou, ilícito de natureza penal, e que o promotor da cidade requereu seguindo a legislação constitucional e legal afeita ao caso. Ainda segundo a nota, Francisco de Assis Filho é um dos investigados.

De acordo com o promotor de justiça Francisco Thiago da Silva Rabelo, titular da Comarca de Pio XII, o Inquérito Civil n° 007/2016 já tem mais de 40 pessoas investigadas por suspeita de serem funcionários fantasmas do Município. Vários deles são parentes e aliados do prefeito Paulo Veloso e de secretários municipais, com cargos de assessores e salários de cerca de R$ 4 mil.

O promotor destacou a importância do trabalho realizado em Pio XII. “Estamos em um município muito pobre, com baixo IDH. Uma situação como essa causa prejuízos graves aos cofres municipais”, avaliou.

Assis 1 Assis 2 Assis 3

Pesquisa Econométrica: Wellington do Curso vence qualquer candidato no 2º turno

Segundo levantamentos realizados pela Pesquisa Econométrica entre os dias 14 e 16 deste mês de julho, ouvindo 985 pessoas, quem se saiu mais uma vez muito bem nos cenários foi o pré-candidato Wellington do Curso (PP), no cada mais vez certo segundo turno na capital ludovicense, Wellington venceria qualquer um dos candidatos, seja Eliziane Gama (PPS) ou Edivaldo Júnior (PDT).

Num primeiro cenário de 2º turno, Wellington do Curso venceria o atual prefeito com margem significativa de quase 6% à frente do candidato pedetista. Wellington teria 37,4% contra 31,6% dados para Edivaldo.

Econo 1

Em outro cenário, desta vez entre Eliziane e o atual gestor, a pesquisa mostra que a disputa seria mais acirrada. Eliziane venceria Edivaldo com uma pequena diferença de de apenas 1,4%, os dados mostram que a candidata pepessista teria 33,7% contra 32,3% de Edivaldo Júnior.

Econo 2

Num ultimo cenário, desta vez entre Wellington do Curso e Eliziane Gama, o candidato progressista também venceria, as pesquisas apontam que ele teria 35% dos votos, contra 32,6%, de Gama. Wellington venceria Eliziane com uma diferença de 2,4%.

Econo 3

Faltando 11 dias para o término das convenções partidárias que escolherão os candidatos e 69, para o dia da eleição, os números estão aí para quem quiser ver e entender.

Pesquisa tenta colocar chifre em jumento: Holandinha perde para qualquer um no 1º Turno

edivaldo-holanda-junior-flavio-dino

Pesquisa contratada pelo Blog do Luís Cardoso, mesmo mostrando que o prefeito teve um “ligeiro aumento”, ainda sinaliza alta taxa de rejeição popular. A Econométrica tratou de “levantar dados” do eleitorado, contrariando todas as outras pesquisas até agora encomendadas.

Aliados de Edivaldo Holanda Júnior (PDT) tentam a todo custo, oxigenar a candidatura à reeleição do atual gestor, e às vésperas da convenção, marcada para o próximo sábado, (30), temem uma debandada de partidos ainda não consolidados ou ainda não acordados.

Agora, os próprios aliados já contrataram outro instituto de pesquisa para “maquiar” ainda os dados e tentar enganar o eleitor ludovicense, como tem feito nestes últimos 3 anos e meio. O instituto da vez é o Data M (entira).

A população de São Luís já sabe que os que não fizeram em quase quatro anos, com certeza não farão em mais quatro.

 

Perseguição Política em Mirinzal Prefeito Amaury Ribeiro reduz em quase 30% repasse ao Legislativo Municipal

image

Com a proximidade do pleito eleitoral, marcado para o próximo dia 02 de outubro, onde milhares de cidadãos estarão elegendo os seus representantes para os cargos de prefeito e vereadores, os atuais detentores de cargos eletivos, na ânsia de manter o status quo, estão cometendo os piores absurdos e administrando a coisa pública como se fosse o quintal da própria casa.
Nas próximas horas, no pequeno município de Mirinzal, na baixada maranhense, o prefeito Amaury Almeida(PDT) deverá ser apontado como autoridade coatora, no Mandado de Segurança que será impetrado pela Procuradoria da Câmara Municipal, objetivando a complementação do repasse garantido por lei ao Poder Legislativo.

De acordo com o presidente da CM, o vereador Wanderson Ribeiro(PROS), a usurpação do repasse em quase 30% foi motivada pelo rompimento entre o presidente e o prefeito, ocorrido há pouco mais de 15 dias.
“Constitucionalmente, como em Mirinzal temos menos de 100 mil habitantes, o repasse deve ser de 5% da receita municipal, no entanto, sem nenhuma explicação e com disparidade entre a base de cálculo existente e os dados apresentados pelo próprio prefeito, ele(prefeito) reduziu o nosso repasse em mais de R$14.000(quatorze mil) reais, incorrendo assim em crime de improbidade administrativa, e o que é pior, como se ainda tivéssemos na chamada era coronelista, pelo simples fato de não mais coaduna com a cartilha rezada por ele”, disse indignado o presidente.

Diante de uma situação bastante delicada, para conseguir administrar a Casa Política, Wanderson relatou que foi necessário o corte de várias despesas, inclusive redução de salários.

“Há tempos estamos atravessando uma situação difícil. Para manter a folha em dia, tivemos que reduzir o salário do nosso contador, procurador, tesoureiro, inclusive, dos próprios vereadores, e agora o prefeito se acha no direito de cometer tamanha arbitrariedade. O que é isso? Em que País estamos? Onde estão as autoridades constituídas? Cadê a independência entre os Poderes? Cadê o Ministério Público? Eu cansei de tantas arbitrariedades. Cansei de vê armações, perseguições e maracutaias. Não tenham dúvida que vamos rechaçar tamanha ilegalidade”, finalizou Wanderson.

Até o fechamento desta matéria, por inúmeras vezes tentamos contato com o prefeito Amaury Almeida, através do fone 98/33991456, mas este não foi encontrado para falar sobre o assunto.

 

SMTT lançará o cartão criança e o aplicativo de GPS de ônibus

O titular desse blog em entrevista com o secretário da SMTT Francisco Canindé Barros viu de primeira mão o aplicativo dos ônibus de São Luis que está em fase de teste, confesso que fiquei entusiasmado e achei muito legal o sistema e seus comandos.

O sistema funciona mais ou menos assim; Mostra a sua localização, com isso você tem informações da parada mais próxima do coletivo, informa também a localização e a rota do ônibus desejado, quantos minutos o ônibus desejado chegará na parada que a pessoa está localizada e algumas coisas mais.

Sobre o CARTÃO CRIANÇA projeto de autoria do Vereador Ivaldo Rodrigues que traz dignidade a crianças de 0 a 7 anos, no momento está em fase de formatação e  no começo de agosto irá ser colocado em ação.

image

Ludovicense preso por terrorismo é chefe da Sociedade Islâmica

 ZaidZaid Mohammad Abdul-Rahman Duarte nasceu Marcos Mário Duarte em maio de 1974, em São Luis, Capital do estado do Maranhão. Convertido ao islamismo há treze anos, ele vive em Amparo (SP) e se declara idealizador, fundador, vice-presidente e Emir da Sociedade Islâmica do Maranhão.

Ele assina um blog (em que preferimos não divulgar o endereço), cuja imagem principal diz, em inglês: “você está entrando em uma zona controlada pela Sharia. Regras islâmicas aplicadas”. A Sharia é o conjunto de leis que rege o islamismo.

Zaid Duarte 2

Em postagens no blog, Zaid Duarte publica textos de apologia ao Estado Islâmico e ao anti-americanismo. “Eu não sou o primeiro nem o único nem o último muçulmano vivendo num país ocidental vítima de todo tipo de má sorte imposta pela propaganda guerreirista que a mídia sensacionalista pró-guerra sangrenta americana vem travando contra a religião de Allah”, escreveu Zaid Duarte em uma postagem em novembro de 2015.

Zaid Duarte

PRISÕES 

O grupo de brasileiros alvo da Operação Hashtag da Polícia Federal, que prendeu dez pessoas sob suspeita de tramar ataques terroristas durante a Olimpíada, inclui catorze nomes – alguns deles adotaram nomes árabes ou falsos para se comunicar nas redes sociais: Alisson Luan de Oliveira, Antonio Andrade dos Santos Junior (Antonio Ahmed Andrade), Daniel Freitas Baltazar (Caio Pereira), Hortencio Yoshitake (Teo Yoshi), Israel Pedra Mesquita, Leandro França de Oliveira, Leonid El Kadri de Melo (Abu Khalled), Levi Ribeiro Fernandes de Jesus (Muhammad Ali Huraia), Marco Mario Duarte (Zaid Duarte), Matheus Barbosa e Silva (Ismail Abdul-Jabbar Al-Brazili), Mohamad Mounir Zakaria (Zakaria Mounir), Oziris Moris Lundi dos Santos Azevedo (Ali Lundi), Valdir Pereira da Rocha (Valdir Mahmoud) e Vitor Barbosa Magalhães (Vitor Abdullah). Da lista, dois suspeitos foram conduzidos coercitivamente para depor e outros dois estão foragidos. El Kadri e Pereira da Rocha já foram condenados por homicídio.